Para Onde Vais Benfica? | Em Defesa do Benfica -->
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

08/02/2019

Para Onde Vais Benfica?

08/02/2019 10 Comentários
TINHA PREVISTO ESCREVER ACERCA DA IMPORTÂNCIA DO BENFICA PARA O CRESCIMENTO DO SPORTING CP E DESTE PARA O CRESCIMENTO DO BENFICA. FOI A RIVALIDADE - QUERER SER MELHOR - QUE FEZ O BENFICA GRANDE.



Dando exemplos numa história que se cruzou 431 vezes em 111 anos e vai-se cruzar pelo menos 433 vezes até 1 de Dezembro de 2019, dia em que o «Dérbi de Lisboa» completa 112 anos. Tinha por título "Depois dos Dérbis" e ficará para um dia destes, pois está completo, com pelo menos uma fotografia de um "Dérbi" por década!

Mas o que, entretanto se passou, é demasiado grave
Quem não quer dar dois, três ou mais passos atrás não dá um em frente que seja em falso. José Nuno Martins foi um dos responsáveis pelo ódio corporativo que os árbitros europeus têm ao Benfica depois de ter humilhado, sem razão para tanto, na BTV, o espanhol Undiano Mallenco, que arbitrou o jogo entre o Benfica e o PFC C.S.K.A.  (Moscovo), na primeira jornada do grupo A, em 12 de Setembro de 2017, na Liga dos Campeões 2017/18.  




Agora depois de não ter medido as palavras levou-o a humilhar-se perante o ex-futebolista do FC Porto, Jorge Andrade
Pedir desculpa? Está com medo de quê? Já passou por idiota. O que foi dito nunca mais será apagado no mundo cibernético da actualidade (clicar). E vai ser descontextualizado - porque serão declarações isoladas - embora nem contexto decente tenham. O que me questiono - revendo um trecho de um programa da BTV - como é que Leonor Pinhão dá corda a quem não sabe alinhavar bem. 




Jorge Andrade é um futebolista limitado intelectualmente

Nem percebe bem o que afirma. É um miúdo grande. Deve ter meia dúzia de neurónios na cabeça e uns quantos nos joelhos. Nunca me apercebi que estivesse, sequer, na média de perspicácia e capacidade de análise do universo da maioria dos futebolistas. Além disso disse o que todos sabemos. Os defesas-centrais (mas não só!) do FC Porto são peritos em utilizar os "pisões" para intimidar futebolistas talentosos. João Félix que é dos futebolistas que mais se assemelha a João Vieira Pinto, tal como Jonas é do mais semelhante que vi a Néné - embora não existam dois futebolistas iguais - João Félix até tem sorte de não haver, na actualidade, um Paulinho Santos. Em vez de "pisões" eram "cotovelões"!

José Nuno Martins
Tem uma responsabilidade enorme. Há muito que para mim os directores de "O Benfica", até o da BTV ou portal slbenfica.pt, bem como o Director do Museu deviam ser eleitos em assembleia geral tal a responsabilidade que têm. Pelo menos a da Ética Benfiquista. É inadmissível José Nuno Martins com a preparação que tem, o passado que tem, a cultura que tem (ou aparenta ter), a experiência que tem, a responsabilidade que tem, ter dito o que disse. E por duas vezes, segundo me disseram. Na terça-feira à noite e na quinta-feira de manhã. Ou seja reincidiu. 

Eu como Benfiquista tenho mais vergonha de José Nuno Martins do que de Jorge Andrade
Deste eu espero tudo (pelo que atrás escrevi). Do director do jornal "O Benfica" esperava que honrasse o Benfica e por ter um cargo institucional, no Jornal que teve como primeiro director uma figura anti-fascista no tempo do Estado Novo: José de Magalhães Godinho. Lastimo que José Nuno Martins ande por caminhos do totalitarismo e da intolerância que conduzem a um beco sem saída. José Nuno Martins com quem tenho boa relação pessoal - ainda há pouco mais de um ano fui gentilmente convidado por ele para um jantar comemorativo do 75.º aniversário do nosso Semanário - embora sem relação institucional, desde que censurou um texto e depois ainda enxovalhou o jornalista e colunista de «O Benfica», Manuel Arons de Carvalho. Um Benfiquista muito grande e ponderado, que pode haver igual, mas maior não há! «Diz-me com quem andas e dir-te-ei quem és». Conviver com merceeiros faz de nós caixeiros-viajantes. 

Já os grandes Benfiquistas eram apologistas que...
É preferível corrigir o que está mal dentro do Clube (para não ter telhados de vidro) que atirar pedras ao vizinho. Ou como dizia Borges Coutinho: «Não somos coitadinhos mas para respondermos à letra temos de estar atentos e dar a estocada quando for necessário». Não é andar a dizer: "Agarrem-me que eu dou cabo deles" ou "Olhem que vou dar um murro na mesa».  O Benfica não tem que ser como "eles". Tem de saber superiorizar-se (a todos os níveis com nível) a eles. Eu não quero ter começado, em 19 de Janeiro de 1979, como associado do Sport Lisboa e Benfica e terminar os meus dias como sócio do Futebol Clube de Lisboa.  



Actualmente... este é o Benfica com menos Ética de Sempre, em 115 anos de História

Alberto Miguéns

NOTA: Uma boa canção dedicada a José Nuno Martins:

10 comentários
  1. É assim que Sou Benfiquista.... Obrigado Félix Bermudes e Obrigado Alberto Miguéns.

    ResponderEliminar
  2. num país nórdico este Martins, DSO e LFV não estavam no Benfica, mas por aqui na Ibéria Ocidental tudo é permitido

    ResponderEliminar
  3. Podemos gostar ou não mas José Nuno Martins disse o que todos os benfiquistas pensam , o que o Andrade disse foi apelar a violência sobre João Felix ,o resto são sopas de letras ,eu nunca diria numa televisão publica ou mesmo privada o que disse o Andrade o resto são opiniões legitimas .

    ResponderEliminar
  4. Bom dia,
    Não gostei nada do tom tonitruante do seu post. Onde está a coerência de quem vergasta José Nuno Martins e iliba por inimputabilidade o Jorge Andrade? Graves, verdadeiramente graves foram as palavra de incitamento à violência física do antigo jogador. Está a passar-lhes um paninho quente por cima porquê?
    Bem esteve José Nuno Martins no seu pedido de desculpas. É de homem honrado, que não se preocupou com as tentativas de humilhação de que seria alvo por tê-lo feito (a começar por si, como o lamento, creia).
    Quanto ao inimputável Jorge Andrade, ele já se retratou das infames palavras que proferiu na RTP3?

    Saudações benfiquistas

    ResponderEliminar
  5. Não sei se o JA se considera negro, preto, mulato, mas que naquele momento foi uma grande besta isso não tenho duvidas, saudades do George Weah que demonstrou como se trava as bestas defesas centrais.
    Isto qualquer dia vai ficar negro os benfiquistas que se sentem constantemente roubados, insultados, humilhados, enganados começam a dar sinais que tem que existir um limite e já começam a estar ao nível deles.
    Cumprimentos foscos,
    FT76

    ResponderEliminar
  6. Nem tanto à terra, nem tanto ao mar, ou acabarão por se confundir com "aqueles que se julgam diferentes de todos os outros". O JNM é assim mesmo, não tem papas na língua e gosta de chamar os bois pelos nomes. Já é assim há mais de trinta anos, pelo menos, desde que o ouvi pela primeira vez aos microfones da saudosa Comercial. E na minha opinião com uma elegância e uma eloquência dignas dos maiores polemistas da nossa História. Expressões como 'clube do pequeno campo grande' e 'futebol porto' são dignas de um génio, e são dele, têm assinatura. Escusado é dizer que 'besta negra' nada tem a ver com a cor da pele. Enfim, mais uma vítima desta sanha persecutória, eminentemente fascista, do politicamente correcto.

    ResponderEliminar
  7. Caro Alberto Miguéns,

    Menos, um pouco menos de intolerância, digo eu, não lhe ficaria nada mal. Para com alguém que é, sem dúvida, muito benfiquista...
    Declarações infelizes, sem dúvida, mas proferidas num clima de exacerbada emotividade.
    Como foram, aliás, as de Valdemar Duarte, há uns tempos atrás.
    Como benfiquista que sou, desde que nasci, há mais de sessenta anos, pesa-me muito - muito, mesmo... - ver quem de direito não cumprir com as suas obrigações de defender, continuada e intransigentemente, o Benfica, e ser tão pronto e intransigente na crítica aos que, servindo o Benfica, não o fazem na perfeição dos códigos de conduta.
    Não sente o mesmo?
    Saudações benfiquistas.

    ResponderEliminar
  8. Desta vez apoio incondicionalmente o JNM. Chamar os bois pelo nome é ser corajoso. Andar com rodeios é ser cobarde. Numa pocilga, a lutar com porcos é impossível não se sujar. Apenas discordo de ter pedido desculpa a quem não merecia. Ao Alberto por quem tenho muita estima, penso que com este texto de censura ao JNM, não está a defender o Benfica que é o mais importante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Manuel Gonçalves

      Tem todo o direito de de justificar a posição de JNM, pensar e dizê-lo. Eu penso que só defende JNM. Não defende o SLB. O Clube tem de se dar ao respeito para ser respeitado. E o Benfica já não é respeitado como foi. Se tem 60 ou mais anos de certeza que compreende. O Benfica em termos éticos era intocável. Os adeptos de outros clubes podiam dizer que o jogador deles, a modalidade deles, isto e aquilo deles era melhor. Mas em ética nem piavam.

      Gloriosas Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Apoio de: