A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

19/01/2012

Da Vitória (nossa) ao Choramingos (deles)

19/01/2012 + 1 Comentários API
OPINIÃO
             
Frase de entrada colocada às 00.00 horas e primeiras impressões/ Choramingos ampliadas até pela 01.00/01.30 horas

O facto de não ter visto o jogo, por ter trabalhado até às 23.50, não me permite, como gostaria, de tomar posição acerca da boa vitória do “Glorioso”. Mas, já ouvi as declarações de Domingos Paciência. Vou ver o jogo e depois hei-de escrever acerca do comportamento do Benfica.

1.Primeiras Impressões

Para desvirtuar, o menos possível o comentário, vou transformar, mas “não alterando uma virgula”, as cinco frases colocadas entre as 00.00 e a 01.00 como mote, numerando-as, dando-lhes um sub-título e colocando-as a negro, seguindo-se os comentários depois de analisar o jogo, visionado em gravação após saber o resultado, os minutos dos golos e as substituições.

E foram, mesmo, extraordinários
1.      Com tantas alterações os nossos futebolistas (devem ter sido…) extraordinários. No futebol de alta competição (o CD Santa Clara até pode subir ao primeiro escalão daqui a 15 jornadas) não é possível fazer grandes exibições e é difícil obter bons resultados, juntando onze jogadores, com pouco ritmo e sem entrosamento. Assim… dois a zero é goleada.

Se não soubesse o resultado assustava-me ao ver o onze inicial apresentado por cada clube, basta ter presente as estatísticas da utilização dos onzes mais os sete suplentes na principal competição nacional onde estão envolvidos os dois clubes: Liga ZON Sagres e Liga Orangina.

QUADRO I
TEMPO DE UTILIZAÇÃO DOS FUTEBOLISTAS CONVOCADOS PARA A 2.ª JORNADA DO GRUPO B DA IV TAÇA DA LIGA
SL BENFICA
CD Santa Clara
15 jornadas Liga ZON Sagres
15 jornadas Liga Orangina
Futebolista
Min.
J
G
Futebolista
Min.
J
G
Totais 11 titulares
5075
76
12
Totais 11 titulares
9861
152
11
Totais 14 utilizados
7431
115
25
Totais 14 utilizados
10857
172
15
Totais 19 convocados
7593
130
25
Totais 19 convocados
12594
203
16
Eduardo
0
0
(-)
Stefanovic
1350
15
(-14)
André Almeida
945
11
1
Grilo
1111
14
-
Jardel
540
6
-
Sandro
1060
14
2
Miguel Vítor
0
0
-
Ilic
1110
15
-
Capdevila
90
1
-
Lourenço
816
14
1
Javi
892
11
1
André Simões
993
15
-
Gaitán
753
13
1
Platini
671
13
1
Matic
461
8
1
Minhoca
450
10
-
Bruno César
779
13
4
Pacheco
787
12
1
Saviola
602
12
4
Sylvestre
820
15
3
Nélson Oliveira
13
1
-
Moreira
693
15
3
Witsel
1105
15
-
Alex
770
11
3
Nolito
802
15
8
Darko
2
1
-
Rodrigo
449
9
5
Pipo
224
8
1
Luís Martins
2
1
-
Edgar
975
14
-
Emerson
160
14
-
Dincic
321
9
1
Ruben Pinto
0
0
-
Valdinho
441
8
-
Mika
0
0
(-)
Brice
0
0
(-)
NOTA: Estatísticas do SLB com valores do EDB (porque mais fidedignos que os da LPFP e do zerozero.pt, um dia destes explico porquê com exemplos);
Estatísticas do CD Santa Clara (e de André Almeida) da LPFP

O “valor estatístico” dos dois emblemas nem sequer tem comparação, pois o CD Santa Clara apresentou um onze com base nos habituais titulares, jogando nove dos mais utilizados, com dois como suplentes. No SLB apenas dois em onze: Javi (3.º mais utilizado) e Bruno César (10.º mais utilizado). Gaitán é o 12.º e Saviola o 13.º com mais minutos na Liga ZON Sagres. O jogador do SLB com mais tempo de jogo no Nacional foi André Almeida… mas como jogador da UD Leiria!
O Onze do “Glorioso” totalizava 5075 minutos (menos 4786 minutos, ou seja quase metade).
Que medo!
É que um futebolista com pouco ritmo e sem entrosamento se tiver qualidade só joga em pleno se a maioria estiver com ritmo e entrosamento. Assim não se nota a diferença. Daí não ser aconselhável mudar mais de quatro “futebolistas de campo”. Mais é demais. Foi o que aconteceu!
Ai! Ai!

Primeiros 45 minutos
Na 1.ª parte percebeu-se que os valores estatísticos ilustram na perfeição o ritmo a que se consegue jogar e o funcionamento em equipa. O CD Santa Clara a jogar fora, colocou o autocarro “À Antiga Portuguesa” enleando os nossos jogadores, beneficiando do facto do CDSC ser uma equipa entrosada e o Benfica não, como foi óbvio. Valeu a capacidade de sacrifício das nossas individualidades, porque sabendo que apenas constituíam uma equipa em teoria, tentaram aproveitar a vantagem (por serem futebolistas superiores) nas bolas paradas. Sem funcionar em “equipa oleada” fomos remando, remando, desgastando, desgastando, sempre preocupados em não sermos “apanhados” em contra-pé, onde um erro colectivo ou individual nos colocasse em desvantagem no marcador. SLB: Pouca equipa, sem jogo colectivo consistente, muita disponibilidade física para ocupar espaços, objectivo de colocar em sentido o adversário temendo lances individuais do SLB que desequilibrassem, remar, remar, para não sofrer golos, tentar marcar e/ou desgastar fisicamente o adversário. Mais de 73 por cento de posse de bola…….
Segundos 45 minutos
A entrada de Witsel (depois do trabalho de desgaste no miolo do CDSC de Matic) e a dupla substituição (Rodrigo/ Saviola e Nolito/ Gaitán) com frescura e ritmo competitivo saído do banco de suplentes, beneficiando do trabalho de 65 minutos a porfiar, acabaram por dar resultados – Nolito, Witsel e Rodrigo em rotação crescente, com os adversários em declínio físico e anímico, acabaram com a resistência dos medrosos comandados por um merdoso Bruno Moura que merece pouco respeito porque não se dá ao respeito. Chegaram 25 minutos para arrumar os meninos do Bruno.
Queriam!
No final 71 por cento de posse de bola, mas mais consistência colectiva e improviso na 2.ª parte, com dois golos, mas beneficiando do jogo feito na 1.ª parte.
Só a superior categoria do nosso onze e catorze permitiu vencer, por dois golos a zero, uma equipa inferior tecnica-fisica-tacticamente, mas superior em jogo de equipa, como ficou evidenciado até aos 55/60 minutos.

Uma estratégia bem gizada
2.      O nosso treinador (deve…) ter feito uma boa análise do adversário e confiado nos seus atletas. Uma prova que o grupo de trabalho é de Campeões.

Jorge Jesus só podia arriscar colocar uma equipa em campo que sabia não conseguir jogar ao nível que os espectadores (e a comunicação social rasca está habituada), que iria produzir uma exibição “aos repelões”, sem entrosamento, jogo colectivo e previsível hostilidade de parte dos espectadores nas bancadas, porque tinha confiança, com dois planos. O B era esperar que no onze (plano A) algum craque resolvesse a nível individual ou num lance de bola parada. O C era fazer “saltar do banco”, quando sentisse que o mini-autocarro do CDSC estava a “perder gás”, as principais peças de artilharia: Witsel, Rodrigo e Nolito. E assim foi. Como não acredito em treinadores do “Glorioso” negligentes, descuidados e lunáticos, Jorge Jesus sabia correr riscos, mas… controlados. Se assim foi, e acredito que foi, parabéns! Ganhámos em toda a linha: o jogo, rotação no plantel e mais minutos para muitos dos jogadores menos utilizados.

Um daqueles ambientes desagradáveis
3.      O público (espero) compareceu em grande número na “Catedral”, percebeu as dificuldades e apoiou os futebolistas, acarinhando-os para haver confiança nos jogos mais complicados.

Poucos espectadores, um número ridículo – em tenho pouca moral para falar deste assunto pois não estive lá pelo motivo apresentado no início - para um clube que é Mítico. Os Benfiquistas deslocam-se “À Catedral” para ver o Benfica, não é para ver o adversário.

QUA.18.JAN.2012.20h15.Catedral.SLB-CDSC…………. 14 453
QUA.18.JAN.2012.20h15.Ladrão…FCP-GDE-P………... 15 819

O FCP teve mais 1 366 espectadores que nós. Os andróides portaram-se melhor que os Benfiquistas. Há dias assim!

Por experiência própria quando há poucos espectadores o ambiente geralmente é mau porque há um clima de Tribunal. Parece que os adeptos que comparecem nestes dias de menor atracção – porque em princípio são os mais fiéis - não são os mais efusivos e incondicionais, mas sim aqueles que “gostam” de julgar os jogadores”, que para muitos não têm categoria para jogar no Benfica, deviam era de pagar para isso.

QUADRO III
MAIORES ASSISTÊNCIAS NOS JOGOS DA TAÇA DA LIGA NA “CATEDRAL”
Assis.
Adversário
Televisão
Hora
Dia
Fase
49 652
Sporting CP
SIC
20.45
02.03.2011
1/2
35 022
CF “Os Belenenses”
Sport TV
16.00
17.01.2009
3/3.ª J
20 804
CS Marítimo
SIC
20.15
02.01.2011
3/ 1.ª J
17 684
CD Nacional
Sport TV
18.15
03.01.2010
3/2.ª J
17 278
Vitória FC Setúbal
RTP
21.00
20.10.2007
4/ 1.ª m
14 897
SC Olhanense
Sport TV
19.15
19.01.2011
3/2.ª J
14 453
CD Santa Clara
Sport TV
20.15
18.01.2012
3/2.ªJ
13 648
Vitória SC Guimarães
SIC
21.15
04.02.2009
1/2
10 369
SC Olhanense
Sport TV
19.30
14.01.2009
3/2.ª J

Foi a 3.ª pior assistência na “Catedral” para a Taça da Liga!

Admito. Gosto do Estádio não por ele estar cheio – isso também é importante – mas quando é “cosmopolita” tendo pessoas de Norte a Sul, mais vibrantes com o Benfica do que os que vivem em Lisboa (e eu moro a 800 metros da Catedral). Os adeptos de Lisboa – que têm mais facilidade de se deslocar ao Estádio nestes jogos – são muito influenciados pelos media, que nestes jogos utilizam frases feitas sem nexo e próprias de gente estúpida: os jogadores não aproveitaram a oportunidade que o treinador lhes deu; o treinador não pode ter confiança nestes jogadores; jogam a dez á hora; falham passes porque não se esforçam; etc. Temos a comunicação social que merecemos porque a pagamos. Por isso devemos gostar dela. Penso eu!

O que se fez ao Gaitán é inacreditável. Um dos melhores jogadores do mundo, da sua geração, na sua posição, a recuperar de uma lesão, com um registo de dois jogos, onde actuou 25 e 23 minutos (48 minutos), num período em que o “Glorioso” jogou cinco jogos (450 minutos). Necessita de ir jogando minutos atrás de minutos (desta vez foram 65) para adquirir forma. É difícil perceber. Gaitán é o jogador mais valioso do Benfica. É só ler a Imprensa Internacional de países mais desenvolvidos que Portugal, por isso melhor que a nossa. Gaitán vai sair do Benfica “mais dia menos dia”. É bom que fique Benfiquista e que enalteça, em Inglaterra ou Espanha, o nome do Benfica. Ou não?!

Mais minutos a futebolistas pouco utilizados
4.      Para além da vitória, dois golos, três pontos e a liderança da Grupo B, que é o principal, acrescentámos minutos à época dos nossos brilhantes futebolistas.

Com sete dos onze mais utilizados em toda a temporada a “descansar”, os nossos futebolistas com menos minutos aproximaram-se daqueles que têm jogado mais. A fase mais desgastante da temporada vai iniciar-se em meados de Fevereiro com a disputa em simultâneo durante a semana das jornadas para o Campeonato Nacional (fim-de-semana) e das eliminatórias para a Liga dos Campeões (terça ou quarta-feira). Para estarmos aptos a conquistar o título de Campeão Nacional e tentar o de Campeão Europeu, é necessário ter o plantel com capacidade física, ritmo competitivo, entrosamento táctico e integração, de todos, no espírito colectivo de conquista. Tudo isto consegue-se dotando os futebolistas do grupo de trabalho com condições (minutos, jogos, golos e confiança). É necessário, havendo obviamente quem seja mais e menos utilizado, que os menos utilizados, mesmo assim, tenham minutos jogados a bom ritmo. Se estão no plantel do Benfica é porque têm qualidade para honrar o “Manto Sagrado”.

QUADRO II
SITUAÇÃO ACTUAL*
DO PLANTEL BENFIQUISTA
* Em 19 de Janeiro de 2012
CATORZE COM MAIS MINUTOS
Nome
Minutos
Jogos
Golos
Ass.
Artur
2 794
33
(- 25)
1
Javi Garcia
2 601
31
1
-
Garay
2 600
30
1
-
Emerson
2 426
28
-
1
Witsel
2 370
33
4
5
Luisão
2 127
24
2
1
Cardozo
2 106
30
22
7
Gaitán
2 059
32
4
10
Maxi Pereira
2 000
24
-
5
Nolito
1 968
36
13
10
Aimar
1 900
32
3
12
Bruno César
1 777
32
7
5
Saviola
1 500
30
9
8
Matic
1 294
24
1
2
CATORZE COM MENOS MINUTOS
Nome
Minutos
Jogos
Golos
Ass.
Rodrigo
1 044
21
10
3
Jardel
1 012
13
1
-
Ruben Amorim
809
15
-
2
Miguel Vítor
778
12
2
-
Eduardo
540
7
(-4)
-
André Almeida *
499
7
-
1
Capdevila
490
6
-
1
Enzo Pérez
432
11
-
1
Nélson Oliveira
299
6
1
-
David Simão
293
7
-
3
Mora
241
7
-
1
Luís Martins
109
3
-
-
Rúben Pinto
21
2
-
-
Mika
0
-
-
-
NOTA: * Jogos com o “Manto Sagrado”
Vermelho encarnado  – Futebolistas titulares com CD Santa Clara
Vermelho esverdeado – Suplentes utilizados com CD Santa Clara
Vermelho azulado       - Suplentes não utilizados com CD Santa Clara

Primeiro o CS Marítimo, a seguir o FC Porto e depois a final com o SC Braga
5.      Como se previa, o jogo para apurar o semi-finalista da Taça da Liga vai ser entre Benfica e CS Marítimo. Joga-se no fim-de-semana de 4/5 de Fevereiro.

Pelo “andar da carruagem” prevê-se umas meias-finais entre SLB e FCP e a três quilómetros um confronto entre Sporting’s, o de Lisboa frente ao de Braga. Venha o “diabo e escolha” o nosso adversário para a final, mas… para lá chegarmos há uma 3.ª jornada do Grupo B como se fosse uma “final” pois estão em confronto os dois primeiros classificados do grupo, ambos com seis pontos, de duas vitórias em dois jogos: SL Benfica (6-1 em golos) e CS Marítimo (4-0 em golos). Os media medíocres não falam disso mas o EDB garante. Ao SLB chega o empate.

Jogamos na “Catedral”. O jogo é no sábado (4) ou domingo (5), mas não há jogos a meio da semana, antes ou depois. Uma semana de treinos e preparação depois da 17.ª jornada (CD Feirense, Vila da Feira, sábado, 28 de Janeiro, 20.30 horas, TVI). Uma semana de treinos e preparação para a 18.ª jornada (CD Nacional, Catedral, previsivelmente, sábado, 11 de Fevereiro, 18.30 horas, Sport TV).

O CS Marítimo – antes - joga “em casa” com o SC Braga (17.ª jornada, 30 de Janeiro, 20.15 horas) e depois com o Sporting CP (18.ª jornada, 12 de Fevereiro).

É para ganhar!

2.                     Choramingos

Domingos queixou-se do comportamento do SC Braga, na sua globalidade – do asqueroso Salvador aos inenarráveis futebolistas – mas, apenas acrescentei uma nota no final

Que grande hipocrisia. Como se Domingos não soubesse o que é ser do SC Braga e do FC Porto, mentor e suporte do SC Braga!!!!!!!!!!!!

Que grande hipocrisia. Como se Domingos não soubesse que os dirigentes do SC Braga têm “as costas quentes” protegidos pelo Senhor!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Que grande hipocrisia. Como se Domingos não soubesse que os futebolistas do SC Braga jogam à FC Porto” (são é piores jogadores) dispondo de impunidade perante os adversários, intimidando os árbitros que se sentem desprotegidos, se bem que muitos deles, árbitrozinhos, até gostem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Que grande hipocrisia. Como se Domingos não soubesse que o SC Braga vive de encenações, mentiras e arbitrariedades, provocando à entrada do túnel, na luz artificial do estádio e em muito mais, raios os partem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Grande Benfica que tens de viver e ganhar no meio de tanta palermice e vigarice!

Alberto Miguéns

NOTA: A resposta de Hugo Viana é curiosa. Alguém é mentiroso, e parece ser ele (Hugo Viana) que tem “pinta” de ser aldrabão fora de campo como é dentro dele (os espanhóis sabem bem quem tu és!) agravada pelo facto de se fazer passar por amigo de Domingos.

Puxa Domingos, quem tem amigos destes – que insinuam que és mentiroso – não precisa de ter inimigos!
1 comentários
comentários
  1. Fenomenal,só poderia ser, do Sr. Alberto Miguéns, uma enciclopédia mundial e Benfiquista de sete costados ,né...

    Então as "pauladas" nos largatos, está demais!....

    Carrega Benfica,carregaaaaaaaaa !.BENFICAAAAAAAAAAAAAAA

    Contra tudo e contra todos...

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail