Experimental é a Comissão da FPF | Em Defesa do Benfica -->
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

16/12/2017

Experimental é a Comissão da FPF

16/12/2017 + 6 Comentários
EM RESPOSTA A UM LEITOR DESTE BLOGUE VOLTA-SE A UM ASSUNTO QUE NEM DEVIA EXISTIR.


O pedido pode ser tornado público pois certamente haverá quem tenha interesse em conhecer o que foi escrito em 1934/35 na primeira edição do Campeonato da I Liga.



A competição é oficial
Como descreve com mestria Ricardo Ornelas na primeira página de "Os Sports". E como se pode ler (na notícia completa no final deste texto) marcados pela FPF (então F. P. F. Association como FIFA).



Esta competição foi uma experiência
Como todas as que se organizaram, pela primeira vez, em Portugal e no Mundo. E recuando no tempo as expectativas eram ainda maiores. Havia quem dissesse que não havia condições financeiras para fazer deslocar e pernoitar as delegações dos clubes. E era difícil. Por isso os dirigentes deslocavam-se de comboio no dia dos jogos. As delegações - 14 ou 15 futebolistas, o treinador e o seccionista - eram reduzidas ao mínimo. Quando os clubes campeões regionais do Minho e do Algarve passaram a fazer parte dos apurados para formarem o campeonato, pois até 1946/47 eram apurados pelos respectivos campeonatos regionais uma viagem entre Braga/Guimarães e Olhão/Vila Real de Santo António e vice-versa era uma odisseia. E sempre de comboio com pernoita em Lisboa. 




O Campeonato de Portugal é exactamente igual à Taça de Portugal
As duas competições - Campeonato de Portugal e Taça de Portugal - já tiveram em 95 edições muitas formas de apuramento dos clubes a participar. Quer enquanto campeonato de Portugal ou Taça de Portugal, com a curiosidade da última época como campeonato de Portugal (1937/38) e primeira como Taça de Portugal (1938/39) terem EXACTAMENTE a mesma forma de apuramento.

A prova de que campeonato de Portugal e Taça de Portugal são uma e a mesma competição (por isso os dirigentes da FPF em 1938 estiveram certos e devem ser respeitados por serem honestos. O que de outros na actualidade já não podemos dizer o mesmo):
Apuramento dos 15 Clubes a participar no Campeonato de Portugal e depois na Taça de Portugal

1937/38
(17.º e último CP)
1938/39
(1.ª TP)
1.º da I Liga/
I Divisão
SL BENFICA     
FC Porto

2.º da I Liga/
I Divisão
FC Porto
Sporting CP
3.º da I Liga/
I Divisão
Sporting CP    
SL BENFICA
4.º da I Liga /
I Divisão
Carcavelinhos FC
CF “Os Belenenses”
5.º da I Liga /
I Divisão
CF “Os Belenenses”
Ass.  Académica
Coimbra
6.º da I Liga /
I Divisão
As. Académica Coimbra
FC Barreirense
7.º da I Liga /
I Divisão
FC Barreirense
Académico FC
(Porto)
8.º da I Liga /
I Divisão
Académico FC
(Porto)
Casa Pia AC
1.º da II Liga /
II Divisão
Leixões SC
Carcavelinhos FC
2.º da II Liga/
II Divisão
União Futebol de
Lisboa       
SC Covilhã
2.º da Zona Norte II Liga / II Divisão
Boavista FC
Vitória SC
(Guimarães)
2.º da Zona Sul II Liga/ II Divisão 
Vitória FC (Setúbal)
SC Farense

3.º da Zona Norte II Liga / II Divisão
CA Marinhense
Vila Real SC
3.º da Zona Sul II Liga/ II Divisão
Marvilense FC
Luso SC (Beja)
Representante Insular      
CS Marítimo
(Funchal)
CD Nacional
(Madeira)
NOTA: Na 1.ª eliminatória jogaram-se sete jogos, para de 14 clubes apurar sete. Na 2.ª eliminatória juntava-se o "representante insular" - permitindo emparelhar oito emblemas - para nesses quartos-de-final apurar os quatro semifinalistasExactamente a mesma forma de apuramento e estrutura de competição apesar de ter alterado a designação de campeonato de Portugal para Taça de Portugal!

Comunicado oficial da FPF(A)
A marcar os jogos da I Liga e da II Liga.



Nomear uma «Comissão» para descobrir o que está "descoberto" há 83 anos! Esta FPF não tem emenda. Também com um basquetebolista a dirigi-la o que se podia esperar?!

Alberto Miguéns
  1. a única verdade é esta:

    o campeonato dito nacional entre 1934 e 1941 não vale. Nenhum desses campeões pode ser reconhecido como tal. Terão de ser retirados 3 títulos ao porto, 3 títulos ao benfica e 1 título ao sporting.

    não se tratava de um campeonato nacional mas uma versão fechada que dava à associação de lisboa 4 clubes quaisquer que eles fossem, 2 ao porto, 1 coimbra e outro a setúbal.

    aos clubes do algarve estava vedada a participação mesmo que vencessem o segundo campeonato como acabou por acontecer em 1939-1940 com o SC FARENSE.

    são 7 campeões nacionais de fachada... uma brincadeira alimentada pelos que ganhavam sempre e que infelizmente dura até hoje.

    foi o SC FARENSE e essa vitória improvável e não prevista nos regulamentos de 1940 que transformou definitivamente o campeonato nacional numa prova aberta, sem favores nem lugares garantidos.

    esta sim é a única revisão que é necessária... e quem disser o contrário é mentiroso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro

      A cada um a sua verdade.

      Pode contabilizar como quiser, já o que a FPF registou nos seus Relatórios é diferente. Tem de resolver isso com a FPF. Entre os seus amigos pode contar essa verdade e chamar mentirosa à FPF.

      Uma espécie do dono da bola lá da rua.

      Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar
    2. o que a FPF registou é a versão dos que ganhavam sempre, dos que se acham donos do futebol português contra os figurantes, a versão da capital do império.

      esta discussão é interessante porque o campeonato de portugal reclamado pelo sporting - o benfica defende que é uma taça - permitia a participação de clubes do algarve... o olhanense venceu esse campeonato de portugal em 1924 e uma das finais foi jogada em faro...

      já o campeonato nacional que o benfica se fartou de ganhar entre 1934 e 1941 é um campeonato experimental, ilegítimo de coroar campeões porque era fechado a 4 associações.

      Eliminar
  2. Obviamente, o propósito do Campeonato de Portugal, entre 1921 e 1938, era encontrar a melhor equipa nacional do ano, o Campeão Nacional. Se depois passou a ser Taça de Portugal, isso é outra conversa. A célebre acta da FPF, em momento algum, indicia ter efeitos retroactivos. É pena que o facciosimo do Alberto lhe tolde o raciocínio. E obrigado pela última imagem que deixou dos Os Sports. Mais elucidativo é impossível.

    https://image.ibb.co/cAx0FR/screenshot.jpg

    Saudações desportivas.

    ResponderEliminar
  3. Engraçado o quão incomoda está questão levantada pelo Sporting...tenham calma...

    ResponderEliminar
  4. Caro Alexandre

    Incomoda sempre que há vigarice.

    Saudações

    Alberto Miguéns

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue

Apoio de: