A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

13/05/2014

Zero a Zero Vale Mesmo Zero

13/05/2014 + 5 Comentários
ESCLARECER


Esta fotografia foi tirada um segundo antes do golo 50 mil que entrou na baliza do FC Porto aos 25 minutos e 53 segundos do jogo iniciado às 18.00 horas de 10 de Maio de 2014

A estatística "aplicada ao Benfica, futebol e desporto" serve em minha opinião para três assuntos:
1. Permitir que a actividade do "Glorioso" esteja devidamente documentada com rigor por modo próprio, ou seja, por alguém do Clube sem necessitar de recorrer a "terceiros";
2. Permitir que quem contribui para a actividade desportiva do "Glorioso" (atletas das diversas modalidades) tenha essa actividade documentada com rigor, sem que as suas participações sejam adulteradas com faltas ou excessos - em termos de aldrabice é igual - o que fez com o "Manto Sagrado";
3. Permitir evocações de atletas ou equipas, através do pretexto de dados estatísticos que tenham relevância (as efemérides - datas - servem para o mesmo).

Agradecimento à falta de rigor dos Media portugueses
Já por mais de uma vez falei e escrevi acerca do rigor (ou da falta dele) nos media para justificar o conhecimento que tenho acerca do Benfica (e por acréscimo do desporto em Portugal). Mas nunca é de mais. Foi por perceber, em finais dos anos 70, que havia negligência, trapalhada, ligeireza e manipulações na informação que diversos jornais, rádios e televisão (só havia a RTP) forneciam em  relação ao Benfica e ao Benfiquismo que me interessei por descobrir o que realmente estava sempre, para separar a verdade da mentira. Muitas horas - milhares delas depois - ainda bem que o fiz. Pelo menos não me enganam. E posso servir o Benfica. Que é o mais importante, porque eu, simples mortal, sou efémero e o Benfica é eterno, imortal. Obrigado "medias do meu País" por serem tão... "pouco cuidadosos" para ser ligeiro na crítica.Nas 79 edições do campeonato nacional, entre 1934/35 e 2012/13...
... marcaram-se 49 435 golos, ou seja, faltavam 565 golos para ser marcado o golo n.º 50 mil. Tendo em conta o passado recente dificilmente não haveria no último terço da competição um facto estatístico relevante.

Golos marcados nos últimos
campeonatos nacionais *
Épocas
Total de golos
2006/07
554
2007/08
553
2008/09
552
2009/10
601
2010/11
584
2011/12
624
2012/13
667
2013/14
569
* desde que regressaram aos 16 clubes (30 jornadas)

Um dia gasto em justificações
Quando há cerca de um ano - por saber que dificilmente o golo 50 mil não seria obtido em 2013/14 e foi mesmo à justa! - comecei a olhar para a papelada e ordenei os jogos (pois em muitos não tinha a hora do seu início), que o meu objectivo não era assinalar, só por si, o golo 50 mil (sabia lá eu que seria do SLB!). Era um pretexto para escrever acerca dos grandes futebolistas do Benfica que tinham marcado "golos redondos". E era o que estava previsto para hoje se não tivesse que andar com estas justificações que consumiram tempo e um dia de EDB!

Não foi hoje será...
Mas um dia destes, previsivelmente, de 15 para 16 de Maio deste ano, vou fazer o que queria fazer. Escrever acerca de Valadas (1.º golo), Luís Xavier (1 000.º golo), Arsénio (5 000.º golo), Francisco Palmeiro (11 000.º golo), Eusébio (17 e 19 000.º golo), Artur Jorge (22 000.º golo), Carlos Manuel (27 000.º golo), João Pinto (35 000.º golo) e Cardozo (47 000.º golo). Com "cromos" da época e descrições dos golos. Paciência. Não me vão conseguir desviar, um milímetro, do que imaginei há um ano. Honrar agora, em 2014, os ases que nos honraram o passado!

O golo 50 mil para o campeonato nacional
O golo de Enzo Perez frente ao FC Porto foi o 14.º a ser marcado na 30.ª jornada. Após a 29.ª jornada havia 49 986 golos, tal como publiquei pela meia-noite de 9 para 10 de Maio de 2014. Quem marcasse o 14.º golo marcava o 50 mil. Antes do jogo do "Glorioso" estavam marcados 12 golos. Assim na 30.ª jornada o registo foi o seguinte:

10 de Maio de 2014
49 987...16.02.... Zequinha (VFC Setúbal)
49 988...16.07.... M. Gueye (As. Académica Coimbra)
49 989...16.14.... F. Dionisi (SC Olhanense)
49 990...16.15.... Salvador (As. Académica Coimbra)
49 991...16.18.... Bebé (FC Paços Ferreira)
49 992...16.32.... Bebé (FC Paços Ferreira)
49 993...16.36.... M. Gueye (As. Académica Coimbra)
49 994...17.11.... Rodrigues (VSC Guimarães)
49 995...17.21.... Venâncio (VFC Setúbal)
49 996...17.42.... Deyverson (CF "Os Belenenses")
49 997...17.43.... Salvador (As. Académica Coimbra)
49 998...17.44.... Rafael (VFC Setúbal)
49 999...18.04.... Ricardo (FC Porto)
50 000...18.26.... Enzo Perez (SL Benfica)
50 001...18.38.... Jackson (FC Porto)

11 de Maio de 2014
50 002...16.05.... Evandro (GD Estoril Praia)
50 003...16.31.... Diogo Viana (Gil Vicente FC)
50 004...17.38.... Derley (CS Marítimo)

Só conheço duas possibilidades de saber qual foi o golo 50 mil
Eu tenho a informação - recolhida e tratada por mim - que considero suficiente e fidedigna para saber qualquer assunto relacionado com o futebol português. Em relação ao golo 50 mil, em termos públicos, apenas conheço duas possibilidades de consulta: o portal zerozero ou os Cadernos do jornal A Bola publicados no início da temporada de 2013/14. Vamos ver o que se pode retirar deles (não há unanimidade). E como o EDB já mostrou são pouco credíveis para estudos com somatórios (clicar aqui quem quiser ver esse texto publicado em 10 de Maio de 2014).

Transposição para os "golos do zerozero"
Quem consultar o portal zerozero através do procedimento:
Liga ZON Sagres (lado esquerdo)
Página da competição (lado superior direito)
Estatísticas (lado superior direito)
Obtém-se a seguinte informação (retirada cerca das 21 horas quando este texto foi programado para ser editado à meia-noite)


Fazendo o "percurso ao contrário" se o total de golos após terminar a edição de 2013/14 é de 50 003 o golo 50 mil foi o 2-1 do FC Porto da autoria de Jackson Martinez.

11 de Maio de 2014
50 003...  83' .... Derley (CS Marítimo)
50 002...  31'  .... Diogo Viana (Gil Vicente FC)
50 001...   05' .... Evandro (GD Estoril Praia)

10 de Maio de 2014
50 000... 39' .... Jackson (FC Porto)

Para o zerozero o golo 50 mil será este. Se quisessem assumir que os dados estatísticos que publicam estão certos. Mas não acredito que eles próprios acreditem neles!

Transposição para os "golos dos Cadernos d' A Bola"
Consultando os Cadernos de A Bola n.º 44 publicado em Agosto de 2013, na página 90, fazendo o somatório dos golos marcados ou sofridos pelos 69 clubes que participaram nos 80 campeonatos nacionais temos 49 446 golos marcados (e sofridos) entre 1934/35 e 2012/13. Digitalização que se publica:


Como até ao final da 29.ª jornada de 2013/14 foram marcados 551 golos haveria 49 997 golos, ou seja, o 50 mil seria ao 3.º golo da 30.ª jornada:

10 de Maio de 2014
49 998... 02' .... Zequinha (VFC Setúbal)
49 999... 07' .... M. Gueye (As. Académica Coimbra)
50 000... 14' .... F. Dionisi (SC Olhanense)
 
Segundo os "Cadernos de A Bola" o golo 50 mil será este. Se quisessem assumir que os dados estatísticos que publicam estão certos. Mas não acredito que eles próprios acreditem neles! Zerozero e A Bola afinam pelo mesmo diapasão! Como se vê!

A credibilidade é dada por quem lê, ouve e vê. Não é por estatuto!
Eu limito-me a ser muito cuidadoso com a estatística e tudo o que envolve o Benfica, Benfiquistas e Benfiquismo. Por uma questão de respeito pelo passado. E em particular pelos que já não estão entre nós e não podem estabelecer contraditório. Depois se esta minha preocupação e ocupação é respeitada, depende de quem reconhece os valores que apresento e se identifica com eles.


O que é triste (e cansativo...)
É que ocupa-se muito tempo - em pesquisa e tratamento dessa pesquisa - para que a informação esteja correcta e depois gasta-se tempo de mais a justificar a incorrecção de terceiros.

Já chega! Não voltarei a este assunto. A menos que haja "desenvolvimentos"

Alberto Miguéns

Plano para Maio
(Previsão sempre à meia-noite):
De 13 para 14: Sevilhadas;
De 14 para 15: E em Turim?;
De 15 para 16: Cinquenta mil golos: o que interessa;
De 16 para 17: Álvaro Gaspar (10.ª parte de 14);
De 17 para 18: As 38 Finais na Taça de Portugal;
De 18 para 19: E no Jamor a 39.ªFinal?
De 19 para 20: Gostava Tanto Que...
De 20 para 21: Eu Benfiquista no Museu do FCP by BMG (parte II);
De 21 para 22: Eu Benfiquista no Museu do FCP by BMG (parte III)
5 comentários
comentários
  1. Sr.Alberto Miguéns eles (comunicação social) dizem as barbaridades que dizem porque a maioria(que não tem conhecimento de causa!!!) acredita no que eles querem impingir!!Mas as pessoas que se dão ao trabalho(para mim é gosto porque tudo o que tem a ver com o meu Benfica interessa-me bastante!) de ver as reais estatísticas como que o Sr.Alberto publica,vêem que o que vêm na cs (principalmente com o SLB!!) é uma fantochada que nem eles de certeza acreditam naquilo que publicam nos jornais,livros....e dizem nas tvs.....Saudações Benfiquistas e continue a fazer o excelente trabalho que é defender o Glorioso!!!Benfiquista do Norte

    ResponderEliminar
  2. Caro Alberto, de facto só num país destes em que as entidades oficiais frequentemente não assumem a responsabilidade por serem referenciais da verdade e do rigor é que se pode compreender esta bagunça e incúria.

    A FPF deveria no melhor interesse e na promoção do desporto preocupar-se em ter estatísticas inquestionáveis e que deveriam ser providenciadas para não termos esta trista situação. Vale o que vale e se há jornais que publicam este tipo de notícias então percebe-se desde logo até que ponto a falta de rigor deve ser extensível a muito mais que é publicado e opinado. A FPF tem um papel organizativo, exectivo, regulador e fiscalizador. E tem também um papel promocional do futebol em Portugal. Tem? As vezes... Se no desporto Americano as estatísticas são rigorosas e extensas, isso é não apenas pela preocupação em tornar o desporto mais eficaz, mais atraente mas também mais passível de ser promovido. Nós humanos temos um fascínio por números redondos e esse facto deveria neste caso ter suscitado um interesse promocional em torno do tal "golo". Beneficiaria o jogo, os seus praticantes e todos os outros agentes relacionados. Perder este tipo de oportunidades é demitir-se do benefício deste desporto que tanto gostamos.

    Não se importe com o ruído de fundo. Estou certo que a vastidão e rigor das suas estatísticas são reconhecidas por quem o lê. E se não forem, deixe lá. A ignorância e a estupidez são tanto mais graves e idiotas quanto quem as promove tem consciência disso. Continue na defesa do rigor e da verdade!

    Saudações Benfiquistas!

    VJ

    ps: nunca mais é quarta-feira...

    ResponderEliminar
  3. Magnifico trabalho, li o seu artigo publicado no dia 10 em que disse que faltavam 14 golos para o 50000, se o publicasse apenas hoje poder-se-ia dizer que tinha sido adulterado para 'encaixar' o golo 50000 no benfica. Mas não, no dia 10 não poderia saber que o benfica marcaria o 14º golo desta jornada. Em relação ao zerozero e aos cadernos d'a bola, é muito mais fácil estarem enganados, porque é alguem desapaixonado a fazer as ontas, e nas transcrições é muito fácil enganarem-se (com a media em geral) Acredito muito mais nas contas feitas poor um adepto apaixonado e perfecionista que se dá ao trabalho titanico de fazer as contas e provavelmente as reviu diversas vezes.

    ResponderEliminar
  4. já agora a propósito deste tema mas que não tem muito a ver com o caso existe outro jogo que gera algumas duvidas, em 86/87 o ultimo jogo do campeonato do nosso clube foi interrompido aos 84 minutos por invasão de campo quando o resultado era 1-1, sei que depois os dois clubes foram penalizados com a derrota, tenho ideia que seria uma derrota por 3-0 para os dois mas não a certeza, será que pode confirmar esta ideia e qual foi o resultado considerado para o goal average se o 3-0 ou outro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João Carlos

      Esqueci-me de responder, mas vou fazer um texto acerca deste assunto para dia 6 de Junho.

      Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail