A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

02/05/2011

Que olhão?! Faltam quatro dias...

02/05/2011 + 2 Comentários
OPINIÃO
             
Mais uma jornada (mal)ultrapassada, num campeonato penoso, mais um (in)sucesso.

No entanto, face às circunstâncias, é um mal menor. A curiosidade reside no facto deste jogo em Olhão, correspondente ao 64.º desde o início da pré-época (o 1.º em 10 de Julho de 2010, V 3-0, FC Monthey) ser uma metáfora da época de 2010/11, em muitos aspectos: SC Olhanense como imagem dos adversários; Vítor Pereira e Vasco Santos como exemplo dos árbitros adversários; Daúto Faquirá como imagem dos treinadores dos adversários; dirigentes olhanenses como imagem dos dirigentes adversários; comentadores merdosos da TVI como muitos dos comentadores medrosos; alguns jogadores, treinadores e dirigentes do “Glorioso” como imagem de 2010/11; um jogo que ilustra, bem, uma época de 64 jogos. Empatados até aos 4 minutos, vencedores durante 89’ e perder (dois pontos) no último fôlego, aos 90’ + 3’. A 28.ª jornada é passado e o 77.º Campeonato Nacional já deu o que tinha a dar (melhor... tirar!).

A época – a ideia e o valor que vamos ter dela – vai estar em jogo, numa espécie de primárias, a partir das 20.05 horas de quinta-feira, 5 de Maio, em Braga, na 2.ª mão das meias-finais da Liga Europa. O sucesso desta eliminatória leva-nos para a decisão final em Dublin. Mas esta só existe se nos concentrarmos na Pedreira.

E já agora com “olhão” tanta falta ele nos fez em alguns dos 64 jogos já realizados em 2010/11.

Alberto Miguéns

NOTA1: Começa a ser grave ver (ouvir e ler) Benfiquistas a classificarem os nossos 2.ºs lugares como vice-campeonatos! Ainda mais grave é isso ocorrer a nível oficial. A cultura do Benfica só pode glorificar-se com um objectivo – ser primeiro, ser campeão. Ficar em 2.º lugar será sempre – seja, que competição, modalidade e escalão, for – o primeiro dos últimos. Ainda que, não podendo ser campeão, se faça tudo para ficar atrás do campeão, em 2.º lugar. Para o “Glorioso” não se é vice-campeão. Ou se é campeão, ou não se é nada! E o que há, é tentar (e querer) ser campeão na próxima oportunidade! Só os fracos é que se vangloriam com vice-campeonatos (que nem existem), transformando 2.ºs lugares em títulos. E dos fracos não reza a história!

NOTA2: Começa a evidenciar-se que as modalidades do Benfica estão com sérias dificuldades em conseguirem ser campeãs nacionais, em qualquer escalão. Para tanto investimento, além de desastroso é revelador de desleixo. É preciso que o “Glorioso” seja glorioso... também nas competições desportivas.

Amanhã: Andamento nas modalidades
2 comentários
comentários
  1. a expulsão do Jardel é ridícula! qualquer um dos amarelos é um absurdo! antes de jogos europeus o Benfica tem ficado invariavelmente reduzido a 10 e obrigado a um esforço físico suplementar!

    compare-se só o amarelo que o Vandinho recebeu com qualquer um dos amarelos dados ao Jardel. o Vandinho agride e lesiona o jogador do Leiria e fica em campo e o Jardel por duas faltas banais é expulso!!

    ResponderEliminar
  2. Falar nas modalidades nesses termos e escamotear o feito do Andebol não é digno de um Benfiquista!

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail