Bruno Lage e a Sua Lógica Boa
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

28/08/2019

Bruno Lage e a Sua Lógica Boa

28/08/2019 + 6 Comentários
NA CONFERÊNCIA DE IMPRENSA DEPOIS DO JOGO GOSTEI DE UMA "PASSAGEM" DE BRUNO LAGE.


Quando disse "não me peçam para pensar assim só, em anular o adversário e sair em transição, dessa forma não tínhamos feito o que fizemos no ano passado».

Isto é de treinador talhado para conquistar "competições de peso"
Ou seja, competições que se conquistam pela regularidade e após muitos jogos e muitas cambiantes. Assim perderá pontos, mas menos do que estando sempre a mudar em função das circunstâncias e necessidades. O princípio está certo. Sempre foi assim ainda que no futebolês já lhe tivessem dado outros nomes: "team com bom association", "categoria que sabe explanar o jogo", "onze com fio-de-jogo" ou "equipa com princípios coerentes".


Este era um dos princípios que distinguia os pilotos capazes de cruzarem oceanos
Viajando à vela, ou seja, conforme os elementos da Natureza muitas vezes sem ver durante meses terra e obrigando a paragens no meio de nenhures por não haver vento nem ondas. Apenas tempo abafado  e mar-chão. Quem não tivesse coragem, nem fosse decidido ficava para cadáver ou regressava a casa "com o rabinho entre as pernas". Só a ideia não chegava. Tinham de ter navios e marinheiros em quantidade e qualidade para o conseguir. E exigir isso de que organizava a expedição. Quem liderava uma expedição era o capitão-mor. O treinador no Benfica denominou-se "capitão-geral" até 1933/34. E nunca devia ter mudado... mas isso é para outro dia! Um dia destes...

Aplicando ao Futebol o princípio é excelente
Perdem-se pontos mas vão fazer-se sequências de vitórias impressionantes culminando com a obtenção plena dos objectivos iniciais.  



Mas é necessário ter plantel para poder mexer nos jogos não alterando as ideias

Alberto Miguéns

6 comentários blogger
comentários facebook
  1. Para lá de uma derrota é preciso ter lucidez e classe. Bruno Lage tem e este texto também.

    ResponderEliminar
  2. o verdadeiro problema sera essa, se ele vai ter plantel para cumprir as suas ideias. infelizmente parece que a forma como o benfica encara o mercado de transferencias deixa nos sempre mais fracos a nivel de plantel

    ResponderEliminar
  3. Texto excelente, como é costume neste blogue.
    Na minha opinião, não bastará a Lage ter a «matéria-prima» suficiente - que não tem -, para vencer tudo em Portugal e fazer boa figura na Europa. Nos jogos contra os Frutas e os cashballs, o Braga, o Guimarães e, no geral, contra os clubes do norte (onde a traulitada é cultura) a atitude e a agressividade dos nossos jogadores terá de ser a de guerreiros. Se não, perdem. Tem a palavra o Lage, nessa exigência - já no próximo jogo.
    Não te deixes papar, Bruno! O mundo do futebol, em Portugal, espezinha e trucida os bem-intencionados. Começa a virar o dente, porque já começaram a fazê-lo à tua pessoa. Não te ponhas a jeito, como te pões, nas conversas com jornalistas. Diz o essencial, não te percas em explicações, despacha-os. Estão sedentos do teu sangue; nota-se à légua.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Benfiquista

      Agradeço o elogio. Procuro fazer o melhor para dignificar o Benfica.

      Mas nem sempre estamos em dia sim. Ainda bem que foi do agrado.

      Gloriosas Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar
    2. muito mansinho com os treinadores adversarios e jornalistas

      Eliminar

Subscrever este blogue