Tudo em Família
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

01/07/2020

Tudo em Família

01/07/2020 + 3 Comentários
CONVERSAS EM FAMÍLIA. ACONSELHAMENTO CONJUGAL. O QUE SE ENTENDER. HÁ CASAMENTOS COM DIVÓRCIO.


Este durou pouco tempo. De melhor do Mundo (formado na Escola de Treinadores do Seixal) a abandonado e ostracizado. 

Que o próximo aprenda com Rui Vitória e Bruno Lage e não vá em «Cantos do Cisne». 




Prefira o «Crocito da Águia».

Alberto Miguéns
  1. Tem toda a razão, caro Alberto. Bruno Lage não aprendeu com o caso de Rui Vitória. Estava lá dentro mas não aprendeu.

    Não soube impor a sua posição na definição e reforço indispensável do plantel no princípio da temporada. O Benfica deixou de ter Jonas e Félix e isso significou deixar de ter de um jogador superior, capaz de ser determinante para os jogos mais difíceis. E depois não houve guarda-redes, não houve um central titular, desvalorizou-se a necessidade de laterais, e só no inverno apareceu um médio defensivo. Algumas contratações foram descabidas ou pelo menos não foram bem rentabilizadas.

    Depois, Bruno Lage transigiu e até contribuiu para montar a "montra dos jogadores" no pior cenário possível: a Liga dos Campeões. Não fazer alinhar os melhores teve um custo competitivo irremediável e (uma vez mais) a degradação da reputação desportiva do Clube. Teve ainda custos internos no balneário.

    Não se soube gerir alguns momentos da temporada, o mais grave de todos a preparação e capacidade nos jogos contra o rival mais directo. Antes e depois dos jogos foram cometidos erros graves.

    Mas a maior surpresa foram as insuficiências técnicas e tácticas que o nosso antigo treinador revelou. O Senhor José Augusto apontou esse problema e tem toda a autoridade e conhecimento para o dizer. Bruno Lage não tem ainda o calibre para um Clube como o Benfica. Sem o contexto especial da época anterior, sem os foras-de-séria, não soube gerir a equipa e dota-la de imaginação e capacidade competitiva, força mental, indispensáveis. Contra um FCP tão fraco, bastava um Benfica competente para ganhar fácil este campeonato, mesmo sem brilho particular.

    Um último comentário quanto à forma como se está a desenrolar a rescisão. Foram inaceitáveis as posturas do treinador e do presidente. O primeiro faz declarações iniciais a dar a entender que continuava a ter a confiança de todos. Depois calou-se e nem foi falar à conferência de imprensa. O segundo aparece a falar na vez do treinador, comunicando a posição do treinador e não comunicando a sua própria decisão. Inaceitável em ambos os casos. Cosmética eleitoral. O Sport Lisboa e Benfica é para gente adulta e responsável, gente que pensa o bem do Clube e não o seu bem pessoal. O treinador pensou na sua posição negocial e foi subserviente até ao fim. Calou-se e deixou os outros falar por ele. O presidente pensou na sua posição negocial e acima de tudo eleitoral.

    São situações que se somam. O Benfica precisa de ser regenerado. Não foi refundado em 2003. O Benfica foi fundado em 1904 e com altos e baixos soube sempre ultrapassar situações tão ou mais graves do que esta. Em 1907 o nosso Clube esteve à beira da extinção, sem jogadores, sem campo, sem condições algumas. Em 1926 teve de fazer um rotura dolorosa que evitou um colapso desportivo irremediável para o Clube. Em 1940 foi despejado e ficou sem Estádio. E outras. O Benfica tudo soube ultrapassar com a força e o Amor dos seus sócios e adeptos. E assim será uma vez mais. Sem homens providencias, iluminados, deslumbrados.

    Os homens passam, o Benfica é eterno. O actual presidente que não se iluda. Será mais um na lista e a forma como será lembrado será mais como ele vai sair e não que como ele entrou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bem feito este diagnóstico.

      Mas tamém tem de ser feito a nivel interno uma analise exaustiva à forma com a arbitragem está a ser conduzida, aos beneficios constantes ao clube do Porto, e também à campanha negra feita contra o nosso Clube, com constantes polémicas e "invenções" sobre qualquer assunto.

      Estamos à deriva meu caro.

      Viva o Benfica

      Eliminar
  2. Carta aberta aos jogadores do Benfica
    Vocês têm andado a passar pelos intervalos da chuva e escondidinhos nos buracos das granadas que caíram em cima de outros – do presidente e de Lage. Quer dizer: têm sido muito pouco criticados pelos 2 jogos que ganharam em 13 – 2 em 13, ó deuses do Olimpo! E foram vocês que estiveram lá dentro e não correram, não foram intensos, não pressionaram, não saltaram, não defenderam e não atacaram com competência, não foram solidários com os colegas - não funcionaram como equipa, não se esforçaram o que deveriam ter-se esforçado, não deixaram tudo em campo. No fundo, não mostraram o «querer, a raça e a ambição» que se exige, e que nós, sócios e adeptos exigimos a um jogador do Sport Lisboa e Benfica, seja de que modalidade e equipa for (principal ou da formação). Não tiveram «na alma a chama imensa», como se diz no nosso hino. Já não a tinham tido nos jogos europeus, outra miséria franciscana e mais uma vergonha.
    Têm-nos dado muitos desgostos, desde a derrota com o clube da fruta e das mil manhas e patranhas. De uma posição confortável de 7 pontos à frente, passaram para a triste situação atual, fazendo jogos vergonhosos, desonrosos para as vossas carreiras de profissionais pagos a peso de ouro, e para o clube que representam e seus adeptos e sócios, que vos tratam tão bem. Portaram-se como gaiatos de escola que entram no deixa-andar, no desleixo, no que se lixe e o treinador que resolva. E o desgraçado do treinador a pagar as favas na desconsideração de todos. E só agora, que ele já estava com um pé fora do clube, é que apareceu o Pizzi a dizer que a culpa era vossa e não do treinador. Já foi tarde – outra gaiatada, que soou a desculpa de mau pagador e a traição. Não foi de HOMENS.
    Devem-nos cinco vitórias até ao final do campeonato (que matematicamente ainda não está perdido) e a vitória da Taça de Portugal. Não lhes fazemos por menos. Depois disso, talvez lhes perdoemos os desgostos que já nos deram esta época. Sejam HOMENS, que já têm, todos, idade para isso.

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue

Apoio de: