Coragem da Direcção Perante Chantagem | Em Defesa do Benfica -->
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

17/09/2021

Coragem da Direcção Perante Chantagem

17/09/2021 8 Comentários

TRATANDO-SE DE NEGÓCIOS TALVEZ CHANTAGEM SEJA INADEQUADO. É MAIS UM ULTIMATO.



A Direcção do «Glorioso», demissionária desde 1 de Setembro de 2021, não cedeu ao "Ultimato" do anterior presidente da Direcção. Eu como associado n.º 7 700 estou de acordo.

 

Os Órgãos Sociais pediram a demissão (1 de Setembro)

Marcando eleições para 9 de Outubro de 2021.



Com eleições marcadas o ex-presidente da Direcção, Luís Filipe Vieira decidiu

Clicar para comunicado à CMVM. Que os seus interesses sobrepõem-se aos do Clube e anunciou que os dirigentes (Direcção) do Benfica têm até 15 de Setembro de 2021 para exercer o direito de opção pois está interessado em vender 753 615 acções (3,28 por cento da Benfica Futebol SAD) por 7,80 euros - que foram compradas, tal como as minhas, a 5 euros - procurando não só ganhar 2,80 euros em relação à compra, mas cerca de quatro euros (cito de cor) pois as acções da Benfica Futebol SAD estariam por essa data a valer menos de quatro euros. Estes valores são apenas para fazer o "enquadramento" pois trata-se de um negócio entre privados e o que cada um ganha ou perde só a eles diz respeito. O ex-presidente Luís Filipe Vieira sempre viveu, essencialmente, que não na totalidade, o Benfica como negociante. Foi sempre mais um "Águia do Graveto" que um "Águia do Coração", mas isso é secundário pois sempre teve o apoio e a conivência de muitos outros associados, por isso é legitimo. Eu votei nele em 2003 e 2006. Em 2009, com o voto electrónico... Nunca Mais. E eu apenas opino em meu nome!   



Esta exigência, chantagem ou ultimato foi completamente inoportuna

Visava, talvez negligentemente, provocar instabilidade no Clube. O plantel de Futebol tinha compromissos importantes, ambos no terreno dos adversários, entre 7 e 15 de Setembro. A quinta jornada do campeonato nacional frente ao CD Santa Clara, em Ponta Delgada e a estreia na fase de grupos da Liga dos Campeões, em Kiev, frente ao FC Dínamo.

 

Os dirigentes do «Glorioso» estiveram muito bem (em 13 de Setembro)

Clicar para comunicado à CMVM. Colocaram os "pontos nos iis". Até porque os Órgãos Sociais estão "demissionários".

 


Final de prazo (15 de Setembro) com os agiotas a cederem

Clicar para comunicado à CMVM. Extenso por isso não vou digitalizar como os dois anteriores. Por agora fico-me por aqui - aliás vou acrescentar mais "dois capítulos" - já que este texto foi feito para memória futura, pois a seguir ao acto eleitoral (9 de Outubro) muito se vai falar e escrever acerca de tudo isto e muito em particular do "Trio Maravilha": Luís Filipe Vieira, José António dos Santos e John Textor. Que poderá ser um Quarteto, um Quinteto, um Sexteto, sabe-se lá que mais, que redefinirá a "geometria financeira" pois seja que figura for terá sempre três lados, pelo menos, três lados principais. 


José António dos Santos

É uma figura sinistra por ser tão patética, no mais básico, ainda que escarafunche tudo o que lhe cheire a dinheiro fácil. Risível. Um "pato-bravo" do piorio que a sociedade portuguesa tem produzido. Um tipo que provoca "vergonha alheia" como é frequente escrever (e dizer) na actualidade. Teve, certamente, informação privilegiada para comprar as acções quando estavam ao preço da "uva mijona", ou seja, a menos de 50 cêntimos - as minhas cem acções a 5 euros cada foram pressionadas para serem vendidas a 86 cêntimos quando estavam a 43 cêntimos - adquirindo-as com a garantia que depois seriam "OPAdas" a cinco euros. Uma forma de ganhar dinheiro na lama, ainda que capitalisticaMENTE legítimo, a menos que alguém "dê com a língua nos dentes" se os tiver. Dentes e língua! Provavelmente nem teve informação privilegiada. Foi só "olho para o negócio" como se chama em Portugal à "esperteza saloia". Por falar em saloios...


John Textor ainda se mostrou pouco e já se percebeu que não interessa ao Clube (melhor, à SAD)

É um provinciano que "comprou" o Palácio de Cristal" londrino. Mas o que é isto!? O Benfica não é um qualquer Palácio de Cristal. É um Palácio de Ouro e Pedras Preciosas do mais fino quilate. Se houver investidores que sejam para acrescentar valor, não para esmifrar o Benfica. O que ele quer sei eu! "Meter" dois administradores e contar com um outro que seja "Testa de Ferro" e vote como ele quer, a seu favor! Este John Textor é um João Tenho-Elefante-Xico-Tratador-Onde-Rapo. Quando houver investidor que seja alguém com classe, se possível, um grupo multinacional sólido com provas dadas. Farto de chungaria e escumalha que se quer aproveitar do Benfica ando eu! A menos que ande enganado. Às vezes as aparências iludem!

 

Nunca mais nos livramos deste entulho!

 

Alberto Miguéns

8 comentários
  1. LFV estrategicamente nunca permitiu que o Clube e a SGPS detivessem mais de 2/3 do capital da SAD, para isso eram necessárias as ações dele... Poucos repararam nisso.

    ResponderEliminar
  2. o "AGUIA DO GRAVETO" é um livro que devia ser lido por todos os Benfiquistas de gema, especialmente pelos "formatados do vieira".
    Infelizmente está esgotado. Houve alguém que os comprou QUASE todos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho em PDF e disponibilizo para quem quiser. Mandem-me msg no facebook https://www.facebook.com/miguel.ppinho
      E o livro não está esgotado, foi retirado de circulação, penso eu.

      Eliminar
  3. Cada vez mais LFV desilude, se a 13 de maio de 2017 alguém fizesse uma previsão do que está agora a acontecer passaria por maluco, mas que ao menos sirva de lição para muitos.
    Tanta cagança (desculpem a expressão) como Benfiquistas tanto LFV e José António dos Santos mas a verdade vem ao de cima - são investidores, investidores benfiquistas, ou seja o Benfica pode ganhar ou mesmo perder mas eles ganham sempre...
    Volto a repetir a mesma de sempre: será assim tão difícil encontrar alguém que queira servir o Benfica em vez de se servir do Benfica???

    O melhor exemplo desta situação é este piratinha Textor, este sujeito já não engana:
    https://tribunaexpresso.pt/revista-de-imprensa/2021-09-15-John-Textor-diz-que-nunca-negociou-com-LFV-e-quer-entrar-ja-na-SAD-do-Benfica-Preferia-nao-ter-de-esperar-7faa4f6e

    A melhor tirada é esta: "Numa espécie de aviso, Textor afirma também que, caso não haja interesse em negociar, irá “investir noutro lado”. “Acredito no potencial dos clubes portugueses,” afirma." - para quem até há dias fazia juras de amor eterno ao Glorioso...

    Escusam de pensar que este senhor vem para aqui gastar dinheiro como os donos do Manchester City, PSG, que até pagam aos adeptos para irem ver jogos fora, ele não tem - a fortuna dele nem chega a metade do ativo do Benfica. O objetivo dele é andar a "comprar" clubes pela Europa fora para depois pô-los a jogar na sua TV, de preferência numa "Superliga Europeia". E sendo o Benfica um clube que até ao ano passado apresentava 8 anos consecutivos de lucros (deviam ser campeonatos, enfim prioridades e competências), por 25 milhões de euros, digam lá que não é uma pechincha para quem quer saquear?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro benfiquista há uns 15 anos que digo que o Vieira acabava assim ou pior, e ainda não acabou, para mim surpresa o que aconteceu não foi nem um bocadinho, era completamente expectável, e o quadro ainda pode ficar mais negro, atenção ao próximo mês e meio

      Eliminar
  4. Não tenho grandes ilusões. Há muito mais para revelar. Conivências e rabos entalados. Sabe-se lá o que ainda está para conhecer.

    Antes das eleições nunca esperaria decisões. Depois... vamos ver!

    ResponderEliminar
  5. Uma comunicação da intenção de venda é um ultimato ou chantagem desde quando? O ódio tolda a razão....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro

      Eu nchamo-me Alberto da Graça Lopes Miguéns e sou o associado n.º 7 700 do SLB.

      O senhor quem é?

      Tem medo de quê?

      Dar um prazo é chantagem/ultimato.

      Não se acobarde. Diga quem é e qual o seu número de associado.

      Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Apoio de: