A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

13/06/2013

«Nunca encontrei qualquer indício de Cosme Damião ter sido fundador do Sport Lisboa»

13/06/2013 + 12 Comentários API
...mas também nunca encontrou qualquer indício de Cosme Damião não ter sido fundador do Sport Lisboa (acrescento eu!)

OPINIÃO

Circula pela internet uma entrevista ao jornal da Sonae do incomodado portista Belmiro de Azevedo, o Público - em que um tal Ricardo Serrado faz afirmações que podem ser TODAS rebatidas com argumentos iguais aos que usa. Vou deixar para depois da inauguração do Museu do Benfica este assunto. Rebatendo cada resposta com questões iguais que desmontam a "pseudoteoria" reclamada. Antes, como "aperitivo" deixo uma demonstração da ligeireza com que ele trata os assuntos. Na "entrevistazinha" há uma questão que ele responde do seguinte modo:

«Em relação ao Benfica, também contesta alguns dados?
Antes de mais devo repetir que a ciência se caracteriza pelo rigor, isenção e honestidade intelectual. Como tal, devo dizer que o meu livro sobre Cosme Damião contém alguma informação que carece de revisão. Isto é, necessita de ser actualizada, nomeadamente um maior questionamento sobre a fundação do Benfica. Fiei-me em demasia nas obras já escritas. Deve-se também a informação errada que consta histórias dos clubes, que são, muitas vezes, mitificadas por má interpretação de uma fonte, desconhecimento da realidade da época ou anacronismo. Sempre tive algumas dúvidas sobre a acta da fundação do Sport Lisboa de 1904. Dúvidas que mantenho e que com o tempo tive tempo de reflectir e de maturar.»

O problema dele não foi esse
Segundo diz «Fiei-me em demasia nas obras já escritas. Deve-se também a informação errada que consta histórias dos clubes, que são, muitas vezes, mitificadas por má interpretação de uma fonte, desconhecimento da realidade da época ou anacronismo.» Mas nada disso. Este não foi o problema para fazer um livro cheio (que nem um ovo) de erros!

O problema dele foi outro!
Foi não ler os livros e os jornais coevos com atenção, dedicação, gosto e reflexão. E repetidamente até aprender o que foi dito e escrito durante os 109 anos do "Glorioso". Foi ser displicente, trapalhão, pretensioso e vaidoso. Para ser "perito" ou querer ter credibilidade não chega apresentar-se, à portuguesa, com um "canudo" (sabe-se lá como!). É preciso ser humilde, gostar de conhecer a verdade e ser criterioso. Com este Ricardo é (quase...) tudo às avessas.

Queixa-se de quê?
Na entrevista lamenta-se que confiou em demasia nas obras já escritas. Mas o problema foi outro. Ele é que não respeitou as "obras já escritas". Há cerca de duas dezenas de exemplos, pois vê-se que as informações por si reproduzidas no tal livrinho acerca de Cosme Damião, foram quase todas - cerca de 90 por cento - retiradas da obra de Mário de Oliveira e Rebelo da Silva, História do SLB, 1904-1954, mas lidas à pressa e por isso transformadas em informações truncadas. Se tivesse lido a obra, com mais atenção, duas ou três vezes, durante muitos anos não cometia, por exemplo, este erro:
Página 64 do Livro Cosme Damião de Ricardo Serrado. Mentira! Esta equipa não é de 1907. Também por isso nada tem a ver com os "oito dissidentes". Vergonhosa legenda e aldrabona


Página 47 da História do SLB 1904-1954 de Mário Oliveira/ Rebelo Silva com a indicação correcta da equipa do "Glorioso" que venceu, por 2-1, o Carcavelos Club em 1907. Informação retirada do jornal "Os Sports" de 15 de Fevereiro de 1907

Como se vê e lê a tal obra que "não é de fiar" é que está correcta! O que é que se passou?! Ou leu mal, truncou a ideia ou quis dar protagonismo a Cosme Damião - estar logo na primeira grande vitória do Clube - colocando-o numa equipa onde Cosme Damião não jogou.

Então de onde vem a fotografia publicada no livrinho? Ei-la!
Página 200 da História do SLB 1904-1954 de Mário Oliveira/ Rebelo Silva com a indicação correcta da constituição da equipa do SLB num jogo no campo da rua da Rainha, em 28 de Abril de 1912, no Porto (atrás as instalações da Câmara Municipal do Porto com viveiros para abastecer os jardins da cidade, actividade do pai de José Monteiro da Costa, fundador do FCP em 2 de Agosto de 1906! Vitória, por 8-2, do SLB no primeiro encontro frente ao FCP

Onde foi ele buscar a fotografia?
Ao tal livro que não é de fiar. Copiou-a da página 200 não há que enganar. É uma fotografia obtida na cidade do Porto, no campo da rua da Rainha, em 28 de Abril de 1912. Quando ele, na página 64 a transforma (qual ilusionista) numa fotografia que não existe (ou pelo menos dela não há conhecimento) a da equipa que, em Carcavelos, a 10 de Fevereiro de 1907, venceu pela primeira vez os mestres do Cabo Submarino. Seis anos de diferença. Como é evidente pelas camisolas, pois já há nove futebolistas com os novos equipamentos (com atilhos) de algodão. E só não são dez porque ele e/ou os editores do livrinho fizeram questão de "tirar" do onze o nosso dedicado Henrique Costa! Apenas Francisco Pereira (irmão do famoso Artur José Pereira) está equipado com a "velha" camisola de flanela vermelha.

Isto é "apenas" um exemplo entre cerca de duas dezenas! Repito!

Vamos deixar-nos de eufemismos e do politicamente correcto (que odeio porque apenas serve para esconder a hipocrisia e permitir ser cobarde). Há pessoas que:

Têm muita queda, mas não têm é onde cair

Alberto Miguéns
12 comentários
comentários
  1. Quem sabe...sabe!!!

    E quem sabe é o Miguéns e mais ninguéns...

    Os outros "historiadores" que se reduzam à vossa insignificância...ó cretinos!!!

    ResponderEliminar
  2. É realmente assustador como se fazem coisas de forma tão leviana...
    O problema é que passam por sumidades daquilo que não dominam.

    Continue a corrigi-los com os factos!

    ResponderEliminar
  3. Sem dó nem piedade, estes pseudo manipuladores merecem ser desmascarados. Tripeirismo sujo, porco e fedorento.

    ResponderEliminar
  4. Em Portugal só de dá destaque aos xico espertos :(

    ResponderEliminar
  5. Caro Consócio Alberto,

    Muito obrigado por este texto. De facto, este "chicoespertismo" à portuguesa merece que se deixe de lado a hipocrisia do politicamente correcto e se coloquem as pessoas no seu devido lugar.

    Mais este Senhor insinua (lançando lama para os actuais colaboradores), que deixou de trabalhar no Museu pois saiu em desacordo com o trabalho que aí se estava a desenvolver - dando a entender que os colaboradores desenvolviam um trabalho sem rigor e fortemente toldado à cor vermelha....enfim, esta também mereceria resposta!

    Por lado, deixe-me agora trazer à liça a questão da planificação do seu trabalho aqui para o EDB (que nos transmitiu no post anterior), no sentido de lhe pedir que não se esqueça do texto que, aquando da publicação do post "A teia", disse que ia tentar recuperar....... segundo nos avançou, trata-se de um texto escrito por si para o Jornal "Benfica" e onde, já na altura, abordava a questão do "Futeluso" e da teia montada pelos Andróides....

    No fundo, e muito sinceramente, interessa-me recolher/compilar bastante informação no sentido de poder caracterizar/definir melhor este sistema - pois creio que muitos benfiquistas não o sabem fazer - e pedem sucessivamente a cabeça de jogadores/treinadores/presidentes - não percebendo que os corruptos este ano, p. ex., não chegariam aos momentos cruciais do campeonato "colados" ao SLB.....isto é, o SLB, em condições normais (sem os corruptos jogarem com vários guarda redes, terem penaltis e expulsões contra etc etc.), teria sido campeão com larga margem e, quiçá, bater-se muito mais "fresco", quer física quer emocionalmente, contra o Chelsea...... - enfim, creio que muitos benfiquistas não percebem isto.

    Num segundo momento, tais observações/textos - podem contribuir, de forma cabal, para se tentar perceber qual o caminho a seguir para tentar desmontar/desenrolar essa mesma "teia" como o Alberto lhe chamou.

    Saudações Gloriosas,

    ResponderEliminar
  6. A questão é que esta informação não pode nem deve ficar confinada aqui ao blog. As afirmações foram feitas num jornal nacional, por isso acho que deveria enviar uma resposta para o mesmo jornal por forma a que a verdade seja reposta, caso contrário, criar-se-á mais uma mitificação como são os casos calabote ou a treta espalhada pelo bostas que o porto foi prejudicado pelo Salazar.

    ResponderEliminar
  7. o Alberto Miguéns sabe q hoje nem na media nem nos midia temos hipoteses de fazer valer os nossos pontos de vista e verdades desportivas !. Onde esta a justiça ! a quem fazem justiça ! pobre pais e povo se não confiar na sua justiça ..

    a teia ou o polvo dos azuis com o oliveirinha e as suas manipulaçoes jornais e radio e tv pois tiram dai proveito mesmo a ganhar milhões ..

    ResponderEliminar
  8. Bruno Paiva13/6/13 22:50

    Primeiro que tudo gostaria de dar parabéns pelo artigo e por repôr a verdade sobre o que foi escrito sobre o Cosme Damião e sobre o SL Benfica.

    Depois queria dizer que concordo totalmente com o B Cool, pois a verdade não pode ficar escondida a um cantinho.

    Por último gostaria de lançar duas questões que não consigo entender sobre o nosso glorioso Cosme Damião:

    - Porque nunca aceitou ser Presidente do Sport Lisboa e Benfica, mesmo tendo vencido as eleições de 1926 já com 41 anos ? Acho curioso, porque 10 anos mais tarde viria a ser o Presidente do Casa Pia Atlético Clube.

    - Porque não aparece o seu nome na acta e como podemos ter a certeza que foi ele que a escreveu ? Se calhar nunca saberemos...

    Saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Bruno Paiva

      Quanto à primeira questão um dia destes - talvez seja pretexto o dia 5 de Agosto, para assinalar, em 1926, a eleição de Cosme Damião como presidente - tentarei fazer um texto coerente e simples para explicar uma situação complexa. Em resumo posso dizer-lhe que ele estava, nessas eleições em duas listas. Numa como vice-presidente de Bento Mântua e noutra (a que venceu) tendo como vice-presidente Ribeiro dos Reis. Nesse tempo quem mandava no futebol do SLB era o vice-presidente (era assim desde 1908 quando foram estabelecidos os parâmetros da junção do Sport Lisboa com o Sport Benfica). Cosme Damião não queria ser presidente mas queria ser vice-presidente (já se está a ver porquê!) Os sócios do Benfica preferiam que ele deixasse de mandar no futebol. Ele não aceitou ser afastado do futebol. Agora "isto é mais complicado" de explicar. Só com coerência e documentação para se perceber todo o contexto do SLB em 1926, até porque havia dívidas à banca devido à construção do estádio das Amoreiras. Vou tentar em 5 de Agosto de 2013 fazer um texto acerca desta eleição em que Cosme Damião foi eleito mas não tomou posse!

      Quanto à segunda questão, espere pelo texto no EDB a rebater todas as respostas (são seis!) dele ao Público. Posso garantir-lhe uma interpretação pessoal acerca da não assinatura da acta (ele faz o mesmo, por isso é interpretação contra interpretação). Quanto a ser Cosme Damião a escrever a acta (ou não!) vou divulgar um documento assinado por Cosme Damião, em 1908, onde aparecem nomes que estão na acta. Vou deixar a comparação entre os dois documentos (um de 1904 e outro de 1908)para os leitores do blogue. Cada um que tire as suas conclusões. Mas vai ser fácil. Nem é necessário perceber de caligrafia.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  9. Excelente ! Atencao so que o resultado com o Carcavellos foi 2-1 (tal como vem no texto de Mario Oliveira) e, julgo que por lapso, o Alberto Miguens depois escreveu que ficou 1-0 . Um abraco

    ResponderEliminar
  10. Caro Fernando Arrobas da Silva

    Obrigado. O resultado é 2-1. Vitórias por 1-0, foram as seguintes em 1910 e 1911. Está emendado.

    Obrigado

    Gloriosas Saudações Benfiquistas

    Alberto Miguéns

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail