A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

18/10/2016

1976/77: Praticamente Não Jogou

18/10/2016 + 0 Comentários API
FARIA HOJE 68 ANOS. EM 1 DE JANEIRO DE 2017 FARÁ 18 ANOS QUE MORREU. TINHA 50 ANOS E POUCO MAIS DE DOIS MESES.




1. Enquadramento político-desportivo: O Clube regressou aos treinadores ingleses, com John Mortimore, depois de Ted Smith (Taça Latina) e Jimmy Hagan (um treinador que em três temporadas foi TRIcampeão e conseguiu assegurar uma presença nas meias-finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus). O Benfica apesar da insistência de Borges Coutinho continuava a recusar quebrar a tradição, de 1904, de contratar futebolistas estrangeiros. No final de 1975/76 além da saída do treinador Mário Wilson, Jordão vai jogar para Espanha provocando desconforto pois a linha avançada estava cada vez mais limitada. Para 1976/77 o Benfica contratou Pietra (22 anos, ao CF “Os Belenenses”) e Alhinho (27 anos, que terminara contrato com o FC Porto). Os irmãos José Luís (centrocampista) e Jorge Silva (avançado) eram “produtos” da Formação do Clube.


Da esquerda para a direita: ​Toni, Romeu, Victor Batista, Barros, Pietra e Moinhos​
2.Enquadramento desportivo-competitivo: Mortimore consegue o TRIcampeonato fazendo “malabarismos” devido à escassez de avançados e incompatibilidade com a vida social de Victor Batista. Coloca Nené como ponta-de-lança. O SLB mudava tacticamente, passando a jogar com dois avançados. Depois de Mortimore seria necessário esperar por Eriksson para ver o Benfica jogar com um médio-defensivo, algo que era comum nos principais clubes europeus. 

3.Victor Batista com 660 minutos, oito jogos (todos a titular e sete completos) e seis golos foi o 18.º jogador mais utilizado e o sétimo melhor marcador. Dos 57 jogos da temporada, não esteve presente em 49, ou seja, 86 por cento! Foi uma temporada problemática.

ADVERSÁRIO, COMPETIÇÕES, JOGOS E GOLOS
Clube
Minutos
Jogos (8)
Golos (5)
C
T
E
H
R
P
C
T
E
H
R
P
TOTAIS
660
6
1
1
-
-
-
5
-
-
-
-
-
As. Acad. Coimbra
90
1





-





FK Dínamo Dresden
30


1





-



Boavista FC
90
1





1





CF “Os Belenenses”
90
1





1





Vitória SC Guimarães
90
1





1





CD Riopele
90

1





-




Portimonense SC
90
1





1





Leixões SC
90
1





1





NOTAS: C – Campeonato Nacional; T – Taça de Portugal; E – Competições Europeias; H – Taça de Honra de Lisboa; Torneios; P - Particulares 


Obrigado Victor Batista

Alberto Miguéns


Continua
0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Em Defesa do Benfica no seu E-mail