Os Saudosos de há 92 Anos e os Aproveitadores - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

28/05/2018

Os Saudosos de há 92 Anos e os Aproveitadores

28/05/2018 + 8 Comentários
DEPOIS DO 28 DE MAIO DE 1926 UNS APROVEITARAM PARA CONSTRUIR ESTÁDIOS E O BENFICA PARA INAUGURÁ-LOS!


Gomes da Costa e a sua tropa leal entra garbosamente em Lisboa (vindo de Braga) em cima de um cavalo mas, claro, que de Braga chegou a Lisboa de automóvel. Com amplo apoio popular tal o descalabro financeiro, politico e social da I República que se envolveu de escândalo em escândalo até ao seu final sem honra nem glória. O pior viria depois quando em vez de organizar o País (e conseguiram) as forças do 28 de Maio decidiram que o País era delas e não de todos os portugueses. Não gostavam daquilo que se chama Democracia. Mas isso agora não é para aqui chamado. Vamos ao que interessa.


Com uma política de Obras  Públicas consistente
Logo começaram, um pouco por todo o País, a aproveitar-se do facto de 28 de Maio ser dia histórico, embora seja dito que só foi feriado duas vezes, em 1927 e 1936 (décimo aniversário). Em 1950 foi domingo e em Braga inaugurava-se o segundo estádio nacional (depois do 10 de Junho de 1944 no Vale do Jamor). E o Benfica foi convidado, vencendo o Sporting CP, por 3-2 (clicar para crónica no Diário de Lisboa). Um "bom ensaio" para a Taça Latina pois o onze utilizado foi o mesmo!


Foi só pedir
Em 1952, numa quarta-feira, integrado nas comemorações, a Norte, do 26.º aniversário da «Revolução de Maio» coube ao FC Porto agradecer ao Estado Novo as benesses para a aquisição de terrenos e contribuição para erguer um estádio. Lá foi o Benfica chamado. Oito-a-dois foi o Glorioso Resultado (clicar para a crónica do Diário de Lisboa). O "Glorioso" que tinha estado na inauguração, em 1913, do campo da Constituição estava na do novo estádio portista. No 1.º de Dezembro de 1954 o FC Porto retribuiria a inauguração da"Saudosa Catedral". O Benfica recusou sempre o 28 de Maio para inaugurar estádios. Em 1941, foi escolhido o 5 de Outubro, para inaugurar o Campo Grande retirando, mesmo, a designação que o Sporting CP dera a este estádio, designando-o "28 de Maio" entre 1936 e 1939! 



Mas muito antes de 1952 já o FC Porto se aproveitara da «Revolução de Maio» de 1926
À socapa, tendo em conta a informação pública desses tempos, os dirigentes do FCP tendo excelentes relações com alguns dos militares e civis que estiveram na implantação da Ditadura Militar, conseguiram uma golpada notável: ser Instituição de Utilidade Pública, menos de dois anos depois do «28 de Maio», quando tal distinção estava reservada - por significar isenções fiscais e benesses na educação - a instituições beneméritas como, por exemplo, a Cruz Vermelha Portuguesa e a Cáritas.


Depois de Cândido de Oliveira ser treinador do FC Porto em 1952/53 e 1953/54
Quando chegou a Lisboa, desligado do FC Porto, começou a divulgar que os clubes estavam em desvantagem (hoje seria designado, concorrência desleal) perante o FC Porto que era Instituição de Utilidade Pública (IUP) com todos os benefícios daí decorrentes. Finalmente, mais de 32 anos depois do FCP, o Governo da Nação decidiu conceder a IUP a cinco clubes de Lisboa, entre eles o Glorioso Sport Lisboa e Benfica!


E continuou...
Mesmo com tantas benesses a nível financeiro ainda tiveram que conseguir do MOP, eng.º Frederico Ulrich uma "cunha" para desbloquear terrenos através da CM Porto que expropriou terrenos privados e financiamento para fazer o estádio. O SLB em 1952/1954 teve que andar de leilão em leilão, mealheiros gigantes, campanhas e "enchadadas" a um escudo ou o que pudessem dar entre associados e simpatizantes Benfiquistas.



Assim se fez um FC Porto ainda maior (poupando no betão) para gastar no Futebol! E ainda "cospem na sopinha" do 28 de Maio de 1926!


Alberto Miguéns


8 comentários
comentários facebook
  1. Obrigado pela informação. Sempre um gosto.
    Não deixa de ter uma certa graça a utilização da expressão "multidão rubra" no último texto colado.

    Saudações Benfiquistas!

    ResponderEliminar
  2. O Benfica não recebe lições de ninguém quanto à democracia nas suas tradições e nas suas figuras maiores. Pode-se tentar reinventar a História mas não se pode apaga-la nunca. Tenho muito orgulho na tradição e práticas democráticas que o nosso Clube sempre soube honrar. Aqui nunca houve inaugurações a 28 de Maio, nem Estádios com nomes para agradar ao poder instalado. Os outros que façam por esquecer ou por apagar que haverá sempre um Benfiquista para os desmascarar. Hoje como nos passado e por muitos anos que virão (assim o espero) toma a palavra o Benfiquista Alberto Miguéns!

    ResponderEliminar
  3. Mentiras, Omissões e Outras

    O que este "Historiador" inventa para colar os rivais ao 28 Maio!
    1-Se o Glorioso não se identificava com a data porque carga de "agua" ia inaugurar os outros estádios?!
    2- O Estádio 28 Maio em Braga foi inaugurado com dois jogos e não como omite (?) e duas taças em disputa.
    Braga/FCPorto empate e Benfica/Sporting vitória do Benfica como diz e bem por 3-2.
    3-Tambem omite de propósito (?) que na inauguração do único Estadio Nacional que o Sporting venceu o Benfica por 3-2 (ah pois é Lampião).
    4- Também omite que na inauguração da Catedral( para doentes religiosos) o FCPorto ganhou 3-1 ao Benfica mas na inauguração do Estadio das Antas logo referiu os 8-2!!
    5-Por último e ja chega de tanta propaganda, mentir, sobre o nome do Stadium dizendo que entre 1936/39 o chamaram de 28 de Maio!!
    O SCP teve até agora 5 Estádios, vá ao site do clube e leia.
    Olhe, eu sei que ate á data o seu clube teve 7 Estádios.
    O Sr Alberto deve estar com algum problema de consciência na data da implementação da Ditadura, porque quer queira quer não, o seu clube é aquele que mais se identificou com a mesma e não tente arranjar argumentos para "atrasadinhos"!

    Grande Vale

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo

      1. Porque razão havia de se negar a inaugurar estádios «28 de Maio»? O Benfica nunca foi oposição nem situacionista (aproveitando em seu proveito o 28 de Maio). Negou-se foi a ter um 28 de Maio ou a inaugurar um que fosse do SLB nessa data;

      2. Mas nada é omitido! O texto não foi para fazer a história do estádio em Braga. Se quisesse esconder a existência de dois jogos não tinha permitido (deu trabalho encontrar a notícia...) a ligação ao «Diário de Lisboa» onde se pode ler isso;

      3. Para que é que havia de escrever acerca do Estádio Nacional se este foi inaugurado a 10 de Junho de 1944 e não em 28 de Maio? Só quando um dia - se me lembrar - escrever acerca desta data em que o Sporting CP "pomposamente" quis inaugurar o seu nesta data em 10 de Junho tendo o descaramento de até dizer que era um favor ao Regime pois estava previsto para o 50.º aniversário em 1 de Julho de 1956;

      4. Mas eu escrevi acerca do 28 de Maio. Não do 1.º de Dezembro. Também não escrevi que o Benfica derrotou, por 3-1, o FC Porto na inauguração do Campo da Constituição, em 1 de Fevereiro de 1913;

      5. Alto e pára o baile! Isso ultrapassa as marcas e merece resposta com justificação só possível num texto em que consiga colocar digitalizações! Deve estar a brincar. Aqui não se inventa história. Respeita-se o passado!

      Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  4. Factos são factos!!
    Nem adianta justificar a verdade
    a quem não percebe o tema do post

    ResponderEliminar
  5. Para lá da cobardia que é usar a capa de "Anónimo", acredito que o Senhor "Grande Vale" apenas arranjou aqui uma forma de conhecer a verdade histórica, aprender e - espera-se - reduzir um pouco os seus lamentáveis equívocos.

    Grande resposta do Alberto. Como sempre, com a verdade os estoira.

    ResponderEliminar
  6. Que dizer de mais esta prova que desmascara a mentira do "clube do regime" propalada aos sete ventos a partir do antro da corrupção e da incitação ao ódio?
    Pode-se ou não gostar do estilo do Alberto, mas todos os Benfiquistas (e não só) deveriam estar gratos por haver alguém no Clube que demonstra recorrentemente a grandeza do Sport Lisboa e Benfica e o orgulho que devemos ter por fazer parte dele!

    ResponderEliminar
  7. E agora, anónimo? Ficaste sem palavras?

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue