Grande Troféu? Grande Foi o Benfica!
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

29/08/2017

Grande Troféu? Grande Foi o Benfica!

29/08/2017 + 1 Comentários
HÁ 46 ANOS O BENFICA FOI ENORME NO SUL DE ESPANHA.

Da esquerda para a direita: Diamantino Costa, Nené e Artur Correia
Conquistando, pela segunda vez, o prestigiado Troféu Ramón de Carranza que fez disputar, em 29 de Agosto de 1971, a final da 17.ª edição.

NOTA INICIAL: O "Glorioso" conquistou dois troféus em Cádis. O segundo em 1971 e o primeiro em 1963. No próximo dia 1 de Setembro será dado destaque a essa primeira conquista, 54 anos depois!

O "Glorioso" participou em 1972 pela última vez
Mas nessa 18.ª edição era um dos clubes mais prestigiados.

OS 33 CLUBES QUE PARTICIPARAM NAS 18 EDIÇÕES DO TROFÉU ENTRE 1955 e 1972
Clube
R
P
T
J
V
E
D
GM
GS
Sevilha FC
ESP
83
4
3
6
5
-
1
14
9
SE Palmeiras
BRA
83
1
1
2
1
1
-
3
1
Real Saragoça
ESP
78
2
1
6
4
2
-
13
5
Real Madrid CF
ESP
74
9
5
18
12
2
4
49
25
SL BENFICA
POR
67
5
2
10
6
1
3
24
15
FC Barcelona
ESP
67
5
2
10
6
1
3
23
17
AC Milan
ITÁ
58
2
-
4
2
1
1
13
10
CA Peñarol
URU
50
3
-
6
3
-
3
7
9
Real Bétis B (Sevilha)
ESP
50
2
1
4
2
-
2
5
6
Wiener SC
ÁUS
50
1
-
2
1
-
1
4
5
Stade de Reims
FRA
50
1
-
2
1
-
1
5
3
CA River Plate
ARG
50
1
-
2
1
-
1
1
2
FC Inter Milão
ITÁ
50
1
-
2
1
-
1
3
4
ACF Fiorentina
ITÁ
50
1
-
2
1
-
1
6
9
CR Flamengo
BRA
50
1
-
2
1
-
1
3
3
CA Estudiantes La Plata
ARG
50
1
-
2
1
-
1
3
4
CA Independiente
ARG
50
1
-
2
1
-
1
4
4
Botafogo FR
BRA
50
1
-
2
1
-
1
4
5
Athletic Club (Bilbau)
ESP
46
4
1
8
3
1
4
7
17
Valência CF
ESP
38
4
1
8
3
-
5
9
15
Torino AC
ITÁ
33
1
-
2
-
1
1
0
2
Clube Atlético Madrid
ESP
20
5
1
10
2
2
6
10
13
FC Bayern Munique
RFA
17
1
-
2
-
1
1
2
4
SC Corinthians
BRA
17
1
-
2
-
1
1
1
3
AS Roma
ITÁ
00
1
-
2
-
-
2
1
3
Standard Club Liége
BÉL
00
1
-
2
-
-
2
5
7
Eintracht Francforte
RFA
00
1
-
2
-
-
2
2
6
CA San Lorenzo (Almagro)
ARG
00
1
-
2
-
-
2
2
4
CA Boca Juniores
ARG
00
1
-
2
-
-
2
1
4
CR Vasco da Gama
BRA
00
1
-
2
-
-
2
2
9
Atlético CP
POR
00
1
-
1
-
-
1
1
2
CF "Os Belenenses"
POR
00
1
-
1
-
-
1
3
4
Racing Club Paris
FRA
00
1
-
1
-
-
1
1
2
NOTA: R - Rendimento (percentagem com base no seguinte: 3 pontos por vitória; 2 pontos por vitória no desempate; 1 ponto por empate com derrota no desempate); P - Participações; T - Troféus conquistados (o que realmente conta)

Como era habitual a 17.ª edição em 1971 foi gigante em qualidade
Grandes emblemas do Futebol Mundial em presença e confronto. Em Cádis estava o campeão espanhol de 1970/71, Valência CF (que deixou o FC Barcelona em 2.º lugar e foi finalista vencido na final da Taça de Espanha, por 3-4, com o...FC Barcelona). O Clube Atlético de Madrid, 3.º classificado a um ponto do campeão! O CA Peñarol que é o maior e mais popular emblema do Uruguai embora atravessasse um período difícil, com quatro segundos lugares consecutivos, entre 1969 e 1972! E o...SL BENFICA - tudo e mais alguma coisa - incluindo ser Campeão Nacional (1970/71) a caminho do TRI, em 1972/73 e presente em quatro finais da Taça de Portugal consecutivas, entre 1968/69 e 1971/72, só não conquistando a de...1970/71! 



Meias-finais
O Benfica venceu o Clube Atlético de Madrid e o CA Peñarol "despachou" o campeão espanhol.







Terceiro lugar
O campeão e finalista de Espanha impôs-se ao clube madrileno.




Final
O Benfica deslumbrou...e Eusébio...também!

NOTA: Apenas futebolistas. Da esquerda para a direita. De cima para baixo. Artur Jorge, Malta da Silva, Jaime Graça, Humberto Coelho e José Henrique; Rui Rodrigues, Victor Batista, Nené, Eusébio, Simões (capitão) e Artur Correia


NOTA: Para a maioria das publicações consultadas, o 1-0 foi aos 30 minutos e o 3-0 aos 78 minutos (33 da segunda parte)

A Supertaça portuguesa ou a Taça da Liga
«Ao pé» deste torneio - anos 60 a 80 - é brincadeira!

Apoteose
O "Glorioso" voltou a Cádis para arrasar...







O Benfica é assim!

Alberto Miguéns

NOTA FINAL: Ao contrário daquilo que está escrito na Wikipédia (clicar) e pode ser contabilizado na RSSSF.com (clicar).
Eusébio com 9 golos é o melhor marcador em toda a história do torneio, ou seja, nas 63 edições, entre 1955 e 2017. Seguem-se Gento (Real Madrid CF) com oito golos, Puskas e Di Stéfano têm sete ou oito. Isto porque há publicações espanholas que atribuem o mesmo golo a um ou ao outro. Mas seja como for um deles terá sete e o outro oito. Como hoje já há texto e números que chegam, a justificação desta correcção (com digitalizações de jornais de Espanha) fica para "segundas núpcias", ou seja, para a comemoração da conquista do "Primeiro", em 1 de Setembro! 



1 comentários blogger
comentários facebook
  1. Nessa equipa de sonho um caso aparte: Eusébio. Como disse em tempos António Lobo Antunes, Eusébio não era um jogador, era um milagre.

    Que noite de sonho e de sonhos deve ter sido essa. Alguns jogos, alguns dias e noites tem essa combinação rara de talento e de raça, de sorte e conquista. Assim se fazem as lendas. E o Glorioso teve muitas. Essa noite de Cádis foi uma delas.

    Lindo, lindo texto. Tão bonita, tão Benfica essa primeira fotografia.

    Obrigado.

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue