Chalana 1979/80: A Época da Grave Lesão
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

30/03/2020

Chalana 1979/80: A Época da Grave Lesão

30/03/2020 + 1 Comentários
FORAM OITO MESES SEM CHALANA VÍTIMA DE GRAVE LESÃO.



Lesionou-se em 11 de Novembro de 1979 e só regressou no final da temporada num jogo frente ao Real Madrid CF, em Caracas, no dia 14 de Junho de 1979.




Uma temporada perdida
Que até teve um bom início mas depois descambou com a impensável eliminação frente ao FC Aris (Salonica). Chalana fez apenas 16 dos 57 jogos do «Glorioso». Mas nos primeiros 17, entre 3 de Agosto de 1978 e 11 de Novembro de 1979, apenas falhou quatro. Depois esteve nos últimos três encontros da temporada jogando 45 minutos em cada um deles.  



Campeonato Nacional
Participou em oito das dez jornadas iniciais pois a lesão ocorreu na 10.ª jornada, no estádio do Varzim SC, numa derrota por 0-2. O Benfica treinado por Mário Wilson - que o fizera estrear em 1975/76 - teve um campeonato desastroso classificando-se em 3.º lugar depois de dois segundos lugares. Ainda piorara. O SLB já não era 3.º classificado desde 1961/62 e não ficara "em branco" três épocas consecutivas desde 1950/51 a 1953/54, quando o Sporting CP conquistou os quatro títulos consecutivos. Além disso a edição de 1979/80 foi a 46.ª desde que se iniciara a competição. O Benfica registava 23 triunfos, repartindo os 23 insucessos por: catorze segundos lugares (1943/44, 1945/46, 1946/47, 1947/48, 1948/49, 1951/52, 1952/53, 1955/56, 1958/59, 1965/66, 1969/70, 1973/74, 1977/78 e 1978/79); sete terceiros (1934/35, 1938/39, 1950/51, 1953/54, 1957/58, 1961/62 e 1979/80) e dois quartos lugares (1939/40 e 1940/41, quando ficou sem o Estádio das Amoreiras e antes de inaugurar o Estádio no Campo Grande, sendo obrigado a alugar estádios no Lumiar, ao Sporting CP e ao GD CUF (Lisboa). Ora, nas últimas três temporadas o Benfica conseguiu dois segundos lugares (15 por cento dos segundos lugares concentrados em duas temporadas) e uma terceira classificação (14 por cento dos terceiros lugares em toda a história dos 45 campeonatos nacionais), ou seja, em três temporadas, o Benfica conseguiu 14 por cento dos insucessos. Em 1976/77, nas 43 edições disputadas, o Benfica detinha 23 triunfos (53 por cento dos títulos) em três épocas baixara para 50 por cento (metade). Tinha que se mudar para ter sucesso.    


Taça de Portugal
A lesão prolongada impediu Chalana de fazer qualquer minuto nos sete jogos que permitiram a conquista da Taça de Portugal impossibilitando o «Glorioso» de ficar três épocas consecutivas sem conquistar qualquer título. 



Taça UEFA
Aquela eliminatória frente ao FC Aris (Salonica) ilustra como o Benfica foi progressivamente perdendo poder entre o futebol europeu. Não foi azelhice foi incompetência prolongada desde o início dos Anos 70. E Jimmy Hagan bem avisara no início da década!



A pior época de sempre de Chalana
Justificada pela lesão grave. Enquanto ele recuperava na categoria Reserva havia jogos desta com mais espectadores que muitos do campeonato nacional da I Divisão.

Vinham aí os amanhãs que sorriem (mas não cantam)

Alberto Miguéns





  1. Alberto grande trabalho sobre o Chalanix.

    O Benfica não andava pelo melhor nessa altura a nivel europeu, e num artigo anterior explicaste algumas dessas razões, mas contra o Aris foi infelicidade ou azelhice e muita sorte da parte deles, falhamos muitos golos e fizeram aquele remate quase no fim, um grande golo por sinal, a selecção sofreria um identico contra a Austria no apuramento para o o Euro 80 ou Mundial 82 contra a Austria

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue