Bagão Félix a Gastar o Seu Latim
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

18/07/2019

Bagão Félix a Gastar o Seu Latim

18/07/2019 + 1 Comentários
COM QUEM NÃO MERECE (AINDA QUE  BENFIQUISTA) TENHA TODO O  DIREITO - ATÉ TORTO - DE O FAZER.


Um leitor do blogue enviou este excerto segundo ele publicado na página 36 do jornal «A Bola» em 16 deste mês (terça-feira).

Como é evidente Bagão Félix tem razão
Por ser Félix e por ser alguém que se interessa por muitos outros assuntos para lá do "seu estimado umbigo".

Negligência "felissiana"
Quem pronuncia Féliquesse em vez de Félis é por ignorância. E a ignorância tem sempre três sentidos. 
1. Desconhecimento até ser informado, se possível com explicação do porquê, da razão pela qual está errado até porque ninguém nasce ensinado se bem que haja sempre quem tenha mais vontade em saber mais acerca de determinados assuntos menos mundanos.
2. Saber e continuar a insistir no erro apesar de haver muita informação disponível (clicar para Ciberdúvidas). Neste caso como não se pode provar que o erro é propositado a menos que se conheça quem o faz há que sorrir perante a ignorância;
3. Aproveitar-se dela. Como é  caso de muitos comentadores e "jornalistas" actuais que contestam o «Novo Acordo Ortográfico» em que se escreve atuais em vez de actuais, por exemplo, mas gostam de vilipendiar a Língua Portuguesa com que ganham a vida, a escrever ou falar, abusando de estrangeirismos ingleses ou castelhanos (no futebol). Não escrever consoantes mudas como o cê ou o pê é "uma brincadeira" ao pé de situações como pronunciar, por exemplo:

ALCOOL(É)MIA em vez do correcto ALCOOLEMIA (ALCOOLEM(Í)A) (clicar)

O plural de ACORDO pronuncia-se ACORDOS (AC(Ô)RDOS) e não AC(Ó)RDOS (clicar). Este até o Presidente da República diz e, pior que isso, diz que sabe a forma correcta mas diz de forma incorrecta!



Mas pior que os feliquesses
É vilipendiar os futebolistas. Intencionalmente. Um exemplo entre dezenas. Odysseas Vlachodimos quando chegou a Portugal disse que queria ser conhecido como Odysseas e inscreveu o nome no «Manto Sagrado». Pois o que foi ele dizer! Ai queres ser Odysseas então vais ser Vlachodimos (que em grego nem se pronuncia à portuguesa o que ainda é mais ridículo). 



Como estamos em «A Bola»
É como Vítor Manuel Fagundes Serpa pedir para ser tratado como Vítor Serpa e alguém lhe dizer repetidamente: «Está bem ó Manuel Fagundes!»

Bagão Félix!? Já tens idade para saber o que a "casa gasta"!

Alberto Miguéns

1 comentários blogger
comentários facebook
  1. «Por outro lado, no caso de nomes próprios ou de nomes de família, deve ser respeitada a tradição familiar no que diz respeito à pronúncia de nomes que não seguiram a regra geral na passagem do latim para o português. Assim, se a família pronuncia /félis/ há séculos, essa pronúncia deve ser respeitada.»

    https://ciberduvidas.iscte-iul.pt/artigos/rubricas/pelourinho/felis-tal-como-quer-e-diz-sempre-bagao-felix/2558

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue