A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

28/11/2015

Dérbi Dos Jornais

28/11/2015 + 6 Comentários API
EM TEMPOS PROMETI. JÁ QUESTIONARAM QUANDO CUMPRIA A PROMESSA. EI-LA.



Porque é que o jornal semanal “Sporting” afirma que é o jornal desportivo mais antigo da Europa, quiçá do Mundo, quando não o é nem em Portugal?

Vamos a imagens, documentos e digitalizações
Estes e estas não enganam. Nem se enganam (mesmo que queiram...) Comecemos pelo Benfica, depois pelo Sporting CP e finalmente a comparação.

Estratégias de divulgação
Os dois clubes – Benfica e Sporting CP – muito precocemente começaram a divulgar as suas actividades (grandeza) junto de associados, adeptos e público em geral. Vamos ao “Glorioso”.

SL BENFICA

Em 24 de Agosto de 1913 criou um jornal “O Sport Lisboa” que era propriedade do Benfica mas fornecia informação diversa, pois o Clube não tinha actividade nos anos 10 suficiente para ter exclusividade num jornal semanal.


Em 13 de Março de 1915 as dificuldades financeiras levaram o Benfica a deixar de ter encargos com o jornal, juntando-o a outro, “Jornal de Sport” resultando “O Sport de Lisboa” como continuidade, mantendo a numeração com n.º 82, com fortes ligações com SLB. Na essência os dirigentes e redactores do jornal eram os de “O Sport Lisboa”. Este jornal sobreviveu até 27 de Maio de 1932 (n.º 1137).



Em Março de 1927 foi editado o n.º 1 do “Boletim Oficial”. Na prática um pequeno boletim (28 x 18 cm) distribuído aos associados. De publicação casual passou a anual. Catorze números até 25 de Julho de 1937, mas podem ser contabilizados mais, embora sem número até final dos anos 40. Praticamente era uma forma de divulgar aquilo que depois se passou a chamar “Relatório e Contas”.



Em 28 de Novembro de 1942 o Benfica (a sua Direcção) decide editar um jornal semanal, pois o modo como a imprensa desportiva – jornal trissemanal “Os Sports” e revista semanal  “Stadium” - tratava o Benfica não ajudava a divulgar a grandeza do Clube. Não havia hostilidade. O que se passava era que a enorme e interessante actividade desportiva e associativa do “Glorioso” era desprezada e ignorada, não havendo destaque de acontecimentos importantes, ao contrário do que faziam com o Sporting CP. Há que perceber que os responsáveis pelas duas publicações referidas eram sportinguistas. O director e principal redactor (em tantos anos de publicação de vez em quando havia mudanças) da revista “Stadium” era Salazar Carreira que foi presidente do Sporting CP e teve muitos outros cargos importantes nesse clube. Depois todos conhecemos o que se passou com “O Benfica”. Na gerência de Vale Azevedo, entre Maio de 1998 e Agosto de 2000, passou a revista mensal. Foi interrompida e retomou como Jornal, na Direcção presidida por Manuel Vilarinho, em 28 de Fevereiro de 2001. Até à actualidade, completando…hoje, o 73.º aniversário de existência, embora com um hiato de seis meses, entre Agosto de 2000 e 28 de Fevereiro de 2001. Parabéns.



SPORTING CP

Em 31 de Março de 1922 o Sporting CP criou um Boletim de pequeno formato (28 x 18 cm) para ser distribuído aos associados, ou seja, sem ser vendido “em banca”. Este “Boletim” manteve-se com regularidade durante 97 números até 1 de Outubro de 1931. Depois passou a publicação errática para divulgar o Relatório e Contas do SCP entre 1934 e 1944.


Entre 1 de Novembro de 1931 e Maio de 1944, ou seja, durante 13 anos, concretamente 151 meses (ou seja, 604 semanas) foram publicados…19 Boletins! Dezanove em 604 semanas ou 151 meses ou 13 anos. Que regularidade! Menos de “Boletim-e-meio” por ano! Publicados mas não vendidos “em banca”. Distribuídos aos associados, a maior parte deles para divulgar os “Relatórios e Contas” anuais do Clube. Aliás até foram mais do que o Sporting CP julga (ver quadro resumo numa NOTA FINAL). Eu já encontrei mais “Boletins do SCP” na Biblioteca Nacional de Portugal (BNP), em anos que não constam do referido quadro!

Em Junho de 1944 recomeçam a publicar um “Boletim” distribuído aos associados de pequeno formato (28 x 18 cm) para em 23 de Abril de 1949 (n.º 1) começar a ser um jornal (embora se chamasse “Boletim”) ainda com formato miniatura, embora já vendido "em banca". Em 14 de Maio de 1949 (ao n.º 4) esta é sim uma publicação em formato de jornal, semanal, vendido – um escudo/meio cêntimo do euro - “em banca”. E em 7 de Junho de 1952 (n.º 164) passam a designá-lo por aquilo que era: "Jornal do Sporting” mantendo a numeração. Mas o melhor estava para vir. Em 1977!

Em 15 de Janeiro de 1949 o "Boletim" continuava "Boletim"(pequena dimensão com distribuição gratuita, sem venda em banca)
Em 23 de Abril de 1949 (n.º 1) o "Boletim" passou a "Boletim" a fazer de "Jornal" (pequena dimensão com venda em banca)
Em 14 de Maio de 1949 (n.º 4) o "Boletim" adquiriu finalmente o formato de jornal (quase o dobro da superfície por página)

Em 23 de Abril de 1949 (n.º 1) ainda sem hábito nem o preço colocavam. Só ao n.º 3 (7 de Maio de 1949) apesar do pequeno formato era vendido a um escudo. 
Ao n.º 4 (14 de Maio de 1949) o tamanho aumentou (daí deixar de ser um boletim) mantendo-se o preço!

Em 31 de Março de 1977 dá-se a maior “chapelada” que se deve ter dado na Imprensa escrita em Portugal. Num só número o jornal que foi o n.º 1360 passa a ser o 1360/1528. De um fizeram 169! Transformaram um jornal em 169 jornais! Recorde universal. Num dia um título de Imprensa denominado "Sporting" publicou 169 edições! Cento e sessenta e nove! E “andaram” quatro anos. Para a frente! Em 31 de Março de 1977 o Sporting CP fez o seu jornal passar do ano 51 para o ano 55! Num só dia. Nem em Hollywood!



Resultados
No Benfica manteve-se o rigor e seguiu-se um rumo com normalidade. Ter tido um jornal em 1913, Boletins em 1927 mas apenas contabilizar o que deve ser contabilizado, desde 28 de Novembro de 1942, por ter continuidade e uniformidade, ser um jornal semanal vendido ao público, seja Benfiquista ou não. Um jornal para a comunidade, colocado semanalmente à sua disposição mediante a compra. Algo que o Sporting CP apenas fez em 23 de Abril de 1949, mas andou de trapalhada em trapalhada, desde 1922, passando pela edição de 19 números em 13 anos, entre 1931 e 1944, até à trapalhada final em 31 de Março de 1977. Resultado:


"O Benfica" como tem idade real...
Ao 73.º aniversário tem 3735 números publicados! O último em 27 de Novembro de 2015, véspera do dia 28 de Novembro de 1942, mas 73 anos depois!

O “Sporting” como tem idade virtual...
Ao 94.º ano tem 3547 números publicados, em 26 de Novembro de 2015. Mais 21 anos e menos 188 números. Mesmo com a “chapelada” de 31 de Março de 1977 fazendo aparecer mais quatro anos e mais 169 números.

Benfica! Honestidade! Transparência! Boas decisões! Um orgulho!

Alberto Miguéns

NOTA FINAL: O quadro com que o Sporting CP, num seu jornal tentou explicar o inexplicável.
NOTA: O Sporting CP se quiser pode avançar mais uns números. Eu já encontrei na BNP mais “Boletins”, entre 1931 e 1944, que não aparecem neste quadro!
6 comentários
comentários
  1. Bom dia Alberto.

    Mais uma vez agradeço a publicação deste pedaço de história gloriosa.

    Sei que é errado da minha parte vir aqui ao EDB pedir mas mesmo assim arrisco: tem ideia de quando podemos ler a tal alusão ao Benfica por parte do tal historiador sportinguista? O tal historiador que, por incrível que pareça, tem algum grau de parentesco com o boy de claque que preside actualmente o sporting?

    Desde já os meus agradecimentos antecipados.

    Saudações Gloriosas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro,

      Confesso. Já comprei o livro, mas ainda nem o abri.

      Andei a ler um da família Empis (o patriarca foi um dos 24 fundadores do Glorioso).

      E agora estou a ler um acerca de Carlos Sobral (que foi capitão do Benfica em finais dos anos 10, denominado Herói Derradeiro, de Joaquim Paço d' Arcos.

      Mas ele não vai perder pela demora!

      Gloriosas Saudações

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  2. Claro que fico a aguardar Alberto.

    Mais uma vez, agradeço a disponibilidade.

    Gloriosas Saudações

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde Alberto.

    Posso escrever que o sporting se estar a portoificar...

    Acabaram de publicar isto no FB: "Foi no dia 31 de Março de 1922 que nasceu o jornal de Clube mais antigo do Mundo! Parabéns, ‪#‎JornalSporting‬, pelos 94 anos de glória!"

    Com esta imagem:
    https://scontent.xx.fbcdn.net/hphotos-xap1/v/t1.0-9/12922_10153384534951555_799068114795334865_n.png?oh=b9f7c97a570b2ac65a3a91e95feb1614&oe=578DEF5A

    Como dá para ver na imagem, aqueles lagartos nem uma imagem em condições conseguem arranjar... Parece que foi comida por ratos.

    A que está aqui publicada é perfeita. Um Benfiquista faz melhor do que uma carreira de carneiros amestrados!

    Deixo este comentário de um sportinguista: "Infelizmente, o actual jornal Sporting não dignifica os seus fundadores. É mediocre, e está somente ao serviço do Azevedo. Nem artigos de opinião em que se respirava somente sportinguismo, existem... Há meses que não o compro. Não alimento farsas".

    ResponderEliminar
  4. Caro Minha Chama,

    Agradeço a informação.

    Eu gostava é que se eles querem ter o jornal de Clube mais antigo do Mundo (embora não seja, pois um boletim distribuído aos associados, episodicamente durante anos a fio) não era um jornal, mas se sabem que é o mais antigo do Mundo, devem saber qual é o segundo mais antigo! Para poderem fundamentar.

    Tão aldrabões. Têm um jornal mais antigo 21 anos que o do Benfica que, mesmo com um número - em 31 de Março de 1977 - a valer 169 edições ainda conseguem ter, na actualidade, menos 188 edições.

    O FCP tem mais 13 anos, mas "existia sem jogar ou praticar qualquer desporto" nem há registos de qualquer outra actividade durante esses 13 anos. Tiveram um clube que não lhes interessava para nada! Mas é o mais antigo dos "Três Grandes".

    O SCP tem um jornal que não publicava. Entre 1931 e 1944, em 13 anos, publicaram 19 números com o Relatório e Contas do Clube. Tinham um jornal mas não lhes servia para nada! Mas tinham! E sabem que é o mais antigo do Mundo!

    É por tudo isto que eu gosto de ser do Benfica. Não necessitamos de nos fazer passar por aquilo que não somos! O que temos de bom (muito) e o que temos de mau (pouco) nem nos torna arrogantes, nem nos envergonha. Assumimos o que somos. E é tão bom que não é necessário inventarmos mentiras!

    Gloriosíssimas Saudações

    Alberto Miguéns

    ResponderEliminar
  5. Mas que dois se juntaram... AMC e EDB... Gloriosos.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail