A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

27/11/2015

Glorioso Andebol Europeu Centenário

27/11/2015 + 18 Comentários API
ENTRA EM RITMO EUROPEU UMA MODALIDADE QUE TEM MUITA HISTÓRIA NO BENFICA E EM PORTUGAL. COM O CENTÉSIMO JOGO!


A nível europeu, em número de jogos, apenas há um clube (Sporting CP) com mais jogos nas competições europeias que o Benfica.

Centésimo jogo para as competições europeias
Ao 258.º jogo internacional eis o Glorioso Andebol (de Onze e a variante, embora actualmente única, de Sete) a entrar nos clubes europeus que realizaram cem ou mais jogos em campo, embora haja, pelo menos, mais duas eliminatórias com dupla derrota por 0-10 (falta de comparência). Mas não houve jogos. Apenas resultados. É assim com as faltas de comparência.

Será a 51.ª eliminatória para competições da EHF (ex-IHF)
Nas 50 anteriores, houve 49 com dois jogos (98 encontros) e uma (a primeira) com um jogo. Esta eliminatória frente ao clube islandês será jogada integralmente (primeira e segunda mão) na Cidade Desportiva do Benfica. As probabilidades do Benfica seguir em frente sobem exponencialmente. Até pelas características da competição. A terceira em hierarquia (já foi a quarta), vedada nas últimas edições a clubes dos principais campeonatos nacionais disputados na Europa: Alemanha, Dinamarca, Espanha, França e Suécia. Ao que consta (terei de confirmar o que me foi comunicado verbalmente), no regulamento da competição, os clubes dos cinco países com melhor coeficiente na EHF (Federação Europeia de Andebol) não podem participar nesta competição de menor hierarquia das organizadas pela EHF.

Todos os 32 clubes que integram os 16-avos da Taça Challenge/Desafio

Retirado do portal da EHF. NOTAS: Eliminatórias concluídas; E - Eliminados;  / - Apurados para os oitavos-de-final

O Benfica tem, por isso, todas as possibilidades
E mais algumas de seguir em frente e atingir fases avançadas desta competição. O Andebol português pertence à terceira/quarta linha do Andebol europeu. Mas os clubes portugueses beneficiam nesta competição (Taça Challenge/Desafio) do enfraquecimento dos clubes de países da segunda/terceira linha, pelo facto dos melhores andebolistas destes países jogarem nos clubes dos países da primeira linha! Ou seja, enquanto o Andebol de alguns países (selecção) é superior ao português, os clubes portugueses beneficiam dos melhores andebolistas desses países (selecções) jogarem nos principais clubes europeus desfalcando os clubes da Islândia. Mesmo clubes de países com Andebol de elevado nível que chegam a esta competição são já clubes mais débeis, ao nível dos melhores clubes portugueses, pois esses países têm dois ou três clubes com nível de excelência e esses disputam a Liga dos Campeões e a Taça EHF. Mais uma vez isto foi-me comunicado por alguém que conhece o “assunto” e em quem eu confio. Eu de Andebol internacional ainda percebo menos que de Futebol internacional! Mas tem lógica! Além de acreditar que quem me disse isto e aquilo (a tal limitação pelos coeficientes) sabe do que fala. Eu já me chega registar a estatística de todos os jogos das equipas seniores do Benfica desde que jogaram o primeiro. E em Hóquei em Patins foi em…1917!


Em Defesa do Glorioso Andebol

O Glorioso Andebol não ganha mais porquê?
Por que o nível de investimento é muito menor, em relatividade, ao que é feito noutros clubes rivais. E ao nível de investimento noutras modalidades como o Atletismo (masculino), Basquetebol e o Voleibol, por exemplo. Estes plantéis são muitíssimo superiores a todos os plantéis dos restantes clubes que competem com o Benfica. Depois num segundo escalão temos o Futsal e o Hóquei em Patins, ligeiramente superiores aos principais competidores, Sporting CP e FC Porto, respectivamente. Em Andebol, os plantéis do Benfica nas últimas temporadas são "menos onerosos” que os do FC Porto e Sporting CP. Não tendo acesso aos valores, pode parecer imagética ou demagogia. Mas, percebe-se isso na contratação de atletas. O Benfica adquire quem quer, em qualquer clube português, no Atletismo (masculino), Basquetebol e Voleibol. No Futsal e Hóquei em Patins gere os plantéis sem receio de perder atletas para os rivais. No Andebol não é assim… Penso que se deve exigir sempre que os atletas honrem o “Manto Sagrado” mas não se pode exigir que consigam fazer o que não podem fazer!


VENCEDORES DAS COMPETIÇÕES EUROPEIAS
ÚLTIMO DECÉNIO
Informações retiradas do portal da EHF
Época
Liga Campeões
Taça EHF
Taça Challenge
Taça V. Taças
Clube
País
Clube
País
Clube
País
Clube
País
05/06
ADC Cidade Real
ESP
TBV Lemgo
ALE
CSA Steaua Buc.
ROM
Chehovski Medvedi
   RÚS
06/07
THW Kiel
ALE
SG Magdeburgo
ALE
CS UCM Resita
ROM
HSV Hamburgo
ALE
07/08
ADC Cidade Real
ESP
HSG Nordhorn
ALE
CS UCM Resita
ROM
MKB Veszprém
HUN
08/09
ADC Cidade Real
ESP
VfL GummersBach
ALE
CS UCM Resita
ROM
CB Valladolid
ESP
09/10
THW Kiel
ALE
TBV Lemgo
ALE
Sporting CP
POR
VfL GummersBach
ALE
10/11
FC Barcelona
ESP
Frish AUF!Gopp.
ALE
RK Cimos Koper
ESN
VfL GummersBach
ALE
11/12
THW Kiel
ALE
Frish AUF!Gopp.
ALE
AC Dio. Argous
GRÉ
SG Flensburgo
ALE
12/13
HSV Hamburgo
ALE
Reno-Neckar Lowen
ALE
SKA Minsk
BIE
-------------
---
13/14
SG Flensburgo
ALE
SC Pick Szeged
HUN
IK Savehof
SUÉ
-------------
---
14/15
FC Barcelona
ESP
Raposas de Berlim
ALE
HC Odorhei
ROM
-------------
---
NOTA: ADC Cidade Real, em 2011/12, alterou o nome para CB Atlético Madrid (informação da Wikipédia Espanha)


As competições têm mudado de nome, mas…
Não é difícil perceber que já coexistiram quatro, durante 18 temporadas, entre 1993/94 e 2011/12 (penso que para as equipas seniores femininas mantêm-se essas quatro). Com a integração dos clubes vencedores das respectivas Taças Nacionais, na Taça EHF, foi extinta a Taça dos Clubes Vencedores das Taças. Actualmente a Taça Challenge/Desafio é a terceira em hierarquia.

PARTICIPAÇÕES DO "GLORIOSO" NAS COMPETIÇÕES EUROPEIAS DA EHF
(por ordem de importância)
1. TCE - Taça dos Clubes Campeões Europeus (33 edições em 37 temporadas: 56/57-92/93) // Liga dos Campeões Europeus (desde 1993/94), num total de 55 edições;
2. TVT - Taça dos Clubes Vencedores das Taças (entre 1975/76 a 2011/12) num total de 37 edições;
3./2. EHF – Taça IHF (entre 1981/82 e 1992/93) e EHF (depois de 1993/94) num total de 34 edições;
4./3. Chal – Taça das Cidades (entre 1993/94 e 1999/2000) e Taça Challenge/Desafio (depois de 2000/01) num total de 22 edições.

RESULTADOS DO SL BENFICA
Épo
ca
Cmp
16-avos-final
ou 1.ª eliminatória
8-avos-final
ou 2.ª eliminatória
Quartos-final
Meias-finais
Final
Clube
País
Clube
País
Clube
País
Clube
País
Clube
País
62/
63
TCE
1

C.Atlético Madrid
ESP

(F) D 6-13
75/
76
TCE
1

CB Calpisa
Alicante
ESP
(1)
(C) D 0-10
(F) D 0-10
81/
82
TVT
2

Liverpool HC
RU
FC Barcelona
ESP

(C) V 37-12
(F) V 38-17
(F) D 13-37
(C) D 17-29
82/
83
TCE
1
FC Barcelona
ESP

(C) D 25-32
(F) D 18-32
83/
84
TCE
1
ATSE Wagner
Biro Graz
ÁUS

(C) D 20-29
(F) E 25-25
85/
86
TVT
2


(2)
86/
87
TVT
2


(2)
87/
88
TVT
2

C.Atlético Madrid
ESP

(C) D 20-21
(F) D 12-29
88/89
IHF
3
SC Gaetta
Pallamano
ITÁ
HSG Turu Dusseldorf
RFA

(C) V 28-19
(F) D 24-25
(F) D 15-19
(C) D 11-12
89/
90
TCE
1
FC Barcelona
ESP

(F) D 17-28
(C) V 20-18


90/91
TCE
1
H Red Boys
Differdange
LUX
USAM Nimes
FRA

(F) D 26-28
(C) V 28-18
(C) V 23-21
(F) D 23-31
91/92
TVT
2
Pallamano Triestre
ITÁ

(F) V 23-22
(C) D 20-22
93/94
TCI
4
Pallamano Rubiera
ITÁ
Gyori ETO
HUN
PSG Asnieres
HC
FRA

(F) V 27-19
(C) V 22-20
(F) V 24-21
(C) V 19-17
(F) D 27-32
(C) D 25-28
94/95
EHF
3
HC Lyolin Sofia
BUL
ZTR Zaporojie
UCR

(C) V 23-18
(F) V 30-15
(F) D 20-25
(C) E 20-20
95/96
TCI
4
ZMC Amicitia Zurique
SUÍ

(F) D 19-30
(C) V 30-27
96/97
TCI
4
Borec Titov Veles
MAC
Horn Sittardia
HOL

(C) V 18-15
(F) V 32-14
(C) V 21-14
(F) D 15-29
97/98
TCI
4
ESN Vrilissia
GRÉ
Belediyespor Trabzon
TUR
AO Vigo Pilotes Posada
ESP

(F) V 26-21
(C) V 30-12
(C) V 27-20
(F) E 30-30
(F) D 22-32
(C) V 25-23
98/99
TCI
4
BSV
Wacker Thun
SUÍ

(3)
(F) D 0-10
(C) D 0-10
02/03
TVT
2
HC Dennis
Turku
FIN

(F) D 14-26
(C) D 17-25
07/08
Chl
4

HC “Mojkovac”
MON
Shakhtyor Akademiya
Donetsk
UCR
CSU Poli-Izometal
TImisoara
ROM
UCM Sport Resita
ROM

(F) V 46-22
(C) V 44-26
(F) V 33-26
(C) D 21-25
(C) V 32-22
(F) V 22-21
(C) V 31-26
(F) D 25-32
08/09
LC
PE
A1 Bregenz HC
ÁUS

(C) V 38-34
(F) D 28-35
EHF
3
HC Lovcen-
-Cetinje
MON
(F) D 26-28
(C) V 24-23
09/10
EHF
3
H/C Tbilisi
GÉO
SKIF Krasnodar
RÚS
TVB Lemgo
ALE

(C) V 34-21
(F) V 29-25
(F) V 29-28
(C) V 35-30
(F) V 30-27
(C) D 18-31
10/11
Chl
4

CSA Steaua
Bucareste
ROM
HC “Motor-
-ZNTU-ZAS”
UCR
RK Radnicki
Kragujevav
SÉR
RK Partizani
Dunav Osiguranje
SÉR
RK Cimos
Koper
ESLN
(C) V 43-29
(F) D 23-29
(F) V 33-28
(C) V 30-23
(F) D 28-29
(C) V 29-21
(F) D 30-36
(C) V 33-25
(C) E 27-27
(F) D 27-31
11/12
TVT
2
HC Lovcen-Cetinje
MON
Energia Lignitul Panduru TG-Jiu
ROM
HC Celje
Pivovarna
Lasko
ESLN

(F) V 25-21
(C) V 26-14
(F) V 33-27
(C) V 41-24
(F) D 23-29
(C) V 31-30
12/13
EHF
2
Pfadi Winterthur
SUÍ
Loacker Sudtirol Team
ITÁ
HBC Nantes
FRA

(F) V 28-21
(C) E 27-27
(C) V 32-30
(F) V 40-25
(F) D 21-29
(C) V 28-22
13/14
EHF
2
Íthrottahúsid Ásvöllum

ISL
Pick Szeged
HUN

(C) V 34-19
(F) V 34-22
(C) D 24-25
(F) D 25-31
14/15
Chl
3

Fyllingen Bergen
NOR
HB Dudelange
LUX
KS Azoty-
-Pulawy
POL
HC Odorhei
ROM

(C) V 33-32
(F) V 28-25
(C) V 36-30
(F) V 28-24
(F) V 37-29
(C) D 31-32
(F) D 29-31
(C) D 25-27
15/
16
Chl
3

IBV Vestmannaeyjar
ISL








(F)
(C)








NOTAS: (C) – Jogo como visitado disputado no recinto do adversário; (F) – Jogo como visitante disputado no recinto do SLB;
(1) A IHF (actual EHF) excluiu o Benfica, punindo-o com dupla falta de comparência, por incompetência da Federação Portuguesa de Andebol que não tinha regularizado a inscrição;
(2) O Benfica não se inscreveu apesar de se ter qualificado;
(3) Foi marcada falta de comparência nas duas mãos (D 0-10) devido à suspensão da equipa profissional. O SLB recomeçou na temporada seguinte (1999/2000) no campeonato distrital de Lisboa

Gloriosíssimo

Alberto Miguéns

18 comentários
comentários
  1. O investimento só recentemente foi alvo de um corte substancial, antes disso havia recursos para fazer bem mais mas não foram aplicados da melhor forma. Mas agora a expectativa é que o clube, tão depressa quanto possível, siga o exemplo (desportivo) de quem esta época tem estado muito bem na Liga dos Campeões. Embora, e isto talvez seja tema para outro texto do Alberto Miguéns, eles beneficiem de uma relação "especial" com a Federação Cubana, que lhes permite ficar mais próximos do sucesso.

    Mas queria apenas salientar, pois não foi feita uma distinção entre a variante masculina e feminina, que a gloriosa equipa de andebol feminino, que tarda em regressar, também marcou presença nas competições europeias, e só tem alguns jogos a menos na Liga dos Campeões que a vertente masculina, apesar da sua curta existência.

    Saudações benfiquistas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Sérgio,

      Respeito todas as opiniões de quem sabe destes assuntos, provavelmente até mais do que eu. Mas a minha é:

      1. Podia-se ter feito melhor, mas pouco mais. Talvez na Taça de Portugal e ficar em 2.º/3.º no campeonato nacional. O Benfica no Andebol nunca teve orçamentos que esmagassem os dos opositores como no Atletismo (masculino), Basquetebol e Voleibol. No Hóquei em Patins e Futsal com orçamentos semelhantes (embora o modo como o dinheiro é gasto também conta, não é só ter dinheiro) também se podia ter feito melhor. Agora como são superiores (mesmo que ligeiramente) consegue-se ser mais dominante. Se o Andebol tivesse orçamentos relativamente aos dos rivais (FCP - SCP) com as mesmas diferenças do Hóquei em Patins (para FCP) e Futsal (para SCP) o Andebol discutia "mais" o título de campeão nacional com o FCP;

      2. Ao que sei essa "relação" é legal. Foram inteligentes. Sou Benfiquista, mas se essa relação foi pensada e concretizada dentro das normas, os dirigentes do FCP foram espertos. Custa-me dizê-lo, mas tenho de o admitir;

      3. Não tenho todos os jogos - numa recolha exaustiva e fidedigna (por comparação entre várias fontes, pois há divergências) - da equipa sénior feminina, mas pelas minhas contas tem oito jogos na Taça dos Clubes Campeões Europeus entre 1984/85 e 1994/95.

      Gloriosas Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  2. Enquanto os rivais optaram em deixar de fora algumas modalidades, nós jogamos em todas as modalidades possiveis em Portugal e ainda bem que assim é.

    Quiça esteja na altura de o Benfica construir mais um pavilhão... já começa a ser pouco para tantos praticantes das modalidades "indoor" e não creio que seja preciso qq coisa do género "missão pavilhão" :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro D,

      1. Absolutamente. O Benfica só "perdeu" o Hóquei em Campo (foi fundador da Federação penso que em 1921 e manteve a modalidade ininterruptamente até 1996). E "perdeu" as equipas seniores femininas de Andebol e Voleibol. Mas tem "ganho" muitas outras: Futsal e equipas femininas de modalidades históricas no feminino;

      2. O Pavilhão 2 foi um erro. Não devia ter duas bancadas. Apenas uma e a outra amovível. Só colocada para dias de enchente. Ficávamos com dois campos. Eu disse isso ao Mário Dias. Mas ele como queria saber de muitos assuntos, já o Benfica era só o que lhe interessava, fez orelhas moucas.

      Eu dia (agora prejudicava o Clube) vou contar muitos assuntos que os Benfiquistas que são Benfiquistas vão ter pesadelos...

      Saudações Gloriosas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
    2. Caro Alberto Miguéns, obrigado pela resposta inicial. Quanto ao pavilhão, a ideia tem lógica, mas mesmo que tivesse sido aplicada não me parece que tivesse feito diferença face às necessidades actuais, e tanto o voleibol como o andebol sénior têm muito espaço para crescer e justificar a lotação. Acredito que o futuro passaria inevitavelmente pela criação de um novo e amplo espaço, da mesma forma que o C.F.C. também já foi alvo de ampliação.

      Mas acima de tudo quero saudar o facto de neste caso, no do museu, e certamente em muitos outros, ter contribuído com propostas concretas para defender os interesses do clube. Posso estar enganado mas penso que isso, infelizmente, é raro, apesar dos benfiquistas serem os únicos interessados no acerto dessas decisões.

      Eliminar
  3. Boa noite caro Alberto,

    Como tenho nos meus registos que o jogo de ontem foi o 97º nas competições europeias, fui ver onde estava a discrepância entre os nossos números. Como era fácil de prever encontrava-se nas desistências e faltas de comparências.

    Na época 1975/76 contra o BC Alicante tenho apenas registado como desistência, na época de 1998/99 contra o BSV Wacker Thun tenho registado os 0-10 mas não os contabilizo no total de jogos. Na realidade esses jogos não existiram, ontem o SL Benfica entrou no seu 97º jogo europeu.

    Gloriosas Saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Paulo Jorge,

      Como assim!

      Jogo 10. 1987/88 D 20-21 CAM

      Jogo 50. 2007/08 V 33-26 Shakhtyor Akademiya
      Donetsk

      Jogo 90. 2013/14 D 24-25 Pick Szeged

      Jogo 100. 2015/16 V 28-26 IBV Vestmannaeyjar

      Esses quatro jogos não contam. Só os resultados. Em campo o SLB tem neste momento 101 jogos. Estão os 101 resultados no quadro. Mais quatro derrotas 0-10 que não contam para os 101!

      Até tenho as datas, quem jogou e marcou (do Benfica).

      Sem dúvida 101.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  4. Ainda bem que vai disponibilizando estes quadros, assim posso comparar os meus dados com os seus, inexplicavelmente não tinha nos meus registos a época 1994/95.

    101 jogos europeus.

    Obrigado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Paulo Jorge,

      Eu também podia ter mal, até por ter cortado uma linha. Por erro voluntário (não saber) ou involuntário (descuido). Sempre que tiver opinião contrária diga. Dúvida metódica. À Benfica

      Alberto Miguéns

      NOTA: O presidente Borges Coutinho nas reuniões de Direcção quando estavam a discutir um assunto que implicava tomar várias opções quando via os directores todos de acordo com ele dizia-lhes. Haja aí alguém que diga outro caminho a seguir e que fundamente. Pode ser que estejamos todos equivocados.

      Todos sabiam que não valia a pena estar de acordo. Francisco Campas contava que o que Borges Coutinho abominava era um novato que fosse inventar uma possibilidade "estúpida". Isso era fazer perder tempo.

      Ilação: Sempre que houver dúvidas coloque-as. Posso ser eu a ter de corrigir. Um dia temos de nos encontrar, com mais meia dúzia de carolas, para criarmos um Grupo de Reflexão em Cultura, História e Estatística do Glorioso.

      Eliminar
    2. Caro Alberto,

      A EHF conta essa participação como sendo do Sporting CP... Quer o jogo com o HC Lyulin Sofija, quer com o ZTR Zaporozhye.

      Pode verificar aqui:
      http://www.eurohandball.com/ec/ehfc/men/1994-95/clubs/001809/HC+Lyulin+Sofia
      http://www.eurohandball.com/ec/ehfc/men/2015-16/clubs/001862/ZTR+Zaporozhye

      Eliminar
    3. Também na wiki Sporting está como tendo sido o Sporting CP a participar: http://www.forumscp.com/wiki/index.php?title=Andebol_1994/95

      Eliminar
  5. Essa época não está no site da EHF, por isso não procurei informação sobre ela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já vi erros desses em portais de federações que andaram a fazer pesquisa. Foi o SLB. Não tenha dúvidas. Em 1993/94 o SLB ficou em 2.º lugar (58 p) no CN atrás do CF "Os Belenenses" (59 p) e à frente do FC Porto (54 p).

      Exemplo: 9 de Outubro de 1994 ; V 23-18

      Golos
      8 Pedro Gama
      4 Luís Gomes
      4 Claus Cabrita
      3 Ricardo Plácido
      2 Pedro Marques
      1 Artur Roldan
      1 Marco Tonicher

      A 2.ª mão também foi no SLB n.º 2

      Eliminar
  6. Cuidado com as pesquisas em federações internacionais que não dominam o desporto em Portugal.

    Até a LPFP quando decidiu fazer pesquisa das edições da Taça da Liga que não acompanhou (as duas ou três primeiras) só tem aldrabice atrás de aldrabice.

    AM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O SCP em 1993/94 no CN ficou em 5.º lugar (49 p) atrás do ABC (4.º com 51 p) e estava caído na Taça EHF em 1994/95! São os Viscondes a mandar na EHF!

      Eliminar
  7. Já passei a informação à EHF, disseram-me que a iriam reencaminhar para o departamento de competições.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que levem tempo.

      Vai dar aqui no blogue uma deliciosa blogada. Apropriarem-se dos nossos quatro jogos depois de ficarem em 5.º lugar!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  8. Tenho de me apressar a fazer o texto e colocar as digitalizações dos jogos!

    AM

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail