A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

09/09/2013

Os Grandes Jogos dos Anos 20 e 30

09/09/2013 + 0 Comentários API
OPINIÃO

No seguimento do texto de ontem o EDB evoca seis jogos frente aos poderosos adversários de países onde a comunidade judaica tinha grande expressão no total da população da Áustria, Checoslováquia e Hungria.


Os jogos internacionais do Benfica são um dos capítulos mais brilhantes da sua Gloriosa História. E dentro desse capítulo os encontros frente a equipas de clubes vindos de países da Europa Central merecem um destaque especial. Por serem os "mais apetecidos" por adeptos e futebolistas (a explicação desta "preferência" ficará para amanhã, aqui no EDB).



No segundo jogo com os checos do Union Zizkov, clube do conhecido bairro de Praga, uma vitória histórica, em 2 de Janeiro de 1922. O grande clube de Praga vencera todos os jogos na sua primeira digressão a Portugal, respectivamente, por 4-1 (Casa Pia AC), 2-1 (Sporting CP), 4-3 (SL Benfica) e 5-0 (Sporting CP). Ao 5.º jogo (a que se refere a fotografia, D 1-2). Até 1929 foi considerado o melhor resultado de sempre do futebol português (fotografia da História do SLB 1904-1954; volume I; Mário Oliveira e Rebelo Silva; página 448)


Na primeira visita a Portugal, em 1922, o clube austríaco SK Rapid vence, por 2-1, o Benfica, num jogo realizado no Campo Grande, espaço alugado pelo Sporting CP (fotografia da Fotobiografia do Sporting CP; Rui Guedes;1988; página 88). 


Na primeira visita a Lisboa do clube checo de Praga, AC Sparta, o Benfica é obrigado, pela primeira vez, a utilizar um equipamento alternativo. O grande clube da capital da então Checoslováquia (1918 - 1992) deu um recital de futebol: 5-0 (uma selecção de Lisboa com cinco futebolistas do "Glorioso"), 9-0 (Império LC), 6-0 (SL Benfica) e 2-2 (Sporting CP). Na foto, o guarda-redes Chiquinho mergulha aos pés do avançado checo (fotografia da História do SLB 1904-1954; volume I; Mário Oliveira e Rebelo Silva; página 484)




Na única visita a Portugal do SK Rapid Vinohrady, de Praga, ao segundo jogo internacional no estádio das Amoreiras, os checos vencem, por 5-2, com 3-0 ao intervalo (fotografia do Livro de Ouro; 2000; Diário de Notícias; página 20)




Em 6 de Janeiro de 1929 um resultado histórico, considerado o melhor de sempre do futebol português, melhorando a vitória ao União Zizkov (em 1922), e que seria suplantado "apenas" em 1950, 21 anos depois, aquando da conquista da Taça Latina. O clube de Budapeste, Ferencvarós TC, vencedor da 2.ª Taça Mitropa, em 1928 (competição entre os campeões nacionais da Europa Central) dizima, sucessivamente, os emblemas portugueses: 6-0 (Sporting CP), 6-0 (CF "Os Belenenses") e 4-1 (Vitória FC, de Setúbal). Com o Benfica perde por 0-1. Um feito histórico. NOTA: O campeão húngaro conquistou a Taça Mitropa, depois de uma final a duas mãos frente ao campeão austríaco SK Rapid (V 7-1, em Budapeste e D 3-5, em Viena) (fotografia do Livro de Ouro; 2000; Diário de Notícias; página 26)


 
O First Viena desloca-se a Lisboa, em 1933, para realizar três jogos: 2-1 (Sporting CP), 4-1 (Misto BSB - Benfica/Sporting/Belenenses) e 1-1 (SL Benfica). Mais uma vez o "Glorioso" a fazer o melhor resultado frente a equipas de clubes categorizados. O adversário conquistara, em 1931, a 5.ª edição da Taça Mitropa (fotografia do Livro de Ouro; 2000; Diário de Notícias; página 28)


Não Podemos Esquecer

Alberto Miguéns
0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Em Defesa do Benfica no seu E-mail