Rogério Imortal (1943/44)
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

08/12/2019

Rogério Imortal (1943/44)

08/12/2019 + 0 Comentários
SEGUNDA TEMPORADA, MAIS GLÓRIA.

A caminho da final dos 8-0 com cinco golos do Rogério, o CF "Os Belenenses" é afastado nos quartos-de-final com dupla vitória: 2-1 nas Salésias e 8-2 no Campo Grande. Eis o 3-1 por Rogério aos 64 minutos

Rogério joga 33 encontros dos 43 realizados pelo Benfica. Marca 20 golos em 2940 minutos, ou seja, um golo a cada 147 minutos.

Mudança da direita para a esquerda
Começa a temporada a extremo-esquerdo (quatro jogos iniciais) alterando conforme as necessidades da linha avançada. Dezassete jogos como extremo-esquerdo, oito como extremo-direito, sete como interior-direito e um como suplente utilizado. Dos 33 jogos, marca golos em onze jogos: sete golos em sete jogos, dois golos num jogo, três golos em dois jogos e cinco golos num jogo. Termina a temporada como extremo-esquerdo (quatro jogos finais).

Pilar da linha avançada
Que foi sendo alterada pelo treinador Biri mas manteve alguns pilares:
Manuel da Costa, Francisco Pires, Julinho, Joaquim Teixeira e Rogério Carvalho;
Rogério de Carvalho, Francisco Pires, Jaime Correia, Joaquim Teixeira e Valadas;
Manuel da Costa, Rogério de Carvalho, Julinho, Joaquim Teixeira e Valadas;
Rogério de Carvalho, Carlos Brito, Julinho, Joaquim Teixeira e Valadas;
Manuel da Costa, Arsénio, Julinho, Joaquim Teixeira e Rogério de Carvalho;
Mário Rui, Arsénio, Julinho, Joaquim Teixeira e Rogério de Carvalho;
Guilherme Espírito Santo, Arsénio, Julinho, Joaquim Teixeira e Rogério de Carvalho. Equipa da final da Taça de Portugal.

Continua…

Alberto Miguéns

0 comentários blogger
comentários facebook

Enviar um comentário

Subscrever este blogue