A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

04/08/2014

E SE OUVÍSSEMOS COSME DAMIÃO ?

04/08/2014 + 5 Comentários API
Quando as coisas não correm a contento, como é o caso actualmente, procuro sempre recorrer às origens mais emblemáticas e bem sucedidas no Benfica para tentar perceber porque estamos a atravessar momentos como este.
Se alguém terá sempre uma palavra, ou uma história suficientemente marcante para me fazer entender é Cosme Damião. Por isso hoje o meu artigo de opinião, não por preguiça, mas pela força inigualável do legado deste Homem ímpar, é uma transcrição do seu livro "Apontamentos e Recortes sobre Football Association" de 1925.

                                                 
Diz-nos Cosme:
Nas págs. 19,20 e 21.

"- O êxito de um Clube está na coesão e uniformidade dos elementos que o defendem. O triunfo do ideal que se defende está na unidade de pensamento e de acção que os inspira e guia. 
    Jamais instituição alguma progredirá quando minada pela incoerência, indisciplina,mesquinhice de interesses,diversidade de pensamentos ou anarquia na acção. Tais corporações atléticas estão destinadas a fatalmente a desaparecer,pois serão vitimas de seus próprios erros e prontamente se afundam e desaparecem, sem deixar vestígios de vida de clube prestigiosos, se as intrigas internas, chegam a sobressair, ou sentir-se fortes.
    Consulte-se a história dos grandes centros atléticos desaparecidos   e verificar-se-à a verdade destas afirmações. É uma lei humana e sociológica, que rege a vida dos clubes. Infringindo os seus preceitos, a dissolução é o castigo, mas tendo-os sempre presentes, o triunfo é a recompensa.
    As nossas associações mais importantes devem os seus melhores triunfos à coesão e à disciplina dos seus sócios. A disciplina é necessária e indispensável para os clubes organizados, pois ela é a norma de conduta para uma prova desportiva,sã, laboriosa e fecunda e sem ela, todo o empreendimento se torna impossível. São muitas vezes a causa da desorganização de um clube, aqueles que se pretendem elevar a grande altura, que se querem proclamar quase ditadores, contra o espírito colectivista dos associados e que vêem a crítica e as observações de qualquer sócio através do prisma do seu amor próprio e com um pensamento que crêem justo e racional,a primeira coisa que lhes ocorre é fazê-lo valer, impondo-o à instituição.




   Todo o sócio de um clube que o queira dirigir, tem o dever iniludível de vigiar o fiel cumprimento dos estatutos e regulamentos, pois estes têem direitos e deveres que implicam uma disciplina,e, quem os quiser fazer respeitar, deve começar por respeitá-los.

   Os dirigentes a quem se confia a boa marcha de uma associação,têem que cumprir estritamente as decisões da maioria dos seus eleitores, pois não é indisciplinando-se contra a vontade da maioria, que se consegue fazer triunfar a razão e a justiça.





   O interesse e a boa crítica, são dentro do clube, as forças morais, mas estas não se devem converter em instrumentos de imposição ou predomínio, porque se tornarão antipáticas, perigosas e até mesmo prejudiciais. Quando nos associamos a um clube não deve ser com o fito de destacarmos a nossa personalidade,mas sim para defender  os seus interesses sacrificando muito o nosso amor próprio e sempre o "eu" pessoal"


Para ler e reler. É na fonte que estará sempre a solução. Obrigado grande Cosme Damião.


António Melo
5 comentários
comentários
  1. Esta dignidade moral morreu em 2009 com a vergonha que foram aquelas eleições e a mudança tirânica de estatutos proporcionada por este presidente.

    Grandes homens conseguem ver para lá do seu tempo, e, o fundador do SL Benfica como grande homem que foi, temia isto mesmo, a vontade de um sobrepões-se a dos outros, tudo o que não representam os princípios fundadores deste clube que amamos.

    ResponderEliminar
  2. Onde posso consultar o livro?

    ResponderEliminar
  3. Este artigo tinha-me escapado. Notável. Também gostaria de ler este livro. Presumo que será excessivo pensar que a actual Direcção poderá ter interesse em fazer uma edição moderna deste livro. Mas que ele é de grande interesse para qualquer Benfiquista que se preze lá isso é. As verdades e a lucidez da maior figura do nosso clube.

    Saudações Benfiquistas
    VJC

    ResponderEliminar
  4. Caro Alberto,

    Lá me aproveitei novamente do arquivo do seu blog, para fundamentar um artigo no meu.

    http://aocolinhodoisaias.blogs.sapo.pt/o-complexo-de-messias-e-a-codependencia-4108

    Uma vez mais, espero que não se importe.

    Abraço Benfiquista,
    Isaías

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail