A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

09/08/2015

Dérbi? É Para Ganhar! Pois Então

09/08/2015 + 0 Comentários API
SE A TRADIÇÃO AINDA FOR O QUE DEVE SER.


O "Glorioso" vai vencer por um golo de diferença (seria a 86.ª vez): 2-1 (34 vezes); 3-2 (14 vezes); 4-3 (sete vezes); 5-4 (duas vezes) tanto faz! Até 1-0! (28 vezes). Houve 39 tipos de resultados (40 se incluirmos a Falta de Comparência, sempre do Sporting CP).

MAIOR FREQUÊNCIA DE RESULTADOS
Ordem
Resultado
Número de vezes
1.º
E 0-0
38
2.º
V 2-1
34
3.º
D 1-3
33
4.º
D 1-2
29
5.º
V 1-0
28
6.º
V 2-0
24
7.º
D 0-1
24
8.º
E 1-1
23
9.º
V 3-1
19
10.º
V 3-0
18

1.   O geral antes do particular

421.º Dérbi de Lisboa
Foi no 1.º de Dezembro de 1907 que se jogou o primeiro encontro entre o “Glorioso” (camisola vermelha e calção branco) e o Sporting CP (então a equipar todo de branco). De então para cá este jogo foi-se repetindo ciclicamente, época a época, em várias competições, mas… sempre o mesmo jogo. Hoje, pelas 20:45 horas, esse 421.º Dérbi de Lisboa, não é mais que a continuação desse primeiro encontro, há quase 108 anos. As vitórias, empates e derrotas são secundárias. O jogo vai-se prolongando ciclicamente. Estamos no minuto 37 430.º com 707 golos marcados e 677 sofridos.

Anos 00's (século XX). Afirmação. Apesar do rapinanço do SCP em 1907 o "Glorioso" esteve imparável. Em sete jogos: quatro vitórias, um empate e duas derrotas com 13/6 em golos. Será que os leoninos aprenderam? Imagem retirada do História do SLB 1904-1954; página 100; I volume; Mário de Oliveira e Rebelo da Silva; edição dos autores; 1954; Lisboa. Deve ser uma fotografia do jogo realizado em 8 de Dezembro de 1909 (Campeonato de Lisboa; V 2-0 com golos de Henrique Costa e Artur José Pereira; Feiteira). Ainda está de pé o prédio do lado direito da imagem retirada da História do Clube. Talvez por pouco tempo! 

Diferenças assinaláveis
O "Glorioso" domina os Derbies de Lisboa, com mais 16 triunfos (175 vitórias contra 159 derrotas) e mais 30 golos (707 marcados e 677 sofridos). Para o campeonato nacional, em 162 jogos, mais 31 vitórias (76 triunfos e 45 derrotas) e mais 62 golos marcados (282 obtidos contra 220 sofridos). Somos, historicamente, superiores. Há que mostrá-lo em campo. Mais uma vez...

Anos 10's (século XX). Reafirmação. Apesar dos re-re-rapinanços do SCP em 1914 e 1918 o "Glorioso" continuou imparável. Em 40 jogos: 16 vitórias, nove empates e 15 derrotas com 69/60 em golos. Será que os leoninos não aprendem? Imagem retirada do História do SLB 1904-1954; página 254; I volume; Mário de Oliveira e Rebelo da Silva; edição dos autores; 1954; Lisboa. Jogo realizado em 12 de Outubro de 1913 (Campeonato de Lisboa; V 4-0 com golos de Alberto Rio (dois), Artur José Pereira e Álvaro Gaspar; inauguração do campo de Sete Rios na Quinta Nova). Ainda existe o prédio embora seja muito difícil de fotografar (mesmo da estação ferroviária de Sete Rios) por estar encoberto por uma "floresta" de prédios


Como se ganham derbies ao Sporting CP (quando o "Glorioso" tem melhores futebolistas que o rival, que é o que acontece em 2015/16?)
Correr primeiro! Chegar primeiro! Desarmar primeiro! Passar primeiro! Rematar primeiro! Marcar primeiro!

JOGOS TOTAIS POR COMPETIÇÃO com Sporting CP
Competição
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
 420
175
86
159
707
677
Campeonato Nacional
162
76
41
45
282
220
Taça de Portugal
40
17
3
20
71
83
Supertaça
4
1
1
2
4
7
Taça da Liga
3
2
1
-
7
3
Campeonato Regional
83
31
15
37
138
140
Taça de Honra
29
13
4
12
42
39
Torneios
46
13
10
23
67
78
Particulares
53
22
11
20
96
107
NOTA: Mais três vitórias do "Glorioso" por falta de comparência do Sporting CP

Anos 20's. Dificuldades. O SCP contrata jogadores a "peso de prata" enquanto o Benfica opta pelo "ouro da casa". Em 37 jogos: 13 vitórias, oito empates e 16 derrotas com 56/68 em golos. Será que o Benfica consegue reagir? Imagem retirada do História do SLB 1904-1954; página 472; I volume; Mário de Oliveira e Rebelo da Silva; edição dos autores; 1954; Lisboa. Jogo realizado em 1 de Dezembro de 1923 (Particular; D 2-5 com golos de José Simões e Artur Augusto; Campo 28 de Maio alugado pelo Sporting CP). Em 5 de Outubro de 1941 foi inaugurado como campo do SLB rebaptizado Campo Grande em vez de 28 de Maio

Não há volta a dar
Desde 2001/02 (18.º e último título do adversário) até este início de 2015/16, o Benfica arruma com eles com frequência. Nos últimos 41 jogos, mais cinco vitórias e dez golos marcados. Nos derradeiros 17 encontros mais sete vitórias e 15 bolas - algumas de franguício - lá dentro da baliza do Patrício.

ÚLTIMOS 41 DERBIES DE LISBOA
Dérbi
N.º

Época

Comp

Sit
V
(17)
34/06
E
(12)
12/12
D
(12)
11/29
380
01/02
CN
C

2-2

381
CN
F

1-1

382

02/03
TSB
F

0-0

383
CN
F
2-0


384
CN
C


1-2
385

03/04
Par
N
1-0


386
CN
C


1-3
387
CN
F
1-0


388

04/05
CN
F


1-2
389
TP
C

3-3

390
CN
C
1-0


391
05/06
CN
F


1-2
392
CN
C


1-3
393

06/07
TGD
N


0-3
394
CN
F
2-0


395
CN
C

1-1

396

07/08
TGD
N
1-0


397
CN
C

0-0

398
CN
F

1-1

399
TP
F


3-5
400


08/09
TGD
N


0-2
401
CN
C
2-0


402
CN
F


2-3
403
TL
N

1-1

404

09/10
CN
F

0-0

405
TL
F
4-1


406
CN
C
2-0


407

10/11
CN
C
2-0


408
CN
F
2-0


409
TL
C
2-1


410
11/12
CN
C
1-0


411
CN
F


0-1
412
12/13
CN
F
3-1


413
CN
C
2-0


414
13/14
THL
N


1-2
415
CN
F

1-1

416
TP
C
4-3


417
CN
C
2-0


418

14/15
THL
N


0-1
419
CN
C

1-1

420
CN
F

1-1

421

15/16
ST
N



422
CN
C



423
CN
F




TOTAIS
41 J - 17 V - 12 E - 12 D (57/47)
17 J - 10 V - 04 E - 03 D (28/13)

2.  Depois do geral agora o particular

Em 36 edições da Supertaça, o Benfica e Sporting CP encontraram-se em duas: 1980/81 e 1987/88. No tempo em que o troféu se disputava a duas "mãos".

Anos 30's. Ainda mais difícil. O SCP tem um poderio económico notável alicerçado na popularidade - de elitista alarga a base social de apoio - a nível nacional. O Benfica mantém-se popular a "contar os tostões". Em 97 jogos: 33 vitórias, 20 empates e 44 derrotas com 158/187 em golos. Será que o Benfica não consegue reagir? Imagem retirada do História do SLB 1904-1954; página 89; II volume; Mário de Oliveira e Rebelo da Silva; edição dos autores; 1954; Lisboa. Fotografia do primeiro golo no jogo realizado em 17 de Janeiro de 1932 (Campeonato de Lisboa; V 2-1 com dois golos de Policarpo; Estádio da Tapadinha do Carcavelinhos FC/Atlético CP). Ainda existe o campo!

A primeira foi do "Glorioso" quando ainda não se falava de tripletes, manitas, remontadas e espanholetes
Na segunda edição, ainda organizada pelos clubes, que definiram no regulamento a possibilidade de três substituições (oficialmente eram apenas permitidas duas) decorreu entre início de Setembro e final de  Outubro, com as duas mãos a uma distância de mês-e-meio.
A primeira mão foi no recinto do campeão nacional (Sporting CP) com o Benfica, treinado pelo estreante Lajos Baroti, a mostrar que os bons resultados anteriores não foram um acaso: vitórias por 4-0 e 3-0, respectivamente, com o Altay SC Esmirna (na Luz para a Taça das Taças) e SC Braga (em Braga para o campeonato nacional). O Benfica entrou a demolir Alvalade mas depois do intervalo "adormeceu". Inexplicavelmente!
A decisão foi na "Saudosa Catedral", estádio do "Glorioso", vencedor da Taça de Portugal (V 1-0 ao FC Porto com golo de César). O "estado de espírito" era completamente diferente daquele que envolvera a primeira mão. O Benfica vinha de duas derrotas, por 0-1 e 1-2, respectivamente, Malmoe FF (em Malmoe para a 1.ª mão da Taça das Taças) e FC Porto (Antas para o campeonato nacional). Pior se ficou quando o Sporting CP fez o 1-0! Tudo regressou à normalidade com os dois golos do "Glorioso". Lajos Baroti arrecadou o primeiro de três, pois no final da época o Benfica fez a "dobradinha" que passados estes anos é a "antes-da-antepenúltima": 1980/81, 1982/83, 1986/87 e 2013/14. Quanto aos "três troféus nacionais mais antigos" na mesma temporada - há sempre invenções para todos os gostos - ainda é a última (e única) à espera de 2015/16.

Anos 40's. Impossível responder. O Benfica nunca se entregou. Em 53 jogos: 21 vitórias, cinco empates e 27 derrotas com 113/129 em golos. Aproximava-se o fim da travessia "dolorosa"! Imagem retirada do História do SLB 1904-1954; separata colorida entre as páginas 352/353; II volume; Mário de Oliveira e Rebelo da Silva; edição dos autores; 1954; Lisboa. Jogo realizado em 9 de Maio de 1943 (Campeonato nacional da I Divisão; V 2-1 com golos de Julinho e Manuel da Costa; Campo Grande alugado à CML). O mesmo espaço do jogo em 1 de Dezembro de 1923 embora com as bancadas completamente remodeladas

A outra para o Sporting CP na estreia "oficial" de Toni
Na 9.ª edição - sétima oficializada como "Supertaça Cândido Oliveira" - o Glorioso Futebol vivia tempos de transição com o afastamento do treinador sueco Skovdahl. Disputada no mês de Dezembro foi na 1.ª mão deste troféu que Toni fez a estreia em jogos oficiais. Má estreia na "Saudosa Catedral" com o Sporting CP (finalista vencido na Taça de Portugal em época de "dobradinha" do Benfica) a impor-se por 3-0. Repetindo a vitória, no seu recinto, por 1-0. Um Benfica incapaz de marcar um golo, sofrendo quatro! Com arbitragens inacreditáveis na dualidade de critérios. No final da temporada a confirmação desta incapacidade, num início de um período medonho para o futebol português que o "Apito Dourado" veio terminar. O Benfica foi 2.º no campeonato nacional (a 15 pontos do FC Porto) e foi eliminado (D 0-1) pelo FC Porto, nas meias-finais da Taça de Portugal nas Antas depois de cinco dias antes ter perdido 0-3 - nas Antas com o FC Porto - na 38.ª jornada do campeonato nacional. A época 1987/88 em que o Benfica regressou - derrota, por 5-6, após 0-0 em 120 minutos, nos pontapés da marca de grande penalidade - à final da Taça dos Clubes Campeões Europeus (depois de 1967/68) em Estugarda frente ao PSV Eindhoven que em 2015/16 vai partilhar com o "Glorioso" o pote 1 da Liga dos Campeões. O Mundo muda, o Benfica é sempre Benfica!

Anos 50's. Recuperar. O SCP domina na primeira metade da década e o SLB na segunda. Em 37 jogos: 15 vitórias, seis empates e 16 derrotas com 68/71 em golos. Anunciam-se os "amanhãs que cantam"! Imagem retirada do História do SLB 1904-1954; página 496; II volume; Mário de Oliveira e Rebelo da Silva; edição dos autores; 1954; Lisboa. Jogo realizado em 28 de Maio de 1950 (Particular; V 3-2 com golos de Julinho (dois) e Corona; Estádio 28 de Maio, em Braga; Inauguração). Ainda existe. Foi o local da comemoração do 30.º campeonato nacional(1993/94)

EQUIPAS DO SL BENFICA NAS DUAS SUPERTAÇAS
Épocas
1980/81
1987/88
Mão
1.ª
2.ª
1.ª
2.ª
Estádio
José Alvalade
Luz
Luz
José Alvalade
Resultado
E 2-2
V 2-1
D 0-3
D 0-1
Guarda-redes
45
Bento
Botelho
Bento
Silvino
Lateral-Direito
B. Lopes I
Frederico
C. Pereira
C. Pereira
Central-Direito
H. Coelho
B. Lopes II
Mozer
Edmundo
Central-Esquerdo
Laranjeira
Alhinho
Edmundo
Shéu
Lateral-Esquerdo
Frederico
Pietra
Nunes
Álvaro
Médio-Defensivo
C. Manuel
Veloso
Elzo
Elzo
Ala-Direito
Shéu
C. Manuel
Chiquinho
Chiquinho
Médio-Centro
Alves
72
Alves
C. Manuel
72
Tueba
Ala-Esquerdo
81
Chalana
Nené
60
Tueba
Nunes
Avançado
Nené
Vital
73
Chalana
82
Vando
Ponta-de-Lança
45
César
45
César
Rui Águas
Magnusson



Suplentes
45
Botelho (GR)
45
Joel
60
Magnusson
72
Rui Águas
45
Vital
72
José Luís
73
Vando
82
Pacheco
81
José Luís
--
-----
 Silvino
 Bento
 Pietra
 Bento
 Álvaro
 Mozer
 Joel
 Shéu
 Pacheco
 Diamantino

Golos
1-0 (12') Carlos Manuel
0-1 aos 25'
0-1 aos 20'
0-1 aos 20'
2-0 (43') César
1-1 (43') Nené
0-2 aos 72'
2-1 aos 60'
2-1 (86') Vital
0-3 aos 78'
2-2 aos 68'


Anos 60's. Década de Ouro. O Benfica Europeu estava imparável. Em 38 jogos: 16 vitórias, dez empates e 12 derrotas com 64/51 em golos. A cada Tri para o "Glorioso" um para os "riscadinhos" do Lumiar! Imagem retirada de "O Benfica Ilustrado"; Fevereiro de 1963; página 6. Jogo realizado em 13 de Janeiro de 1963 (Campeonato nacional da I Divisão; V 4-3 com golos de José Torres (dois), Eusébio e Santana; Saudosa Luz). A Glória dos Anos 30, o guarda-redes Pedro Conceição, morreu nas bancadas durante o jogo devido à incerteza no marcador

Não há uma sem duas
Em 9 de Agosto de 2015, no estádio do Algarve, o Benfica tem o estatuto de campeão nacional. Por isso é o principal candidato a conquistar o troféu, que nem competição é. Não passa de um jogo! Mas é para conquistar. Durante esses 90 ou 120 minutos vale tanto como se fosse a final da Liga dos Campeões.

Anos 70's. Sem retorno. O Benfica deixa para trás, definitivamente, em popularidade, o rival. Em 41 jogos: 23 vitórias, oito empates e 10 derrotas com 77/53 em golos. Incapaz no Futebol o SCP procura responder nas outras modalidades.Fotografia de Roland Oliveira; Jogo realizado em 12 de Fevereiro de 1978 (Campeonato nacional da I Divisão; V 1-0 com golo de Vítor Baptista, aos 52 minutos; Saudosa Luz. A Glória dos Anos 70, o ponta-de-lança Vítor Baptista vai marcar o golo e dar pela falta do brinco na orelha esquerda!
Carrega Benfica

Anos 80's. Crescer. O "Glorioso" passa a rivalidade do Dérbi de Lisboa para o Clássico de Portugal. Em 39 jogos: 18 vitórias, nove empates e 12 derrotas com 53/46 em golos. Será que um dia voltará a ser o SCP o principal rival na conquista de títulos? Espero que sim! Na Saudosa Catedral, a Glória dos anos 70 e 80, o avançado Nené, prepara-se para festejar mais um golo na baliza do Sporting CP

Anos 90's. Dificuldades mútuas. O FCP estilhaça o "Dérbi de Lisboa". Em 25 jogos: onze vitórias, seis empates e oito derrotas com 32/24 em golos. Entre o ocaso e o nascer do Sol! A Glória dos anos 90, o avançado "nove-e-meio" João Pinto, a fazer estragos na defesa do Sporting CP
Anos 00's (século XXI). Equilíbrio. O "Dérbi" regressa em força. Em 29 jogos: dez vitórias, nove empates e dez derrotas com 38/38 em golos. Sporting CP a dominar primeira metade e o SLB a responder na segunda! 
Jogo realizado em 14 de Maio de 2005 (Campeonato nacional da I Divisão; V 1-0 com golo de Luisão, aos 84 minutos; Catedral). O capitão do século XXI, o defesa-central Luisão vai marcar o golo e o guarda-redes do SCP vai correr para o árbitro auxiliar a gritar "Foi com a mão! Foi com a mão! Não tivesse saído ao cabeceamento de olhos fechados.

Anos 10's (século XXI). Continua... Em 14 jogos: oito vitórias, três empates e três derrotas com 22/12 em golos. A ver vamos! A Glória dos anos 10 do século XXI, o defesa-direito Maxi Pereira (antes de equipar com castanho cócó), a fazer estragos na defesa do Sporting CP

Não lhes dês tréguas Benfica!

Alberto Miguéns

PLANO PARA AS EDIÇÕES DURANTE  AGOSTO
(provisório como é evidente)
De 10 a 18 de Agosto de 2015 (Sempre pela meia-noite)
Segunda-feira (de 9 para 10): E depois da Algaraviada?
Terça-feira (de 10 para 11): Sinto-me tão portista;
Quarta-feira (de 11 para 12): Uma modalidade por semana: Atletismo;
Quinta-feira (de 12 para 13): O Mais Belo e Inigualável 138;
Sexta-feira (de 13 para 14): Mentiras Oficiais Made in SLB;
Sábado (de 14 para 15): O "Glorioso" nas Primeiras 82 Jornadas;
Domingo (de 15 para 16): O "Glorioso" frente ao GD Estoril Praia;
Segunda-feira (de 16 para 17): E depois da Primeira?;
Terça-feira (de 17 para 18): Benfica tão brilhante que se vê no escuro
0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Em Defesa do Benfica no seu E-mail