A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

26/10/2011

Talvez Não Seja Bem Assim!

26/10/2011 + 1 Comentários
COM A VERDADE ME ENGANAS
             
Com a história do Benfica não se brinca! Ou pelo menos não se devia brincar… mas, infelizmente, não é assim. Isto a propósito de um jogo recentemente distribuído com o diário desportivo “A Bola”.

Qualquer pessoa ou instituição deve respeitar o seu passado. Para isso deve ser rigoroso na sua apreciação e divulgação.

O Benfica foi sempre um clube orgulhoso do seu passado. Não é por acaso que uma das estrofes do Hino afirma: “Honrai agora os ases que nos honraram no passado”.

Se o jogo distribuído pelo jornal “A Bola” fosse “Produto Oficial de A Bola” nada a dizer, até porque os erros só serviriam para ilustrar a falta de credibilidade em dados históricos que o jornal tem vindo a cultivar de há uns anos para cá. Recordemos que “A Bola” além de parasitar o Benfica é um local pidesco de censura.

O “problema” é que o Jogo é um “Produto (na caixa escreveu-se Producto) Oficial Licenciado S.L.B.”. Ora, isto vincula o Clube, fundado em 28 de Fevereiro de 1904, às perguntas que são a essência do jogo.

O EDB nunca será errata de qualquer publicação, mesmo “Produto Oficial” por isso não vamos corrigir ou denunciar todos os erros (pelo menos, mais de três centenas, certamente) inscritos nas “Fichas” do Jogo. Mas, quando for apropriado vamos dar a conhecer alguns desses erros, criando três temas:
                            “Quem Diria!”
                            “Não Havia Necessidade!”
                            “Talvez Não Seja Bem Assim!”



Até ao aparecimento do joguinho, o guarda-redes titular no Mundial’ 66, em cinco dos seis jogos dessa fase final, foi José Pereira (n.º3) (do CF “Os Belenenses”) com a baliza dos "Magriços” no outro jogo – o primeiro dessa fase final – a ser entregue a Carvalho (n.º 2) (do Sporting CP). O outro guarda-redes que seguiu para Inglaterra, foi Américo (n.º 1) (do FC Porto).

Agora, ficámos a saber que afinal havia outro! O José Henrique (talvez o n.º 23) dos 22 que foram seleccionados para este Mundial de Boa Memória. Toda a Imprensa Mundial se equivocou, nunca reconhecendo a titularidade, nem a sua presença. Titular do Mundial, aos 22 anos, do Benfica, se bem que em 1965/66, época do Mundial jogasse no… Atlético CP!

Grande Jogo… e rigoroso, a dignificar o Benfica!

NOTA: Perante esta (s) amostra (s), há que temer o pior quando for inaugurado o futuro MUSEU DO BENFICA!

Alberto Miguéns

1 comentários
comentários
  1. Absolutamente patetico o nivel e a falta de vergonha de quem fez o jogo...

    Eu tambem temo pelo estado do museu "oficial"

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail