A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

18/05/2012

Absurdos, Falácias e Benficas

18/05/2012 + 33 Comentários
 
OPINIÃO
             
Aviso: Por dificuldades de tempo disponível, os quadros com os valores estão editados neste texto, mas a sua análise e respectivos comentários, serão feitos no texto de amanhã. Os quadros parecem-me tão explícitos que, estando feitos, a sua divulgação não merece ser adiada 24 horas. Os comentários, sim!


Obrigado

Luís Fialho "O Benfica" página 31 em 18.Maio.2012


Os números dão para tudo, até para serem manipulados. Há verdades e verdades. Umas mais do que outras. Tal como as mentiras.

Gostar ou não gostar eis a questão
Eu não gosto de indexar os títulos conquistados pelo Clube a ninguém, mesmo aos jogadores. Para mim os jogadores, treinadores e restante grupo de trabalho contribuem para a sua conquista. Mas não é cada um deles que o conquistou. Todos contribuem, uns mais do que outros, mas isso é outra questão.
Ainda mais absurdo é indexar as conquistas de títulos a seccionistas, dirigentes ou presidentes. Aos jogadores e treinadores enquanto componentes de um colectivo que iniciam e terminam uma competição ainda é aceitável. Mas, que fazer de competições iniciadas num mandato e terminadas noutro mandado? Pertencem a “quem”? Não podem pertencer aos dois… se não as contas não batem certas! Os dirigentes (em particular os presidentes da Direcção) criam as condições para o Benfica conquistar. É para isso que estão dirigentes, porque ninguém é dirigente. O que há são associados, que durante determinado período, estão dirigentes.

O que importa é o Benfica
É o Benfica que conquista, através das condições criadas pelos dirigentes e do desempenho de jogadores e treinadores. É nestes pressupostos que se construiu o “Glorioso”. Durante muito tempo foi tradição no Clube não atribuir títulos a ninguém, ainda que se agradeça o contributo de todos. Eu como conheço, um pouco da história do Clube, revejo-me nesses (e partilho esses) princípios.
O “problema” começou quando outros clubes sem a cultura do nosso começaram a conquistar mais do que nós e a criar o seu presidente como protagonista atribuindo-lhe títulos conquistados. A tendência foi para os media divulgarem esses valores, continuarem a propagá-los e os benfiquistas começarem a “presidencializar” os títulos do Benfica. Tal como fazem os andróides, se bem que estes 30 anos sejam um tempo infindável, por isso sem comparação com outras presidências, até com as de outros clubes. Afirmar que Pinto da Costa é o presidente do futebol português com mais títulos de campeão nacional, ultrapassando Borges Coutinho, é uma falácia, pois Borges Coutinho “apenas” foi presidente durante oito anos. Como é possível comparar oito com 30 anos?!

Primeiro os factos…
O que é válido para a comparação entre Borges Coutinho e Pinto da Costa também o é para a comparação entre presidentes do “Glorioso” com mandatos temporais diferenciados. Repito que é um absurdo atribuir títulos a um presidente, cujo início de competição ocorreu numa presidência e o seu final numa outra. Mas, a fazê-lo há que estabelecer um critério: o título é atribuído ao presidente em cujo mandato o clube se sagrar campeão, mesmo que seja apenas numa jornada, a última em que se conquistou o título. É absurdo… é! Mas, o “problema” está na ideia de indexar títulos aos presidentes, cujas eleições e tomadas de posse ocorrem durante o desenrolar das competições.

… depois os argumentos
E o número de anos nas presidências não contam?! Podem-se comparar títulos conquistados entre presidências com um ano e outras com dez?! É justo?! É correcto!? Valem o quê?!

Por absurdo, um presidente pode tornar-se o "mais titulado do Benfica", com sete títulos de campeão - "ultrapassando" os seis de Borges Coutinho -, mesmo que o clube conquiste um título de cinco em cinco épocas, se estiver na presidência do "Glorioso" durante 36 anos! Ridículo! De pequeno clube!

CLASSIFICAÇÕES DO SL BENFICA NOS
78 CAMPEONATOS NACIONAIS
Presidente Direcção
Época
Classificação
Camp. Nac.
Vasco Ribeiro
1934/35
3.º
1935/36
1.º título
Manuel Conceição Afonso
1936/37
2.º título
1937/38
3.º título
Júlio Ribeiro Costa
1938/39
3.º


Augusto Fonseca Júnior
1939/40
4.º
1940/41
4.º
1941/42
4.º título
1942/43
5.º título
1943/44
2.º
Félix Bermudes
1944/45
6.º título
Manuel Conceição Afonso
1945/46
2.º
João Tamagnini Barbosa
1946/47
2.º
1947/48
2.º

Mário Gusmão Madeira
1948/49
2.º
1949/50
7.º título
1950/51
3.º


Joaquim Ferreira Bogalho
1951/52
2.º
1952/53
2.º
1953/54
3.º
1954/55
8.º título
1955/56
2.º
1956/57
9.º título

Maurício Vieira Brito
1957/58
3.º
1958/59
2.º
1959/60
10.º título
1960/61
11.º título
António Fezas Vital
1961/62
3.º
1962/63
12.º título
Adolfo Vieira Brito
1963/64
13.º título
1964/65
14.º título
António Catarino Duarte
1965/66
2.º
José Ferreira Queimado
1966/67
15.º título
Adolfo Vieira Brito
1967/68
16.º título
1968/69
17.º título


Borges Coutinho
1969/70
2.º
1970/71
18.º título
1971/72
19.º título
1972/73
20.º título
1973/74
2.º
1974/75
21.º título
1975/76
22.º título
1976/77
23.º título

José Ferreira Queimado
1977/78
2.º
1978/79
2.º
1979/80
3.º
1980/81
24.º título


Fernando Martins
1981/82
2.º
1982/83
25.º título
1983/84
26.º título
1984/85
3.º
1985/86
2.º


João Santos
1986/87
27.º título
1987/88
2.º
1988/89
28.º título
1989/90
2.º
1990/91
29.º título
Jorge Brito
1991/92
2.º
1992/93
2.º

Manuel Damásio
1993/94
30.º título
1994/95
3.º
1995/96
2.º
1996/97
3.º

João Vale Azevedo
1997/98
2.º
1998/99
3.º
1999/00
3.º

Manuel Vilarinho
2000/01
6.º
2001/02
4.º
2002/03
2.º




Luís Filipe Vieira
2003/04
2.º
2004/05
31.º título
2005/06
3.º
2006/07
3.º
2007/08
4.º
2008/09
3.º
2009/10
32.º título
2010/11
2.º
2011/12
2.º
NOTA: O critério da classificação atribuída tem como referência, a presidência na jornada da conquista do título ou a jornada em que, matematicamente, o Benfica deixou de poder conquistar o título

Tabelas para todos os gostos
O

Presidentes com “mais campeonatos”
O

CAMPEONATO NACIONAL (valores absolutos)
DEZ PRESIDENTES COM MAIS TÍTULOS
Nome
N.º
Duarte Borges Coutinho
6
Adolfo Vieira Brito
4
João Santos
3
Manuel Conceição Afonso
2
Augusto Fonseca Júnior
2
Joaquim Ferreira Bogalho
2
Maurício Vieira Brito
2
José Ferreira Queimado
2
Fernando Martins
2
Luís Filipe Vieira
2

CAMPEONATO NACIONAL (valores relativos)
ONZE PRESIDENTES COM
MELHOR PERCENTAGEM
EM TÍTULOS CONQUISTADOS
Nome
%
Félix Bermudes
100
Adolfo Vieira Brito
100
Duarte Borges Coutinho
  75
Manuel Conceição Afonso
  67
João Santos
  60
Vasco Ribeiro
  50
Maurício Vieira Brito
  50
António Fezas Vital
  50
Augusto Fonseca Júnior
  40
José Ferreira Queimado
  40
Fernando Martins
  40

Presidentes com “mais campeonatos perdidos”
O

CAMPEONATO NACIONAL (valores absolutos)
CATORZE PRESIDENTES COM
MAIS TÍTULOS PERDIDOS
Nome
N.º
Luís Filipe Vieira
7
Joaquim Ferreira Bogalho
4
Augusto Fonseca Júnior
3
José Ferreira Queimado
3
Fernando Martins
3
Manuel Damásio
3
João Vale Azevedo
3
Manuel Vilarinho
3
João Tamagnini Barbosa
2
Mário Gusmão Madeira
2
Maurício Vieira Brito
2
Borges Coutinho
2
João Santos
2
Jorge Brito
2

CAMPEONATO NACIONAL (valores relativos)
TREZE PRESIDENTES COM
PIOR PERCENTAGEM
EM TÍTULOS CONQUISTADOS
Nome
N.º
%
João Vale Azevedo
o/3
100
Manuel Vilarinho
0/3
100
João Tamagnini Barbosa
0/2
100
Jorge Brito
0/2
100
Júlio Ribeiro Costa
0/1
100
António Catarino Duarte
0/1
100
Luís Filipe Vieira
2/9
  78
Manuel Damásio
1/4
  75
Mário Gusmão Madeira
1/3
  67
Joaquim Ferreira Bogalho
2/6
  67
Augusto Fonseca Júnior
2/5
  60
José Ferreira Queimado
2/5
  60
Fernando Martins
2/5
  60

Num clube glorioso como o nosso, o "problema" de um presidente do Benfica não é quantos campeonatos conquistou. É quantos campeonatos impediu o Benfica de ganhar!

Houve até presidentes – Manuel Conceição Afonso e Júlio Ribeiro Costa, pelo menos – que alegaram como, um dos motivos para não se recandidatarem, o facto de: por falta de jeito, incapacidade de dirigir ou perseguições pessoais externas ao Clube, mas com reflexos do futebol do Benfica, não terem capacidade – apesar da dedicação – para dirigir o Clube no sentido de conquistar competições. E, segundo a sua opinião, não podiam colocar “interesses pessoais” (ser presidente do Benfica) acima dos interesses do Clube. Campeonato ou competição perdida, nunca mais conseguirá ser conquistada. Foi-se! A próxima já é outra! Outros tempos!

Não devemos ser "mais papistas que o Papa"! É preciso cuidado porque por vezes o feitiço vira-se contra o feiticeiro.

Alberto Miguéns

NOTA: Dos outros títulos e modalidades, nem vale a pena comentar, porque havia que definir "títulos" (os únicos comparáveis são o campeonato nacional e a Taça de Portugal). 
Que modalidades, por género e escalões?
Outro absurdo, com falácia pelo meio...
33 comentários
comentários
  1. Respostas
    1. Enorme Alberto Miguéns!

      Eliminar
  2. Sentes a falta do tacho... Cospes no prato q te deu protagonismo... Nao passas de um triste! Deviam era cobrar-te os anos em q arrumavas o carrito de borla na garagem e os jornais q levavas para casa. ..

    ResponderEliminar
  3. Ja sei q nao o vao aprovar mas ficam a saber q eu sei as verdades

    ResponderEliminar
  4. CLAP, CLAP, CLAP!(isto é suposto ser um aplauso)

    ResponderEliminar
  5. Águia Preocupada18/5/12 12:07

    Esses fialhos desta vida, tudo fazem para enaltecer a qualidade do dono! Pensam eles que os benfiquistas, por serem gente do povo, são estúpidos e não pensam pela sua cabeça. Começou a caça ao voto, o que para essa gente nem é difícil pois trataram de, em tempo oportuno, montar e olear a máquina a preceito.
    Ao menos para isso tem competência... A competência que lhes falta para dirigir o Benfica rumo aos títulos!
    Obriga Miguéns pelos serviços prestados ao nosso clube! Esses Fialhos, Guerras, Colaços e pandilha, tem que ser desmascardos e atirados à lama!
    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  6. Fala quem sabe....TUDO !!!!!!!!

    ResponderEliminar
  7. Mais uma varridela de grande nível. Excelente Alberto!

    ResponderEliminar
  8. Excelente post! És grande Alberto Miguéns! Obrigado

    ResponderEliminar
  9. os números não mentem mas podem ser manipulados e muito.

    acho ridículo reduzir (ou ampliar) a actuação de qualquer dirigente ao número de títulos!

    e quantos títulos negativos vale uma condenação de um clube por corrupção?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro 71460_5/8

      Não fui eu que se lembrou de falar do assunto. O EDB entende que defender o Benfica é repor a verdade.Doa a quem doer. Pode crer que se não houvesse artigo escrito a manipular números indexados a presidentes, não seria o EDB (apesar de termos os números correctos, estes e muito mais...) a tornar público esses valores.

      Saudações Benfiquistas

      AM

      Eliminar
  10. clap clap clap...

    ResponderEliminar
  11. Parabéns por continuar a mostrar tudo o que sabe sobre o Benfica e a desmascarar lambe-cus e gulosos

    ResponderEliminar
  12. Outros tempos. Agora temos um presidente que às vezes mais parece um aprendiz mediocre de ditador. E isto sucede num clube que primou sempre pela democracia, mesmo no tempo da velha senhora.
    SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS

    ResponderEliminar
  13. agent_smith18/5/12 14:21

    muito bom, como sempre

    ResponderEliminar
  14. Excelente como sempre. Contudo devo acrescentar algumas notas que, não alterando os quadros, ajudam a entender uma pequena parte da história do clube aí representada.

    Ao Dr.º Vale e Azevedo são imputados 3 falhanços, o que de facto corresponde aos 3 anos sem ganhar o título de campeão. Contudo em bom rigor, deviam ser imputados 2 porque quando venceu as eleições a equipa estava a 10 pontos do 1º lugar após 8 jornadas num campeonato de 34. Acresce que o Benfica estava a 10 pontos e acabou a 9 pontos, pelo que o saldo de JVA nesse ano foi positivo.

    Ao Sr.º Manuel Damásio foi imputada uma vitória, que de facto aconteceu no seu mandato, a vitória da época 93/94. Contudo esta vitória deve-se em maior percentagem, a Jorge de Brito, que quando saiu em Janeiro de 94 já tinha a equipa em 1º lugar com alguns pontos de avanço, que não posso precisar. Foi o Sr.º Manuel Damásio assessorado por António Figueiredo, que deixou a equipa de futebol a 8 pontos do 1º lugar ao fim de 4 jogos, quando se demitiu, que passaram a 10 pontos à 8ª jornada quando Vale e Azevedo tomou conta do Benfica.

    ResponderEliminar
  15. Peço desculpa para, pela primeira vez, discordar. Não se podem de facto, comparar alhos com bugalhos. E é o que faz o meu querido Miguéns quando compara épocas, umas com as outras.

    Ora as épocas não se podem comparar pela simples razão que estão directamente associadas a conjunturas desportivas das quais não podem ser dissociadas. As estatísticas devem ser lidas e interpretadas quando existem bases comparáveis. Ora, aqui não é manifestamente o caso!

    Tanto como se pode comparar os desempenhos dos diferentes governos, comparando as épocas e as décadas em que governaram! Não é uma comparação válida, já que as conjunturas têm demasiado peso nos números tornando incomparáveis os desempenhos do governos, se nos baseamos apenas em números estatísticos.

    É como actualmente culpar o presente governo pelo número de desempregados. Ou culpar o governo do Rajoy pelo desemprego galopante em Espanha. Não são comparações honestas.

    Afirmar que LFV "impediu" o Benfica de ganhar campeonatos é, no mínimo, uma afirmação desonesta. Esta é a minha opinião.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Manuel

      Como pode ver pelo texto digitalizado o EDB limitou-se a corrigir o que esse texto maquilhava.

      Concordo consigo, no essencial, mas volto a repetir quem comparou não foi o EDB.

      Já não concordo com a última frase. Custa mas é verdade. Qualquer presidente, seja LFV ou qualquer outro, se perpetuar o poder sem conseguir títulos está a impedir o Clube de se engrandecer. porque impede que outros apresentem soluções. O Benfica precisa de vencer. Como não o pode nem deve fazer a qualquer custo) se um presidente, seja quem for, no passado, presente ou futuro, não tem soluções, não pode ser usurpador.

      Saudações Benfiquistas.

      Obrigado pelo interesse pelo blogue. Critique quando entender. À Benfica.

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  16. O que não pode deixar de ser analisado é o contexto... O Borges Coutinho foi campeão 6 vezes nos anos 70, apanhou um Benfica dominador, campeão 8 vezes nas 10 temporadas anteriores. O Benfica foi campeão 2 vezes com LFV na presidência. Antes dele, estivemos 10 anos sem ganhar o campeonato...

    ResponderEliminar
  17. Este deve pensar que são todos atrasados mentais no universo benfiquista. Dá mais flic flacs que a Nadia Comaneci

    ResponderEliminar
  18. Fazes um trabalho incrível na Defesa do Benfica.

    Muito bem, mesmo.

    ResponderEliminar
  19. Alberto Minguéns, um grande obrigado pelo seu trabalho de Benfiquista verdadeiro, que não se deixa manipular por demagogias e falácias.

    ResponderEliminar
  20. Vieira:

    o presidente com mais campeonatos perdidos e um dos piores presidentes da história do SLB em termos de % de campeonatos ganhos e campeonatos jogados.

    ou


    o presidente com o pior registo de sempre no que a taças de portugal diz respeito: 8 anos sem ganhar !!


    ou

    o presidente que nos proporcionou porto campeão na LUZ em futebol, sporting em futsal e espinho em vólei

    ou

    o presidente que nos proporcionou o porto ultrapassar-nos em títulos de futebol

    ou

    o presidente que deixou fugir falcão, álvaro pereira, james rodríguez, moutinho, alex sandro e danilo



    escolham a que gostarem mais para o descrever ;)

    ResponderEliminar
  21. imprensa sebosa,nojenta.
    deixei de os sustentar á mais de 10 anos.


    viva o benfica !

    ResponderEliminar
  22. Desconstrução de propaganda mentirosa...

    Excelente post!

    ResponderEliminar
  23. Pronto! Isto não leva a lado nenhum, no que diz respeito ao Glorioso. Antes pelo contrário, que é como quem diz, estamos a fazer o jogo do inimigo. Refiro-me ao que se passa na blogosfera Benfiquista. Há uns dias para cá comecei a adicionar a uma pasta dos Meus Favoritos a que dei o nome de "Blogs do Benfica" vários blogs que se auto intitulam como defensores do Benfica. E vou navegando neles e retiro obviamente as minhas conclusões.
    A principal conclusão é que infelizmente isto parece uma guerra entre blogs e quem fica a perder é o SLB.De alguns, tenho dúvidas do seu Benfiquismo, tal é o ataque ao presidente, a directores, ao treinador, isto tudo porque não fomos campeões, imputando a estes que referi, a causa única e exclusiva para tal perda, branqueando, como tal, as arbitragens, que na minha opinião, sem desculpar os atrás referidos, tiveram a parte de leão em tal sucedido. Blogs há que me fazem lembrar um aparecido antes das anteriores eleições pertencente a um tal Bruno de Carvalho, que algum tempo após o seu nascimento, viu-se para que servia.
    Uns quantos parecem a voz do dono e outros parecem a voz de quem quer ser dono. E é nisto que nos degladiamos. Os do clube corrupto mais os do clube dos pirómanos, estão a rir-se.
    Este artigo de Opinião, infelizmente é disso exemplo.
    E digo "infelizmente" porque é mais uma batalha que o autor está a travar para desmontar o artigo do Luis Fialho. E o problema é que tem razão. O Luis Fialho, que tenho na conta de um Benfiquista a toda a prova, como diria o Herman dos bons velhos tempo...não habia nexexidade.
    Saudações Benfiquistas!

    ResponderEliminar
  24. pois é o benfica perde muito porque as pessoas que o dirigem e que andam nos corredores da luz sao pessoas com metalidade pobre e pequena e ainda gostam de fazer os benfiqusitas de parvos , mas os grandes parvos sao eles porque estao num clube de excelencia com uma historia magnifica e estao a deixar o clube ser ultrapassado por um clube de azeiteiros corruptos , quando deviam era respeitra a historia do clube ser humildes e honestos , lutadores e com mentalidade vencedora , mas nao temos la uns bananas que so olham pela sua vida e para esses bananas perder ou ganhar é desporto , à que saber perder à que saber ganhar , mas sobretudo à que ganhar e nao aceitar a derrota como uma coisa normal , enfim , um dia pode ser que tenhamos a sorte de chegar ao benfica um grande lider um lider que respire benfiquismo e seja serio , um dia , so peço que nao demore mais 15 anos .

    jose luis cruz

    ResponderEliminar
  25. Nunca vi um blog cujo nome se ajustasse tanto à realidade, como este.
    Este blog deve conter as provas mais ricas sobre a História do SL Benfica.
    Enorme AM. Obrigado.

    ResponderEliminar
  26. Lá está o Miguéns a distribuir lambada.

    E merecidas...

    ResponderEliminar
  27. Um Grande Bem Haja ,Alberto Miguéns.

    VIVAS ao Sport Lisboa e Benfica, seja qual for o TEMPO.

    ResponderEliminar
  28. Alberto, temos que mudar o nosso Benfica! Este não é o Benfica dos Vieiristas e Demagogos, queremos o nosso Benfica de volta!!! O Benfica das vitórias!

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail