FC Porto a Eliminar? A Vantagem é Gloriosa | Em Defesa do Benfica -->
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

31/07/2020

FC Porto a Eliminar? A Vantagem é Gloriosa

31/07/2020 1 Comentários
NAS FINAIS OU NAS ELIMINATÓRIAS PARA A ATINGIR.


O «Glorioso» cruzou-se com o FC Porto em vinte eliminatórias e dez finais. Se nas eliminatórias tem vantagem em quatro - ultrapassou doze e foi eliminado em oito - nas finais a vantagem é "esmagadora" com nove vitórias (e outros tantos troféus) e apenas uma final perdida, em 1957/58. 

Sucesso repartido por todas as eliminatórias
Excepto nos quartos-de-final, fase em que o FC Porto leva "uma eliminação de avanço".


O BENFICA E O FC PORTO NA TAÇA DE PORTUGAL
Sucesso
TOTAL
1/16
1/8
1/4
MF
FINAL
TOTAL
30
2
4
5
9
10
SL Benfica
21
2
3
2
5
9
FC Porto
  9
-
1
3
4
1



Os jogos repartem-se por vários regulamentos da competição
Desde eliminatórias a duas mãos até uma final disputada (e vencida) no terreno do FC Porto em 1982/83 se bem que fosse disputada em 1983/84, com a curiosidade de Oliveira ter sido eliminado, enquanto futebolista do CS Marítimo, nessa Taça de Portugal de 1982/83 e depois acabou por conquistá-la pelo Benfica!




E tudo começou (ainda quando a competição se designava Campeonato de Portugal) em Coimbra
O Benfica derrotou, por 3-0, o FC Porto, em 1930/31, no «Campo do Arnado» então espaço desportivo do SC Conimbricense. Sábado será no estádio construído no Calhabé. Distam uns quatro quilómetros e 89 anos, entre 1931 e 2020. Que o sucesso seja «Glorioso».


Jogaram ainda: Pedro Silva (1 golo), Francisco Gatinho, Alberto Cardoso (3 golos), António Belo (1 golo) Eugénio Salvador (3 golos), Jorge Tavares e Artur Travaços. 34 golos no total de nove jogos
Campeonato de Portugal (1930/31). Equipa da final, em 28 de Junho de 1931, em Coimbra, no estádio do Arnado, propriedade do SC Conimbricense, numa vitória por 3-0, com a equipa treinada pelo capitão-geral António Ribeiro dos Reis, frente ao FC Porto: Artur Dyson; Ralf Bailão (1 golo no total) e Luís Costa; João Correia, Aníbal José (1 golo no total) e Pedro Ferreira; Augusto Dinis (1 golo na final, 2 no total), Emiliano Sampaio (3 golos no total), Vítor Silva (capitão, 2 golos na final, 9 no total), João Oliveira (4 golos no total) e Manuel Oliveira (6 golos no total)

Até amanhã, Benfica!

Alberto Miguéns

1 comentários
  1. Espero que o Benfica ganhe, já vi o Benfica ganhar a final a eles, em 79-80, 80-81, 82-83, 84-85, 2003/04, mas tenho a sensação que desta vez eles vão quebrar o enguiço e ganhar eles a final, foi como contra o Guimarães em 2013, eles já tinham perdido tantas que um dia iam ganhar uma, tinha que ser contra nós e o mesmo se passa amanhã, espero que a minha sensação não se concretize, mas

    ResponderEliminar

Apoio de: