A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

20/11/2011

Uma Por Semana: Hóquei em Patins

20/11/2011 + 4 Comentários
OPINIÃO
  


Aviso Prévio: Texto longo

Mote
A acompanhar TODAS as modalidades, nas nossas instalações, desde 1979 e a estudar a história desde os primórdios da sua existência, gostaria de comentar as CINCO modalidades de pavilhão neste início de temporada: Pequeno Historial, Últimos Tempos e Perspectivas.

Vamos a isso…
O eclectismo é um dos pilares do Benfica como Grande Clube. É assim, na actualidade, tal como desde sempre. Por isso é um pilar!

Uma das características do “Glorioso” enquanto agremiação desportiva foi proporcionar aos seus associados praticarem a sua(s) modalidade(s) favoritas no seu clube. Para isso foi necessário criar Secções Desportivas para as modalidades que iam surgindo por vontade dos sócios.

PASSADO …

O Hóquei em Patins vai a caminho dos 95 anos
O Hóquei em Patins foi a 10.ª Modalidade Benfiquista, cuja estreia em competição ocorreu em 3 de Junho de 1917. O Clube foi acarinhando este desporto, com os atletas depois de deixarem de competir a assegurarem a manutenção, direcção e encontrarem as melhores soluções para prestigiar o hóquei em patins, na Secção, como Benfica e por Portugal. Foi assim com o Hóquei em Patins e com as outras modalidades, fazendo do Benfica o baluarte do eclectismo português, com mais modalidades de prática efectiva e ininterrupta.

São 96 épocas – ininterruptas - de Hóquei em Patins Benfiquista, único em Portugal
Entre todos os clubes portugueses que praticam hóquei em patins, em 2011/12, o Benfica é o mais antigo, com 96 temporadas de actividade ininterrupta. Depois do “Glorioso” o mais antigo é o Estrela e Vigorosa Sport, do Porto, fundado em 1924, mas com hóquei em patins apenas em 1936, e cujo primeiro jogo com o Benfica (V 9-2) ocorreu em 10 de Abril de 1938. Seguiram-se jogos com o Clube Infante de Sagres, do Porto (1939), o Paço de Arcos HC (1939) que mais tarde, em 1944, por fusão com outro clube passou a denominar-se CD Paço de Arcos e o HC Sintra (1940). Em relação aos chamados “Grandes”, o Sporting CP iniciou-se em 1923, já o Benfica disputava a 7.ª época, e nem sempre praticou a modalidade, pois interrompeu-a em quatro ocasiões, totalizando apenas 56 temporadas. O primeiro SLB-SCP realizou-se em 3 de Junho de 1923 numa vitória, por 5-0. Actualmente o SCP joga na zona sul da II Divisão. O FC Porto que se iniciou no hóquei em patins, na temporada de 1955 (41.ª do “Glorioso”) totalizando nesta época (2011/12) a 55.ª a praticar a modalidade. O primeiro SLB-FCP realizou-se em 22 de Fevereiro de 1958 numa vitória, por 6-1, no Palácio de Cristal, na cidade portuense.

O Clube mais antigo do mundo
O Benfica para além de ser o clube português mais antigo a praticar a modalidade é também o clube mundial que o faz há mais tempo e ininterruptamente. Os clubes estrangeiros que jogavam hóquei em patins quando o Benfica se estreou (1917) já não existem ou não praticam a modalidade. Na actualidade os “outros” clubes mais antigos são: os suíços do Montreux HC, fundado em 1911, com hóquei sobre o gelo, mas a praticarem hóquei em patins “apenas” desde 1921; os ingleses do Herne Bay United e os italianos do GC Hockey Novara, fundados em 1924. Em Espanha, o clube actual mais antigo a jogar hóquei em patins é o FC Barcelona, que foi fundado em 29 de Novembro de 1899, mas a praticar a modalidade apenas desde 1 de Junho de 1942, ainda que com interregnos. O primeiro jogo do Benfica (V 2-1) com o FC Barcelona realizou-se em 20 de Setembro de 1961. A estreia internacional do “Glorioso” ocorreu em 27 de Abril de 1934, na vitória, por 3-0, com os franceses do Biarritz HC.

Benfica a investir, FC Porto a manobrar com as autarquias a desinvestir
A travessia do deserto do Benfica no campeonato nacional parece terminar em breve. O FCP após um domínio ininterrupto de dez épocas e doze triunfos em 13 anos, parece já nem sequer conseguir com os estrategas habituais perpetuar o poder, porque muitos dos clubes subservientes, devido à falta de apoio financeiro autárquico, nem a viciar os jogos já nos conseguem vencer ou empatar, como se viu na jornada passada em Valongo (nem no passado e tão badalado Mundial da Argentina vimos marcar uma falta daquelas a dois segundos do final)!

LISTAGEM DOS TÍTULOS NACIONAIS (SENIORES)
Comp
01/02
02/03
03/04
04/05
05/06
06/07
07/08
08/09
09/10
10/11
CN
FCP
FCP
FCP
FCP
FCP
FCP
FCP
FCP
FCP
FCP
TP
SLB
ÓCB
ÓCB
FCP
FCP
Camb
FCP
FCP
SLB
UDO
ST
SLB
SLB
ÓCB
ÓCB
FCP
FCP
FCP
FCP
FCP
SLB
LC
--
--
--
--
--
--
--
--
--
--
Tcrs
--
--
--
--
--
--
--
--
--
SLB

LISTAGEM DAS CLASSIFICAÇÕES (SENIORES)
Comp
01/02
02/03
03/04
04/05
05/06
06/07
07/08
08/09
09/10
10/11
CN
2.º
3.º
7.º
2.º
2.º
2.º
2.º
3.º
5.º
2.º
TP
T
F
1/4
F
1/2
1/8
1/4
F
T
1/4
ST
T
T
NP
NP
NP
NP
NP
NP
NP
T
LC
1/2
3.ºg
4.ºg
NP
NP
NP
NP
NP
NP
NP
Tcrs
NP
NP
NP
1/4
P-El
NP
NP
NP
1/2
T

EQUIPAS “A NORTE” CHEIAS DE ANTI-BENFICA
O FC Porto forma todos os anos, e há muitos anos, equipas completas de hoquistas que depois distribui pelos clubes da região. Aproveita poucos directamente (passagem de juniores para seniores) preferindo colocá-los a rodar noutros clubes – os melhores mantendo contrato com o FCP. Aproveitando a melhoria das acessibilidades – tempo e custos monetários – na Área Metropolitana do Porto o FCP vai buscar os jovens mais talentosos aos pequenos clubes, injecta-lhes o anti-benfiquismo primário durante a sua (de) formação e depois reenvia-os “vacinados com vírus andróide” para os clubes. As estruturas portistas e associativas (APP) “põem e dispõem” numa modalidade que gravita em torno do FC Porto e das carradas de hoquistas (mas também de andebolistas e basquetebolistas, embora estes se diluam mais pelas características das modalidades), às fornadas que formatam “no Anti-Benfica” na (de) formação do clube e que todas as épocas espalham pelos clubes arregimentados.

LISTAGEM DAS CLASSIFICAÇÕES NOS CN (FORMAÇÃO)
Comp
01/02
02/03
03/04
04/05
05/06
06/07
07/08
08/09
09/10
10/11
JUN
P.A.
FCP
Gul
FCP
FCP
P.A.
Gul
ÓCB
FCP
FCP
JUV
FCP
ÓCB
FCP
Gul
SLB
FCP
SLB
FCP
SCP
SCP
INI
FCP
Gul
FCP
P.A.
FCP
FCP
SCP
ÓCB
FCP
HCBr
INF
Ses.
P.A.
ÓCB
SCP
O.H.
FCP
FCP
FCP
P.A.
ADB

… PRESENTE …

A última temporada em 2010/11

73.º Campeonato Nacional (2.º)
Mais uma vez, tal como nos últimas 13 temporadas consecutivas não conquistámos o título – um 7.º lugar (2003/04), um 5.º lugar (2009/10), dois 3.ºs lugares (2002/03 e 2008/09) e seis 2.ºs lugares (incluindo em 2010/11) – terminando em igualdade pontual com o FC Porto, beneficiado em vários jogos, sobressaindo o escândalo da Candelária, onde valeu tudo. Já nem há vergonha. Há impunidade. Com a cumplicidade da FPP.

36.ª Taça de Portugal (1/4)
Vencedores da Taça de Portugal, em 2009/10, não fomos além dos quartos-de-final, incrivelmente (infantilmente) eliminados em “casa” pelo Candelária SC.

29.ª Supertaça (V)
Em 26 de Setembro de 2010 conquistámos, no pavilhão Mário Mexia, em Coimbra, a Supertaça, frente ao FC Porto, que nem com as habituais aldrabices evitou a derrota, por 8-4, com quatro golos de João Rodrigues. O 6.º troféu – não é título – em 29 edições.

31.ª Taça CERS (V)
Uma enorme campanha europeia, face aos adversários que defrontámos, pois eliminámos sempre equipas profissionais – AS Lodi, Itália (V 7-4 e D 5-7, fora), CH Lloret, Espanha (V 6-0 e V 6-3, fora), e já em Espanha, em Vilanova, Física Torres Vedras, Portugal (V 4-1) e a equipa da casa na final: CP Vilanova (V 6-4). Depois do 1.º título na 11.ª Taça CERS (1990/91) o 2.º título na Taça CERS foi obtido sem facilidades. Grande Benfica!

Balanço: Excepcional na Europa, as habituais dificuldades em Portugal!

… FUTURO



Os Primeiros Jogos em 2011/12
Esta época já foi possível acompanhar, logo no início - nas bancadas – dois dos primeiros jogos oficiais, a 2.ª jornada do Nacional e a 1.a jornada da Liga dos Campeões, no nosso pavilhão n.º 1. E só “ao vivo” é possível entender e perceber o valor, rotinas, comportamentos, correlações entre atletas e treinadores, bem como a inter-relação e carisma entre plantel e apoiantes.

74.º Campeonato Nacional (4 jornadas)
As quatro primeiras jornadas, três em recinto alheio e uma no nosso pavilhão, mantêm-nos invencíveis. Empate a um golo com o HC Braga e três vitórias: (11-1) 10 golos de diferença, em casa, com o HC Riba d’ Ave; (6-2) 4 golos de diferença, em Barcelos, com o ÓC Barcelos; e 1 golo (4-3) em Valongo. Num dos habituais jogos de vergonha, vulgares em Portugal quando joga o Benfica, o presidente da FPP, devia preocupar-se, também, com o que se passa em sua casa. E deixar de “crescer” nos media portugueses quando joga a Selecção. É que “lá” ele não manda nada, porque não lhe ligam. Mas “cá” também não manda nada porque o FC Porto não lhe liga! E ele cala-se! Consente!




Para recuperar o título de Campeão Nacional (o último em em 1997/98) há um longo caminho. Temos 21 títulos, seguindo-se: FC Porto (20), CD Paço de Arcos (8, último em 1954/55 e Sporting CP (7, último em 1987/88).

31.ª Taça Continental
O Benfica inscreveu, pela primeira vez, o seu nome na lista dos clubes que venceram a Taça Continental, que substituiu em 1997/98 a Supertaça Europeia, após 16 edições, disputadas entre o Campeão Europeu e o vencedor da Taça das Taças. Após a extinção desta competição, o Comité Europeu de Rinque Hóquei (CERH) alterou na 17.ª edição a designação do troféu para Taça Continental, disputado entre o Campeão Europeu e o vencedor da Taça CERS (Confederação Europeia de "Roller Skating"). Em 2011/12, na 31.ª edição (15.ª com a nova designação) o "Glorioso" tornou-se o 8.º clube a conquistar o troféu (e 5.º como Taça Continental) após o adversário HC Liceu Corunha não ter comparecido em Viana do Castelo, local escolhido pelas entidades oficiais para consagrar o vencedor do confronto: Campeão Europeu vs Taça CERS. Uma conquista que dará o mote para uma época que queremos histórica.

Taça de Portugal (1/16)
Os hoquistas com “Manto Sagrado” só iniciam a Taça de Portugal, em 17 de Março de 2012, nos 16-avos-de-final. Temos 12 troféus, com o FC Porto (com 14). Podemos fazer, também, em 2011/12 uma “dobradinha”, a 6.ª, a última (5.ª) em 1994/95.

Um Plantel Para Ganhar Tudo
Desde há muito tempo – talvez desde a soberba equipa com os irmãos Velasquez e Filipe Gaidão – que não tínhamos um naipe tão bom de hoquistas.

DIRIGENTES
Espera-se deles o exemplo e o sentido de responsabilidades, bem como a exigência (real) de jogar num clube com as características do “Glorioso”: assente no amor de muita gente pacata que dá o que pode, em termos materiais, e muito carinho, para que as equipas com o “Manto Sagrado” tenham sucesso, contentando as gerações actuais, honrando as gerações passadas e alicerçando o futuro do “Glorioso”. Dirigentes com sensibilidade, na modalidade e valores do Clube são imprescindíveis. Até para passar a Cultura Benfiquista ao plantel: jogadores e treinadores.

NOTA: Segue-se a apreciação individual de um adepto (Alberto Miguéns), sem conhecimentos académicos da modalidade, baseados apenas naquilo que vê, sem pretensiosismo. Apenas opinião de Benfiquista.

TREINADOR
Com duas temporadas de Benfica, depois de nos olhar de fora, agora por dentro já vê bem o que se passa.

Luís Sénica {47 anos; como treinador do SLB: 2 épocas (2009/10 e 2010/11; 89 jogos; 66 vitórias; 10 empates; 13 derrotas; 491 golos marcados; 242 golos sofridos; 3 troféus oficiais: 2 nacionais (1 Taça de Portugal e 1 Supertaça) e 1 internacional (Taça CERS)}

Tem todas as condições – técnicas e experiência dentro do Clube – para aproveitar ao máximo as características de um plantel com muita qualidade.

GUARDA-REDES
São os hoquistas que guardam essa caixinha que é uma baliza de hóquei em patins, jogadores muito importantes numa modalidade veloz (em patins) e com uma bola compacta, que aleija (mas quase invisível).

Ricardo Silva (10) {28 anos; 2 épocas (2009/10 a 2010/11); 87 jogos; 3 troféus oficiais: 2 nacionais (1 Taça de Portugal e 1 Supertaça) e 1 internacional (Taça CERS)}

Pedro Henriques (1) {21 anos; 1 época (2010/11); 7 jogos; 1 troféu oficial internacional (Taça CERS)}

Um titular indiscutível, provavelmente entre os três melhores guarda-redes do Mundo, com experiência no hóquei em patins português e a nível internacional. Um pilar para conquistas europeias… invulgares. Acreditamos em Ricardo Silva! E como suplente uma esperança, sete anos mais novo. Por que não o futuro?

DEFESAS/ MÉDIOS
Hoquistas fortes no desarme, inteligentes na manobra da equipa, são peças essenciais no carrossel do passe, desmarcação, drible e remate de meia distância, pois muitas vezes são o último a atacar e o primeiro a ter que defender, por vezes frente a dois adversários em contra-ataque.

Valter Neves (2) {28 anos; 7 épocas (2004/05 a 2010/11); capitão desde 2008/09; 327 jogos; 140 golos; 3 troféus oficiais: 2 nacionais (1 Taça de Portugal e 1 Supertaça) e 1 internacional (Taça CERS)}

João Rodrigues (9) {21 anos; 2 épocas (2009/10 e 2010/11); 65 jogos; 58 golos; 3 troféus oficiais: 2 nacionais (1 Taça de Portugal e 1 Supertaça) e 1 internacional (Taça CERS)}

Esteban Abalos (Tuco) (6) {30 anos; 1 época (2010/11); 40 jogos; 21 golos; 2 troféus oficiais: 1 nacional (Supertaça) e 1 internacional (Taça CERS)}

Sérgio Silva (33) {37 anos; ex- Candelária SC}

Num plantel equilibrado, este é também um sector bem estruturado. Temos dois hoquistas mais experientes (com 30 e 37 anos) e dois mais jovens (21 e 28 anos), este valoroso capitão, na tradição das grandes figuras do hóquei patinado benfiquista. João Rodrigues tem todas as condições para ser, aos 30 anos, um dos melhores defesas/ médios do hóquei mundial.


AVANÇADOS
Numa modalidade onde os defesas/médios podem marcar mais golos que os avançados, estes são fundamentais – em equipas de ataque - para a equipa desenvolver um hóquei eficiente e agradável.

Diogo Rafael (4) {22 anos; 5 épocas (2006/07 a 2010/11); 170 jogos; 106 golos; 3 troféus oficiais: 2 nacionais (1 Taça de Portugal e 1 Supertaça) e 1 internacional (Taça CERS)}

Cláudio Filho (Cacau) (5) {31 anos; 1 época (2010/11); 42 jogos; 46 golos; 2 troféus oficiais: 1 nacional (Supertaça) e 1 internacional (Taça CERS)}

Luís Viana (44) {35 anos; 1 época (2010/11); 42 jogos; 65 golos; 2 troféus oficiais: 1 nacional (Supertaça) e 1 internacional (Taça CERS)}

Carlos López (18) {35 anos; ex- FC Barcelona}

Também neste sector o equilíbrio, de características técnicas e físicas, é importante. Dois avançados mais experientes (35 anos) e dois mais jovens (31 e 22 anos). Diogo Rafael tem todas as condições para ser, aos 30 anos, um dos melhores avançados do hóquei mundial.

Um plantel equilibrado, num misto juventude/ experiência, com boa qualidade e muita classe
Com poucas alterações em relação à época anterior: uma numérica (temos os habituais dez hoquistas em vez de onze) e outra de composição, com a chegada de um jogador mais defensivo (Sérgio Silva) e de um avançado (Carlos López). Neste início de temporada parecem ter acrescentado qualidade ao plantel (experiência, maturidade, equilíbrio e responsabilidade). O brilho da época vai passar, também, pelo que estes dois hoquistas acrescentarem à equipa do ano anterior.

Um plantel, que parece ter um valor semelhante ao dos andróides, neste início de temporada, tem condições para conquistar o título de Campeão Nacional. Mas… é o tempo que vai ser o melhor juiz. Vamos ver como esta equipa vai ultrapassar as enormes dificuldades que encontrará ao longo da temporada. Vamos perceber a solidariedade dentro do plantel. Que merece, inequivocamente, o apoio – Quota Suplementar (em dia) e incentivo na bancada do pavilhão n.º 1 – de TODOS OS BENFIQUISTAS.

PRÓXIMO JOGO

O próximo adversário vem de Porto Santo
É da Região Autónoma da Madeira que chega o nosso adversário de quarta-feira (23 de Novembro) para disputar a jornada em atraso para o campeonato nacional. Um jogo adiado devido a dificuldades financeiras para suportar os custos da deslocação do Porto Santo a Lisboa. Está a acabar-se o “dinheiro fácil” que os responsáveis madeirenses durante tanto tempo se entretinham a esbanjar… investindo em profissionais em vez de fomentarem “a sério” o desporto entre a juventude madeirense. A ver vamos…

                   QUADRO I
                   JOGOS com CD Portosantense
COMPETIÇÕES
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
25
16
5
4
96
58
Campeonato Nacional
18
9
5
4
57
49
Taça de Portugal
4
4
-
-
24
4
Torneios
2
2
-
-
11
3
Particulares
1
1
-
-
4
2

A listagem de todos os 25 jogos entre SLB e CD Portosantense mostra a nossa superioridade, com mais doze vitórias (16/4) em relação às derrotas e mais 38 golos marcados (96/58) em relação aos sofridos (ver Quadro II).

                            QUADRO II
        OS 25 SLB vs CD Portosantense
J
N.º
Época
Cmp
Sit
V
E
D
01
89/90
TP
F
16-3 (13)


02
02/03
CN
F
6-4 (2)


03
CN
C
6-3 (3)


04

03/04
Tor
N
7-1 (6)


05
CN
F


1-5 (- 4)
06
TP
C
5-1 (4)


07
CN
C

0-0

08
04/05
CN
F

3-3

09
CN
C


1-3 (- 2)
10
05/06
CN
F


1-5 (- 4)
11
CN
C
5-2 (3)


12
TP
C
2-0 (2)


13
06/07
CN
F


1-3 (- 2)
14
CN
C
4-1 (3)


15
07/08
Par
F
4-2 (2)


16
CN
C
1-0 (1)


17
CN
F
4-2 (2)


18
TP
F
1-0 (1)


19
08/09
CN
F

3-3

20
CN
C

1-1

21
09/10
CN
F
6-5 (1)


22
CN
C

2-2

23
10/11
Tor
N
4-2 (2)


24
CN
F
4-3 (1)


25
CN
C
8-4 (4)


26
11/
12
CN4
C



27
CN19
F



TOTAIS
25 J - 16 5 - 4       (96/58)

Carrega BENFICA! O Futuro é (será) TEU!

Alberto Miguéns

NOTA (Plano de “Uma Modalidade Por Semana):

Publicadas:
(I)                          VOLEIBOL - 21 de Outubro de 2011
(II)                      FUTSAL – 27 de Outubro de 2011
(III)                   ANDEBOL – 5 de Novembro de 2011
(IV)                   BASQUETEBOL – 12 de Novembro de 2011


NOTA FINAL: As equipas seniores de hóquei em patins (V 8-2) e basquetebol (V 85-80, após prolongamento) cumpriram. A equipa de andebol… também. Perder por um golo (D 22-23) ou mesmo por 2/3 num “recinto que tresanda” mostra que fomos melhores. Quando não somos perdemos por 8 ou 12! A derrota está garantida. Como mostrou Rui Silva…. Vocês têm é muito medinho. Comprem um cão!

Na 1.ª fase do Nacional o que conta é metade da pontuação. E não nos atrasarmos para a 2.ª fase, esta sim, decisiva. Neste momento, a dois pontos do FC Porto temos de ir vencendo os jogos e esperar de uma derrota ou empate dos andróides. Depois tudo é possível.

ANDEBOL: A CLASSIFICAÇÃO QUE INTERESSA PARA A 2.ª FASE
Cls
Clube
50%
Pt
J
V
E
D
GM
GS
Pt
1.º
FC Porto
18
13
11
0
2
386
304
35
2.º
AA Águas Santas
17
13
10
1
2
382
340
34
3.º
SL BENFICA
16
13
9
1
3
390
293
32
4.º
Sporting CP
15
11
9
0
2
294
242
29
5.º
ABC Braga
13
12
7
0
5
320
299
26
6.º
AM Madeira SAD
13
12
7
0
5
351
297
26

4 comentários
comentários
  1. Falta a taça intercontinental...

    ResponderEliminar
  2. Obrigado

    Já lá está...

    Alberto Miguéns

    ResponderEliminar
  3. Jonny8Forever21/11/11 14:47

    Na época passada o vencedor da Taça de Portugal foi o clube aliado dos corruptos UD Oliveirense.

    ResponderEliminar
  4. O GLORIOSO21/11/11 16:56

    Mais um trabalho fantástico Alberto Miguéns. Costumo dizer a sócios do nosso Glorioso que o sr. é um exemplo para todos nós, é um exemplo de como se deve ser Benfiquista, é um orgulho ler o seu Blog juntamente com o António Melo e a pena que tenho do programa ter acabado na TV.
    O hoquei é neste momento a modalidade mais suja e corrupta de todas. Os Corruptos acabaram com tudo por isso ganham como ganham e também por isso o hoquei quase desapareceu do mapa desportivo nacional, foi o que conseguiram.
    O texto está fabuloso como sempre apenas 1 reparo. Falou do plantel fabuloso dos anos do Panchito, Gaidão e Compª. Acho que não, ou melhor foi por ter um plantel muito curto que perdemos os titulos nacionais e a Champions. Tinhamos um 5 de sonho (José Carlos, Fortunato, Mariano, Panchito e Gaidão) do melhor em todo Mundo mas sem banco tendo juniores como o filho do Dantas ou o Luis Ferreira em fim de carreira. A equipa ganhou sempre a fase regular com facilidade mas no fim claudicava por não ter opções sendo que o Panchito nessa fase estava sempre lesionado.
    Continue o grande trabalho que nos orgulha a todos os Benfiquistas.
    Bem haja.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail