A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

14/05/2014

Sevilhadas

14/05/2014 + 0 Comentários
OPINIÃO

O Benfica é favorito para logo à noite na 12.ª final europeia e 10.ª nas competições organizadas pela UEFA. Só não digo/ escrevo "amplamente favorito" por que faltam Markovic, Salvio, Sílvio, Fejsa e principalmente Enzo Perez, logo o futebolista - a par de Luisão, embora este, mais, por ser também capitão - mais difícil de substituir.

No primeiro campo do Sevilha FC, o "La Vitória" em 1922. Avante P´lo Benfica! Honrai agora os ases que nos honraram o passado

Vem de longe, muito longe, o confronto directo do "Glorioso" com o principal emblema andaluz. Foi em 1917/18! Há quase cem anos. Com o Benfica é sempre assim! Quase cem ou de cem para cima!

Uma História como é a História do SL Benfica, de tão brilhante, intensa, envolvente e enciclopédica só pode ser dignificada com uma... Enciclopédia de A a Z, de Abajai a Zivkovic, de Abrantes a Zaire, de Andebol a Xadrez, incluindo as pessoas que a fizeram gigante, as cifras e estatísticas que ilustram uma grandeza incomparável e a geografia por onde passou o "Manto Sagrado". Pode ser que um dia eu tenha reforma e saúde. Ou outro por mim... Por agora o EDB vai procurando minorar o deserto com alguns textos e fotografias que mostrem a todos nós aqueles que nos honraram o passado. E a razão de ser de haver agora tantos Benfiquistas. Foram eles que criaram, transportaram e nos entregaram a "Chama Imensa". Espero com os textos seguintes estar à altura desses gigantes do passado. Mas sinto-me tão pequenino!

Anos 10/20: Duas digressões, uma do Sevilha FC e outra do SL Benfica
No Verão de 1918 foi possível, numa acção conjunta do SL Benfica e Sporting CP, trazer a Lisboa o Sevilha FC para a realização de três jogos, em 2, 6 e 9 de Junho. Com o Sporting Cp havia contas a ajustar pois o Grupo do Lumiar havia perdido em Sevilha, por 0-5. Em 2 de Junho (domingo), na desforra Stromp e companhia venceram por 2-0. Em 6 de Junho (quinta-feira) um misto SLB-SCP (versão 7 + 4) venceu por 3-0. No jogo mais concorrido, em 9 de Junho (domingo), os espanhóis não querendo averbar uma terceira derrota foram violentes aproveitando a passividade do árbitro. Não se passou de um empate a um golo.


O Sport de Lisboa; n.º 249; 15 de Junho de 1918; página 2 (pequeno excerto)
Em cima dez futebolistas do SLB. Da esquerda para a direita. Joaquim Belford, José Maria Bastos, Fernando Jesus, José Francisco Simões, Fausto Peres, Ribeiro dos Reis, Alberto Augusto, Mário de Carvalho, Vítor Gonçalves e Luís Caldas Imagem digitalizada da página 456 da História do SL Benfica 1904 - 1924 (Volume I), de Mário de Oliveira e Rebelo da Silva

O Sport de Lisboa; n.º 436; 14 de Janeiro de 1922; página 2 (pequeno excerto)

Os Sports; n.º 259; 14 de Janeiro de 1922; página 3
NOTA: Em 1922, aliás desde 24 de Abril de 1919 havia dois Semanários Desportivos "O Sport de Lisboa" e "Os Sports". Repare-se que o ressabiamento dos jornais desportivos não é de agora (Record/ A Bola, por exemplo). Vem de longe. Vem de sempre. Como "O Sport de Lisboa" foi fundado, em 24 de Agosto de 1913 com o título "O Sport Lisboa" como jornal do SLB teve sempre mais ligação ao Benfica. "Os Sports" (que depois da criação de A Bola passou a Mundo Desportivo) nunca quis perceber isso e foi sempre um jornal que dava pouco destaque ao Benfica. Também foi por isto que a Direcção do SLB decidiu em 28 de Novembro de 1942 criar um semanário que divulgasse, registasse e promovesse o Clube. Em boa hora. Com José Magalhães Godinho como Director. Um Director do Reviralho, com ficha na PIDE, mas presente na condução do Semanário, com classe. Como os tempos mudaram...

Os andaluzes ficaram muito agradados com o "Glorioso". E foram tentando seduzir os dirigentes do futebol benfiquista para levar o Clube até Sevilha. Aproveitando uma paragem nas competições internas no início de Janeiro de 1922 foi possível fazer dois jogos em Sevilha. Mas a viagem atribulada e impedimentos de última hora num futebol amador impediram que o "Glorioso" apresentasse, nos dois encontros frente ao Sevilha FC, em Sevilha, os melhores futebolistas e em melhor forma. Resultado? Duas derrotas copiosas: 0-7 e 0-3, respectivamente em 6 (sexta-feira) e 8 (domingo) de Janeiro. Honra a quem nos honrou, mesmo que tenha corrido mal. Até porque não há notícia de falta de empenho ou desinteresse. O Sevilha FC foi melhor, por isso mereceu sair vitorioso. Honra aos vencidos, glória aos vencedores.

HONRAI AGORA OS ASES QUE NOS HONRARAM O PASSADO
Data
09.Junho.1918
06.Janeiro.1922
08.Janeiro.1922
Competição
Particular
Particular
Particular
Cidade
Lisboa
Sevilha
Sevilha
Campo
Benfica
La Vitória
La Vitória
Resultado
E 1-1
D 0-7
D 0-3
Guarda-redes
Carlos Guimarães
Luís Caldas
Luís Caldas
Defesa à direita
Francisco Nunes
José Maria Bastos *
António Pimenta
Defesa à esquerda
Francisco Belas
José Pimenta
José Pimenta
Médio-direito
Fernando Jesus
Fernando Jesus
Fernando Jesus
Médio-centro
Carlos Sobral
Vítor Gonçalves
Vítor Gonçalves
Médio-esquerdo
Cândido Oliveira
Fausto Peres
Fausto Peres
Ponta-direita
Artur Augusto
Manuel Crespo
Manuel Crespo
Meia-direita
Ribeiro dos Reis
José Simões
José Simões
Avançado-centro
Manuel Veloso
Ribeiro dos Reis
Ribeiro dos Reis
Meia-esquerda
Jesus Crespo
Alberto Augusto
Alberto Augusto
Ponta-esquerda
Alberto Augusto
Vítor Hugo
Vítor Hugo
* saiu lesionado - braço partido - aos 5 minutos

O Benfica com a bandeira de Espanha entra no estádio Nervión com o capitão Caiado e sub-capitão Francisco Palmeiro na frente. Imagem retirada do livro Sevilla FC 100 Años de História 1905 - 2005; página 308
Anos 50: A dupla estreia na  III Taça dos Clubes Campeões Europeus
Em 1956/57 o Benfica sagrou-se campeão nacional conquistando o título com 41 pontos, mais um que o 2.º classificado. O Sevilha FC classificou-se em 2.º lugar com 39 pontos, menos cinco que o Real Madrid CF e em igualdade pontual com o FC Barcelona, mas vantagem no confronto directo (VE). Como o Real Madrid CF era campeão europeu... há duas temporadas e o regulamento permitia, o Sevilha FC também participou na competição com mais 23 clubes, entre eles o Benfica, numa época em que a competição era muito diferente da actual Liga dos Campeões e até da Taça dos Clubes Campeões Europeus dos anos 60. Os clubes, para salvaguardar as dificuldades das ligações aéreas das duas primeiras edições, foram agrupados por proximidade! Espanha/ Portugal, Bulgária/Hungria, Polónia/RDA, Itália/ Áustria, Irlanda/ Inglaterra, por exemplo, foram cinco dos oito confrontos da primeira eliminatória com 16 clubes para apurar oito que se juntavam aos oito - entre eles o bicampeão europeu - que ficaram isentos. Depois, sim, oitavos-de-final, quartos-de-final, meias-finais e final. O Sevilha FC depois de eliminar o Benfica, eliminou o campeão dinamarquês (Arhus GF, V 4-0/ D 0-2) sendo afastado nos quartos-de-final (D 0-8 e E 2-2) pelo... Real Madrid CF.

Livre directo a favor do Benfica no estádio da Luz. O "verdadeiro"! Ainda com dois anéis. Estávamos em 1957. Imagem retirada do livro Sevilla FC 100 Años de História 1905 - 2005; página 311

HONRAI AGORA OS ASES QUE
NOS HONRARAM O PASSADO
Data
19.Setembro.1957
26.Setembro.1957
Competição
Taça dos Clubes Campeões Europeus
Fase
1.ª El. - 1.ª mão
1.ª El. - 1.ª mão
Cidade
Sevilha
Lisboa
Campo
Nervión
Luz
Resultado
D 1-3
E 0-0
Guarda-redes
Bastos
Bastos
Defesa-direito
Xico Calado
Xico Calado
Defesa-central
 Serra
 Serra
Defesa-esquerdo
Ângelo
Ângelo
Médio-direito
Pégado
Pégado
Médio-esquerdo
Alfredo
Alfredo
Extremo-direito
Xico Palmeiro
Xico Palmeiro
Interior-direito
Coluna
Coluna
Avançado-centro
José Águas
José Águas
Interior-esquerdo
Caiado
Zézinho
Extremo-esquerdo
Cavém
Cavém


Anos 70: Duas idas ao Torneio Cidade de Sevilha
Em tempos de declínio do futebol de Sevilha em Espanha com o Real Bétis em 13.º e o Sevilha FC em 16.º lugar na temporada de 1971/72 os dois clubes decidiram promover um Troféu de Verão em Sevilha. Na 3.ª edição, em 1974/75, houve um Sevilha contra Lisboa. O Real Bétis depois de eliminar o Sporting CP (V 4-1) defrontou o SL Benfica (que eliminou, por 2-1, o Sevilha FC). Após empate sem golos o Benfica soçobrou (3-4) no desempate por pontapés da marca de grande penalidade.
O Benfica regressou a Sevilha na 6.ª edição (1977/78), terminando em 4.º lugar depois de perder com o Sevilha FC (D 0-3) e Vasas SC Budapeste (D 1-2). O torneio foi conquistado pelo Real Bétis que depois de afastar o Vasas SC (V 1-0) venceu na final o rival da outra margem do Guadalquivir após 3-1.

HONRAI AGORA OS ASES QUE
NOS HONRARAM O PASSADO
Data
20.Agosto.1974
23.Agosto.1977
Competição
Troféu Cidade de Sevilha
Fase
Meias-Finais
Meias-Finais
Cidade
Sevilha
Sevilha
Campo
Sanchez Pijuan
Sanchez Pijuan
Resultado
V 2-1
D 0-3
Guarda-redes
Bento
Bento
Defesa-direito
Artur
Pietra
Defesa-central
Humberto Coelho
Humberto Coelho
Defesa-central
Barros
Eurico
Defesa-esquerdo
68 // Adolfo
Ant.º Bastos Lopes
Médio-direito
Toni
64 // José Luís
Médio-centro
Simões
Toni
Médio-esquerdo
Eusébio
Shéu
Extremo-direito
Nené
Nené
Ponta-de-lança
Jordão
80 // Vítor Baptista
Extremo-esquerdo
60 // Moinhos
Chalana

60 // Ibraim
64 // Celso
68 // Malta da Silva
80 // Mário Wilson

Século XXI: Dois emblemas da Ibéria em Turim

Depois de 35 anos sem um jogo entre dois dos principais emblemas de Portugal e Espanha, ambos com duas conquistas na UEFA, logo à noite, com início pelas 19.45 horas, os nossos têm oportunidade de honrar o "Manto Sagrado". Se o fizerem, e têm-no feito, ficam mais perto de conquistar a Liga Europa. Para o Benfica será a primeira Liga Europa a juntar às duas Taças dos Clubes Campeões Europeus. O Sevilha FC tem duas Taças UEFA, nome anterior da Liga Europa.

JOGOS COM O SEVILHA FC
Época
Competição
Res.
Cidade
 Estádio
S
Marcadores
(minutos)
1917/18
Particular
E 1-1
Lisboa
Benfica
C
Manuel Veloso (25)
1921/22
Particular
D 0-7
Sevilha
La Vitória
F
----------------
D 0-3
----------------
1957/58
Taça Clubes Campeões Europeus
D 1-3
Sevilha
Nervión
F
Francisco Palmeiro (50)
E 0-0
Lisboa
Luz
C
----------------
1974/75
Torneio Cidade
Sevilha
V 2-1
Sevilha
Sanchez Pijuán
F
Eusébio (07)
Simões (88)
1977/78
Torneio Cidade
Sevilha
D 0-3
Sevilha
Sanchez Pijuán
F
----------------
2013/14
Liga Europa/
Final
?
Turim
Juventus Stadium
N
?

O "Benfica Transalpino"

O Benfica tem-se "dado bem" nas terras do "Calcio" que é um antepassado do "Foot-Ball Association" inglês. Mais derrotas que vitórias, mas em Itália estão dois clubes míticos do futebol mundial (Juventus FC e C Milan) e outros que são dos mais poderosos do futebol europeu. Só que este é um jogo especial. Opõem dois emblemas latinos, mas de Portugal e Espanha. Uma espécie de Taça Latina. Ou não tivesse o "Glorioso" arrumado o clube da casa o tal mítico Juventus FC... Vamos p'rá frente!

JOGOS DO BENFICA EM ITÁLIA
Época
Cp.
Cidade
Adversário
St
V
E
D
55/56
T.L.
Milão
AC Milan
F

2-4
OGC Nice
N
4-1

61/62
Par
Milão
Sel. Itália
F


1-4
62/63
Par
Milão
FC Inter Milão
F


2-3
63/64
Par
Turim
Torino AC
F
4-1

Tor
Florença
FK Zenit Leninegrado
N

0-1
AS Fiorentina
F
4-1

64/65
TCE
Milão (1)
FC Inter Milão
F

0-1
67/68
TCE
Turim
Juventus FC
F
1-0

Par
Vicenza
AS Lanerossi
F

1-2
71/72
Par
Cagliari
Cagliari AC
F
4-1


Par
Génova FC
Genova FC
F
2-1

Par
Bérgamo
Atalanta BC
F
4-2

72/73
Par
Pádua
Calcio Pádua
F
7-1


82/83
T.U.
Roma
AS Roma
F
2-1

85/86
TVT
Génova
UC Sampdoria
F

0-1
90/91
Par
Roma
AS Roma
F
1-1

T.U.
Roma
AS Roma
F


0-1
91/92
Par
Roma
AS Roma
F


0-2
92/93
T.U.
Turim
Juventus FC
F


0-3
93/94
T.U.
Parma
Parma AC
F


0-1
94/95
LC
Milão
AC Milan
F


0-2
96/97
Tor
Florença
AS Fiorentina
F

1-1
Arsenal FC
N
3-1
TVT
Florença
AS Fiorentina
F
1-0

99/00
Tor
Trieste
AC Milan
N
2-1

02/03
Tor
Palermo
FC Inter Milão
N

0-0

03/04
LC
Roma
SS Lazio
F

1-3
T.U.
Milão
FC Inter Milão
F

3-4
07/08
LC
Milão
AC Milan
F

1-2
08/09
LE
Nápoles
SSC Nápoles
F

2-3
13/14
Par
Nápoles
SSC Nápoles
F

1-2
LE
Turim
Juventus FC
F

0-0
LE
Turim
Sevilha FC
N
?


TOTAIS ………….
33 J – 12 V4 E17 D    (52/52)
*3 J – 2 V- E1 D    (7/3)
NOTA: (1) - Final da 10.ª Taça dos Clubes Campeões Europeus
* Apenas jogos frente a equipas de clubes não italianos

Carrega BBEENNFFIICCAA

Alberto Miguéns

Plano para Maio
(Previsão sempre à meia-noite):
De 14 para 15: E em Turim?;
De 15 para 16: Cinquenta mil golos: o que interessa;
De 16 para 17: Álvaro Gaspar (10.ª parte de 14);
De 17 para 18: As 38 Finais na Taça de Portugal;
De 18 para 19: E no Jamor a 39.ªFinal?
De 19 para 20: Gostava Tanto Que...
De 20 para 21: Eu Benfiquista no Museu do FCP by BMG (parte II);
De 21 para 22: Eu Benfiquista no Museu do FCP by BMG (parte III)
0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Em Defesa do Benfica no seu E-mail