A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

09/06/2014

Obrigado! Querido! Benfica!

09/06/2014 + 12 Comentários
O CLUBE A PRATICAR HÓQUEI EM PATINS NO MUNDO HÁ MAIS TEMPORADAS REGRESSOU À CONQUISTA DE TÍTULOS COM A VITÓRIA NA TAÇA DE PORTUGAL


Não  Há Bela Sem Senão! Ficava melhor com o "Manto Sagrado"... principal 

A vitória por 8-3, sobre o FC Porto, na final da Taça de Portugal, no Pavilhão do Hóquei Clube de Turquel, permitiu ao hóquei em patins do Benfica mais um título de glória. Depois da Taça Continental (2 de Novembro de 2013), Taça Intercontinental (16 de Novembro de 2013) eis a Taça de Portugal (8 de Junho de 2014).

NOTA: Pelas razões que já apontei em vários textos desde que existe Em Defesa do Benfica - desenvolvida e com os melhores argumentos (a forma de apuramento, as classificações e os resultados integrais), as edições de 1962/63 e 1963/64 classificadas como Taça de Portugal - obrigando nessas duas épocas a não existirem em Portugal campeonatos nacionais - são "exactamente iguais" à anterior (1961/62) e seguinte (1964/65) designadas como campeonatos nacionais. Repito "exactamente iguais" (apenas os competidores são diferentes como é óbvio porque não há dois campeonatos iguais em função das classificações de cada emblema nos sucessivos campeonatos). Pode-se enganar quem não domina um tema, não se pode enganar a História. Até já vi quererem justificar o que não se pode justificar. Não há "Taças de Portugal" num sistema de "todos contra todos a duas voltas, casa e fora, a pontuar e no final ganha quem obtém mais pontos". Seria, no mínimo, ridículo. Até para a modalidade a nível de comparativo, por exemplo, com Espanha! Duplamente ridículo não havendo campeonato nacional nessas temporadas para dar lugar a uma "Taça de Portugal" disputada como se de um campeonato se tratasse! Só em Portugal! Só com dirigentes que não querem ver o que está visível! Não vou voltar ao assunto, pois está amplamente desenvolvido num texto aqui, no EDB em 21 de Junho de 2013.

O campeão - a disputar a 98.ª temporada ininterrupta a jogar hóquei em patins - voltou
8 de Junho de 2014, mais um dia para a história. Data da conquista do 13.º troféu na Taça de Portugal, designação da competição que coloca em confronto o campeão europeu e o campeão sul-americano de clubes.

             TROFÉUS OFICIAIS (TOTAIS)
      
COMPETIÇÕES
Troféus
Oficiais
Em Jogos Regionais
51
Em Jogos Nacionais
48
Em Jogos Internacionais
  7
      TOTAIS
106
R
Campeonato Regional
24
Taça de Honra APL
  9
Torneio Abertura APL
18
N
C.º Metropolitano
  6
Campeonato Nacional
22
Taça de Portugal
13
Supertaça Portuguesa
  7
I
Taça C.E.R.S.
 2
Taça Continental
 2
Torneio Montreux
 1
Liga Europeia
 1
Taça Intercontinental
 1

Uma epopeia de dedicação, glória e resistência
As temporadas de hóquei em patins iniciavam-se com as provas regionais (organizadas pela Associação de Patinagem de Lisboa) primeiro a Taça de Honra (depois Torneio de Abertura) seguindo-se o Campeonato Regional (que a partir de 1938/39 passou a apurar para o Campeonato Nacional, até 1969/70). Depois (1970/71) e até 1980/81 havia um Nacional (zona sul) que apurava para a fase final do Nacional, pois a partir de 1981/82 passou a existir um quadro fixo, com despromoções e promoções entre a I e a II Divisão. Entre 1966/67 e 1973/74 o Regional ou, depois, a zona sul do Nacional apurava para o Campeonato Metropolitano, com o Campeão e o 2.º classificado a disputarem o Campeonato Nacional com o Campeão de Angola e o Campeão de Moçambique.

            BENFICA “CENTENÁRIO” NO HÓQUEI EM PATINS
            Estreia da nossa equipa de Honra: 19 de Agosto de 1917
(V 5-0, Hockey Club Carcavelos, no Rinque da nossa Sede,
na Avenida Gomes Pereira  (em Benfica)
Épocas
REGIONAIS
(APL)
NACIONAIS
(FPP)
Inter
nacional
(CERH)
TH/TA
CR
CM
CN
TP
ST
106
9+18
24
6
22
13
7
7
1925
  1.º
1926
  2.º
1927
  3.º
1928
  4.º
1929
  5.º
1930
  6.º
1931
  7.º
1932
  8.º
1933 (Épocas no ano civil)
1934
  9.º
1935
1936
1.ª TH
1937
10.º
1938
2.ª TH
12 Épocas
1950/51
11.º
  1.º
1951/52
3.ª TH
  2.º
1952/53
4.ª TH
12.º
1953/54
5.ª TH
13.º
1954/55
6.ª TH
1955/56
7.ª TH
14.º
  3.º
1956/57
8.ª TH
  4.º
1957/58
9.ª TH
1958/59
15.º
1959/60
16.º
  5.º
1960/61
  1.º TA
17.º
  6.º
1961/62
  2.º TA
18.º
Montreux
1962/63
  3.º TA
19.º
  7.º
1963/64
  4.º TA
20.º
1964/65
1965/66
  5.º TA
21.º
  8.º
1966/67
22.º
1.º
  9.º
1967/68
  6.º TA
23.º
2.º
10.º
1968/69
1969/70
24.º
3.º
11.º
1970/71
1971/72
  7.º TA
4.º
12.º
1972/73
5.º
1973/74
6.º
13.º
1974/75
  8.º TA
2 Épocas
1977/78
  9.º TA
1.ª
1978/79
10.º TA
14.º
2.ª
1979/80
11.º TA
15.º
3.ª
1980/81
12.º TA
16.º
4.ª
1981/82
13.º TA
5.ª
3 Épocas
1985/86
14.º TA
3 Épocas
1989/90
15.º TA
1990/91
16.º TA
6.ª
1.ª CERS
1991/92
17.º TA
17.º
1992/93
1.ª
1993/94
18.º
7.ª
1994/95
18.º TA
19.º
8.ª
2.ª
1995/96
1996/97
20.º
3.ª
1997/98
21.º
1998/99
1999/00
  9.ª
2000/01
10.ª
2001/02
11.ª
4.ª
2002/03
5.ª
6 Épocas
2009/10
12.ª
2010/11
6.ª
2.ª CERS
2011/12
22.º
1.ª Continental
2012/13
7.ª
Liga Europeia
2013/14
13.ª
2.ª Continental
Intercontinental
NOTA: Em 1984/85 o SLB mais quatro clubes filiados na APL (Associação de Patinagem de Lisboa) não participaram na 10.ª edição da Taça de portugal em protesto pelo modo como o Executivo da FPP (Federação Portuguesa de Patinagem) (des)organizava a modalidade!
CR – Campeonato Regional (entre 1938/39 e 1969/70 apurava para o Campeonato Nacional;
TH – Taça de Honra (a partir de 1959/60 passou a designar-se TA -Torneio de Abertura);
CN – Campeonato Nacional (entre 1966/67 e 1973/74) realizava-se depois do Campeonato Metropolitano (CM) apurar os 2 finalistas do Continente que se juntavam aos campeões de Moçambique e Angola;
TP – Início em 1975/76;
ST – Início em 1982/83;
Torneio de Montreux – Início em 1921;
Taça CERS – Início em 1980/81;
Taça Continental – Início em 1997/98 {antes com a designação de Supertaça Europeia (entre 1980/81 e 1995/96)};
Taça Intercontinental – Início em 1982/83

Este troféu oficial é o 106.º na gloriosa história "quase centenária" do nosso Hóquei em Patins

Alberto Miguéns


Plano para Junho
(Previsão sempre à meia-noite)
De 09 para 10: Sporting À Beira de Um Ataque de Nervos;
De 10 para 11: Centenário da Gloriosa Natação;
De 11 para 12: Álvaro Gaspar (1913/14 - A Glória Final);
De 12 para 13: Atenção ao "Futeluso - versão 2015";
De 13 para 14: Eu Benfiquista no Museu do FCP by BMG (parte II);
De 14 para 15: Gostava Tanto Que..;
De 15 para 16: Tanta e Tanta Glória Benfica (Golo 17 mil)
12 comentários
comentários
  1. boas noites sr. Alberto Mingues podia- me dizer que titulos ganhou o Torcado Ferreira , treinador de hoquei pantis. obrigado pela atençao.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Vítor Catita

      Em 20 temporadas: 1957 - 1970 e 1978/79 - 1983/84

      11 campeonatos nacionais (FPP) (considerando 1962/63 campeonato nacional);
      10 campeonatos regionais (APL);
      10 torneios abertura (APL);
      4 taças de Portugal (FPP);
      3 campeonatos metropolitanos (FPP);
      2 taças de honra de Lisboa (APL);
      1 torneio Montreux

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  2. Anónimo9/6/14 21:17

    Caro Alberto Miguéns
    Tenho nos meus apontamentos que o nosso Glorioso ganhou os Campeonatos de Lisboa de 1917; 1918; 1919 e 1920 seguindo-se 4 títulos do Hóquei CP e depois sim segue-se o de 1925.
    Agradecia por favor se estes títulos são válidos ou não?

    Muito Obrigado
    Saudações Benfiquistas

    Jorge Santos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Jorge Santos

      Os "títulos" dos anos 10 não são oficiais. Foram competições organizadas pela Direcção e secção do SLB designadas como I, II, III e IV Campeonato de Patinagem e Hóquei em Patins, com regras adaptadas do hóquei no gelo (equipas de sete). O primeiro regional "oficial" (1921) é já com as regras francesas (equipas de cinco) organizado pela Liga Portuguesa de Hóckey fundado por quatro clubes, entre eles o SLB (+ Hóckey CP, Lisboa GC e Ginásio CP).

      Eu não os considero válidos como Regionais de Lisboa. Mas isso sou eu! A APL é que se devia pronunciar. Mas não o fazem - nem têm disponível a lista dos títulos - deixando aos media e adeptos a paixão de saber o que se passou e tentar fazer a história que deviam ser as entidades oficiais (profissionais) a fazer!

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  3. obrigado pela resposta. seria possivel dizer os 5 melhores marcadores de sempre em hoquei pantis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Vítor Catita

      Para o SLB

      1 313 Domingos Perdigão
      1 188 José Lisboa
      1 169 Jorge Vicente
      1 089 Livramento
      1 002 Luís Ferreira

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  4. por acaso nao sabe quantos golos marcou o livramento pelos verdes de alvalade?

    ResponderEliminar
  5. O Caio ganhou o seu único título internacional no Benfica, correcto? O Tó Neves quando vestia o Manto Sagrado (meu Deus) também armava confusão. O que se passou ontem demonstra que NUNCA se deve contratar ninguém que tenha passado por aquela fábrica de lavagem cerebral! Será que já sabiam que caso perdessem ..... a modalidade acabava? Qual a razão de tanta loucura? Mesmo sendo os Andrades?

    ResponderEliminar
  6. boas tardes. mais uma vez obrigado pela atençao. sera que me podia dizer o palmares dos treinadores do benfica em hoquei pantis, andebol e basquetebol? obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Vítor Catita

      Fisicamente e tecnicamente isso é impossível numa resposta. São 47 treinadores no HP, 34 no AND e 39 no BASQ. Pode ser que um dia surja um texto no EDB acerca de um comparativo entre os treinadores por modalidade.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail