Um Dia Com Sheu Han - Em Defesa do Benfica
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

22/05/2018

Um Dia Com Sheu Han

22/05/2018 + 6 Comentários
PASSEI O DOMINGO COM O SHEU, OU SEJA, TIVE UM DOMINGO BEM PASSADO.



Com a finalidade de assinalar os 17 anos do Museu «Cosme Damião» na Atalaia/Entroncamento embora tenha começado (3 de Junho de 2001) em Vila Nova da Barquinha viajei com o Glorioso Futebolista de Lisboa para a Atalaia/Entroncamento.  



Conversar com os futebolistas é "outra loiça"
Ainda com a "agravante" de ser um Futebolista com 17 temporadas consecutivas a honrar o "Manto Sagrado" e neste caso com uma "dupla agravante": É o SHEU! Assim está tudo dito, mas...


7 de Junho de 1987; Final da Taça de Portugal; Sporting CP; V 2-0; Estádio Nacional, no Jamor/Oeiras; o capitão Sheu ergue a Taça de Portugal

Tudo tem uma justificação
Com duas viagens de pouco mais de uma hora, ida e volta, a sós, a conversa entre dois Benfiquistas - eu e ele - é ilimitada, proveitosa e sem censura. Os Benfiquistas estão condenados a serem livres. De manhã (ida) falámos dos anos 80 e ao final da tarde (volta) dos anos 70. Conversando com Futebolistas deste calibre é que se percebem os números, os resultados e os porquês de determinadas classificações e ocorrências. Uma conversa - duas horas em viagens e mais uma meia dúzia de horas de convívio com outros Benfiquistas - que permitiriam fazer centenas de textos aqui no blogue! Mas não! Permitem é justificar com objectividade acontecimentos da História de Futebol do Sport Lisboa e Benfica.    



Se há futebolista "À Borges Coutinho" é o Sheu
A personalidade de Sheu é o que é e por isso permitiu-lhe fazer a carreira que fez. Os espectadores, na bancada, percebem o que é um Homem vendo jogar - se forem 200/300 jogos - um Futebolista. O Futebol mostra o Ser. Dos «pés-de-prata" de Sheu a bola seguia sempre redonda (mesmo que chegasse quadrada) quer para espaço livre (solicitando a corrida) quer para os pés ou a cabeça de outro Glorioso. A conversar é o mesmo. Sheu é como Futebolista o que Borges Coutinho foi como Presidente. Nada de conversas inúteis, frases feitas ou palradas, atitudes imponderadas ou receios infundados. O Benfica tem que ser Benfica. Em qualquer campo, em qualquer local. Chegar, vencer e partir! Considerar, derrotar e respeitar.   


6 de Abril de 1988; primeira mão das meias-finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus; FC Steaua Bucareste; E 0-0; estádio do Steaua, em Bucareste; Stoica e Sheu trocam galhardetes perante a árbitro Karl-Heinz Tritschler da RFA/Alemanha. Jogo n.º 59 de Sheu para as competições da UEFA. Oitavo Glorioso Futebolista (e provavelmente português e de um clube de Portugal) a conseguir esta cifra

SHEU Han
Época
(17)
Presidente
(4)
Dep. Futebol
(6)
Treinador
(11)
Capitão
(5 + 1)
Competições
CN
TP
ST
TH
CE
72/73
Borges Coutinho
Fernando Neves
Jimmy Hagan
Simões
20
1/8
NE
9
1/8
73/74
Borges Coutinho
Fernando Neves
Hagan/Cabrita *
Simões
2.º
F
NE
10
1/8
74/75
Borges Coutinho
Fernando Neves
Milorad Pavic
Simões
21
F
NE
11
1/4
75/76
Borges Coutinho
Romão Martins
Mário Wilson
Toni
22
1/16
NE
2.º
1/4
76/77
Borges Coutinho
Romão Martins
John Mortimore
Toni
23
1/8
NE
ND
1/16
77/78
Ferreira Queimado
Romão Martins
John Mortimore
Toni
2.º
1/4
NE
12
1/4
78/79
Ferreira Queimado
Romão Martins
John Mortimore
Toni
2.º
1/16
NE
13
1/16
79/80
Ferreira Queimado
Romão Martins
Mário Wilson
H. Coelho
3.º
19
-
14
1/32
80/81
Ferreira Queimado
Gaspar Ramos*
Lajos Baroti
H. Coelho
24
20
1**
ND
1/2
81/82
Fernando Martins
Paiva das Neves*
Lajos Baroti
H. Coelho
2.º
1/2
D
15
1/8
82/83
Fernando Martins
Júlio Borges
Sven Eriksson
H. Coelho
25
21
-
ND
F
83/84
Fernando Martins
Júlio Borges
Sven Eriksson
Bento
26
1/8
D
16
1/4
84/85
Fernando Martins
Júlio Borges
Pál Csernai
Bento
3.º
22
D
2.º
1/8
85/86
Fernando Martins
Júlio Borges
John Mortimore
Bento
2.º
23
2
17
1/4
86/87
Fernando Martins
Franc.º Calado*
John Mortimore
Sheu *
27
24
D
ND
1/8
87/88
João Santos
Gaspar Ramos
Skovdhal/Toni *
Sheu *
2.º
1/2
D
18
F
88/89
João Santos
Gaspar Ramos
Toni
Veloso *
28
F
-
ND
1/16
NOTAS: * Mais tempo no cargo ou jogos a capitanear; ND - Não disputada; NE - Supertaça não existente; ** - Supertaça não oficial; D - derrota no jogo (a Supertaça não é uma competição, mas um jogo a uma ou duas mãos, por isso não há finalistas, há vencedores e derrotados); TH - Taça de Honra de Lisboa (com grau de dificuldade superior à actual Taça da Liga ou Supertaça); CE - Competições da UEFA: vermelho - Taça dos Clubes Campeões Europeus/Liga dos Campeões; verde - Taça dos Clubes Vencedores das Taças; azul - Taça UEFA (União Europeia de Futebol Association)/Liga Europa


Quase duas décadas
Mesmo dois decénios se contabilizarmos as duas temporadas como júnior (uma vez campeão nacional, em 1971/72 depois de finalista, em 1970/71). Conheceu quatro presidentes, seis "chefes do departamento de futebol", onze treinadores e cinco capitães, além dele, embora em 1987/88 tenha repartido, quase metade-metade, com Diamantino. É "muita fruta" para um homem só. Apenas. Sheu (sem acento)!


21 de Maio de 1989; 38.ª jornada do campeonato nacional; Boavista FC; E 2-2; estádio do SLB/Luz; despedida ao intervalo de Sheu perante o presidente da Direcção do SLB, João Santos, com Néné, António Bastos Lopes (?) e Gil (?) à espreita!

Obrigado, Sheu

Alberto Miguéns


NOTA: Bilhete do jogo de despedida, neste caso a 4.ª Quota da temporada, por isso suplementar, pois a Direcção só estava autorizada a emitir três quotas "Dia do Clube" (Bilhetes para associados) havendo a possibilidade de uma quarta quota no caso de haver um último jogo para comemorar um título de campeão nacional. É preciso acrescentar que até à construção do actual estádio, desde 1908, que nenhum associado podia ser impedido de assistir a um jogo, daí haver por vezes lotações acima da capacidade máxima. O SLB suspendeu por quatro vezes a inscrição de associados por temer problemas de segurança. O associado sendo «dono do Clube» (com a quota-parte correspondente ao número de associados em cada momento) nunca poderia ser impedido de assistir a um jogo seja de que modalidade fosse. Como o Benfica mudou! Talvez não fosse  má ideia os Xutos e Pontapés voltarem aos estádios pelos motivos óbvios...



6 comentários
comentários facebook
  1. Números impressionantes, uma carreira extraordinária, uma personalidade que se percebe combinar perfeitamente com um Benfica de nível superior. Sheu é um nome consensual, um homem e profissional, amado no nosso Clube.

    Eu, na minha meninice tive o privilégio de o ver jogar e de deleitar com aqueles passes de bola redonda e jogo de pantufas tal era a subtileza e classe. Aquela equipa dos anos 80 é a minha equipa de sonho. Sempre o foi e desconfio sempre o será. Com ela e na minha inocência o Benfica ganhava sempre no final do jogo. Com ela começava a perceber a Mística do Benfica. Fascinava-me com aquelas magnéticas camisolas vermelhas, paixão para vida com certeza. paixão que Sheu e seus companheiros me legaram. Saudades. Agradecimento. Carinho. Orgulho. De tudo isso são responsáveis, Bento, Delgado, Pietra, Veloso, Álvaro, Carlos Pereira, Humberto Coelho, António Bastos Lopes, Alberto Bastos Lopes, Oliveira, Frederico, Carlos Manuel, José Luís, Alves, Stromberg, Diamantino, Sheu, Néné, César, Filipovic, Manniche, Padinha, Chalana, e outros que agora me posso esquecer. Nunca os esquecerei pois são eles os heróis da minha meninice. Obrigado a todos.

    ResponderEliminar
  2. Ele e o Valdo foram dos melhores que vi na minha infancia.

    ResponderEliminar
  3. O Sheu Han tem aquela particularidade dos Homens Bons - parece estar sempre de bem com a vida, é respeitado apenas pelo exemplo que dá, e tem uma aura de simplicidade que encanta.

    Tudo nele é Grande, sem se colocar em bicos de pé e sem querer ser notado distinguiu-se e distingue-se naturalmente.

    Embora "nosso", o Sheu ultrapassou a barreira clubistica para ser um referencial do desporto nacional.

    Viva o Benfica!

    ResponderEliminar
  4. Grande SHEU, pantufas de veludo - que foi meu vizinho ele no 7º. e eu no andar de cima - durante anos nas cercanias de Lisboa.
    Uma preciosa relíquia viva, do nosso Glorioso!!!

    Casou com uma Beirã de Nelas!

    ResponderEliminar
  5. Há muito que não falo com este Meu Grande Amigo, embora tenha o seu contancto. Tantas lembranças de conversas em estágios da equipa e mesmo na catedral. Como nesse jogo do Steaua na Catedral, que terminado, me presenteou com uma boleia no seu Datsum 100A-vermelho-até ao Hotel Ritz. Os presidentes passam e o Sheu mantém-se. Sheu ??? A simplicidade em Pessoa. Ab. para Ele e para Ti, Meu Bom Amigo, Miguéns. João Lourenço

    ResponderEliminar
  6. Sheu! Um Simbolo Vivo do Sport Lisboa e Benfica, Genuíno, Castiço, Plural e Democrático.
    Obrigado Sr Sheu pela sua inabalável Mística Benfiquista

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue