A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

06/10/2016

Jogos no Brasil

06/10/2016 + 1 Comentários API
EM SEMANA QUE ANTECEDE A IDA AO BRASIL DEPOIS DE 1997.


Foi nesse país que o “Glorioso” defrontou pela primeira vez um clube num “país neutro”: o CA Penãrol, de Montevideu (Uruguai) no Rio de Janeiro, em pleno estádio Maracanã. Até esse jogo os encontros do Benfica repartiam-se por Portugal ou pelos países de origem dos clubes adversários. O clube uruguaio jogou com cinco campeões do mundo em 1950, no Brasil: William Martinez, Rodriguez Andrade e Miguez, além de duas lendas do futebol de todos os tempos: Roque Maspoli e Obdulio Varela. A acrescentar a estes cinco campeões do Mundo mais quatro que conseguiram o 4.º lugar no Mundial de 1954: Mirto Davoine, Borges, Hohberg e Abbadie. O "Glorioso" defrontou em 1955 - e venceu por 2-0 - nove jogadores de uma das melhores selecções do Mundo no início da década de 50!

Sempre são 36 jogos repartidos por nove cidades de oito Estados
Apenas no Estado de São Paulo há duas cidades – São Paulo e Santos – nos restantes o Benfica jogou sempre na capital desses sete Estados.

Dos Estados para os estádios
Em nove cidades com jogos do “Glorioso” há um clube Mítico num País Mítico para o Futebol:
     1.     Rio de Janeiro com onze jogos: Maracanã (dez) e um no estádio São Januário;
     2.    São Paulo com dez jogos: Pacaembu (quatro), Ibirapuera (quatro), Morumbi (um) e Canindé (um);
     3.    Belo Horizonte (Minas Gerais) com cinco jogos todos no estádio Mineirão;
     4.   Recife (Pernambuco) com dois jogos no estádio Arruda;
     5.    Belém (Pará) com dois jogos no estádio Evandro Almeida;     
     6.   Porto Alegre (Rio Grande do Sul) com dois jogos no estádio Beira Rio;
     7.    Salvador (Bahia) com dois jogos no estádio Fonte Nova;
     8.   Santos (São Paulo) com um jogo no estádio Vila Belmiro (Urbano Caldeira);
     9.   Curitiba (Paraná) com um jogo no estádio Belfort Duarte, actualmente – desde 1977 – designado Major Antônio Couto Pereira.

  JOGOS DO BENFICA NO BRASIL
Época
Cp.
Clube
Cidade
Estádio
St
V
E
D
54/
55
Tor
CR Flamengo
Rio Janeiro
Maracanã
F


0-1
Tor
CA Peñarol
Rio Janeiro
Maracanã
N
2-0


Tor
SE Palmeiras
São Paulo
Pacaembu
F
2-1


Tor
América FC (R.J.)
Rio Janeiro
Maracanã
F


2-4
Tor
SC Corinthians
São Paulo
Pacaembu
F


1-2
56/
57
Par
CR Flamengo
Rio Janeiro
Maracanã
F

1-1

Par
CR Flamengo
Rio Janeiro
Maracanã
F

0-0

Par
América FC (R.J.)
Rio Janeiro
Maracanã
F

1-1

Par
Santos FC
Santos
Vila Belmiro
F


2-3
Par
SE Palmeiras
São Paulo
Pacaembu
F
3-0


Par
EC Bahia
Salvador
Fonte Nova
F


1-4
Par
EC Bahia
Salvador
Fonte Nova
F
2-1


Par
Santa Cruz FC
Recife
Arruda
F

1-1

Par
Tuna Luso Comercial
Belém
Evandro Almeida
F
3-1


62/
63
TIc
Santos FC
Rio Janeiro
Maracanã
F


2-3
65/
66
Par
CR Vasco da Gama
Rio Janeiro
Maracanã
F

1-1

67/
68
Par
São Paulo FC
São Paulo
Morumbi
F


2-3
68/
69
Par
Clube do Remo
Belém
Evandro Almeida
F

1-1

Par
SC Internacional
Porto Alegre
Beira Rio
F


1-2
Par
Grêmio FB PA
Porto Alegre
Beira Rio
F


1-2
70/
71
Par
SE Palmeiras
São Paulo
Pacaembu
F

1-1


71/
72
Tor
Portuguesa Desportos  (S.P.)
São Paulo
Canindé
F
3-1


Tor
Coritiba FC
Curitiba
Belfort Duarte
F


0-2
Tor
CR Flamengo
Rio Janeiro
Maracanã
F


0-1
Tor
CR Vasco da Gama
Rio Janeiro
Maracanã
F
2-0


74/
75
Tor
EC Cruzeiro
Belo Horizonte
Mineirão
F
2-1


Tor
C. Atlético
Mineiro
Belo Horizonte
Mineirão
F
1-0


76/
77
Par
Portuguesa Rio Janeiro
Rio Janeiro
S. Januário
F


1-3
Par
Santa Cruz FC
Recife
Arruda
F


0-2
94/
95
(1)
Tor
EC Juventude (Caxias)
São Paulo
Ibirapuera
N

1-1

Tor
CA Peñarol
São Paulo
Ibirapuera
N


0-1
Tor
Audax Italiano
São Paulo
Ibirapuera
N
3-0


Tor
EC Juventude (Caxias)
São Paulo
Ibirapuera
N


0-4
97/
98
Tor
EC Cruzeiro
Belo Horizonte
Mineirão
F


1-4
Tor
CR Flamengo
Belo Horizonte
Mineirão
N


2-5
Tor
 Club Olímpia
Belo Horizonte
Mineirão
N

0-0

16/
17
Par
Santos FC
Santos
Vila Belmiro
F



TOTAIS ………….
36 J – 10 V9 E17 D    (46/58)
NOTA: (1) Jogos com 45 minutos (20 + 25)

O “Glorioso” não vence no Brasil desde 1994/95
Há quatro encontros e foi uma vitória, por 3-0, frente a um emblema chileno, Audax Italiano no «Torneio Parmalat/Brasil». Frente a um emblema do Brasil é necessário recuar cinco jogos, em 19 anos, para ter o registo da vitória, por 1-0, no Mineirão, terreno do "Galo": Clube Atlético Mineiro. Em 22 emblemas (três não brasileiros) há apenas nove que foram derrotados pelo Benfica. E um com duas derrotas: o SE Palmeiras. Que é considerado o clube brasileiro com mais títulos nacionais (12) incluindo oito campeonatos nacionais. E no "Campeonato Paulista" regista 22 troféus (apenas menos cinco que o SC Corinthians Paulista). Quanto ao Santos FC: dois jogos com duas derrotas por igual resultado: 2-3. Está na hora da derrota ir embora!

JOGOS DO SL BENFICA NO BRASIL
Clubes
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
36
10
9
17
46
58
CR Flamengo
5
-
2
3
3
8
SE Palmeiras
3
2
1
-
6
2
CR Vasco da Gama
2
1
1
-
3
1
América FC (R. J.)
2
-
1
1
3
5
Santos FC
2
-
-
2
4
6
EC Cruzeiro
2
1
-
1
3
5
CA Peñarol (Uruguai)
2
1
-
1
2
1
EC Bahia
2
1
-
1
3
5
Santa Cruz FC
2
-
1
1
1
3
EC Juventude (Caxias)
2
-
1
1
1
5
São Paulo FC
1
-
-
1
2
3
Grêmio FB Portoalegrense
1
-
-
1
1
2
SC Corinthians Paulista
1
-
-
1
1
2
Portuguesa Desportos (SP)
1
1
-
-
3
1
Tuna Luso Comercial
1
1
-
-
3
1
Clube do Remo
1
-
1
-
1
1
SC Internacional
1
-
-
1
1
2
Coritiba FC
1
-
-
1
0
2
C. Atlético Mineiro
1
1
-
-
1
0
Portuguesa Rio Janeiro
1
-
-
1
1
3
Audax Italiano (Chile)
1
1
-
-
3
0
Club Olímpia (Paraguai)
1
-
1
-
0
0

Além destes 36 jogos (32 frente a clubes brasileiros)
Há mais 19 encontros em território português e 16 jogos noutros países. Incluindo um total de sete jogos frente ao Santos FC, em cinco países: Brasil (dois jogos), EUA (dois jogos), França (um jogo), Portugal (um jogo) e Argentina (um jogo). Sem repetir qualquer estádio e apenas uma cidade: Nova Iorque, com dois jogos! Fica para amanhã.

Que amanhã continua a ser dia!

Alberto Miguéns
1 comentários
comentários
  1. Os jogos com o Santos na década de 60 fazem parte da história do futebol. Não é exagero. Os jogos para a Taça intercontinental, o famoso jogo de Paris onde já depois do jogo estar perdido, Eusébio entrou em campo para espantar o Mundo! Como seria de esperar Pelé esteve muito bem em muitos desses jogos. A linha ofensiva do Santos nessa década era impressionante; estava longe de ser só Pelé. Outros como Mengálvio, Coutinho, Pepe, Dorval, Zito, etc, eram jogadores fabulosos. Provavelmente eram superiores ao Real Madrid (penso que nunca chegaram a se enfrentar ao que parece por receio dos Madrilenos).

    Terão sido sete jogos: São Paulo, Paris, Rio de Janeiro, Lisboa, Buenos Aires e Nova Iorque (2). Sete jogos e apenas um empate em 1968 num dos jogos em Nova Iorque... Seria histórica uma vitória em plena Vila Belmiro. Veria essa vitória com uma enorme satisfação mas será difícil dado que o Santos tem sempre boas equipas e joga em casa. Carrega Benfica!

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail