Rir Para Não Chorar - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

02/12/2018

Rir Para Não Chorar

02/12/2018 + 6 Comentários
O DESPREZO PELO QUE SIGNIFICA A ESSÊNCIA DAS COMPETIÇÕES DESPORTIVAS EM PORTUGAL É DE PASMAR...



Para quem não conheça a História do Desporto em Portugal. Quem conhece só constata que piorou. O que se está a fazer com os plantéis seniores de futebol é ridículo. É tratar as competições como um conjunto de joguinhos em vez de respeitar e dignificar o que elas representam desde 26 de Outubro de 1863.

Na primeira eliminatória para a Taça de Portugal 2018/19 realizaram-se 21 jogos resultando 21 derrotados mas na "realidade FPF" só três foram derrotados a sério pois 18 foram recolocados em competição na segunda eliminatória.


NOTAS: 1. O resultado do CP Pego - Seia FC apesar haver protesto, este foi julgadoimprocedente ou o CP Pego desistiu do protesto por ter sido repescado (cada um diz "uma coisa") mantendo-se com a vitória, por 5-0, do Seia FC
2. Com a "seta" a verde os clubes repescados
Na segunda eliminatória, com 20 jogos, há situações caricatas. 



O SCU Torreense depois de ter sido eliminado por 0-2, em Albufeira/Guia, pelo Guia FC,  agora foi corrido (esperamos que definitivamente) a 16-0 pelo "Glorioso", no estádio da Tapadinha, propriedade do Atlético CP. Nem um joguinho em Albufeira/Guia?

O AD Lousada já acumula 0-24. Foi eliminado a 0-14 (ou seja em Lousada) e agora a 0-10 em Vila Nova de Poiares. AD Poiares que já foi eliminado (mas afinal não) pelo UR Cadima, por 0-4, em Vila Nova de Poiares.

Já o CF Oliveira do Douro teve mais sorte. São só 0-15. Depois de 0-7 em Freamunde (pelo SC Freamunde) agora 0-8 em Vildemoinhos (pelo Lusitano FC). Não se conseguiu um joguinho em Oliveira do Douro? 

O GCD Águias Negras Tabuadelo jogou as duas eliminatórias em Tabuadelo (freguesia do concelho de Guimarães) e foi corrido a 0-10. Primeiro por 0-4 ("Os Sandinenses" GDRC) e agora por 0-6 (FC Romariz).

O GD Pescadores da Costa da Caparica (que já foi Costa de Caparica mas os autarcas não gostavam do nome original e mudaram...) levou 0-10 repartidos por 0-7 (no Barreiro, frente ao FC Barreirense) e agora 0-3, no Costa da Caparica, frente ao AD Souselas.

O Palmelense FC é que se safou com este modo oficial de brincar ao futebol. Depois de afastado pelo "Glorioso", em Palmela por 0-20, agora afastou, por 2-0, na Amadora (Monte da Galega onde o Benfica B jogou antes de haver condições no Seixal), o SF Damaiense  que já tinha sido eliminado, por 4-0, em Sintra, pelo SU Sintrense.  

O clube da CP Pego ficou-se pelos 0-13. No Pego foram 0-5 do Seia FC. Na segunda eliminatória, mais 0-8, do Amora FC no concelho do Seixal.

Olha, olha. O UFC Almeirim marcou um golo e conseguiu 1-14 no acumulado. Sempre em Almeirim. Depois de 1-9 (Clube Condeixa) agora 0-5 (pelo SU Sintrense). 

Os clubes são os menos culpados
Manda quem pode mesmo que não saiba comandar, obedece quem deve ou é obrigado.


OS PIORES DOS PIORES (EM 18)
Clube
Acumulado
1.ª E
2.ª E
AD Lousada
0-24
0-14
0-10 *
SCU Torreense
0-18
0-2
0-16
CF Oliveira do Douro
0-15
0-7
0-8
CP Pego
0-13
0-5
0-8
UFC Almeirim
1-14 (- 13)
1-9
0-5
GCD Águias Negras
0-10
0-4
0-6
GDP Costa da Caparica
0-10
0-7
0-3
SF Damaiense
0-6
0-4
0-2 **
GDC B.º Santo António
2-8 (- 6)
1-2
1-6
AC Cucujães
2-6 (- 4)
1-2
1-4
AR Meirinhas
2-5 (- 3)
1-3
1-2
Lordemão FC
3-6 (- 3)
2-4 ***
1-2
UD Ponte de Frielas
3-6 (- 3)
1-3
2-3
FC Cesarense
1-3 (- 2)
1-1
0-2
FC Parada
5-7 (- 2)
3-4
2-3
AD Poiares
*
0-4
V 10-0
Palmelense FC
**
0-20
V 2-0
UD Sousense
***
3-6
V 2-1
NOTAS: * Na segunda eliminatória saiu-lhe o maior brinde (AD Lousada); ** E mais outro brinde (SF Damaiense); *** Ao Fundação D. Laura Santos Moimenta da Serra que na primeira eliminatória venceu, por 4-2, o Lordemão FC (outro dos despachados por duas vezes)

Pois, pois...
Depois queixam-se - e é verdade - que em Portugal as pessoas não gostam de desporto, muitas vezes nem dos clubes de que dizem ser ou gostar mas utilizam os clubes (por dar visibilidade até aos heróis cobardes anónimos dos teclados e blogues) para mostrarem a pequenez de carácter odiando tudo e todos, mostrando intolerância totalitária, a pretexto de "defenderem" o seu clube! Defendem é o seu mau carácter, instinto canino de fidelidade a um dono e imbecilidade inata! 

Mas os maus exemplos são dados pelos responsáveis que não sabem o que é respeito e respeitar!

Alberto Miguéns

NOTA: Na próxima eliminatória, dezasseis-avos-de-final, em 22 de Dezembro de 2018, acabou a brincadeira" com a entrada dos 12 clubes do primeiro escalão e estes vinte apurados a duas eliminatórias.



6 comentários
comentários facebook
  1. Caro "Toni do Benfica", e os sorteios da Taça de Portugal continuam a ser um "conto de farsas", ou mudou entretanto de opinião?

    Amanhã, responsáveis da FPF e do Benfica deslocam-se ao Barroso, uma viagem longa, mas que será feita por mera formalidade, porque a troika: SportTv, Benfica e FPF já informaram o "trolha de Braga" que o jogo será disputado no Axa, sobretudo porque é comum e frequente nevar no Barroso em Dezembro, mas também porque é uma deslocação muito longa, quase tão morosa como viajar até Moscovo!

    Ainda bem que o FC Porto jogou em Vila Real de Tras os Montes, e não quis levar o jogo para Penafiel (como recomendava a FPF e a SportTv), tal como jogou 2 eliminatórias da Taça de Portugal na Sertã, em 2009 e 2010, portanto há menos de 10 anos.

    Opinião pessoal, a Taça de Portugal, pode e deve ser uma Volta a Portugal de Futebol, e sobretudo não se deve eliminar os "Cabeças Gordas"!

    E concluo, se as recorrentes e inusitadas repescagens desvirtuam a Taça de Portugal, e não dignificam essa competição histórica, de igual forma, a UEFA terá também de alterar estes modelos competitivos, porque quem é eliminado na Champions, não pode, nem deve seguir para a Liga Europa!

    Saudações des_Portistas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Paulo Teixeira

      Assim ainda dá para rir a dobrar... ou quadriplicar

      O FC Porto jogou na Sertã duas vezes pois o relvado não estava degradado. Em Vila eal o campo tinha condições e o FC Porto esteve bem.

      Mas uma das maiores vergonhas da Taça de Portugal (desde sempre) em termos de um jogo a maior distância da Sede/campo do adversário pertence ao FC Porto. Jogou no terreno do adversário (Lusitano GC) de Évora em... Lisboa, no estádio do Restelo (do CF "Os Beleneses"). Não há memória. São 130 quilómetros bem medidos e hora-e-meia de viagem cumprindo o limite máximo de velocidade permitido pelo Código da Estrada.

      Saudações Desportivas (seu maganão portista)

      Alberto Miguéns

      Eliminar
    2. NOTA1: Nunca escrevi que os sorteios da Taça de Portugal estão viciados, nem daquela vez que foi lido Benfica no papel do FC Penafiel que foi a antecipação do papelinho que saiu a seguir...SL Benfica. Nunca!

      O que escrevo há muito é que o modelo de sorteio do campeonato nacional é uma vergonha. Deviam dar o programa informático com todas as "chaves" antecipadamente aos representantes dos clubes e dos media e a seguir fazer o sorteio aleatório. Era transparente e assim, como é realizado, não é! A chave pode já estar escolhida...interessa lá o número dela! Não digo que esteja mas pode estar.

      NOTA2: Quanto ao "Toni do Benfica" não comento parvoíces ou o facto do caro leitor ter sido infeliz a dirigir-se a quem sempre o respeitou.

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  2. Ver portistas tentar passar por paladinos da verdade desportiva é o mesmo que ver pedófilos na prisão a queixarem-se de apanharem sabonetes no duche: tem piada...

    O que era mesmo engraçado, se não houvesse desonestidade intelectual como a que se leu acima, era ver os clubes interessados realmente em acabar com estas situações que o Alberto descreve e tentarem elevar o patamar do futebol português. Mas para isso nem o Nando das facturas poderia ser presidente da FPF, nem o querido Proença o da Liga, nem o mafioso do Pinto da Costa poderia ser herói do nacional-portismo, nem o Luís Filipe Vieira alguma vez poderia ter sido presidente do nosso clube.

    Quanto ao modelo da liga dos campeões, concordo com o portista de serviço e vou mais longe. Liga dos Campeões é para campeões. E não deveria haver repescagens para a Liga Europa seja em que fase for. Aliás, com a NBA do futebol europeu que aí vem, espero bem que os vendedores de camisolas fiquem com essa liga fantástica e os restantes emblemas com tradição, mas que não nadam em dinheiro nem vendem transmissões como bolinhos quentes, mas têm adeptos verdadeiros e boas equipas com o que restar, refundem as competições europeias como nunca deviam deixar de ter sido. E nos excluídos na NBA, estarão os nossos três grandes. E outros grandes clubes.

    Aproveito só para dizer que orgulho que é ser do mesmo clube do Toni. Deve ser difícil aos adeptos do Porto 1893 perceberem o que vale um tipo que irradia amor quando só aprendem ódio na vida. Não é para todos.

    ResponderEliminar
  3. Caro Dr Alberto (peço-lhe desculpa, se fui desrespeitoso, mas como sempre respeitei o Toni do Benfica...)

    O Dr Google faz milagres:

    "O Lusitano Ginásio Clube não receberá o FC Porto em Évora, para a terceira eliminatória da Taça de Portugal, porque, entre outras coisas, "faltaram 150 mil euros".

    Numa declaração emocionada e desgostosa a Bola Branca, António Francisco Pereira, presidente da Associação de Futebol daquela cidade alentejana, aponta o dedo à Câmara Municipal e ao Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

    O dirigente desportivo realça a disponibilidade da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) para "pôr o relvado em condições". Além disso, o Campo Estrela necessitava de "mais cadeiras, de vedar o recinto e de criar acessos", itens que teriam um custo a rondar "os 150 mil euros".

    Ora, foi este o pomo de discórdia ou, ainda mais real, de acordo com o relato de António Francisco Pereira, o momento em que a Câmara Municipal representada por um técnico "nada disse", furtando-se a uma "ajuda" que seria impossível de ser suportada exclusivamente pelo emblema alentejano.

    Perante este cenário, os dirigentes do Lusitano tiveram que colocar em prática o "plano B". Depois de uma análise aos campos sediados perto de Évora, Campomaior chegou a ser hipótese. Só que o estádio Capitão César Correia também não reunia condições e o preço da interioridade acabou por trazer o desafio até à capital e ao Restelo.

    A Câmara e, também, o IPDJ

    O presidente da AF Évora manifesta "tristeza" pelo facto de a cidade não poder "receber o FC Porto", o que seria "um prazer e uma honra".

    "Infelizmente, não foram criadas as condições para o fazer, porque em terras de menor nomeada lá estava a Câmara Municipal a dizer presente", acusa. Mas há mais responsáveis. António Francisco Pereira diz que o IPDJ "não tem conhecimento da realidade do país", dando cobertura apenas a "legislação igual para 100 mil espectadores ou para mil espectadores".

    "A realidade do país não nos pode levar para um decreto que está cingido a 100 mil pessoas e não a mil, depois isto traz-nos estes dissabores", desabafa.

    O aspecto desportivo passa agora para segundo plano, já que jogar no Restelo "tira a magia da prova rainha" e coloca os dragões num plano de ainda mais evidente "superioridade".

    Évora terá que se mudar para Lisboa caso queira viver a "festa da Taça". "Perde a cidade e o futebol não-profissional", remata.

    O Dr. Google explica as razões pelas quais o FC Porto não jogou em Évora, e isenta o FC Porto, mas o Dr. Google, também explica as razões pelas quais o Benfica não jogou na Sertã, porque simplesmente não quis, como públicamente confirmaram os presidentes da autarquia da Sertá, e do Sertanense, coisas distintas relativamente a Évora.

    O presidente da Camara de Montalegre, o presidente do Montalegre, o presidente da AF Vila Real, querem, e farão tudo para disputar na Vila do Barroso o Montalegre Benfica, mas o labrego do Alverca, já alugou o Axa ao trolha de Braga, afinal são "parceiros sociais", não fossem, dois distintos patos bravos. Vamos apostar onde se jogará o Montalegre Benfica?

    Não me respondeu: Não concorda com repescagens na Taça de Portugal, mas já fazem sentido repescagens na Liga Europa?

    Saudações des_Portistas do Bairro da Graça

    ResponderEliminar
  4. Caro Paulo Teixeira

    1. Havia de certeza recintos mais próximos de Évora com condições. Em Elvas e Beja, pelo menos, há e ficam mais próximos de Évora. O bairro de Belém não faz parte do Alentejo.

    2. Lá por querem o jogo em Montalegre podem faltar cadeiras, vedar o recinto, criar acessos, ter iluminação para o jogo ser num dia de semana à noite e ter transmissão televisiva, etecetra. Ou o prezado leitor já tem estas informações via Google?

    3. Concordo visto não serem repescagens mas sim passagens para outra competição. A repescagem é colocar em competição clubes que já foram eliminadas na mesma competição.

    4. Concordo com uma Superliga Europeia com 22/24/26 clubes por divisão com seis ou sete escalões ou divisões (promoções e despromoções) com calendários que permitam jogos todos os sete dias da semana entre Setembro e Maio.

    Saudações

    Alberto Miguéns

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue