A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

06/09/2016

Quando o Benfica Joga Contra o Benfica!

06/09/2016 + 19 Comentários API

OBRIGA OS BENFIQUISTAS A TRABALHO REDOBRADO. MÁ SINA SER BENFIQUISTA NESTES TEMPOS DE BENFIQUISMO "ESQUISITO"!




A conquista da última Supertaça ilustra muito do que são algumas federações desportivas (neste caso a de Andebol) e alguns dos (des)dirigentes do "Glorioso". São embrulhados como meninos de coro. É o Benfiquismo "esquisito" deles que faz com que os outros pensem que basta fazer uma folha de excel que eles engolem que nem passarinhos! 


O Benfica não tem culpa que a competição seja "trapalhona"

Quanto à Federação de Andebol de Portugal esta tem feito da Supertaça um troféu desconexo e sem coerência. Umas vezes decidida num jogo, outras em forma de torneio (já chegou a ter nove jogos). Algumas vezes sem qualquer relação com a Taça de Portugal outras como uma Supertaça "normal". "Normal" em relação ao que costuma ser esse jogo nas outras modalidades. Os clubes não são responsáveis por isso. O Benfica está imune a essas trapalhadas. Conquistou sete nos moldes que foram decididos. Esteve em mais seis decisões. Até já foi 5.º classificado numa dessas formas híbridas de disputar o troféu. Ainda uma pequena nota. Quando a Supertaça foi criada a ideia inicial era cada uma homenagear (ter o nome) de uma Glória do Andebol português. O Benfica tem duas Supertaças com dois desses nomes: Henrique Feist e Vasco Vasconcelos. 

Peço desde já compreensão aos habituais leitores deste blogue
Que não precisam de textos como se fossem feitos para semi-analfabetos ou iletrados. Mas como é provável que por aqui passem os ditos ou que se façam passar por isso tem tudo de ser explicadinho “tim-tim-por-tim-tim”!

   1. Pergunta para os dirigentes e funcionários da Federação de Andebol de Portugal.

É verdade que atribuem ao CF “Os Belenenses” a conquista da Supertaça em 1982/83?
Pelo menos é assim que está na tabela em (clicar)

Por causa das «transfigurações de tabelas de um momento para o outro» digitalizo a dita e publico:

(clicar em cima da imagem para obter melhor leitura)


Não há dúvida e muito menos dúvidas. Época de 1982/83 – Supertaça  - CF “Os Belenenses”

Agora vamos aos factos ocorridos em 1981/82 e 1982/83 para perceber como conseguiu o CF “Os Belenenses” conquistar o troféu da Supertaça (segundo a Federação)!

Que clube foi campeão nacional em 1981/82?
O Benfica! Como pode ser visto na digitalização que está inserida neste texto e quem quiser ter acesso à página do jornal "Diário de Lisboa" pode ver (clicar).


Que clube venceu a Taça de Portugal em 1981/82?
O CF "Os Belenenses"! Como pode ser visto na digitalização que está inserida neste texto e quem quiser ter acesso à página do jornal "Diário de Lisboa" pode ver (clicar).


A disputar a Supertaça no início da temporada seguinte quais seriam os clubes?
O Benfica e o CF “Os Belenenses! Claro! O campeão nacional frente ao CF “Os Belenenses”!

E foram! E que clube conquistou essa Supertaça em 1982/83?
O Benfica! Como pode ser visto na digitalização que está inserida neste texto e quem quiser ter acesso à página do jornal pode ver em 6 de Outubro de 1982, ou seja, durante 1982/83. Correcto? (clicar).


Então se foi o Benfica que a conquistou porque é que atribuem a conquista da Supertaça ao CF “Os Belenenses”?
Como se pode ver no pdf já citado e que vou colocar de novo em digitalização. Pensam que o Benfica é um clubezeco que não sabe o que conquistou desde 28 de Fevereiro de 1904? Deixem-se de pantomineirices. O Benfica conquistou a Supertaça em 1982/83 por muito que isso vos custe. O CF “Os Belenenses” também já conquistou uma Supertaça, mas não foi em 1982/83 como os jornais provam e compra este blogue. Disputou-a com o Benfica e perdeu. Ainda que a FAP a atribua ao CF “Os Belenenses” só é virtualmente. A realidade encarrega-se de chamar-vos…negligentes, para ser simpático!

(clicar em cima da imagem para obter melhor leitura)



Senhores da Federação de Andebol e outras federações, associações e entidades
A mentira tem sempre perna curta! Não conseguem enganar os Benfiquistas. Podem enganar os dirigentes e responsáveis do Benfica! É fácil! Alguns nem do Benfica são! Por isso têm mais que fazer na vida – na sua vidinha - a preocupar-se se o Benfica ganhou isto ou aquilo! Ainda para mais no século passado! E no Andebol! E uma Supertaça! Querem lá saber disso! Mas enganar os Benfiquistas – os verdadeiros - é muito difícil! Há sempre um Benfiquista (até muito mais do que um) – e até posso não ser eu e em alguns assuntos não sou de certeza – que vocês NUNCA conseguirão enganar. Pelo menos haverá sempre um que NUNCA será ludibriado! Somos milhões! Muitos deles a Benficar todos os dias!

    2. A Federação de Andebol de Portugal (FAP) já realizou a Supertaça de tantas maneiras e feitios que já nem eles conseguem dar «conta do recado»!

A História das Sete Supertaças conquistadas pelo "Glorioso" é fácil de fazer
Embora tenha obrigado a gastar tempo e dinheiro. Considero gastar porque foi repetir o que já fiz há anos quando ocupei tempo (dessa vez não foi gastar) a fazer a história do Glorioso Andebol. Os dirigentes actuais deviam ter mais respeito pelos associados, mas principalmente pelo Clube e pelos seus homónimos que conseguiram conquistas que os actuais parecem interessados em apagar para se promover. Pode não passar e um caso de desleixo e negligência. Mas ao dirigente do "Glorioso não basta ser sério, também tem de parecê-lo!

Primeira (1982/83)

Na primeira parte já se mostrou que é a própria Federação que reconhece a sua existência, "apenas" se enganou no vencedor. Alguém pensou que com o CF "Os Belenenses" enganavam os Benfiquistas. Pois fiquem a saber que não!


A FAP tem de substituir o que está errado.





O SLB tem de fazer cumprir o que foi votado em 26 de Fevereiro de 1983 quando o Relatório e Contas da Direcção foi aprovado pelos associados presentes da respectiva assembleia geral. Dirigente responsável pelas modalidades: Eduardo Jorge Mesquita Gonçalves. Presidente da Secção: Alberto Carlos Monteiro. Jamais este blogue deixará que o esforço deles seja ignorado, embora eles não estivessem no Benfica para se servir, mas para o Servir!



Deixo mais umas notícias da Imprensa. Com uma Supertaça com o nome de um dos principais andebolistas portugueses ainda do tempo do Andebol de Onze, "Henrique Feist". E uma homenagem à equipa e dirigentes que a conquistaram.





Segunda (1983/84)

Como não devem existir duas Supertaças na mesma temporada esta pode ser empurrada para a temporada seguinte em que não se realizou ou para 1982/83 quando se disputou "obrigando" a anterior a passar para 1981/82 (época em que SL Benfica e CF "Os Belenenses" garantiram a presença na Supertaça). Isto já ocorreu no Futebol, até com uma Taça de Portugal e no Hóquei em Patins, entre outras modalidades (ver NOTA FINAL).



O Benfica sagrou-se campeão nacional em 1982/83. Para que não haja dúvidas o registo num jornal da época.



O Sporting CP pouco mais de um mês depois de terminar o campeonato nacional conquistou, em Coimbra, a Taça de Portugal em 1982/83. Para que não haja dúvidas o registo num jornal da época.


Os dois clubes apurados para a Supertaça decidiram disputá-la no pavilhão da FIL, em Lisboa, num recinto que estava montado no âmbito da organização de uma actividade - Juventus/83 - de promoção do desporto que decorreu na FIL (na antiga junto da rua da Junqueira). De todas as sete que o Benfica conquistou esta até foi a única que presenciei nas bancadas. Com um calor insuportável. Quem comprou o ingresso sabe perfeitamente que ia ver a disputa da Supertaça de Andebol entre o campeão nacional (SL Benfica) e o Sporting CP (vencedor da Taça de Portugal). Dai o nome da Supertaça "Juventus/83" pois foi patrocinada pelo evento. O resto é conversa...da "tanga"! Para que não haja dúvidas o registo num jornal da época.



A FAP tem de preencher o que está em falta.






O SLB tem de fazer cumprir o que foi votado em 16 de Março de 1984 quando o Relatório e Contas da Direcção foi aprovado pelos associados presentes da respectiva assembleia geral. Dirigente responsável pelas modalidades: Eduardo Jorge Mesquita Gonçalves. Presidente da Secção: António Igrejas Moreira. Jamais este blogue deixará que o esforço deles seja ignorado, embora eles não estivessem no Benfica para se servir, mas para o Servir!


Terceira (1989/90)

Em 1988/89 o Benfica sagrou-se campeão nacional com 45 pontos (mais dois que o FC Porto e mais seis que o Sporting CP) em 13 de Maio de 1989. Na Taça de Portugal, em Loures, o Sporting CP venceu, por 22-18, o "Glorioso". Com os dois clubes apurados para a Supertaça foi decidido disputá-la a duas mãos, em Janeiro de 1990, no pavilhão Paz e Amizade, em Loures. Ao registaram-se dois empates (a 24 golos, em 20 de Janeiro e a 19 golos, em 27 de Janeiro) foi necessário disputar uma finalíssima no pavilhão da Ajuda, em Lisboa, em 1 de Abril de 1990. O "Glorioso" venceu por 24-17, arrecadando a terceira Supertaça, com o nome de "Vasco Vasconcelos".


A FAP tem de preencher o que está em falta.



O SLB tem de fazer cumprir o que foi votado em 27 de Março de 1991 quando o Relatório e Contas da Direcção foi aprovado pelos associados presentes da respectiva assembleia geral. Dirigente responsável pelas modalidades: António Henrique Casquinha. Presidente da Secção: João Bagina Chéu. Jamais este blogue deixará que o esforço deles seja ignorado, embora eles não estivessem no Benfica para se servir, mas para o Servir!

Para que não haja dúvidas o registo num jornal da época.

Jornal "A Bola"; 2 de Abril de 1990; página 18


Quarta (1993/94)

Esta Supertaça foi disputada no final da temporada de 1993/94, mas já apresentava um modelo híbrido, ou seja que não era aquilo que se considera uma Supertaça: o campeão nacional frente ao vencedor da Taça de Portugal ou finalista vencido pelo campeão nacional quando este consegue a proeza de obter uma "dobradinha". A FAP decidiu apurar para a Supertaça referente a 1992/93 disputada no final de 1993/94 - foram os últimos três jogos em 1993/94 - quatro clubes: ABC Braga (campeão nacional e vencedor da Taça de Portugal em 1992/93), Sporting Clube de Braga finalista vencido em 1992/93, por 27-29, pelo ABC Braga), CF "Os Belenenses" (segundo classificado no campeonato nacional em 1992/93) e SL BENFICA (terceiro classificado no campeonato nacional em 1992/93). Foi disputada, em Vieira do Minho, a 2 de Julho (maias-finais: SLB- SCB; V 30-26 e ABC - CF"B"; V 36-35) e 3 de Julho de 1994 (final) colocou em confronto o SLB frente ao ABC, com uma gloriosa vitória por 27-25. Confusos? Perguntem à Federação! A "culpa" desta trapalhada é da Federação, não pode ser imputada aos clubes. 


O SLB tem de fazer cumprir o que foi votado em 31 de Março de 1995 quando o Relatório e Contas da Direcção foi aprovado pelos associados presentes da respectiva assembleia geral. Dirigente responsável pelas modalidades: Jorge Carlos Conceição Ferreira. Presidente da Secção: José Duarte Teles. Jamais este blogue deixará que o esforço deles seja ignorado, embora eles não estivessem no Benfica para se servir, mas para o Servir!

Esta Supertaça denominava-se "Taça Centenário do Movimento Olímpico". Para que não haja dúvidas o registo num jornal da época.


Quinta (2010/11)


O cúmulo do que a Federação entendia por Supertaça! Em 2010/11 a Supertaça era mesmo uma competição - e não apenas um jogo - embora nada tivesse a ver com aquilo que se entende por Supertaça. A Taça de Portugal não interessava para nada. Eram apurados para a "Supertaça" os seis melhores classificados na primeira volta do campeonato nacional que depois eram divididos em dois grupos com jogos a pontuar. Os dois primeiros de cada grupo disputavam a final; os segundos o 3.º/4.º lugar; e os terceiros o 5.º/6.º lugar!



Para que não haja dúvidas o registo num jornal da época.



A FAP tem de adicionar esta Supertaça à tabela (clicar). Esta e todas as que ainda lá não estão.


Sexta (2012/13)

Outra variação híbrida. Em 2012/13 a Federação decidiu que haveria quatro clubes a disputar a "Supertaça" logo no início da temporada de 2012/13 mas com base nos resultados "apenas" do campeonato nacional de 2011/12! A Taça de Portugal não interessava! Quais clubes? Os quatro primeiros classificados do campeonato nacional, em 2011/12: FC Porto (campeão nacional), Andebol Madeira SAD (2.º classificado), Sporting (3.º classificado) e SL Benfica (4.º classificado). A competição, com três jogos, foi em Fafe. Em sistema de "bota-fora": 1.º frente ao 4.º e 2.º frente ao 3.º classificado. As meias-finais foram em 31 de Agosto: SLB venceu, por 28-27, o campeão nacional, FC Porto; e o Sporting CP, venceu por 25-24, o Andebol Madeira SAD; e a final em 2 de Setembro (SLB venceu, por 29-26, o Sporting CP). A Federação gosta muito de inventar formas de disputar "Supertaças". Também seria útil contabilizá-las. E nas temporadas correctas. Com os vencedores que as conquistaram!

Para que não haja dúvidas o registo num jornal da época.


Sétima (2016/17)

Finalmente aquilo que se considera o modelo Supertaça. Neste caso o vencedor do Campeonato Nacional (ABC Braga) frente ao vencedor da Taça de Portugal (SL Benfica) realizada, em 28 de Agosto de 2016, num jogo (SL Benfica vence, por 25-24, o campeão nacional ABC Braga) em campo neutro (Pavilhão Antoine Velge, em Setúbal). Finalmente uma Supertaça! À Supertaça!


O que escreve a FAP* e o que está correcto


NOTA: * Esta digitalização foi retirada do portal da FPA às 20:30 horas de domingo (28 de Agosto de 2016) aquando da conquista da última Supertaça;
A minha recolha foi feita quando consultei os jornais, desde 1931, para fazer a História do Andebol do Benfica. No desporto português é assim. Quando se faz a história de uma modalidade do Clube, arrisca-se" a conseguir com pouco trabalho-extra fazer a história da modalidade em Portugal (pelo menos ficar com o registo das classificações dos campeonatos nacionais, das eliminatórias na Taça de Portugal e restantes competições). É o Benfica!


3. Pergunta para os dirigentes e altos funcionários do Sport Lisboa e Benfica.


O povo tem sempre razão
Nunca se deve dizer que se vai dar um "murro na mesa". Dá-se para que o efeito surpresa cause o efeito pretendido. Tudo isto porque depois de escrever que não ia perdoar a negligência e irresponsabilidade de deixar desaparecer dois troféus laboriosamente ganhos em campo, também disse que ia explicar porquê. Quem e que responsabilidade tem cada um dos envolvidos nesta complacência para com a "chapelada" (por incompetência, talvez, ou mal intenção, acredito menos) da FAP, foi-me pedido que mostrasse "apenas" que o Benfica conquistara SETE Supertaças. É que é preciso perceber que o Benfica ainda é o Benfica. Ainda é o Sport Lisboa e Benfica. Não inventem um clube que ainda não existe e espero que nunca venha a existir. Já chega o FC Porto (com a estorieta de passar a fundação de 1906 para 1893, por exemplo) e o Sporting CP (lá com os seus títulos olímpicos e os campeonatos de Portugal como campeonatos nacionais, por exemplo). Nós no Benfica não queremos mais. Não queremos é que nos tirem o que conquistámos, devidamente e no tempo devido...


Se pensam assim, pensam mal

Não é por os dirigentes actuais "tirarem" troféus ao passado do Benfica que "ficam" com mais. Como que preferindo que o Benfica conquistasse menos para mostrar que actualmente conquista o que nunca conquistou ou que "antes" ganhava em menor número! É mesmo uma ideia à Alcino António! Ele pode ficar com mais, o Benfica é que fica com menos!
Como o que me interessa é que a verdade seja reposta - as SETE Supertaças conquistadas, em vez de hipotéticas cinco - vou esperar, embora sentado porque não acredito que alguém no Benfica "mexa uma palha" ou seja capaz de argumentar a favor do Clube, como já ocorreu em duas situações: o estranho caso da multiplicação para o SCP das Taças de Honra de Lisboa e retirarem dois campeonatos de Hóquei em Patins (um ao Benfica e outro ao CD Malhangalene) afirmando que uma competição disputada com igual formato aos campeonatos nacionais que os antecederam e prosseguiram são Taças de Portugal. Entre outros assuntos. Quando se é incompetente no final dos anos 80 (9 de Julho de 1988; o dia da Infâmia que envergonharia eternamente um Benfiquista que tivesse um "pingo" de vergonha!) a organizar concertos no estádio da Luz, roubando ou deixando roubar dinheiro de bilhetes e passando cheques do Benfica "em branco" passará a sua restante vida a ser incompetente (em assuntos Benfiquistas que é o que interessa). Se é ele que vai resolver este assunto das Supertaças de Andebol já se sabe que não será resolvido. Nas Federações e Associações não têm o mínimo respeito por ele, por isso o que ele balbucia entra-lhes por um ouvido a dez e sai a cem! Impingem-lhe meia dúzia de frases feitas, ele fica confuso e acredita mais neles que nos documentos oficiais do Benfica! Vou dar um prazo para que seja reposta a legalidade. 

Além de faltarem as duas Supertaças, no início dos anos 80, ainda "surripiam" (ou esquecem em politicamente correcto) a Taça ANCA (1989/90: V 26-22; FC Porto; Pav. Horta; 15 de Abril de 1990), uma Taça da Liga (1995/96: V 26-25; Desportivo Francisco Holanda; Pav. Francisco Holanda (Guimarães; 15 de Junho de 1996);  e a Taça Federação (1992/93: V 16-13; Boavista). Esta até consta da folha excel, última coluna, da FAP (clicar). Nem assim! Será que querem que o Glorioso Andebol que já não tem muito títulos/troféus ainda tenha menos do que aqueles que realmente conquistou com tanta abnegação!? Diminuir o palmarés desportivo do Benfica é "brincar com o fogo! Não é grave. É parvoíce! Um clube desportivo, mede-se, essencialmente pelos títulos e troféus que consegue conquistar. No Benfica...o Benfica encarrega-se de subtrair. Como se tudo fosse tido por de-mais!Parece é sempre de-menos! Nós só queremos o que nos pertence. Mas não abdicaremos daquilo que os ases de outrora conquistaram. Tirem o cavalinho da chuva!

Não é ameaça, é aviso/pedido
Se a FAP não contabilizar as SETE Supertaças (nem o portal do Benfica) vai tudo corrido aqui neste blogue, de Domingos Soares de Oliveira (manda muito mais no clube através da Comissão Executiva do que aquilo que encenam para os associados serem embalados) ao ausente João Gabriel, que é muito mais responsável pela bagunça que se instalou na definição do palmarés do Clube do que parece. Atrevam-se a deixarem-nos (ao SLB) ser "comidos" pela FAP por comodismo e inacção! Este blogue estará atento até porque acredita que o Glorioso Andebol ao conquistar títulos e troféus vai merecer mais destaque neste blogue do que tem ocorrido desde que ele existe: 28 de Fevereiro de 2011.
Este blogue jamais deixará de honrar (dirigentes, seccionistas e atletas) que nos honraram o passado! Como diz o povo: "Tirem o cavalinho da chuva"!

Dirigentes do meu clube 
Deixem de ser trouxas. E não envergonhem os dirigentes que vos antecederam e NUNCA deixaram que roubassem estatisticamente troféus e títulos conquistados em campo! É que no futuro podem vir outros iguais a vocês que "vos" deixem tirar os troféus e títulos conquistados durante os vossos mandatos! Azar!

Assembleia geral

É evidente que os associados não podem pactuar com dirigentes que querem diminuir o palmarés do Clube que já foi registado oficialmente em Relatórios e Contas de Direcções anteriores. Se esta questão não for resolvida a bem terá que ser resolvida em assembleia geral para que fique em acta o que está a passar-se pois os Relatórios do Clube foram aprovados pelos associados nas respectivas assembleias gerais - mas que desta vez terá de ser gravada por um ou mais associados para depois ser publicada na internet - pois as assembleias gerais do Benfica que sempre foram devidamente relatadas da comunicação social - até havia uma mesa para que os vários órgãos de comunicação social fizessem o relato para que os trabalhos (e suas conclusões) fossem do conhecimento de todos - são cada vez mais uma reunião de condóminos. Escondidas e despachadas como se fossem uma excrescência do Clube quando sempre foram a essência do Benfiquismo. De um clube de sócios para sócios. 

O Benfica é um Clube Muito Grande para ser dirigido por gente muito pequena! Em ignorância e subtilezas...

Alberto Miguéns


NOTAS:

1. As competições, a sua organização, início e fim (se o tiveram) têm de ser enquadradas no que era o desporto nessas temporadas. Mesmo quando as competições são (ou enquanto estiverem) descontinuadas têm de fazer parte dos palmarés de títulos e troféus dos Clubes. Tudo tem de ser visto na perspectiva da organização de cada modalidade em determinado período de tempo;

2. A FAP até assume as Supertaças como oficiais ou torna-as oficiais. Por exemplo as duas primeiras Supertaças no Futebol não são oficiais mas são contabilizadas como tal. A primeira, em 1979/80 - foi organizada pelo Boavista FC (vencedor) e FC Porto (vencido). A segunda - em 1980/81 - foi uma organização conjunta entre o SLB (vencedor) e o Sporting CP. Até se podiam fazer três substituições quando pela FIFA só estavam regulamentadas duas para competições oficiais. A FPF só começou a organizar a terceira, em 1981/82, passando a designá-la (e bem) por «Cândido de Oliveira». Repito. A FAP até assume as Supertaças como oficiais ou torna-as oficiais. Tanto que indica o CF "Os Belenenses" como vencedor da competição em 1982/83. Falhou foi no vencedor. Pois é! Só que trata-se do Benfica como clube vencedor. E não do CF "Os Belenenses". Mas que houve Supertaça em 1982/83...houve. Até houve duas nessa temporada; 

3. Nada de diferente. Há outros exemplos podem ser encontrados, em várias modalidades, incluindo o Futebol. Em 1983/84 nessa temporada disputaram-se duas Taças de Portugal, uma em Agosto de 1983 e outra em Maio de 1984. Aliás se tal não tem acontecido não havia um anacronismo. O defesa-central Oliveira foi contratado  na temporada de 1983/84 e conquistou a Taça de Portugal em 1982/83 temporada em que jogou no CS Marítimo. E houve duas Supertaças de épocas diferentes jogadas na mesma (no Futebol, por exemplo, em 1992/93: uma em 9 de Setembro de 1992 e outra em 6 de Janeiro de 1993), tal como no Hóquei em Patins: em 1997/98 - uma em 12 de Outubro de 1997 e outra em 27 de Junho de 1997. São sempre excepção à regra e todas têm uma explicação. Mas o Andebol não é excepção. Também ocorreram Supertaças disputados numa mesma temporada. Mas existiram. Não podem ser ignoradas como se não fossem casos semelhantes com os de outras modalidades;

4. Eu como associado, contemporâneo da conquista das SETE Supertaças, jamais aceitarei, até por que tive sempre o cuidado de ter a quotização em dia para o Benfica poder ter mais condições para conquistar o máximo de títulos possível. Nunca deixei de ser associado nem fui associado de outros clubes para lhes dar dinheiro para depois poderem ganhar ao Benfica. Podia ser um grão, mas foi com muitos grãos que nos ganharam competições, principalmente o FC Porto e o Sporting CP. Com o meu "bago" não foi de certeza! Por tudo isto NUNCA deixarei, por negligência e desprezo pelo passado, que surripiem dois troféus ao meu Clube. Paguei as quotas (e só as paguei ao Benfica) para contribuir para a possibilidade de conquistar mais e melhor. Modestamente contribuí para estes dois que nos retiram agora. Jamais irei prescindir dessas duas conquistas; 

5. Deviam pagar - cheguem a acordo FAP e SLB - o dinheiro que gastei para vos provar que o SLB conquistou SETE Supertaças que estão devidamente oficializadas na FPF e do SLB (Relatórios) bem como noticiadas na Imprensa no dia seguinte à sua realização. De borla fica o dia de férias que gastei para vos provar aquilo que não devia ser necessário por ser obrigação da FAP e do SLB saber, respectivamente, o que as organiza e o que as conquistou;



6. Já agora, a "talho de foice" como se dizia na minha aldeia natal, um assunto lateral mas relacionado. De todas as excepções – competições que de particulares se tornaram oficiais ou foram oficializadas – a primeira Taça dos Clubes Campeões Europeus, em 1955/56, é o expoente máximo. Talvez por não ter interesse em saber o que realmente se passou, pois diz-se que o jornal L’Équipe lucra todos os anos com a competição da qual ficou sempre com um valor percentual nas receitas. O que realmente se passou e 1955/56? Foi o L’Équipe que convidou os clubes que lhes interessava ou o jornal francês pediu às Federações de cada país europeu para indicarem os respectivos campeões e estas indicaram ao L’Équipe os clubes que tinham interesse em que fizessem parte de uma competição que de Campeões Europeus teve pouco? Em 16 participantes (das 31 ou 32 se contarmos a falseada Federação do Sarre) filiadas na UEFA, ou seja uma competição organizada com metade dos países filiados na UEFA, em 1955/56, apenas sete (44 por cento) eram campeões nacionais em 1954/55! Nove (56 por cento) não eram campeões nacionais mas participaram numa competição denominada «Coupe des Clubs Champions Européens» ou «European Champion Clubs' Cup». Houve até dois clubes – representantes da Escócia e da Jugoslávia - que se classificaram em 5.º lugar, e o representante da Suíça em...6.º lugar (quase que era despromovido ao escalão inferior) mas participaram numa competição para - entre os campeões nacionais dos países europeus em 1954/55 - encontrar o campeão europeu em 1955/56! Depois desta edição ser reconhecida como a primeira na principal competição desportiva para clubes a nível mundial tudo é possível. 

CLUBES PARTICIPANTES NA PRIMEIRA EDIÇÃO DA TAÇA DOS CLUBES CAMPEÕES EUROPEUS EM 1955/56 (PAÍSES COM CAMPEONATOS NACIONAIS)
Países com campeonatos em 1954/55 com Federações filiadas na UEFA
Participante
Resultados em 1954/55
Outros clubes melhor classificados

Clube

Cl
**Albânia


KS Dínamo
* Alemanha Oc.
Rot-Weiss Essen e. V.
CN

* Alemanha Or.


Turbine Erkfurt
* Áustria
SK Rapid Viena
3.º
(CN) First VienaFC
(2.º) Wienner SC
* Bélgica
RSC Anderlecht
CN

* Bulgária


CDNA Sófia (1)
* Checoslováquia


SK Slovan Bratislava
* Chipre


AEL Limassol
* Dinamarca
Aahus GF
CN

* Escócia

Hibernian FC

5.º
(CN) Aberdeen FC
(2.º) Celtic FC
(3.º) Rangers FC
(4.º) Hearts M. FC
* Espanha
Real Madrid CF
CN

* Finlândia


KIF Helsínquia
* França
Stade de Reims
CN

**Grécia


Olympiakós CFP
* Holanda
PSV Eindhoven
3.º
(CN) William II Tilburgo
(2.º) NAC Breda
* Hungria
Bp. Vörös Lobogó (2)
2.º
(CN) Honvéd SE
* Inglaterra


Chelsea FC
* Irlanda do Norte


Linfield FC
* Islândia


KR Reiquijavique
* Itália
AC Milan
CN

** Jugoslávia

FK Partizan

5.º
(CN) HNK Hajduk Split
(2.º) BSK Belgrado
(3.º) GNK Dínamo Zagreb
(4.º) FK Estrela Vermelha
* Luxemburgo


Stade Dudelange
* Noruega


Larvik Turn IF
** País de Gales
Sem campeonato nacional
* Polónia

WKS Gwardia

4.º
(CN) CWKS (3)
(2.º) Stal Sosnowiec
(3.º) Ruch Chorzów
* Portugal
Sporting CP
2.º
(CN) SL Benfica
* Rep. Irlanda



** Roménia


CCA Bucareste
* Sarre
1. FC Saarbrücken


* Suécia
Djugardens IF
CN

* Suíça


A. Servette FC


6.º
(CN) la Chaux-de-Fonds FC
(2.º) Laussana Sports
(3.º) Grasshopper CZ
(4.º) FC Zurique
(5.º) BSC Yuong Boys
** URSS


FK Dínamo Moscovo
NOTA: * 25 ou 26 (contando com o Sarre) Federações fundadoras da UEFA em 15 de Junho de 1954, em Basileia (Suíça) e ** seis federações aderentes durante 1954; (1) depois CSKA Sófia; (2) depois MTK Budapeste; (3) depois Legia Varsóvia

19 comentários
comentários
  1. Tudo dito. Abrir os olhos e defender sempre o Sport Lisboa e Benfica!
    Se alguém precisa de perceber a atitude, naquilo que foi a garra e genica com que se construiu a grandeza o nosso Clube, é só ler textos como este. É disto que é feita a massa dos Benfiquistas.
    O SLB não inventa nem rouba títulos aos outros mas não deve deixar nunca que outros lhe roubem os seus títulos. Mesmo que esses outros tenham a ilusão de pensar que isso é possível.

    ResponderEliminar
  2. Muito muito obrigado, como Benfiquista mais novo, cada texto seu é uma lição de Benfiquismo para mim. Muito obrigado, espero um dia poder vê-lo de novo na Benfica TV.

    ResponderEliminar
  3. Adamastásio6/9/16 09:05

    Isto, meu caro, é verdadeiro serviço público. Bem haja.

    ResponderEliminar
  4. Agora sim grande Miguéns, assim se desmascara esta vergonha, outros inventam titulos, nós mostramos com factos e ainda assim alguém no Benfica os anula.
    PS: esta ultima nota sobre a taça dos campeões europeus prova, para quem tenha olhos, quem era o clube do regime!

    ResponderEliminar
  5. Jonny8Forever6/9/16 14:15

    Que incompetência! Eu aposto que atribuíram aquela supertaça aos Belenenses por olharem simplesmente para o resultado da primeira mão, esquecendo que havia segunda.

    Quanto ao formato, gosto muito mais que seja tipo torneio. Dá muito mais interesse e valoriza mais o vencedor, do que um jogo.

    Abraços gloriosos!
    Rumo ao bi-18.

    ResponderEliminar
  6. Que enorme trabalho, caro Alberto! Continue assim, a defender sempre o nosso Benfica!

    ResponderEliminar
  7. Já agora, um pequeno reparo: onde se lê "Sétima (2012/13)" deveria ser "Sétima (2016/17)", certo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Valter

      Obrigado.~
      Emendado.

      É o comodismo de fazer "copia e copia". Depois só se corrige uma parte.

      Agradeço a emenda


      Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  8. Caro Alberto,
    Tenho curiosidade em saber, se tiver essa informação, se foi convite do Jornal Francês ou indicação da nossa FPF ?
    Saudações Gloriosas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Xandex

      Isso é do extra-Benfica (jogos, golos ou pontos, conquistas) e procurar descendentes dos fundadores ou dos primeiros aderentes ao Clube aquilo que, se tivesse mais tempo, gostava de investigar!

      Tenho a ideia que o L'Équipe para tornar o torneio o mais oficial - ou seja com o maior número de campeões possível - pediu a colaboração das Federações. Tudo parece indicar que o L'Équipe depois de receber os clubes indicados pelas Federações escreveu-lhes, convidando-os. Como era uma competição nova de que se sabia pouco, a FPF em 1954 (quando foram estabelecidos os primeiros contactos) era presidida por um sportinguista - Capitão Maia Loureiro (figura sinistra como comandante da Polícia) - indicou o SCP.É a ideia que tenho. O SLB só mais tarde se apercebeu mas também não ligou muito, pois era uma competição que podia dar prestígio mas dava de certeza muitas despesas. Os estádios não estavam preparados (não tinham iluminação artificial) e os jogos eram a meio-da-semana. O SCP aproveitou o campeonato nacional começar mais tarde para disputar o jogo num sábado. Depois logo se veria... Só que foram eliminados. Mas só com uma investigação profunda - nos arquivos do jornal francês e da FPF - se poderá saber o que realmente aconteceu...

      Repare que os países periféricos a França são os que mais abusaram em não indicar os clubes campeões. O caso escocês é diferente porque só o Hibernian FC (católicos de Edimburgo) não se solidarizaram com a Federação Inglesa que recusou a participação do Chelsea FC!

      Gloriosas Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  9. Caro Alberto,

    De forma um pouco acusatória, surgiu este comentário abaixo, relativo ao post que destacou o seu, no blog NGB:

    http://geracaobenfica.blogspot.com/2016/09/andebol-reposicao-da-verdade-foi-7a.html?showComment=1473172357400#c3705089942871325119

    Deixo aqui a nota, para, se considerar correcto e necessário, lá responder.

    Transcrevo o comentário parcialmente:

    «O ano passado o Benfica contabilizava 6 supertaças? É isso? Quando é que passou a contabilizar só 4 em vez de 6? Foi há 1 ano, 2 anos, 5 anos? 10 anos?

    Utilizando site maravilhoso que guarda versões antigas de uma pagina, web.archive.org

    Em 20 setembro de 2012, primeira versão disponivel apos o Benfica ganhar a supertaça, BEnfica contabilizava 4 trofeus.
    http://web.archive.org/web/20120920013508/http://www.slbenfica.pt/HomeAndebol/Palmarés.aspx

    Na ultima versão disponivel da pagina 2 Dezembro de 2011, Benfica contabilizava 3 trofeus.
    http://web.archive.org/web/20111202070829/http://www.slbenfica.pt/HomeAndebol/Palmarés.aspx

    Ou seja o erro pode vir desde 1985, mas isso não interessa para nada.

    É triste o Sr. Alberto Miguéns manchar mais uma vez um magnifico trabalho com fedor de campanha eleitoral... acusações idiotas toda a gente sabe fazer, exemplo? "Tão o Sr. Miguéns só agora é que reparou? FOi preciso meter um cinco nas camisolas? Então o Benfica em 2011 já contava só 3 Supertaças, e so Sr.Miguéns que em 2012 trabalhou 14 meses sem férias no Museu do BEnfica não reparou no erro?"»

    Considero, pessoalmente, uma afronta.

    Cumprimentos,
    A.do Isaías

    ResponderEliminar
  10. Anónimo6/9/16 22:15

    Caro Alberto Miguéns,

    Já que se fala de palmarés, talvez me possa esclarecer uma dúvida. No site da FPR, o Benfica tem 9 campeonatos nacionais da 1ª divisão, mas na wikipedia aparecem 10, com a indicação que o de 1974/75 foi "retirado": https://pt.wikipedia.org/wiki/R%C3%A2guebi_do_Sport_Lisboa_e_Benfica e aqui: https://pt.wikipedia.org/wiki/Campeonato_Portugu%C3%AAs_de_Rugby

    Que razão terá sido invocada para retirar este campeonato?

    Saudações benfiquistas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro,

      Sem poder dar a certeza absoluta pois infelizmente desde 2001 que o Glorioso Râguebi não vence eu deixei de ler com regularidade as recolhas que fiz da modalidade. Limito-me a fazer as fichas dos jogos e registar as classificações e as fases alcançadas na Taça de Portugal. Mas tenho ideia (não a certeza absoluta) que houve um protesto pelo Benfica ter utilizado um ou dois atletas que estavam impedidos de jogar e foi penalizado nesses jogos com derrota. Como lhe digo tenho essa ideia, mas não a certeza absoluta, até porque esse assunto foi resolvido depois de terminado o campeonato e não sendo favorável ao Benfica não liguei no sentido de decorar, com rigor, o que se passou na realidade.

      Pode ser que o SLB regresse a um título e assim eu vá "ao fundo do baú" buscar a papelada do Râguebi.

      Saudações TRIgloriosas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
    2. Anónimo7/9/16 00:26

      Muito obrigado pelo esclarecimento, esperemos então que a equipa possa chegar ao 10º campeonato em breve.

      Eliminar
  11. BOAS NOITES, SERIA POSSIVEL PUBLICAR OS 5 MELHORES MARCADORES DO BENFICA NA EUROPA, EM ANDEBOL?. OBRIGADO .

    ResponderEliminar
  12. boas noites, seria possivel publicar os melhores marcadores da europa em andebol? só os 5 primeiros. o meu obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Vítor Catita

      Neste momento não é possível. Teria de ir fazer o somatório jogo-a-jogo manual desde 1961762, pois só tenho a informação do futebol informatizada.

      Eliminar
  13. ««Jamais este blogue deixará que o esforço do Miguéns seja ignorado, embora ele não estivesse no Benfica para se servir, mas para o Servir!»» ASSIM ESTÁ MELHOR!!!

    No resto é mais do mesmo. Na gloriosa história do nosso Glorioso, apenas a lupa do Miguéns é que tem as dioptrias certas...e não é porque o Miguéns se julga mais que os outros Benfiquistas só que, cada um é pró que nasce, e o Miguéns nasceu com este DOM e com este Benfiquismo à prova de bala. Pois que o seja por muitos anos.

    ResponderEliminar
  14. Alberto, fabulosa resposta á minha questão. Serviço único no mundo a defender a nossa Historia!!!
    Continue!!!!

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail