A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

08/11/2012

Uff! Esta Final Já Está…

08/11/2012 + 1 Comentários
OPINIÃO




Há 15 dias no EDB (em 24 de Outubro de 2012, após o encontro de Moscovo) escrevi o seguinte:
O SLB vs FC Spartak, em 7 de Novembro de 2012, vai ser um jogo do tudo ou nada. E não vai chegar. Já ando de calculadora. Acredito que após a 4.ª jornada vamos ter: 1.º: FC Barcelona (12 pontos); 2.º: SL Benfica (4 pontos); 3.º: Celtic FC (4 pontos); e 4.º: FC Spartak (3 pontos). Depois é esperar por 20 de Novembro de 2012 (já com Luisão) para descolar do Celtic FC. Ao vencermos (e se o FC Spartak perder em Moscovo com o FC Barcelona) sete pontos dão desde logo, a uma jornada do final (por vantagem no confronto directo com o Celtic FC), a passagem aos oitavos-de-final. É possível, não é…

E agora Benfica? Duas finais. Só uma dupla vitória garante a continuidade na Liga dos Campeões. Sete pontos. Ao nosso alcance.

Será desta, em 7 de Novembro de 2012, que ganhamos ao FC Spartak? Até agora, dois jogos, duas derrotas e 3/5 em golos!

Os porquês!
O FC Spartak não tem nível (futebol e classe) para jogar na Liga dos Campeões. Joga na cacetada. À FC Porto. Mas este tem futebolistas com mais classe – ou que pelo menos sabem “fazê-las” - que o clube russo. O FC Spartak que durante o regime soviético – por não ser um clube corporativo, como o CSKA (do Exército Vermelho), Torpedo (da Marinha de Guerra), Lokomotiv (dos Ferroviários) ou Dínamo (do KGB: Polícia Política) – era o Clube do Povo, ou como se dizia na URSS - por equipar de vermelho - o “Benfica Russo” está descaracterizado. Joga mais râguebi que futebol. Devia passar a equipar À FC Porto, risquinhas azuis e brancas na vertical como a FC Juventus. Que grupo mafioso!

Afinal enganei-me…
O SLB vs FC Spartak, em 7 de Novembro de 2012, foi um jogo do tudo ou nada. Mas não vai chegar. Continuo com a calculadora. Após a 4.ª jornada temos: 1.º: FC Barcelona (9 pontos); 2.º: Celtic FC (7 pontos); 3.º: SL Benfica (4 pontos); e 4.º: FC Spartak (3 pontos). Agora é esperar por 20 de Novembro de 2012 (já com Luisão) para ultrapassar o Celtic FC (se vencermos totalizaremos 7 pontos, igualamos em pontos o Celtic FC, mas ficamos com vantagem no confronto directo, por termos ido empatar a Glasgow). Ao vencermos (e se o FC Spartak perder em Moscovo com o FC Barcelona) sete pontos asseguram desde logo, a  uma jornada do final (por vantagem no confronto directo com o FC Spartak), a presença nos dezasseis-avos-de-final da Liga Europa. Mas vamos ao que nos interessa, a passagem aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Neste “assunto” está tudo em aberto. Se bem que – em teoria – esteja mais difícil: por um lado ainda podemos ser o primeiro do Grupo G (se o FC Barcelona perder em Moscovo e o Benfica vencer o Celtic FC e o jogo em Barcelona), mas o 3.º lugar será o mais previsível… a menos que…

Mano-a-mano
Se na 5.ª jornada vencermos os católicos escoceses, na 6.ª (e última) jornada temos que fazer o mesmo resultado do… Celtic FC. Se este vencer o FC Spartak (em Glasgow) temos de vencer o FC Barcelona (em Barcelona). Se empatarem temos de empatar. Se perderem, até, podemos perder!

É possível, não é… Mas é difícil, não é...

Dia 20 de Novembro de 2012. Dia de ganhar. Outra vez!

Alberto Miguéns (até à próxima, ou seja, até à meia-noite de 10 para 11 de Novembro de 2012)

NOTA1: Choné em alemão escreve-se… Florian Meyer. Duas grandes penalidades, um golo mal anulado e falta de rigor no critério disciplinar. Um choné a apitar a favor dos petrorublos. Já não bastava o árbitro corrupto russo Ivanov, temos de levar com este tonto! E que dizer dos “verbos de encher” dos outros árbitros?

NOTA2: Pagava para ver o comentador Pedro Henriques (Sport TV) a comentar o jogador Pedro Henriques! Recordemos que este “futebolista” (habitual defesa-esquerdo) era calão, maniento, arrogante, apalermado, convencido e rasca. Geralmente durante o jogo estava sempre onde não devia estar e não estava onde era suposto estar…

NOTA3: Media. Então o Celtic FC era “uma equipa sem valor” (A Bola); “das piores desta edição da Liga dos Campeões” (Record); “condenada a ficar em último lugar do grupo” (O Jogo); “O Benfica fez um resultado muito mau em Glasgow, onde os outros dois vêm vencer” (Sport TV). Vocês são mesmo bons. Vocês têm um nível de análise de classe. Vocês são uma cambada…

NOTA4: Cardozo! Gosto de ti como futebolista que honra o “Manto Sagrado”. Para ti não há adversários assim ou assado. Competições disto ou daquilo. Há jogos com balizas onde é preciso marcar golos. E tu fazes isso como poucos. Gostava que marcasses – ainda – mais golos. Posso dar-te uma “achega”?! Adorava que voltasses a ter a elevada percentagem - como nas duas épocas iniciais no “Glorioso” - de concretização de grandes penalidades ou pontapés da marca de grande penalidade para desempatar jogos ou eliminatórias. Actualmente é muito mais difícil a um marcador de grandes penalidades ter taxas elevadas de sucesso. Os jogos são todos transmitidos ou gravados. Os guarda-redes na actualidade são muito melhores que os do passado. Há treinadores de guarda-redes que – antes de cada jogo – dão indicação aos seus guarda-redes das características dos avançados e DVD’s com imagens das marcações das grandes penalidades ou ou pontapés da marca de grande penalidade para desempatar jogos ou eliminatórias, dos futebolistas da equipa contrária. Depois cabe aos guarda-redes da equipa estudá-las nos estágios antes do jogo.

Se queres aumentar a eficácia só tens dois caminhos:
1.      Treinares variantes na forma de bateres a bola (com simulação por exemplo, que actualmente é permitida) para que o guarda-redes tenha menos certezas;
2.    Antes de bateres a bola, não olhares para esta, mas sim para a baliza (e guarda-redes). A bola pode não sair tão violenta, mas sabes onde o guarda-redes terá maior dificuldade em chegar…

NOTA FINAL: O que o Benfica necessita, MESMO, é ter um (ou até, meio) Guilherme de Aguiar  que frequente, com assiduidade, os balneários dos árbitros nas competições da UEFA. Faz toda a diferença!



1 comentários
comentários
  1. o sr Alberto você esta requintado com os seus textos pois são um hino a democracia e a etica no desporto...

    então o ultimo soneto esta demais você chama mesmo nomes a um dr da mula russa q vive a custa dos azuis e de gaia mas com muita sujidade na boca do povo ..

    forçaaaaaaaaaaa !..forçaaaaaaaa sr Alberto

    carregaaaaaaaaaaaa Benficaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    k

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail