Imprensa Amordaçada
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

26/05/2020

Imprensa Amordaçada

26/05/2020 + 4 Comentários
O MAIS CORRECTO ATÉ É... IMPRENSA QUE SE DEIXA AMORDAÇAR.




É nestas ocasiões que se percebe porque faz a Imprensa (os media) portugueses o jogo do Poder e dos Poderosos. Estão sempre à espera de receber e para isso o melhor é não incomodar ou ser incómodo QB (Quanto Baste). E isto até envolve o «Apito Dourado» mas fica para o final.

A Liberdade de Imprensa é um pilar da Democracia
Mas Imprensa (televisões, rádios, jornais e plataformas digitais) com qualidade é também um factor importante para que uma Democracia tenha valor, sirva os cidadãos, ou seja, eleve o nível da Democracia.


Ao longo da vida vamos vendo noutros países
A Imprensa denunciar o poder abusivo (até destituir presidentes dos EUA), nomear corruptores e corrompidos (antes do poder judicial), investigar tráfico de influências, etecetra. Em Portugal não se vê nada disso. Só divulgam notícias que já estão em investigação e tornam-se plataformas para servir os interesses de alguma das partes divulgando fugas de informação que interessam a determinado grupo (incluindo o Ministério Público) ou pessoa influente.  

É uma Imprensa que não é nenhum «quarto Poder»
Pois está sempre do lado dos poderosos e do Poder (Governos) ou dos que pensa virem a ser o Poder seguinte, no caso dos Partidos Políticos, havendo perspectiva de alteração ideológica nos Governos. É que assim ficam sempre mais perto de conseguirem «amealhar uns cobres» como desta vez. 

Por isso têm sido tão suaves no modo como em Portugal se está a lidar com a epidemia, quando a maior parte dos Países (em 27) da União Europeia tem sido mais e alguns mesmo muito mais eficientes, como a Grécia, que tem as características geográficas e demográficas de Portugal. A recompensa chegou em forma de euros bonificados em Diário da República (clicar)



Claro que houve logo quem não aceitasse
Como o caso de duas plataformas digitais - Observador e Eco. Também houve menos desperdício em papel e árvores salvas, por isso até a Natureza agradeceu.


Trocando "por miúdos"
Vamos lá «chamar os bois pelos nomes», no sentido figurado, tal como o adágio popular.


Eu estou sempre de pé atrás
Antes do 25 de Abril de 1974 era por causa da censura salazarista, depois exame prévio marcelista, mas eu lia o «Diário de Lisboa» e o «República» e não me parecia que sendo grave haver Censura/Exame Prévio estes dois não conseguissem ser incómodos para o Poder. Os restantes jornais eram subservientes a ponto de serem irritantes. A RTP era do Governo e as rádios lúdicas. Depois do 25 de Abril, os media conseguem ser tão medíocres que incomodam menos o Poder actual que o «Diário de Lisboa» e o «República» incomodavam o de então. E havia Censura/Exame Prévio.  

Então os desportivos são uma bela... porcaria
Quando todos os que estávamos atentos ao Futebol, vimos o que se passava em campo, depois de finais dos Anos 80, Anos 90 e o FC Porto de Mourinho sem rabo para duas cadeiras por isso a necessitar de "roubar" em Portugal para poder fazer figura na Europa, acabando apanhados em escutas quando estas até eram para "apanhar peixe miúdo" como gondomarenses e dragões sandinenses, na Imprensa desportiva nunca ninguém viu nada. Nunca desconfiaram de nada. Nunca investigaram nada. E quem se atreveu foi posto na ordem. 

A direcção do jornal «A Bola» até fez um editorial patético a informar que nunca iriam publicar/ transcrever qualquer escuta pois tinham sido obtidas por meios ilegais. A Imprensa portuguesa faz tudo dentro da leal legalidade. Então, não! Por mim eles não recebiam um tusto. Tinham é que nos pagar a informação que nos negaram... e permitiram que houvesse tanta impunidade que gerou uma mentira «monstruosa» que nunca será reparada. Mas nós reparámos no que se passou! Eles acomodaram-se ao Poder e aos poderosos. Os adeptos sempre se indignaram e denunciaram.

É que eu não os vejo a fazer nada (ou quase nada...) de interesse para a sociedade portuguesa!

Alberto Miguéns

NOTA (Plano de conveniência, sempre pela meia-noite):
De 26 (terça-feira) para 27 (quarta-feira): Eleições no Benfica

  1. Muito bom!! Passo seguinte articular este artigo com o livro do Dâmaso.

    ResponderEliminar
  2. Na Bélgica os "númaros" são ainda mais irritantes.
    Mas o que está a dar é endeusar esta governação, assim como a OMS que está ao serviço do comunismo internacional com notícias do sim, talvez não, ou antes pelo contrário.
    E já agora, para fazer jus aos 15 milhões, (que afinal são 11 e picos, também aí o Centeno cativou...) pôr o Brasil e EUA como demónios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Benfiquista

      Ainda acredita com os comunistas comem criancinhas ao pequeno almoço? Já sei que não vai na conversa dos "amanhãs que cantam"!

      Gloriosíssimas Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  3. Claro que não comem.
    Agora são mais economicistas e pragmáticos.
    Fazem o trafico de orgãos humanos não só de
    criminais normais mas tambem daqueles que ousam
    contrariar as directivas do partido comunista...
    A implantação do pensamento unico está a avançar
    a todo o vapor!

    Por um Benfica plural !






    agora são

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue

Apoio de: