A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

10/09/2018

Moral e Ética Benfiquista

10/09/2018 5 Comentários
FÉLIX BERMUDES, COSME DAMIÃO E MANUEL GOURLADE.


Os três pilares, desde 1904, da Moral Benfiquista. Também da Ética mas esta foi consolidada pelos casapianos - Januário Barreto, António Couto, Silvestre Silva, entre outros - que aderiram ao clube pouco depois da Fundação.

Quando o Benfica é assolado por «ventos contrários»
Questiono sempre no que pensariam os pioneiros do que estamos a fazer ao Clube que eles formataram numa Grandeza Moral e Integridade Ética sem paralelo em Portugal.

Ser dirigente do Benfica é muito mais complexo do que se pensa
Pois não é ser apenas responsável por um grande clube. É dirigir o Benfica. E desde 28 de Fevereiro de 1904 a fasquia está colocada muito alta. E foi sendo consolidada cada vez mais alta.



Os tempos mudaram?
Mas as pessoas também têm meios para estarem adaptadas às mudanças. Borges Coutinho dirigiu o Benfica 60 anos depois de Félix Bermudes, Cosme Damião e Manuel Gourlade e não lhes foi inferior. Foi um seu par. Tal como Joaquim Ferreira Bogalho, António Ribeiro dos Reis e muitos outros.

Ter responsáveis num clube como o Benfica
Que não sejam do Benfica e que por isso não têm Cultura Benfiquista é um risco elevadíssimo. Podem causar danos «lavando depois as mãos». Os Benfiquistas sabem que o seu comportamento terá de ser irrepreensível pois não podem envergonhar o Futuro. Se isso acontecer estarão a envergonhar os seus descendentes: filhos, netos, bisnetos, ... 

Mas isso só acontece ao Benfica?
Pois acontece e ainda bem. É sinal de grandeza. Há mais de dois mil anos que se diz: À mulher de César não basta ser honesta, tem de parecer honesta. Ninguém diz: À mulher do Cônsul não basta ser honesta, tem de parecer honesta. Ou: À mulher do Pretor não basta ser honesta, tem de parecer honesta. Ou: À mulher do escravo não basta ser honesta, tem de parecer honesta.




O Benfica há-de continuar a ser O BENFICA. Custe o que custar. Custe a quem custar!

Alberto Miguéns


NOTA: A feliz composição fotográfica é da autoria do dedicado leitor deste blogue Victor João Carocha, mas a responsabilidade - se houver direitos autorais das fotografias - é da minha exclusiva responsabilidade

5 comentários
  1. Mais do que nunca, eis um artigo oportuno. Pela positiva. Pelo Benfiquismo.

    Para aqueles que amam o Sport Lisboa e Benfica reler o Ideal do Clube é voltar a situar o Benfiquismo onde ele sempre devia estar. Sempre respeitado, sempre firme, sempre nobre, sempre afirmativo, sempre honesto, sempre perseverante, sempre Glorioso.

    Félix Bermudes, Cosme Damião e Manuel Gourlade são para mim as três maiores figuras cujo exemplo,ideias, acções e valores, definiram o caminho do que haveria de vir.

    O respeito pelos Orgãos Sociais deve ser mantido mesmo que com eles discordemos pontualmente. Respeitar não é calar mas respeitar também não é ofender. A ofensa apenas fortalece quem não gosta ou quem procura ferir o clube.

    É aos Orgãos sociais que cabe a defesa intransigente, institucional do Clube, respeitando e prezando os anseios de todos os milhões por eles representados, que apenas querem o melhor e ter orgulho no seu Clube. Que nunca os Orgãos Sociais nunca se esqueçam disso. Que todos os Benfiquistas nunca se esqueçam disso. E assim deve ser até os sócios definirem uma nova Direcção.

    Honrai agora os Ases que nos honraram o passado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostaria de relevar a correcção do seu texto e a clareza com que fala da discordância entre Benfiquistas e da forma como nos deveríamos pronunciar.

      Penso que este texto deveria ser lido pelo candidato a presidente do nosso clube, Rui Gomes da Silva, que infelizmente para ele e para nós benfiquistas, que precisamos de uma alternativa credível que oportunamente nos permita escolher, enveredou por um caminho cheio de vacuidades, dúbio e pantanoso que o está a levar a caminho de se tornar um Pedro Madeira Rodrigues, um verdadeiro Benfiquista mas mal a comunicar, sem ideias e no rumo da irrelevancia.

      Eu anseio por alguém em que me possa rever, alguém ética e moralmente inatacável e com capacidade e formação para perceber esta industria do futebol e movimentar-se sem ingenuidades mas com firmeza e carácter.

      "Este" RGS nunca, mas transitoriamente pode ser muito útil proponho caminhos alternativos, suscitando debates sérios e tentando mudar coisas mal feitas, como por exemplo algumas aberrações estatutárias.

      Para haver mudança tem de haver diferença positiva.

      Viva o Benfica!

      Eliminar
  2. Como me fez bem à alma vir a este blog e ler este belíssimo texto! Que farta estou de ler textos confusos e omissos.
    Obrigada Alberto
    Benfica Sempre!

    ResponderEliminar
  3. Caro Alberto o seu blog deveria ser um blog obrigatório para todos os benfiquistas. Um orgulho imenso ter uma pessoa tão conhecedora da história do nosso grande amor

    ResponderEliminar
  4. Se alguém te perguntar o que é Ser Benfiquista e tiveres dificuldade em definir por palavras tuas...guarda este texto e, nessa altura, mostra a quem te perguntar, esta definição sublime do SER BENFIQUISTA

    ResponderEliminar

Apoio de: