A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

17/10/2011

E Se as Supertaças Falassem?

17/10/2011 + 1 Comentários
OPINIÃO
              
Supertaça FUTSAL

SupertaçaVOLEIBOL

Supertaça BILHAR POOL
É óbvio que como objectos inanimados, buriladas por artífices, não se pronunciam. Nem sobre aqueles que as conquistam indevidamente e as levam para casa.

Mas, através de presenças e vitórias, no início de cada temporada – quando os troféus são postos em disputa – podemos perspectivar a época que se inicia… bem como a que findou, pois este jogo decisivo conta a participação do Campeão Nacional e do vencedor da Taça de Portugal ou finalista vencido pelo Campeão de Portugal.

Neste último fim-de-semana encerrou-se o ciclo de disputa das Supertaças de 2011/12, com a presença dos vencedores dos dois principais títulos nacionais na temporada de 2010/11.

SUPERTAÇAS MASCULINAS 2011/12
Modalidade
C. Nacional
Taça Portugal
Res
Andebol
FC Porto
SL BENFICA
(1)
Basquetebol
FC PORTO
CAB Madeira
V 76-62
Bilhar (2)
FC PORTO
A L. A. Bilhar
V 2-1
Futebol
FC PORTO
Vitória SC (Gui)
V 2-1
Futsal
Sporting CP
SL BENFICA
D 2-3
Hóquei em Campo
AD Lousada
CF UNIÃO LAMAS
(3)
Hóquei em Patins
FC PORTO
UD Oliveirense
V 4-1
Pólo Aquático
Portinado-ANP
SC SALGUEIROS
D 5-10
Râguebi
GD Direito
AE AGRONOMIA
D 10-35
Ténis de Mesa
GD Toledos
SPORTING CP
D 0-3
Voleibol
AJ Ft Bastardo
SL BENFICA
D 0-3

NOTAS:     (1): Não se disputa desde 2003/2004 (ver NOTA final);
                   (2): Na histórica variante de carambola às três tabelas, pois, em Pool e Pool Americano, conquistámos os dois troféus, respectivamente: V 2-0, com o Soccer Planet; e V 11-5, com o CB Australians;
                   (3): Em 2005/2006 deixou de se disputar, passando a organizar-se um Torneio dos Campeões no início da época (2011/12- CF União de Lamas);

Estivemos em duas Supertaças, na qualidade de vencedor (Voleibol) e finalista vencido (Futsal) na Taça de Portugal, conseguindo duas conquistas de enorme valor, frente a dois Campeões Nacionais.

Annus Horribilis (em 2010/11)
A época passada foi muito má, para tanto investimento. Não conseguimos um título de Campeão Nacional {a não ser no Atletismo (Pista)} e poucas Taças de Portugal – Andebol e Voleibol. Esta escassez reflectiu-se em poucas presenças, apenas duas, nos jogos da Supertaça desta temporada. Em competição desportiva só um pode ser campeão, só um pode ganhar o título, por isso nunca se podem esperar títulos antecipados. O que custa (custou) foi desperdiçar tanto investimento, pois em todas as seis modalidades mais mediáticas (excepto Futebol e Basquetebol) dispusemos dos maiores orçamentos.

Annus Expectabilis (em 2011/12)
É pois, com expectativa redobrada, que sentimos ser a presente temporada a da afirmação de um Eclectismo Ímpar em Portugal, não só real, mas também glorioso, porque suportado pela conquista dos principais títulos nacionais.

Cá estaremos, se houver saúde e tempo, para compararmos a temporada de 2010/11 com a época actual.

FORÇA BENFICA!

Nesta temporada de 2011/12 muito há a caminhar para que, daqui a um ano, o panorama seja muito diferente… a para o nosso lado!

Alberto Miguéns

NOTA1: A situação do Andebol é caricata, pois das duas uma (organizar um jogo no início da temporada e mudar a designação da actual Supertaça ou mesmo não organizando a Supertaça, alterar o nome da actual Supertaça, porque não é uma Supertaça!):
1. Devia ser organizado um jogo a iniciar as temporadas, entre o Campeão Nacional e o vencedor da Taça de Portugal, ou finalista vencido pelo Campeão Nacional;
2. A actual competição denominada “Supertaça” não obedece ao conceito para o qual a Supertaça foi criada, pois é um torneio entre os seis melhores classificados na 1.ª fase do Campeonato Nacional Andebol 1, devendo ser designada de forma diferente (Torneio dos Campeões, por exemplo).

NOTA2: Um fim-de-semana alargado (a sexta-feira) verdadeiramente incomparável e histórico (mas não inédito) com todas as equipas seniores (masculinas e femininas) de “Manto Sagrado” a conquistarem vitórias para o “Glorioso”. E a campeoníssima (e quase invencível) equipa sénior feminina de Râguebi não jogou! Faltou (!) mais uma vitória. Tal como a equipa sénior de Bilhar, em carambola, que também não jogou.

DIÁRIO DO SLB ENTRE O DIA 39 311 E o 39 313
Dia SLB
N.º
OUT
Dia
Acontecimento
39 311
14
FUT
Jg 4858 ESmFt; V 2-0; Portimonense SC; TP; (1/32); Portimão; F




39 312




15
AND
Jg 2824 ESmA; V 41-27; AE ISMAI; CNID; 8.ª J; Luz(2); C
VOL
Jg 1730 ESmV; V 3-0; Leixões SC; CNID; 3.ª J; Luz (2); C
TM
Jg 1564 ESmTM; V 4-1; ACM Coimbra; CNIID; 2.ª J; Coimbra; F
RAG
Jg 1554 ESmR; V 45-14; AEIS Técnico; CNID; 4.ª J; Olaias; F
FTS
Jg 679 ESmFs; V 2-1; CF “Os Belenenses”; CNID; 7.ª J; Luz (1); C

39 313

16
BAS
Jg 3711 ESmBs; V 83-62; FC Barreirense; CNID; 1.ª J; Barreiro; F
FTS
Jg ESfFs; V 1-0; CR Leões Porto Salvo; CDIDH; 5.ª J; Luz (2); C




1 comentários
comentários
  1. Se as supertaças falassem.... o donato ramos era bem capaz de estar enjaulado.

    Abraço.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail