A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

13/11/2011

Juventude Com Garra “À Benfica”

13/11/2011 + 2 Comentários API
OPINIÃO
             
O jogo desta tarde, em Genebra, no estádio de La Praille, da Associação Servette FC, com a equipa do clube turco Galatasaray SK, foi o 36.º do “Glorioso” na Suíça. 

Que honra ter Saviola capitão de “Manto Sagrado”
Saviola foi o melhor futebolista em campo, marcando o 49.º golo no jogo 136.º com o “Manto Sagrado”. Estreou-se como capitão, a titular e fazendo um jogo completo. É uma dádiva ter um jogador destes a dignificar este nosso último jogo (até ao próximo, dia 18 de Novembro, na Figueira da Foz), e a honrar a nossa história. Que orgulho! Artur esteve como habitualmente. Irrepreensível! Garay comandou o sector defensivo. Muito bem! Javi Garcia (1.ª parte)/ Emerson (2.ª parte) comandaram os centrocampistas. Muito bem!

Dar minutos ao plantel
Gostei de ver em jogo alguns dos elementos menos utilizados do plantel – Capdevila, Luís Martins, David Simão, Rúben Pinto e Mora – que mostraram estar muito próximos (precisam de mais rodagem, entre os mais utilizados) dos titulares. Jardel cumpriu (mas está com falta de confiança), Nolito continua irreverente e Míguel Vítor esteve óptimo. Marcou o primeiro golo, após pontapé de canto por David Simão. Fez o lançamento de linha lateral para Mora assistir Saviola para o segundo golo. Miguel Vítor marcou, com o "Manto Sagrado", o 3.º golo ao 58.º jogo.

Dar Benfica aos juniores
As estreias absolutas, na equipa sénior do “Glorioso”, dos nossos jovens – Cafú (20’), Ivan Cavaleiro (10’) e Paulo Teles (5’) - foram muito bem engendradas por Jorge Jesus, não fazendo a equipa perder organização, por falta de experiência ou ansiedade exagerada, permitindo, ainda, ganhar o fulgor próprio da juventude.

Jogo de futebol é jogo…
Não sendo um jogo para qualquer competição, não deixou de ser um jogo de futebol. E foi agradável de seguir. Há jogos no campeonato português penosos de seguir. Este foi agradável. Q.B. para quem gosta de ver um jogo, independentemente de ser uma final da Liga dos Campeões ou um jogo “a feijões”. Jogo é jogo.

A Suíça além de “vermelha e branca” é talismã para o Benfica
Contabilizamos mais 18 vitórias (23/5) que derrotas e mais 57 golos marcados (86/29) em relação aos sofridos (ver Quadro I). Na Suíça, com o Galatasaray SK foi a segunda vez e a segunda vitória. A primeira ocorreu em 2001/02, numa vitória por 1-0, com um golo de Sokota, aos 45 minutos, também em Genebra, mas no estádio do Estrela de Carouge FC.

QUADRO I
JOGOS DO BENFICA NA SUÍÇA
Époc.
Cp.
Cidade
Clube
País
V
E
D
61/62
TCE
Berna
FC Barcelona
ESP
3-2


64/65
TCE
Chaux-de-Fonds
FC La Chaux Fonds
SUÍ

1-1

82/83
TUE
Zurique
FC Zurique
SUÍ

1-1


87/88
Par
Davos
Grasshoppers CZ
SUÍ
5-1


TPB
Berna
BSC Young Boys
SUÍ

2-2

Grémio Portoalegre
BRA


1-2
94/95
Par
Friburgo
Grasshoppers CZ
SUÍ

2-2

Par
Genebra (1)
Étoile Carouge FC
SUÍ

1-1


01/02
Par
Gland
FC Gland
SUÍ
13-0


Par
Yverdon
SC Bastia
FRA
1-0


Par
Genebra (1)
Galatasaray SK
TUR
1-0




02/03
Par
Genebra (1)
Étoile Carouge FC
SUÍ
1-0


Par
Yverdon
AJA Auxerre
FRA

0-0

Par
Genebra (2)
A.   Servette FC
SUÍ
2-1


Par
Neuchatel
Neuchatel Xamax
SUÍ
2-0


Par
Genebra (3)
Grand-Lancy FC
SUÍ
5-1


03/04
Par
Nyon
Panathinaikos AFC
GRÉ


1-2
Par
Sporting CP
POR
1-0



04/05
Par
Carouge
Étoile Carouge FC
SUÍ
2-0


Par
Yverdon
Real Saragoça
ESP
1-0


Par
Genebra (4)
Olímpico Marselha
FRA
2-0


05/06
Par
Sion
FC Sion
SUÍ
2-1


Par
Carouge
Étoile Carouge FC
SUÍ
3-0



06/07
Par
Nyon
Stade Nyonnais
SUÍ
3-0


Par
Yverdon
Shakhtar Donetsk
UCR
2-0


Par
Friburgo
FC Sion
SUÍ


2-3
09/10
Par
Sion
FC Sion
SUÍ

2-2

Par
Genebra (5)
Shakhtar Donetsk
UCR
2-0



10/11
Par
Monthey
FC Monthey
SUÍ
3-0


Par
Sion
FC Sion
SUÍ


1-2
Par
Nyon
FC Aris Salónica
GRÉ
4-1




11/12
Par
Friburgo
Selecção Friburgo
SUÍ
9-1


Par
Genebra (4)
A. Servette FC
SUÍ

1-1

Par
Nyon
Dijon FC
FRA


1-2
LC
Basileia
FC Basileia 1893
SUÍ
2-0


Par
Genebra (4)
Galatasaray SK
TUR
2-0


         TOTAIS ………….
36 J – 23 V8 E5 D    (86/29)
Estádios em Genebra (1, La Fontenette; 2, Des Chermilles; 3, Marignac; 4, Stade Genéve (La Praille); e 5, Trois-Chênes).

Continuamos com bons resultados frente a equipas de clubes turcos, pois em dez jogos, temos mais quatro vitórias (6/2) que derrotas e mais 15 golos marcados (20/5) em relação aos sofridos (ver Quadro II).

QUADRO II
JOGOS DO BENFICA COM CLUBES DA TURQUIA
Époc
Cp
Estádio
Cidade
S
Clube
V
E
D
61/62
Par
Mithat
Istambul
F
Fenerbahçe SK
3-1


75/76
TC
1/16
Luz
Lisboa
C
Fenerbahçe SK
7-0


Ataturk
Esmirna
F


0-1
80/81
TT
PE
Ataturk
Esmirna
F
Altay SK

0-0

Luz
Lisboa
C
4-0


01/02
Par
Fontenette
Genebra
N
Galatasaray SK
1-0


08/09
TU
2.ª J
SLB
Lisboa
C
Galatasaray SK


0-2

11/12
LC
PE
SLB
Lisboa
C
Trabzonspor KB
2-0


Olímpico
Istambul
F

1-1

Par
La Praille
Genebra
N
Galatasaray SK
2-0


         TOTAIS ………

10 J - 6 V - 2 E - 2 D   (20/5)


O “Glorioso” regista valores impressionantes, mesmo face a outros colossos. É que nós, Benfica, temos uma vantagem. Quer hoje (em 2011), há 100 anos (1911) ou há 50 anos (1951) estivemos SEMPRE entre os melhores clubes do Mundo. Podemos nunca ter sido “O MELHOR”, mas fomos sempre “DOS MELHORES”. E isto em termos históricos representa muito… Coloca-nos em “séries longas de resultados” como um dos maiores clubes do Mundo! Basta comparar-nos com os “Chelseas do Futebol”! Os resultados mostram-no! É que a história do futebol está cheia de clubes que são gigantes num período e anões noutros. Nós não. Motivo: as gerações de Benfiquistas – década a década - que têm preservado esta grandeza. É preciso manter essa virtude. Não podemos desanimar. O tempo se encarregará de nos dar o lugar que merecemos.

Como é possível não te amar, Glorioso!?

Alberto Miguéns

NOTA: Em breve surgirá um glossário que mostrará a má utilização de conceitos do futebol (dérbies, clássicos e goleadas, por exemplo) bem como a aberração da não contabilização dos jogos particulares dos clubes, ao contrário da Selecção Nacional.

Apenas um lamiré. No futebol não há uns jogos mais importantes que outros. Como prélio (pugna desportiva), os jogos têm todos a mesma importância. As competições é que não têm todas a mesma importância, ou seja, são as competições (e, por vezes também, os clubes adversários) que fazem os jogos ter importância diferenciada. Parece o mesmo, mas com rigor, não é.

Que jogo provoca mais tensão, concentração e desgaste (físico) nos futebolistas, bem como interesse  e atenção dos adeptos, um contra um clube de Andorra nas pré-eliminatórias da Liga dos Campeões ou um jogo particular ou num torneio/taça particular entre SL Benfica - FC Barcelona (ou adversário equivalente)?
2 comentários
comentários
  1. O Paulo Teles é madeirense "desviado" para o benfica.....

    ResponderEliminar
  2. Não podia estar mais de acordo. Aliás pela convergência de opiniões e de interesses, vos lancei um convite via mail há uns tempos. Ele mantém-se; já percebi que não é um meio preferencial de comunicação, mas eu não conheço outro para vos contactar.

    Abraços,
    Jorge.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail