A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

27/03/2011

Será que foi eleito mais um Idiota Útil?

27/03/2011 + 2 Comentários
OPINIÃO
             
O Sporting CP faz tanta falta ao futebol! Ouve-se, lê-se e vê-se, esta afirmação ser proferida, sem ser pensada. Vale tanto como outras ditas ao longo da história do futebol português. Diz-se, na actualidade, do SCP como se disse em vários periodos da história do desporto-rei que outros clubes também faziam falta! O que iria ser do futuro do futebol sem eles!? Quando um clube desaparece ou enfraquece definitivamente, outros tomam o seu lugar! Foi sempre assim. Assim será! Só faz falta quem cá está!

Dizer que o futebol português precisa do Sporting CP, e ainda pior, afirmar que um SCP forte é o melhor para o futebol luso, não passa de uma falácia a três dimensões: por que fala o politicamente correcto, o excesso de sportinguistas na Comunicação Social e a mentira acerca do fundamentalismo dos clubes.

Da importância dos clubes
O Sporting CP vai fazer muita falta?! Disse-se o mesmo do SC Império (Sócio fundador n.º 1 da AFL, quando, em 1927, encerrou as portas), do Internacional ou CIF (Sócio n.º 4 da AFL, quando em 1923, optou pelo “amadorismo puro por este ser o futuro do desporto em Portugal”, deixando de competir no Campeonato Regional de Lisboa), do Carcavelinhos FC e União FL (quando da fusão, em 1942, resultou o Atlético CP, dizendo-se que era a sua rivalidade doentia que permitia os seus sucessos), do CF “Os Belenenses” (quando após 48 presenças  - totalista com SLB, SCP e FCP - no principal Campeonato Nacional, desceu à II Divisão, em 1981/83) e do Boavista FC (que nem sequer foi punido exemplarmente – descida à última divisão do Campeonato Regional da AF Porto – como devia!). Como a história provou as ausências, em definitivo, ou os enfraquecimentos sem retorno, não limitaram, de modo algum, o futebol português. Aliás, o futebol em Portugal, as suas características sociológicas e capacidade económica nunca permitiram a existência em simultâneo, na realidade, de mais que dois “Clubes Grandes”! Depois da organização do I Campeonato Nacional (I Liga) em 1934/35, houve sempre, e apenas, dois Clubes Grandes (ver Quadro).

                   Valores acumulados (por dez campeonatos
                   Nacionais) conquistados
Épocas
TOT
SLB
SCP
FCP
CFB
BFC
34/35-43/44
10
  5
  2
  3
-
-
44/45-53/54
20
  7
  9
  3
1
-
54/55-63/64
30
13
11
  5
1
-
64/65-73/74
40
20
14
  5
1
-
74/75-83/84
50
26
16
  7
1
-
84/85-93/94
60
30
16
13
1
-
94/95-03/04
70
30
18
20
1
1
04/05-09/10
76
32
18
24
1
1
2 comentários
comentários
  1. excelente.
    é um prazer a leitura destes artigos.

    ps. o programa na btv, saiu do ar?

    ResponderEliminar
  2. só agora li o Editorial(1) e devo dizer que, independentemente do programa na btv, a existência deste blogue, é de uma utilidade extraordinária para a blogosfera Benfiquista.

    Benfica Sempre

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail