A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

26/02/2014

Glória Eterna Coluna (11)

26/02/2014 + 0 Comentários
OPINIÃO


Coluna o capitão em Wembley na terceira final consecutiva da Taça dos Clubes Campeões Europeus. Aos 27 anos à procura do Tricampeonato Europeu.

Na época de 1962/63, Coluna com 27 anos está na plenitude das suas capacidades futebolísticas. O treinador Fernando Riera utiliza pouco o capitão José Águas, tentando testar José Torres como avançado-centro. Com Águas pouco convocado, Coluna é o futebolista que efectua mais jogos como capitão, num total de 39, com seis após a substituição de José Águas em jogos particulares e 33 como primeira opção, pelo facto de José Águas não estar presente.

Terceira final consecutiva nos Campeões Europeus
Numa época de consagração, o Benfica participa na terceira final consecutiva da Taça dos Clubes Campeões Europeus, mas perde o troféu para o AC Milan, após uma entrada cobarde de Pivateli, que com a complacência do árbitro fica em campo depois de lesionar gravemente Coluna, aos 62 minutos, inutilizando-o até final do encontro, numa época em que não havia substituições. Coluna foi um dos sete totalistas com 630 minutos nos sete jogos, marcando três golos.

E o Benfica é Campeão Nacional
No campeonato nacional houve uma razia completa sobre os adversários, com o "Glorioso" a dar início a um tricampeonato, conquistando 48 pontos, mais seis que o 2.º classificado. Coluna foi um dos totalistas a par de Costa Pereira, ambos com 2340 minutos nas 26 jornadas que constituíam a competição.

Mais uma Taça de Portugal mal perdida!
E não é que o Benfica não conquistou a Taça de Portugal apesar de finalista europeu e campeão nacional. Mais uma competição a eliminar que ficou com "final à vista". O "Glorioso" tombou nas meias-finais, perante o 2.º classificado no campeonato nacional, numa competição a duas mãos. Coluna foi o sexto futebolista com mais minutos jogados com o "Manto Sagrado": 450 em cinco jogos.

Digressão de início de temporada à Escandinávia, Itália, Inglaterra e Alemanha
A extraordinária capacidade da equipa de futebol do Benfica fez dela o maior "corre-mundo" do futebol. E Coluna o capitão dessa incrível gesta de campeões da década de 60.

1962/63
Competições
Jogos
Golos
Adversários
Golos
TOTAIS
52
9


Taça Clubes Campeões Europeus
7
3


Taça Intercontinental
2
-


Campeonato Nacional
26
2


Taça de Portugal
5
-


Taça de Honra de Lisboa
1
2


Torneio Teresa Herrera (Galiza)
1
-


Particulares internacionais
10
2


NOTA: A vermelho troféus (e/ou) títulos conquistados

Alberto Miguéns

NOTA: Em Defesa do Benfica declara luto pelo falecimento de Coluna, com um fumo negro sobre o rosto do EDB. E em homenagem ao Eterno Capitão o EDB evocará de hora a hora durante as próximas 18 horas o percurso desportivo de um futebolista inigualável.
0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Em Defesa do Benfica no seu E-mail