Presidente! Já os Enganámos…Outra Vez! | Em Defesa do Benfica -->
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

03/03/2021

Presidente! Já os Enganámos…Outra Vez!

03/03/2021 + 24 Comentários

ATÉ PARECE O RISO CÍNICO DE QUEM ACABOU DE FAZER O SEU TRABALHINHO.



Se não é parece tal a conivência entre entrevistado e entrevistador a dar cobertura a tantas aldrabices.

Evito ver - mas principalmente ouvir - entrevistas do presidente, principalmente no aniversário do Clube

A "entrevista" está disponível na integra no final deste texto mas como é uma tortura serão indicados os minutos em que há factos graves que não podem passar sem referência.

 

São sempre um descalabro para a ideia que tenho do que deve ser um presidente À Benfica

Não a vi em directo. Até foi mais um "desafio" de um leitor deste blogue. Na tarde/noite de 28 de Fevereiro de 2021 estava a Benficar com um pequeno grupo (confinamento a quanto obrigas) de Benfiquistas para assinalarmos os 117 anos do «Glorioso». Mas como estava (está) na internet ouvi-a na segunda-feira, depois do jogo. 

 

Nem vale a pena "gastar tempo" com inutilidades

Razão tinha eu em preferir ocupar tempo a Benficar que gastar tempo a ouvir incongruências (hipocrisias), falácias e mentiras, mesmo pulhices...Vou deixar apenas uma opinião e umas quantas reposições da verdade acerca da História do Clube.

 

Hilariante

O entrevistador sabe melhor as respostas que o entrevistado! Inacreditável. Aquela rábula do Enzo Perez é assustadora! (30:25) E nos últimos dez anos (04:30) o Benfica não "ganhou" seis campeonatos...mas sim cinco (4 + 1). O FC Porto outros cinco (3 + 1 + 1). Batota não vale! A quatro mãos muito menos!

 

Hipocrisia

O presidente assume que é o responsável (03:45) pelo descalabro da temporada de 2020/2021 mas percebe-se que é só "porque sim" pois nada resulta disso. Antes pelo contrário. Depois passa o resto do tempo a atribuir responsabilidades a tudo e mais alguma coisa. Que nem se compreende. Só a conivência de quem o "entrevista" permite tal. O Benfica quando anuncia, em 19 de janeiro de 2021, o surto da Covid-19 (clicar) já estava com a temporada "praticamente perdida".

1. Eliminado no antepenúltimo jogo - na penúltima pré-eliminatória - da Liga dos Campeões, sendo despromovido para a Liga Europa (12 de Setembro de 2020);

2. Segundo classificado no grupo D da Liga Europa, tendo por adversários clubes muito fracos: Rangers FC; Royal Standard Liége, 10.º classificado do campeonato belga; e KKS Lech Poznam, 8.º classificado do campeonato polaco (10 de Dezembro de 2020);

3. Devido ao segundo lugar teria que jogar com um "cabeça-de-série", o Arsenal FC, 1.º classificado do Grupo B. Dificuldades acrescidas (14 de Dezembro de 2020); 

4. Após a 14.ª jornada do campeonato nacional estava em segundo lugar, ex-aequo com o FC Porto, a quatro pontos do Sporting CP, já tendo perdido com o Boavista FC (0-3), Braga SC (na «Catedral» por 2-3) e empatado nos Açores (a um golo) com o CD Santa Clara. A 14.ª jornada disputou-se em 15 de Janeiro de 2021.

 

Desperdício

Então o presidente sabe que a aposta para tornar o Benfica hegemónico em Portugal e uma potencia europeia é no Seixal (43:35) e deixa que as opiniões dos outros prevaleçam sobre as suas certezas? Vou lamentar o resto da minha vida não sermos a potência futebolística que podíamos ser por causa de termos um presidente que é democrático em demasia se é que isso existe! Tanguista!

 

Falácia

Continua com a mania que o Benfica tem de ser como o Sporting CP! Se o SCP tem um "fundador principal" (José Alvalade) o Benfica que foi fundado por um colectivo de 24 também tem que ter um "principal fundador". Além disso "pé descalço"! (53:00) Deve estar a referir-se a Cosme Damião! Cosme Damião pé descalço? Quando ajudou a fundar o Clube, tinha 18 anos e quatro meses já estando empregado, ainda que tivesse ligação à Casa Pia pelo facto da maioridade ser aos 21 anos! Era o secretário da Casa Palmela, considerando-se que o Duque de Palmela só tinha na Casa Real uma família mais poderosa que ele, como terratenente e proprietário de palacetes. Cosme Damião ficou órfão mas depois foi aluno brilhante na Casa Pia, estudou (em vez de só querer a 4.ª classe) e teve uma vida digna. Exemplar. Sabia discursar de improviso, responder com elegância e fazer-se respeitar pelos adversários. Um orgulho sem igual. Escrevia...e bem! Até um excelente livro tem! 



Tinha muita classe e cultura! Até erudição! Habitava numa das "ruas mais caras" de Lisboa, nas Avenidas Novas (avenida Miguel Bombarda) e depois de se aposentar, comprou uma quinta em Sintra onde tinha telefone e faleceu! Pé descalço? Um dos "administradores" mais influentes das grandes riquezas de Portugal no seu tempo! Alguém que toda a vida teve telefone mesmo quando viveu na rua do Sol ao Rato?



Assumir

Quem deixou estragar os troféus e a documentação foram Mário Dias e Luís Filipe Vieira quando decidiram tratar os troféus como "ferro velho" e os documentos, alguns com mais de 90 anos, como "papelada" ao transferirem-nos do anterior estádio para as instalações da LisboaGás (Cabo Ruivo) enquanto o actual era construído (49:40). Foram como entulho (mesmo em contentores para isso) e como entulho chegaram apesar de serem avisados várias vezes que quando os troféus foram transferidos, em 1987, da Secretaria na rua Jardim do Regedor para a «Saudosa Catedral» além de serem minuciosamente colocados em caixotes (dos televisores Grundig) devidamente numerados ainda foi feito o inventário de que troféus ou peça estava em cada caixote. Bem como os documentos. Depois foram devidamente acondicionados no estádio, uns expostos, outros continuaram encaixotados. Os documentos foram colocados em prateleiras como mostram estes dois filmes (clicar).



Mário Dias e Luís Filipe Vieira (a ordem não é arbitrária) decidiram que "isso dá muito trabalho" e amontoaram tudo num armazém da LisboaGás e depois no actual estádio. Foi sob "ameaça" de serem tiradas fotografias e divulgadas nos media, neste caso pelo engenheiro Abreu Rocha, no jornal «Record», que decidiram "esbanjar dinheiro", segundo Mário Dias em prateleiras! Agora queixa-se? Não estragasse. Perderam-se? Os dois culpados da delapidação desse património têm nome!


Ingratidão com pulhice

Eu que pensava que o treinador Jorge Jesus tinha conquistado dez troféus, mas afinal conquistou 12 para o presidente e para o entrevistador. E foi dito (19:05) várias vezes (19:16) para convencer quem estava a "ouvêr" que são mesmo doze. Para mim são dez e são dez. Não vou em cantigas! Foi dito duas vezes. 


TROFÉUS CONQUISTADOS PELO BENFICA COM JORGE JESUS COMO TREINADOR

Épocas

CN

TP

TL

ST

Comp. UEFA

2009/10

32

-

2

 

LE

-

2010/11

-

-

3

-

LC

-

2011/12

-

-

4

-

LC

-

2012/13

-

-

-

-

LC

-

2013/14

33

28

5

-

LC

-

2014/15

34

-

6

5

LC

-

10

3

1

5

1

0

 

Nem o entrevistado, nem o entrevistador me enganam. Se querem fulanizar o Futebol (apesar de eu não concordar pois quem vence e perde é o Clube não é fulano, sicrano e beltrano), Jorge Jesus conquistou dez troféus e perdeu 19! Luís Filipe Vieira, só no Futebol (plantel principal) impediu o «Glorioso» de conquistar 59 troféus, entre 2003/04 e 2019/20. E não contabilizo os insucessos de 2020/2021 pois a época ainda não terminou! Assim não podemos vangloriar-nos! Ao fulanizar têm que se contabilizar os ganhos e as perdas. Batota, não! Não há presidente que, sequer, tenha valores próximos destes. Cinquenta e nove troféus oficiais perdidos, em 17 temporadas! Cinquenta e nove vezes que o presidente impediu o Benfica de conquistar glória! Inacreditável! Mas estar a afirmar que ele é o que tem mais títulos quando só são comparáveis os campeonatos nacionais (desde 1934/35), as Taças de Portugal (desde 1921/22) e as competições da UEFA (desde 1955/56) é estar a ser ingrato para treinadores que não tinham Supertaças, nem Taças da Liga para conquistar. Ai...se as tivessem! Mas...Béla Guttmann conquistou só dois troféus que valem todos os que Jorge Jesus conquistou e todos os que irá conquistar em toda a sua carreira, no Benfica e arredores. Isto de fazer comparações, dentro do Clube, entre treinadores, jogadores e presidentes já de si é de uma ingratidão tremenda. Ignorar quantos não conquistaram, ou seja, impediram o Benfica de os conquistar, é pulhice de requintado quilate! Fazer comparações desabridas e sem sustentação, dentro do Clube, é desonrar os ases que nos honraram o passado. Como se não fossem eles que nos trouxeram sempre para um Futuro cada vez melhor! A cada geração.


Guttmann, Otto Glória, Biri, Hagan, Riera, entre outros! Aí no Quarto Anel perdoem-lhe que ele não sabe o que diz!

 

Alberto Miguéns


NOTA: a "entrevista" na íntegra:


  1. Foi penoso assistir a esta entrevista.

    ResponderEliminar
  2. Um comentário oportuno do Alberto e que comungo inteiramente.

    Vi uma boa parte da entrevista mas já em diferido e mesmo assim deu para me enervar. A ideia que me veio à cabeça mais vezes é que se temos um presidente incapaz de perceber o Benfica. Não percebe a essência do Clube.


    Desde pequeno que vejo no Estádio uma cultura de exigência, de ambição, de cobrança contínua a quem quer que esteja a representar o Clube em competição. É isso que fez a grandeza competitiva do Clube e o orgulho dos seus sócios e adeptos. A sensação de contribuir para uma construção colectiva vencedora. A alegria de vencer. A exigência de mais, cada vez mais. De nunca estar satisfeito. Ao invés vemos um presidente dizer que não se pode ganhar sempre e mostrar-se perfeitamente à vontade com isso.

    A entrevista foi um contínuo exercício de confronto, de ressentimento e azedume para com os Benfiquistas. Mais grave ainda, adjectivou os Benfiquistas de uma forma que me escuso a dizer aqui. Inconcebível. Ressentido como se estivéssemos a falar de um CEO numa empresa em que os empregados devessem ter "respeitinho" perante a autoridade. Como se o Benfica tivesse deixado de ser um espaço livre e democrático. Ainda não, sr. presidente.


    Depois, é confirmar que este presidente não tem um pingo de paixão desportiva. A sua essência é desprovida de Benfiquismo, cingindo-se à valorização da componente empresarial e financeira. Foi aliás evidente em diversas ocasiões que o Sr. Pedro Pinto tinha que o centrar para o guião que no caso era e resposta a questões desportivas pois a percepção do presidente era invariavelmente para a parte do negócio. Esta degradação competitiva e institucional explica-se muito por via desse autismo, dessa negação mais básica do que é Ser Benfiquista. Quando se olha para os verdadeiros grandes presidentes do Benfica percebe-se que Ferreira Bogalho, Borges Coutinho, Maurício Vieira de Brito, e outros do mesmo calibre, tinham a paixão pelo jogo. Paixão pelo jogo. E aqui em particular naquele dia da fundação do Benfica, como não lembrar as palavras de Cosme Damião: "Veio primeiro a ideia do jogo, pelo prazer de jogar. A ideia do Clube seguiu-se à paixão do triunfo.". Perceber isto é perceber a essência do Benfica. Não se pode descurar a componente empresarial mas não se pode alienar o jogo em função do negócio puro e duro. Sem paixão mas apenas pelo cifrão.


    Para terminar saliento a gravidade do revisionismo e da ingonrância quanto à História do Clube.

    Para além do que o Alberto referiu com toda a propriedade sobre Cosme Damião, na lista dos 24 fundadores existiam jovens de famílias com as mais diversas proveniências e capacidade financeira. E se Cosme Damião não nasceu em berço de ouro e subiu na vida pela esmerada educação que recebeu na Casa Pia e claro pela sua capacidade moral e intelectual, outros nasceram em berço de ouro. Cito apenas o caso de Raul Empis, filho de um dos homens mais ricos desse tempo e que em 1904 habitava com a sua família no Palácio de Burnay, propriedade de um familiar próximo do pai, chamado Henri Burnay. Costumo dizer que na fundação do Benfica havia filhos de vaqueiros e de banqueiros, e aí se definiu desde início a grandeza do Ideal Benfiquista.

    E, viva o Benfica!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro,
      este comentário, além de ser um hino ao benfiquismo, devia ser elevado a post.

      Viva o Benfica.

      Eliminar
  3. Caro Sr. Alberto Miguéns... Vi em directo a entrevista do Sr. Presidente do Sport Lisboa e Benfica e foi, na minha opinião, uma conversa encomendada (o que já sabíamos, sendo na BTV) , sem contraditório, o que só por si revela um desrespeito a todos os sócios e adeptos do Glorioso... As inverdades e a vitimizaçao, do próprio, imperaram em toda a dita conversa e o Sr. Presidente tem de perder a mania de afirmar que sem mim o Benfica fica no caos (mas é difícil quando um Sapiens detém muito poder, acha se no direito ser o dono sobre tudo e todos, o que é o caso, infelizmente, do Sr. Presidente do Sport Lisboa e Benfica... Lamentável!!!!! ... Um abraÇo glorioso...

    ResponderEliminar
  4. Excelente texto, parabéns Alberto.

    ResponderEliminar
  5. É sempre um prazer,caro Alberto!!Nao te canses,nunca de ser como és!!Grande Abraço

    ResponderEliminar
  6. Bom dia. Os 2 troféus que o presidente acrescenta devem ser aqueles dois de cartão alusivos às finais perdidas da Liga Europa que estavam expostos na apresentação do treinador...

    ResponderEliminar
  7. O Alberto bem que poderia servir de consciência à clamorosa falta dela no senhor Vieira e em toda a tropa-fandanga de lacaios e patetas que o acolitam no desbarato das potencialidades e do prestígio, e no desgoverno do Sport Lisboa e Benfica - para exasperação e desgosto dos que amam verdadeiramente o clube e sofrem com os desaires a que o vemos sujeitado. Aprenderia muita coisa sobre a História do Glorioso e acerca de benfiquismo e dignidade, a cambada.
    Quando Pedro Pinto foi anunciado como diretor de informação fiquei satisfeito, porque vinha substituir aqueloutro que o precedeu (era um lagarto a menos). Na minha ingenuidade (ou ânsia de ver o Benfica noutros rumos) pensei que talvez pudesse trazer algo de novo e positivo à desnorteada, inconsequente, incompetente e vieirista informação do clube. O engano era previsível (as instituições comandadas por arrogantes são aversas a mudanças), e enganei-me - o Pinto, sendo benfiquista, é mais do mesmo, um espinha mole, uma voz do patrão que, até agora, não foi capaz de nos brindar com uma única novidade.
    A entrevista foi um nojo, uma encenação descarada e rasca de regime (ó Pedro Pinto, tem vergonha, isso não é jornalismo!), mas receio que tenha convencido todos os incautos do costume na nação benfiquista, que tardam a perceber (ou têm temor de admiti-lo) o mal que Vieira está a causar ao Benfica.
    Os meus agradecimentos ao Alberto pelas lições de benfiquismo que nos oferece.

    ResponderEliminar
  8. Sinto tanta mas tanta tristeza e revolta por este perdedor patológico, aldrabão douturado, pulha encartado ser presidente do meu Amor que nem consigo adjetivar o nojo que sinto, o odio a esta criatura.

    ResponderEliminar
  9. Nao vi a entrevista,pois sei desde 2010 que o oreludo tricolor é um aldrabão.Tenho muito medo no que se esta a tornar o nosso Clube.Nem tanto pelas pessoas que estao a desgoverna lo,mas pela cegueira de muitos Benfiquistas.Nao sou mais do Benfica do que ninguem,mas tenho a certeza:quem apoia lfv,nao é do Benfica.E tenho outra certeza:na próxima assembleia geral com sócios,irao acontecer sérios confrontos,que isto nao vai la com conversas.Um grande abraço a si Sr.Alberto e a todos os verdadeiros Benfiquistas.
    84907

    ResponderEliminar
  10. Vi a entrevista e considero que algumas coisas que LFV disse são verdades e esclarecem parte da situação. Até mesmo o que disse sobre alguns benfiquistas que estão sempre contra algo e o seu contrário quando se perde!

    O problema é que outras coisas que LFV diz não passam de lugares comuns e chavões que repete como propaganda e outras são meia-verdades ou fugas ao cerne da questão. Falta-lhe a visão, o conhecimento, a tenacidade e a paixão sobre o Benfica e à Benfica. Criou uma estrutura e aburguesou-se junto com ela, rodeia-se de gente pouco competente e lambe-botas e acha que serem grandes profissionais é fazerem uns relatórios ou estarem no clube até às 19. Demonstrou não ter capacidade para avaliar a situação, diagnosticar os erros e corrigi-los.

    O prazo de validade deste presidente passou, já não tem a energia, a convicção e a perceção que se exigem a um presidente de um clube como o Benfica e na situação que está. É inacreditável como finaliza a entrevista sem saber ao certo o número de anos que o Benfica comemora, mostrando com isso que a sua paixão pelo clube é bem menor do que aquela que diz sentir. Claramente não sabe o que é, nem sente a mística!

    É apenas um empresário a procurar conduzir a sua visão empresarial através de um clube desportivo, mas o Benfica é muito mais que um clube desportivo e não pode nem deve ser conduzido apenas numa visão empresarial. O Benfica precisa de um presidente que vá muito além disso!

    Terá sido um presidente útil quando foi preciso construir infraestruturas, decidir um modelo empresarial e decidir apostar na formação, mas para a gestão desportiva e para a gestão de recursos humanos é um desastre e de uma enorme incompetência que foi sendo escondida debaixo do tapete pelo tetra e duas finais europeias. Que só foram possíveis pela superioridade financeira e social do Benfica face à concorrência interna e porque foi possível juntar vários interesses empresariais e o apoio da banca para se formarem grandes plantéis. Em proximidade de condições com a concorrência, com esta Direção e esta estrutura técnica, vamos perder muito mais do que ganhamos. Um líder fraco faz fraca a sua gente...

    Com o cheque em branco que lhe deram nas últimas eleições será bem difícil de tirar de lá LFV antes das próximas eleições, a não ser que os resultados desportivos piorem ainda mais e aconteça no Benfica aquilo que aconteceu no Sporting. Este pelo pé dele não deixará a presidência...

    Tudo é incerto e derradeiro.
    Tudo é disperso, nada é inteiro.
    Ó Benfica, hoje és nevoeiro...

    É a Hora!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uau! Citar a 'Mensagem', de Pessoa, nomeadamente o seu derradeiro poema, não está ao nível de Vieira.

      «Valete, Fratres!»

      Eliminar
  11. Quase tão impressionante quanto a pulhice que o caracteriza, é a imbecilidade de quem nele votou. Mandaram vir aquele "prato", não foi? Agora comam-no!!! Só muda quando 1 eleitor = a 1 votoG!

    ResponderEliminar
  12. Muito bom post, e com as mentiras ditas por Vieira, e que na altura dei conta, escalpelizadas.

    Mais um dia, é um dia a mais!

    Viva o Benfica.

    PS_ a forma como o Benfica hoje está divido leva a que muitos benfiquistas ainda tenham justificação para estes "enganos".

    ResponderEliminar
  13. Não podemos desistir de defender o Benfica, é isso que devemos às novas gerações de Benfiquistas

    ResponderEliminar
  14. parabéns.
    #ruavieira
    #orgulhosamentepulha

    ResponderEliminar
  15. Parabéns pelo discernimento e texto, nós e o slbenfica, só ganhamos com a verdade e não com aldrabices para o #ruavieira continuar na defesa dos 62% edp medo de ir preso se sair do clube.

    ResponderEliminar
  16. parabéns.
    #ruavieira
    #orgulhosamentepulha

    ResponderEliminar
  17. Miguéns está sempre de atalaia na Defesa do Benfica. Ninguém lhe come o caldo na cabeça...por mais Vieira vieirista que seja!!!
    Uma autentica enciclopédia nas coisas do Benfica e logo ele que até a fatura da compra da primeira bola, tem!!!

    ResponderEliminar
  18. Caro Alberto, tem alguma indicação da percentagem de títulos ganhos versos títulos possíveis de cada presidente do Benfica?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Benfiquista Fernando Ribeiro

      Desde que o Benfica começou a indexar títulos ao presidente como fazem no FC Porto que fiz para o Benfica. Mas só vou fazer um texto acerca disso quando o nosso actual presidente deixar o Clube (se eu ainda estiver vivo).

      O que eu mais desejava é que até esse dia LFV conquista muito mais do que tem conquistado. Era bom sinal para todos, principalmente para o Benfica.

      Gloriosíssimas Saudações

      Alberto Miguéns

      NOTA: Ainda estou a terminar as percentagens em relação às modalidades! Nestes trabalhos a ordem é inversa, da frente para trás e só vou em 1973.

      Eliminar
    2. Fernando Ribeiro nunca fiz percentages dessas, até porque os presidentes antigamente estavam menos anos a presidentes, não havia supertaças e taças da liga, portanto para sermos justos e correctos deveria ser avaliado apenas em termos de campeonatos e taças, apenas te posso dizer que o Borges Coutinho em 9 anos ganhou 7 campeonatos, tanto como o pulha em 20 anos

      Eliminar
  19. O pior é que se calhar ele sabe muito bem o que diz. É um mentiroso.

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue

Apoio de: