A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

08/06/2011

A RAÍZ DO VÍGARO

08/06/2011 + 4 Comentários
                                                           A RAÍZ DO VÍGARO


Não será com paninhos quentes, que poderemos colocar-nos no caminho da vitória no campeonato que está à porta. O Benfica deveria no primeiro dia de trabalho, chamar a comunicação social,o Sr. Vitor Pereira e o Sr. Gomes, o que arranjava as entradas para a "fruta" nas Antas ver os jogos,antes (ou seria depois) de ser comida e que erradamente o Benfica, na pessoa do seu Presidente, apoiou para presidente da Liga e mostrar um curto e conciso filme com os "roubos" de que foi vítima no campeonato passado fazendo saber, que vai ter tolerância zero e avisando desde já as medidas a adoptar e que todos sabemos quais devem ser. Espero, que haja alguém no Benfica com descernimento e coragem para fazer isto e começar por dar já de ínicio um "murro na mesa". Sem apelo nem agravo.
Porque todos conhecemos o filme que aí vem. Afasta-se o Benfica na primeira dezena de jogos e depois gere-se a vantagem. Há meses que se sabia que o Jardim da Madeira,deixava Aveiro e rumava a Braga, para estágio na sucursal do "amigo" Salvador. Já não há sequer o minimo pudor em negociar o compadrio e os favores, à vista desarmada. 
Assistiu-se por exemplo no campeonato de Hóquei em Patins, ao desplante de um técnico de uma equipa, dizer que se o Fcp precisasse da vitória para ser campeão a sua equipa facilitaria o jogo. Vergonhoso. Tó Neves será o próximo treinador do Fcp. Mas, destes dois, já nós esperamos toda a veniaga e batota (não chegou a vergonha das arbitrgens), agora que a federação tenha conhecimento disto e não tome uma atitude.!?
As diatribes e vigarices desportivas, por parte do fcp, vêm de longe. O discurso do "perseguido" também. Deixo aqui hoje, alguns documentos irrefutáveis e esclarecedores, mais uma vez, do nanismo ético e de integridade de tal agremiação.






Se não conseguirem na primeira dezena de jogos afastar-nos do titulo, farão tudo para o conseguir na segunda, se falharem, tentarão até ao último segundo. Em 1938/39 foi assim como viram no jornal da época.
Curiosamente, o Presidente "Andrade" naquela altura,era nada mais nada menos que Angêlo César, Salazarista ferveroso e um dos mentores do ditador no poder. Ora aí está ele:

                             Á direita do Ditador Fascista o Presidente "Andrade" Angêlo César                            ( Desafiamos qualquer "andrade" a mostrar uma foto idêntica com um  
                              Presidente do Glorioso)    

Também por esta altura do Fascismo na máxima força, os "Andrades" deveriam´`à luz dos regulamentos ter ido parar à 2ª Divisão. Duas vezes. Mas, duas vezes os "perseguidores" do  "poder central" rasgaram os regulamentos para evitar a justiça desportiva, aquela que se passara em campo.
Até 1947, o campeonato Nacional da 1ª divisão era disputado por 8 equipas, que se apuravam através das respectivas classificações dos campeonatos regionais. Mas, seriam sempre só mesmo 8 ?
A saber:
Lisboa    apurava 4 Clubes
Porto      apurava 2 Clubes
Coimbra apurava 1  Clube
Setúbal   apurava 1  Clube 

Esta distribuição era feita de acordo com o Palmarés já conseguido pelos clubes das associações mais fortes e tinham por base o Campeonato de Portugal que se disputava desde 1922, Lisboa tinha ganho 11. O Sporting 4, o Benfica 3, o Belenenses 3 e o Carcavelinhos 1.
 O Porto tinha ganho 4 pelo Fcp, o Olhanense 1 e o Maritimo 1. Esta prova mais não é aliás, que a Taça de Portugal,mas isso são contas de outro rosário.
Bom, na época 38/39 o Fcp tinha-se apurado para o Nacional maior, fruto do 1º lugar conseguido no regional dessa mesma época, o Académico da Invicta fruto do seu 2º lugar.
No entanto como vimos,um "roubo" de arbitragem "deu-lhes esse campeonato nacional.
Vejamos os quadros seguintes: (apontadas a lápis estão as respectivas classificações nos campeonatos regionais)



Portanto embora de pleno direito disputanto o campeonato da 1ª divisão ganhou-o como vimos.
Mas, em 39/40 algo não correu bem no regional e ficaram em 3º lugar, o que  os obrigava a disputar o campeonato da 2ª divisão.
Ora bem, tendo o Leixões (procurar no quadro abaixo época 39/40) sido campeão e o Académico do Porto o 2º classificado, os "proscritos do regime e barbaramente perseguidos por Lisboa, conseguem um alargamento para 10 clubes, servindo-se de um aliado de longa data (Vem deste episódio) o Vitória de Setúbal . E porquê o Vitória? Simples, o campeão desse ano foi o Barreirense, o que obrigava os sadinos a fazer companhia ao compadre "andrade",na 2ª divisão.
E assim, à força,contra os regulamentos Lisboa continua a meter 4 clubes, Coimbra 1, mas o Porto passa a 3 e Setúbal a 2.
Bem, mas dirão os mais ingénuos: pronto passou-se o campeonato para 10 clubes,não vem mal ao mundo. Pois não, mas, paremos para ver a época seguinte:
O Porto é campeão regional, está automaticamente apurado, por isso o campeonato voltou a ter 8 clubes, mesmo que o Vitória tenha perdido outra vez para o Barreirense. De facto é preciso não ter vergonha nenhuma. Ontem, como hoje.
Mas, a história nojenta não fica por aqui.
Em 41/42 o Porto volta a ficar em 3º no regional, sagrando-se o Académico campeão, logo seguido do Leça. E agora? O que fizeram?
Arranjaram outros compadres desta vez de Guimarães e voltaram a alargar a 1ª divisão.
Só que desta vez a associação lisboeta não foi em cantigas e para que a associação do Porto fizesse entrar o seu "patrão"(Fcp), Lisboa exigiu meter também mais um clube e assim entrou o União de Lisboa (que mais tarde se juntou com o Carcavelinhos formando assim o Atlético clube de Portugal).
E assim se jogou o campeonato nacional, passando de 8 para 12 clubes, mas tendo tido já uma conveniente versão de 10 clubes, para evitar que os "andrades" descessem à 2ªdivisão pela 1ª vez. esta seria a 2ª.
Mas, pensam que fica por aqui a ignominia e imundice moral? Não.
Na época seguinte 42/43, tendo recuperado o titulo de campeão regional, já se voltou ao campeonato apenas com 10 clubes. O Porto não precisava de alargamento, tiraram os  2 que tinham usado. Não há palavras para tamta batota, tanta jogada subrepticia. Um nojo.
Tal como agora, também os factos estavam consumados, mas qual toupeiras e por "baixo da mesa", evitaram mais uma vez a justiça e mataram a verdade desportiva´. Meus amigos, isto não é de agora. Agora é só mais violento e sofisticado.
Tal como no "Apito Dourado",desta vez também estava tudo crédulo de que ia haver justiça.
Vejam esta prosa de um jornalista portista, que de resignado, falava assim do seu clube:
                                             



Até os sócios tinham vergonha. Leiam!

Abandonados pelos sócios






(Não deixar de consultar para melhor compreensão)
História Campeonato Regional do Porto Época a Época e respectivo Campeão


1913/14 Boavista FC

1914/15 FC Porto

1915/16 FC Porto

1916/17 FC Porto

1917/18 SP Salgueiros

1918/19 FC Porto

1919/20 FC Porto

1920/21 FC Porto

1921/22 FC Porto

1922/23 FC Porto

1923/24 FC Porto

1924/25 FC Porto

1925/26 FC Porto

1926/27 FC Porto

1927/28 FC Porto

1928/29 FC Porto

1929/30 FC Porto

1930/31 FC Porto

1931/32 FC Porto

1932/33 FC Porto

1933/34 FC Porto

1934/35 FC Porto

1935/36 FC Porto

1936/37 FC Porto

1937/38 FC Porto

1938/39 FC Porto

1939/40 Leixões SC

1940/41 FC Porto

1941/42 Académico FC

1942/43 FC Porto

1943/44 FC Porto

1944/45 FC Porto

1945/46 FC Porto

1946/47 FC Porto

1947/48 Não se realizou

1948/49 FC Tirsense

1949/50 SC Salgueiros

1950/51 Não se realizou

1951/52 Não se realizou

1952/53 Não se realizou

1953/54 Académico FC

1954/55 Rio Ave FC

1955/56 FC Avintes

1956/57 Académico FC

1957/58 Académico FC

1958/59 Não se realizou

1959/60 Varzim SC

1960/61 Varzim SC

1961/62 Varzim SC

1962/63 FC Tirsense

1963/64 FC Penafiel

1964/65 Vilanovense FC

1965/66 FC Tirsense

1966/67 FC Avintes

1967/68 Boavista FC

1968/69 FC Avintes

1969/70 SC Freamunde

1970/71 Vilanovense FC

1971/72 FC Avintes

1972/73 FC Paços Ferreira

1973/74 USC Paredes

1974/75 Aliados Lordelo

1975/76 CUD Leverense

1976/77 Amarante FC

1977/78 Leça FC

1978/79 CF Valadares

1979/80 FC Lixa

1980/81 FC Marco

1981/82 FC Felgueiras

1982/83 SC Freamunde

1983/84 FC Infesta

1984/85 AD Lousada

1985/86 Pedrouços AC

1986/87 SC Dragões Sandinenses

1987/88 Vilanovense FC

1988/89 SC Rio Tinto

1989/90 AR São Martinho

1990/91 FC Avintes

1991/92 CF Oliveira Douro

1992/93 Vilanovense FC

1993/94 SC Senhora Hora

1994/95 UD Valonguense

1995/96 Canelas Gaia FC

1996/97 Ermesinde SC

1997/98 FC Avintes

1998/99 FC Pedras Rubras

1999/00 FC Tirsense

2000/01 UD Valonguense

2001/02 FC Lixa

2002/03 União Nogueirense FC

2003/04 UD Valonguense

2004/05 AC Vila Meã

2005/06 Amarante FC

2006/07 Padroense FC

2007/08 SC Coimbrões

2008/09 Pedrouços A.C.

2009/10 U. D. Sousense



Clube Títulos

FC Porto 30

FC Avintes 6

Académico FC 4

Vilanovense FC 4

FC Tirsense 4

Varzim 3

UD Valonguense 3

SP/SC Salgueiros 2

Boavista FC 2

SC Freamunde 2

FC Lixa 2

Amarante FC 2

27 Clubes 1


Aqui fica esta reflexão. Dentro do campo nunca fomos inferiores. É fora das 4 linhas que nos "matam". Nem duvidem.


                                                                      ANTÓNIO MELO

4 comentários
comentários
  1. António Barreto8/6/11 18:49

    A indignação é muita. "Os coitadinhos" do antigo regime, afinal, eram "uns figurões" situacionistas! Já sabíamos, embora não com esta objetividade.
    Uma conclusão é preciso tirar em definitivo; são os Benfiquistas que têm que defender o Benfica. Confiar no "fair-play" e sentido de justiça alheio - das; liga, federação, governo, clubes, tribunais, polícias, etc - é uma patetice. Concordo com o que sugere; dar um "murro na mesa" já no início. Definir os limites da tolerância sem equívocos e mostrar determinação para assumir medidas drásticas que "abanem" o país desportivo de alto abaixo. Vão roubar o "raio que os parta".
    O nosso mal são os escrúpulos…a elevação. Eles não os têm; ganham, gozam-nos, e são tratados como heróis. Há que pôr fim a isto.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo8/6/11 23:12

    na muche sr ANTÓNIO MELO ..


    O futebol português não pára de surpreender tudo e todos com agentes que tomam decisões vergonhosas, incoerentes e injustas, nos mais variados aspectos desportivos ..

    força António Melo ...

    força pelo Benficaaaaaaaaaaa

    ResponderEliminar
  3. Obrigado.
    Só espero que consigam manter este site.
    É uma fonte de conhecimento e inspiração Benfiquista.
    Relatos de pedaços de História que alguns conhecem mais do que outros mas muitos poucos sabem estas verdades de forma tão sistematizada e objectiva.
    O vosso site tem de ser cada vez mais conhecido.

    ResponderEliminar
  4. Sagitarius77/7/11 23:43

    FANTÁSTICO artigo amigo benfiquista António Melo.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail