A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

16/11/2021

Decidir o Que Já Foi Decidido?

16/11/2021 8 Comentários

E FOI DECIDIDO HÁ 84 ANOS PELA DIRECÇÃO DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL.



Não é apenas fazer revisionismo histórico com mais de oito décadas sem estar a par do que pensavam os que decidiram fazer aa alterações em 1938.

 

É esta Direcção da FPF enxovalhar, desautorizar e denegrir o que a Direcção da FPF em 1938/39 decidiu

Com pessoas com classe e dignidade muito acima dos que agora ocupam os cargos deles. Não consta que o presidente José da Cruz Filipe fosse "apanhado" nas escutas do Apito Dourado a oferecer bilhetes a prostitutas. Que ética e moral tem esta gente para se entreter com assuntos que há uma meia dúzia de anos nem sabiam que existiam?



Decidir assuntos que já foram decididos por votação

É abrir um precedente gravíssimo. Além disso os sportinguistas e seus apaniguados fazem gala em dizer que ao conseguirem que o Campeonato de Portugal tenha continuado como Campeonato Nacional da I Divisão (e não como está legalmente em vigor pela FPF desde 1938/39) como Taça de Portugal conseguem "ilegalizar" tornando-o um torneio não oficial o Campeonato da I Liga, retirando os títulos de 1934/35 ao FC Porto e o Tricampeonato ao Benfica, em 1935/36, 1936/37 e 1937/38. Mas não só. Ao "ilegalizarem" o Campeonato da I Liga...ilegalizam também o da II Liga e assim há menos quatro campeões na II Divisão, pois os quatro clubes que conquistaram os campeonatos da II Liga vão deixar de ser campeões: Carcavelinhos FC (1934/35), SC Olhanense (1935/36), Boavista FC (1936/37) e Leixões SC (1937/38). Que toque a banda!


O troféu do campeonato da 2.ª Liga em 1934/35!



Resta ao Atlético CP, herdeiro do Carcavelinhos FC contentar-se com o de 1938/39 que é idêntico ao de 1934/35 mas este deixará de contar. Gente estúpida!




Ai, ai, Portugal!

 

Alberto Miguéns

8 comentários
  1. Caro Sr. Alberto Miguéns.... Se tal pretensão ridicula por parte desse clube em questão for aceite pela FPF é o descrédito total desta instituição que diz superintender o futebol português... A incompetência grassa nos dirigentes dessa, por causa disso é que a Selecção Portuguesa está como está!!!! É uma ofensa, tal como o Sr. diz, aos dirigentes da época e a todos aqueles que pugnaram e pugnam pela verdade histórica... Tenham juízo e vergonha!! Deve andar a 'rolar' muito dinheirinho por baixo do pano na tal dita 'Cidade do Futebol'... Deixem se de tretas.... Um abraço GLORIOSO...

    ResponderEliminar
  2. Revisionismo do bom. E claro, convém esta votação ocorrer após as cúpulas sportnguistas e portistas terem tomado de assalto as estruturas de decisão do futebol português, desta forma garantindo mais facilmente maioría na votação. Enfim. O Benfica que continue calado a deixar este golpe acontecer. Já deixou criar condições para isso, pois não tem grande voz nas decisões, esta é só mais uma pedra no charco.

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente a sociedade portuguesa vai, aos poucos, despindo-se dos valores que nortearam gerações, como honradez, honestidade, responsabilidade e, sim, liberdade! À distância de dois meses, sinceramente vislumbro que esta FPF vai dar mais um dos célebres chitos e fazer a vontade aos viscondes, já que por tabela, também os de Contumil têm a "ganhar" com isso. Chato era se o Benfica aumentasse o seu palmarés. Assim sendo, viva a rebaldaria!

    ResponderEliminar
  4. Para que é que existem os tribunais administrativos? Se uma decisão desse tipo avançar, e pode avançar porque depende sempre das maiorias criadas num determinado contexto ou instituição, quem se sentir prejudicado e considerar que a legalidade foi afetada recorre aos tribunais. Se o Sporting perder neste processo estou certo que irá recorrer ao tribunal administrativo. Pelo que de uma forma ou outra é aí que o processo termina. Dará no mesmo.
    Mas a melhor resposta a isto seria o Benfica organizar-se e fazer aquilo que lhe compete, principalmente neste contexto de evidente superioridade financeira e social, e ganhar os próximos 10 campeonatos! Mas não, preferimos ter Direções atávicas, incompetentes e corruptas que defendem os seus próprios interesses e interesses de terceiros, incluindo os dos rivais. O Sporting lutar pelos seus interesses, mesmo sem razão e sem ética, eu ainda percebo. Agora o Benfica andar a dar tiros nos pés é que é absolutamente indecente e absurdo.

    ResponderEliminar
  5. Srº Alberto, será que o Peyroteo vai deixar de ser o melhor marcador de sempre do campeonato Nacional ou eles nem pensaram nisso ?
    Saudações Gloriosas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Benfiquista Silva Pinto

      Depressa vão intentar alguma para resolver que isso continue a ser verdade.

      Abraço Glorioso

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  6. Depois da atribuição da Medalha de Mérito Desportivo ao Senhor Major, venha um pacotinho de medalhas diversas de Ética, Verdade e Transparência para os Pintos do Porto e os Senhores Viscondes; já agora, a medalha de Mérito Democrático para o Doutor Oliveira Salazar...

    ResponderEliminar
  7. Um país de pulhas do desporto à política! Uma federação dirigida por tipos de seriedade duvidosa! Por este andar a história do futebol em Portugal é toda uma grande mentira e a atribuição de títulos de campeão deixa de ser por pontuação mas sim por votação. Se houver uma decisão diferente daquela de há 85 anos mostra bem a qualidade dos pulhas que se encontram à frente da Federação Portuguesa de Futebol!

    ResponderEliminar

Apoio de: