O Benfica Reforça-se Há 115 Épocas - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

06/06/2018

O Benfica Reforça-se Há 115 Épocas

06/06/2018 + 0 Comentários API
ALIÁS 114 POIS EM 1908/09 NÃO HOUVE QUALQUER ESTREIA NO GLORIOSO FUTEBOL.


Curiosamente uma coincidência (talvez não, talvez não...) pois em 13 de Setembro de 1908 efectuou-se a junção do Sport Lisboa com o Sport Clube Benfica (SCB), ou seja, em época de união Cosme Damião (do Sport Lisboa) decidiu que não havia futebolistas com qualidade no SCB para reforçarem o Glorioso Futebol. A integrar algum estaria era a enfraquecer. Houve futebolistas do SCB mas foram para a 2.ª e 3.ª categoria. Mesmo o melhor de todos, Germano Vasconcelos que haveria de ser uma Glória do Benfica, jogando cinco temporadas - 1909/10 a 1912/13 e 1916/17 - jogou em 1908/09 na 2.ª categoria.

Há de tudo em 115 temporadas (1904/05 - 2018/19)
Desde zero reforços (em 1908/09) a 22 (vinte e dois! Vinte e dois!!) em 1997/98 não contando com os contratados nunca utilizados e com os "Reforços de Inverno" que começaram em 1994/95 com Paulo Pereira (sem clube) e a sério com Mauro Airez (em 1995/96, do CF "Os Belenenses").  

O que se entende por "reforço"?
Pois esse é que é o nó górdio! Reforço terá de ser sempre visto de um modo relativo e absoluto. Isto porque depende dos principais concorrentes do Benfica à conquista de títulos se enfraquecerem ou reforçarem...mesmo e melhor. Houve tantas temporadas, nas 114 com "reforços" que afinal foram enfraquecimentos. Por que se trocaram melhores por piores futebolistas (valor absoluto) ou por que os principais adversários se reforçaram melhor (valor relativo). Que em 2018/19 sejam mesmo reforços, absolutamente ou relativamente. E é aqui que se faz a diferença.   

Matriz nos últimos anos
O Benfica adquire uma dúzia, talvez um quarteirão de futebolistas, entre Portugal, América do Sul e Leste europeu. Muitos NUNCA IRÃO vestir o "Manto Sagrado". Já o sabemos. Deixem chegar os primeiros jogos de Julho! Depois serão escolhidos os jovens da Formação que não se conseguem transaccionar, até 31 de Agosto, pelos mágicos (e por explicar) 15 milhões de euros. É no balanço entre os jovens (do interior, ou seja Caixa Futebol Campus) sem mercado a 15 milhões e as aquisições (no exterior) durante Junho, Julho e Agosto que será composta a legião de reforços. Que o serão ou não!

Transaccionar jovens formados no Clube
É uma tentação. Irresistível. Como activos significam zero. Todos os euros, mesmo um (simbolicamente) são ganhos ao passivo sem abater activo. Não contam para o activo da Benfica Futebol SAD mas contam QB para o passivo da mesma. A sua transacção é sempre a prioridade. A primeira prioridade. Mesmo que se diga que não!

Vindas e idas
O Benfica vai adquirindo "oportunidades de mercado" e escolhendo as jovens "pérolas do Seixal", que depois serão comparados e decididos em função do mercado de Verão: dispensados, emprestados, testados, escolhidos, transaccionados, tentados e verificados.   

E agora?
Esperar para ver, rever, provar e comprovar!

Vamos, Benfica!

Alberto Miguéns

0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Subscrever este blogue