O Benfiquismo é Assim | Em Defesa do Benfica -->
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

21/11/2020

O Benfiquismo é Assim

21/11/2020 15 Comentários

INEXCEDÍVEL E DE PARTILHA. 



Há dois dias fiquei incrédulo. Um leitor deste blogue enviou-me a digitalização da História do Clube, publicada aquando das Bodas de Ouro, em 1954, do Sport Lisboa e Benfica. Em termos digitais esta é uma história do Clube tripartida: Mário de Oliveira/Rebelo da Silva/Miguel Amaral.


EIS AQUI A MONUMENTAL HISTÓRIA DOS PRIMEIROS CINQUENTA ANOS DO GLORIOSO

Link do PDF para transferir para o seu computador


Há muito que se encontra esgotada e é uma obra monumental

Elaborada por dois Benfiquistas, à sua custa (foi edição de autor) publicada em fascículos mensais depois encadernados - capas também vendidas - após cada série de fascículos - eu ainda consegui comprar no início dos anos 80 numa livraria localizada na avenida da Igreja, talvez com o nome de "Multinova". Ou seja, uma parte dos fascículos encadernados em dois volumes sobreviveu-lhes. Para grandeza do Clube e deleite dos Benfiquistas.

 

Aquando da criação do Centro de Documentação do Benfica

Proposto aqui por quem está a escrever este texto, numa reunião, em Abril ou Maio de 2009 (antes da campanha eleitoral para 2009, pois a criação de um Museu faria parte do programa de Luís Filipe Vieira), estando presentes entre outros Domingos Soares de Oliveira, Alcino António e António Ferreira. Indiquei que um Centro de Documentação seria fundamental para a ideia de se construir o Museu, podendo ter várias funções. Uma das valências que indiquei foi disponibilizar documentação que se iria digitalizar "não classificada", ou seja, publicações que são públicas como jornais, livros, "Relatórios e Contas", várias revisões dos Estatutos e Regulamentos Gerais, por exemplo, aos associados. Nunca o quiseram fazer. O objectivo da minha proposta era reunir documentação, preservá-la, mas também dar a conhecer a grandeza do Clube, facilitar as pesquisas a quem as quisesse fazer e respeitar os associados pois se estes pagam devem ter direito a ter acesso (e facilitado) a documentação do Clube que está disponível noutros locais, como Bibliotecas e Hemerotecas. Recusaram sempre no sentido de não quererem que alguém saiba mais do que eles que têm o acesso privilegiado, quando esses eles nem querem saber dessas publicações para nada, a não ser, que tenham que fazer algum trabalho que os obrigue a ler. Muito me custou mas «manda quem pode, obedece quem deve».


O ideal seria ter acesso a muito mais documentos

Este blogue sempre que é possível vai disponibilizando lamentando não  poder ceder mais informação histórica. Resta agradecer a generosidade dos Benfiquistas que têm consideração para com o blogue e enviam o que têm. Obrigado.

 

Agora, pelo menos, este documento que até é globalmente o melhor

Pois está estruturado como uma história cronológica ficará disponível aqui no blogue para quem o quiser consultar e estudar. É também uma forma de homenagear os dois autores - Mário Fernando de Oliveira e Carlos Rebelo da Silva - que tanto tempo ocuparam, tantas viagens fizeram, tanto documentação leram para que os vindouros soubessem como nasceu e cresceu o Clube que amamos e eles também. Obrigado aos dois.

 

Claro que eu só disponibilizo o blogue

O trabalho de digitalizar as quase 1200 páginas foi de um Benfiquista que sabe interpretar o Benfiquismo. Partilha. Não o conheço pessoalmente pois recebi a nossa monumental história via correio electrónico. Ele nem estará interessado em que se saiba quem é, mas não posso deixar de aqui colocar o nome - Miguel Amaral - pois será útil para todos, até para mim visto que os meus volumes com tantas digitalizações já não estão lá em muito bom estado físico e agora podem ter o merecido descanso.  

 

Que seja útil para quem gosta de perceber como surgiu o Clube

E o porquê de se ter erguido bem alto superando os outros. Quem ler esta história perceberá com facilidade que foi o modo como se organizou e desenvolveu o Benfica que permitiu fazer dele a referência do desporto em Portugal. E nem foi necessário estar a fazer comparações com outros clubes. Os autores apenas mostram e ilustram como se tomaram as decisões e como elas tiveram impacte no crescimento sustentado do Clube. Eis um romance apaixonante, escrito por dois apaixonados para quem tem paixão pelo Benfica.

 

É isto o Benfiquismo. Partilha. Generosidade.

 

Alberto Miguéns

15 comentários
  1. Maravilhoso, caríssimo Alberto!

    Muito obrigado pela partilha.

    ResponderEliminar
  2. Este blog é um hino ao benfiquismo. Obrigado por esta obra de arte

    ResponderEliminar
  3. Eternamente Grato pela excelente partilha.

    Viva o Benfica

    ResponderEliminar
  4. Obrigado pela partilha! Saudações Benfiquistas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Considero este um dos gestos mais bonitos, de maior generosidade, em suma de Benfiquismo, que alguma vez vi.

      Como Benfiquista, deixo uma palavra de gratidão e apreço ao Senhor Miguel Amaral por esta partilha.

      O Benfiquismo é feito de Amor ao Clube e de partilha entre os pares.

      Nem vou comentar muito a posição oficial do Clube. Apenas digo que felizmente quem está (temporariamente) dirigente não define o Clube.

      viva o Sport Lisboa e Benfica. Vivam os Benfiquistas!

      Eliminar
    2. Muito obrigado a todos plas palavras de apreço!Por muito que quem dirige queira acabar com o verdadeiro BENFICA,o BENFICA sobreviverá!!!VIVA O SPORT LISBOA E BENFICA!!!

      Eliminar
  5. Caro Sr. Miguel Amaral... Nós, benfiquistas, é que temos de agradecer... Um abraÇo glorioso.

    ResponderEliminar
  6. .. o início do slbenfica, é registado na biblioteca do Casa Pia Atlético Clube, onde se encontra o homem que sabe a história toda com decisão mentos histórica, Helder Tavares é a união do nascimento do benfica, onde saíram as primeiras glórias deste clube para o slbenfica. Penso que colaborou com o museu como vi na tb na altura, mas experimentem, ganhamos todos.
    Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro

      Este blogue tem muitos textos com a colaboração de Helder Tavares. Mas o Casa Pia AC só foi fundado em 1920 com muitos futebolistas que deixaram o Benfica para fundar o CPAC. Onde está registada a Fundação do «Glorioso» é no livro de Mário de Oliveira/Rebelo da Silva pois falaram, em final dos Anos 40 e início da Década de 50 com alguns fundadores, entre eles Cosme Damião. Certo!

      Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  7. Miguens,
    Temo que está coisa de dicionários automáticos depois de aceitarem o texto, roubamo-nos a razão, assim, queria dizer que foram casapianos que tu vetam na nascença do slbenfica, em Belém, sim mais tarde, a Casa Pia já tinha atletas de futebol, mas só mais tarde nasce o COAC. Quero referir, se Helder Tavares ajudou, é prova que tudo está correctíssimo sem desvios da história.
    Na altura do MCD, vi o Helder na TV.
    Registo, sempre que haja alguma dúvida, temo que seja o único a equilibrar a história.tem mais de 50 de história e pesquisa com todos os documentos..
    Obrigado pelo trabalho.

    ResponderEliminar
  8. Obrigado pelo link e pelo trabalho feito para digitalizar a óbra completa.
    Um feliz ano novo para os leitores aqui.

    ResponderEliminar
  9. Só agora soube da disponibilização desta obra de referência que eu procurava há já muitos anos! Muito obrigado ao Miguel Amaral e, claro está, ao Alberto Miguéns.

    ResponderEliminar

Apoio de: