A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

27/03/2011

Eleições com Chapelada ou mais um Idiota Útil

27/03/2011 + 1 Comentários API
OPINIÃO
             
Tive oportunidade de acompanhar as eleições do Sporting CP durante esta madrugada. Confesso que sou Sado-Masoquista em matéria eleitoral nos clubes de futebol. Talvez, porque os actos eleitorais e as decisões, por eleição, nas nossas Assembleias Gerais façam parte do ADN Benfiquista. São um dos pilares que explicam a nossa grandeza, e porque temos tido mais sucesso que os outros (e na inversa, temos errado menos do que eles, em particular, SCP e FCP). Temos não só mais votações (em Assembleias Gerais Ordinárias e Extraordinárias) e eleições (em Assembleias Gerais Eleitorais), mas muitíssimos mais actos eleitorais (desde 1904: anuais até 1967, bienais entre 1967 e 1989, trienais depois de 1989 e quadrienais a partir de 2012), mas também, maiores afluências às eleições (ver Quadro).

               MAIORES AFLUÊNCIAS
Melho-
res
Séries
Número de Sócios Votantes
SLB
SCP
FCP
Ano
N.º
Ano
N.º
Ano
N.º
1.ª
2000
21 804




2.ª
2010
20 451




3.ª
1997
19 865




4.ª


1988
17 093


5.ª
1989
15 360




6.ª


1989
15 299


7.ª


2011
14 205


8.ª
1994
13 668




9.ª
2003
12 751




10.ª
1996
11 873




11.ª


2009
11 360


12.ª
1992
10 925




13.ª


1984
10 422


14.ª


1995
  8 856


15.ª
1986
  8 754


16.ª
1987
  8 159


17.ª


2006
  8 100


18.ª
2006
  7 846





34.ª




2007
3 820

Eleição não rima com Sporting
Cá para mim, quando se fala de eleições e votações no SCP fico sempre desconfiado. Tenho do Sporting CP uma visão que é incompatível com actos eleitorais. O SCP é uma aristocracia que se reveza ciclicamente. Escolher presidentes e dirigentes é com o Conselho Leonino, composto por figurinhas e figurões da política a ex-dirigentes. Foi assim até que João Rocha, em 1973, depois de ser escolhido no Conselho Leonino, convocou uma Assembleia Geral para sufragar o cargo – ainda que em lista única - perante o universo de associados do Clube.

Pela madrugada dentro! Espantado às 3 h, estupefacto às 4 h, abismado às 5 h e incrédulo às 6 horas
O Sporting CP não tem vocação para realizar eleições. Mesmo com muito menos votantes que o SLB {(se bem que com um sistema eleitoral mais complexo – em correspondência de número de votos por associado (9 categorias: 1, 4, 7, 10, 13, 16, 19, 22 e 25) e órgãos a eleger (quatro com eleições independentes, em número de listas e em separação dos corpos gerentes)} – já decorriam seis horas após o fecho dos sarcófagos (no SCP não há urnas) e ninguém sabia ou não queria dizer nada. Até que surgem as primeiras notícias (4h21) dizendo que, para a presidência do Conselho Directivo, a lista C (Bruno Carvalho) ganhara, por cerca de 600 votos, à Lista A (Godinho Lopes), mas Eduardo Barroso (Lista C) perdera para Rogério Alves (Lista A) para a presidência da Mesa da Assembleia Geral. Às 4h48 surge nas televisões um dos vencedores (Rogério Alves) a endereçar os parabéns a Bruno Carvalho, prometendo – apesar de serem listas diferentes - convergência no sentido de devolver ao clube a grandeza perdida! Às 5h03 surgem as primeiras notícias que após recontagem, Godinho Lopes é o eleito. Pelas 5h16 tumulto, com tentativas de agressão a Godinho Lopes. Às 5h25 num palanque exterior Bruno Carvalho dirige-se aos adeptos afirmando: “Nós estamos atentos. Ainda não desistimos”. Só pelas 5h58 são anunciados (com tomada de posse, desde logo, pelo anúncio!) os resultados, começando pela Mesa da Assembleia Geral. Às 6h00 é anunciado o nome de Godinho Lopes como presidente do Conselho Directivo do SCP. Verdadeiramente estapafúrdio.

Foi eleito um Idiota Útil
Godinho Lopes eleito presidente do Conselho Directivo do Sporting CP é o melhor que podia ter acontecido para o FC Porto. Provavelmente até foi por isso que ele foi colocado como “Testa de Ferro” nestas eleições e ocorreu toda a série rocambolesca desta madrugada. O que seria do “Projecto Roquette” sem um apoiante confesso desse projecto?! Descobria-se a “careca” de Pinto da Costa e seus muchachos, de José Roquette e seus amigos. Descobria-se porque conquistou o FCP tantos triunfos, engrandecendo-se, porque ficou o SCP sete (em 10 épocas) à nossa frente, apesar de estar em agonia e porque andou o “Benfica aos papéis” entre 2000 e 2010!

O “Futeluso” é um local mal frequentado
Vamos defrontar-nos no imediato – porque o SCP vai beneficiar de apoio do FC Porto – com um Sporting CP a beneficiar do “Sistema”. Para isso regressam ao clube dois figurões sinistros e ingressa uma figurinha desengonçada, que sabem muito bem movimentar-se nos meandros tortuosos e javardos do futebol português: Carlos Freitas, Luís Duque e Domingos Paciência. Ligações aos media asquerosos, ao associativismo retrógrado e ao portismo manipulador. Domingos é um treinador controlado pelo FC Porto e promovido, dentro do “Sistema” pelo pintodacostismo. Se for para o Sporting CP – como tudo indica – é porque serve os interesses do FCP no “Combate Ao Benfica”. Devemos todos estar atentos e esperarmos pela “pancada”. Aguenta Benfica!

Três textos, em dias consecutivos, sobre as eleições no SCP, num Blogue “Em Defesa do Benfica!? Já chega de eleições do Sporting CP! Se forem impugnadas a conversa será outra.

Se não, esperamos que os nossos dirigentes não levem tanto tempo a perceber – como levaram durante a primeira década do século XXI - porque ficámos, tantas vezes, atrás do SCP e porque perdemos tanto com eles (jogos e títulos…)

Alberto Miguéns
1 comentários
comentários
  1. Off-topic. Amigos benfiquistas temos de denunciar isto. Mais um mito que é deitado abaixo.

    "Geneticamente os habitantes do Norte de Portugal são muito mais próximos dos habitantes do Norte de África (Mouros) do que os do Centro e Sul de Portugal.
    Segundo um estudo genético apresentado na publicação internacional Annals of Human Genetics Vol.64 Nº6 o Haplogrupo U6 que é mais comum no Norte de África encontra-se presente de uma forma mais marcada nos habitantes do Norte de Portugal sendo até descrita como restrita a esta região.

    Admitindo que as sequências U6 podem ter sido pelo menos parcialmente introduzidas pelos povos Berberes durante a ocupação Muçulmana da Península Ibérica, é estranho encontrá-las restritas ao Norte de Portugal. A maioria das fontes históricas documentam uma influência mais profunda do povo Berber (assim como Árabe) no Centro e Sul da Península Ibérica (como depreendido da toponímia e interacções culturais gerais),comparativamente ao Norte da Ibéria onde a presença Muçulmana é registada como sendo mais efémera e consequentemente ter feito um impacto cultural e demográfico menor.
    Outro texto baseado neste estudo pode ser encontrado no U.S. National Library of Medicine http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/11281213.

    As distribuições geográficas de ambos os haplogrupos foram muito diferentes, com o U6 restrito ao Norte de Portugal enquanto o L foi espalhado por todo o país. Isto parece apontar a diferentes movimentos populacionais como os principais contribuidores para as duas introduções de haplogrupos. Pomos a hipótese que o tráfico de escravos Africanos Negros pode ter sido o mediador da maioria das introduçoes da sequência L, enquanto o movimento populacional associado à ocupação Muçulmana da Península Ibérica introduziu predominantemente as linhagens U6.

    Os autores deste trabalho foram Pereira L, Prata MJ, Amorim A. do Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto, Portugal.

    Do que li a publicação também teoriza que terá havido uma vaga de ocupação da Península Ibérica vinda do Norte de África anterior à última que deu lugar à reconquista cristã.
    Quero acrescentar que pessoalmente não tenho qualquer "fobia" com Norte-Africanos Este texto visa apenas expor mais uma mentira dessa gente."

    Portanto, o que se tira da qui é que os mouros, ao contrário do que o siciliano inventou, estão no norte e não no sul. Por ironia do destino, a investigação até foi feita na Universidade do Porto.
    FDGP!

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail