A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

05/09/2015

Agora é Moda

05/09/2015 + 4 Comentários
SERÁ QUE A HIPOCRISIA É VIRTUDE?


Fico espantado com a moda actual. Como os agentes do futebol, com destaque para treinadores e jogadores, têm “obrigatoriamente” de falar acerca dos jogos, competições, ocorrências, gerou-se uma espécie de politicamente correcto. Há muitas frases feitas. Vou utilizar, das três dezenas que já acumulei quando comecei a anotá-las duas (a propósito do assunto para hoje):

    1.     A propósito dos clubes: Os adversários vão ser muito complicados (podendo acrescentar-se) porque estão muito bem orientados;
     2.   A propósito dos sorteios: O grupo é muito complexo, está tudo em aberto.

Se em relação
Aos tais agentes não me espanta já com “terceiros” acho uma patetice! Vamos pois aos treinadores e jogadores que têm de dizer alguma coisa e estão limitados no que dizer. Preferem pôr a “fasquia” alta pois se dissessem o que realmente pensam, com racionalidade, eram de imediato acusados de desprezo pelos adversários, negligência na abordagem aos jogos, etecetra e tal. Como se ser racional fosse sinónimo de euforia.

Coro das carpideiras
Agora aparecem também os adeptos "com assinatura e fotografia", em Jornais, Rádios, Revistas, Televisões e Internetes a fazerem o mesmo. Mas querem convencer quem? Os treinadores e jogadores? Os outros adeptos? A si próprios?

Há grupos e grupos
Podemos comparar os dois grupos que tocaram em sorte (2015/16) ou em pouca sorte (2014/15) ao “Glorioso”. O “problema” dos sorteios através de coeficientes (embora seja um mal menor, por isso, o menos mau dos métodos) são os chamados “clubes emergentes”. Ou seja, emblemas que têm um potencial elevado recente que o coeficiente (formado com base nos resultados das últimas cinco temporadas) não reflecte, estando abaixo do valor real dos clubes.

Situações completamente distintas: 2014/15 (em cima) e 2015/16 (em baixo)

Em 2014/15
O Benfica deparou-se no seu grupo com o FC Zenit, um clube semi-emergente (ou seja, em ascensão há uma década – conquistou a Taça UEFA em 2007/08, mas em 2003/04 era o… 186.º coeficiente)! Então o AS Mónaco FC nem tinha “contabilidade própria”. Entrou com o coeficiente da França (entre o clube 139.º/ Rosenborg BK/ Noruega e o 140.º/ IF Elfsborg/Suécia). Mesmo o Bayer 04 Leverkusen tem as oscilações comuns aos clubes alemães num campeonato “muito competitivo” em que é raro os clubes (excepto o FC Bayern Munique) apurarem-se cinco temporadas consecutivas para as competições da UEFA! Claramente um grupo muito equilibrado como se provou!

EVOLUÇÃO DOS COEFICIENTES DA UEFA
Clubes
07/08
08/09
09/10
10/11
11/12
12/13
13/14
14/15
Clube Atlético Madrid
67
45
23
23
8
11
7
5
SL BENFICA
18
23
17
17
14
9
5
6
FC Zenit Sampetersburgo
27
18
26
31
20
21
21
15
Bayer 04 Leverkusen
32
36
46
35
33
42
24
16
Galatasaray AS
87
60
43
45
60
41
36
38
FC Astana
*
*
*
*
*
*
403
310
FC PSG
66
42
47
38
48
19
17
11
Manchester City FC
86
62
64
42
28
22
22
17
AS Mónaco FC
*
61
95
*
*
*
*
68
NOTA: * Coeficiente do País

Em 2015/16
O grupo é muito mais acessível. Nem tem comparação. O que não quer dizer que seja fácil. Os 12 jogos do grupo vão começar todos “zero-a-zero”. Vou continuar a escrever o óbvio! Depois vai ser necessário uma equipa marcar mais golos que a outra para vencer! Agora que há desequilíbrio assinalável é evidente.
O FC Astana não é um clube emergente. Nem bandeira de um país como já se leu e “ouveu”. O FC Kairat de Almaty (a maior cidade do país e capital do Cazaquistão até há cerca de uma década) é tradicionalmente mais forte. Nesta temporada até “corre o risco” de destronar o FC Astana.
O Galatasaray AS (Istambul europeia) é um dos melhores clubes turcos (a par do Fenerbahçe SK/ Istambul asiática) e por isso tem plantéis fortes mas acessíveis, pois também não é um clube emergente.  Estes clubes nada têm a ver com os da época passada (o FC Astana “corresponde” ao AS Mónaco FC e o Galatasaray AS ao FC Zenit). Em teoria. O Clube Atlético de Madrid (que em 2015/16 estaria no pote 1 se as regras não fossem alteradas) é claramente o mais forte. O SLB e o clube turco depois a um nível semelhante, mas a pender para o Benfica (até o calendário favorece - fora/casa disputados em 15 dias - este tira-teimas). O FC Astana não ficar em 4.º lugar seria épico para o Cazaquistão. Isto não se podia dizer, com rigor e honestidade, do grupo do ano passado. Era imprevisível.

O andamento da fase final do campeonato cazaque
O "reduzido passaporte uefeiro" do FC Astana (em cima) e os últimos resultados, desde 2003, na UEFA do Galatasaray AS (em baixo)

Os “agentes” (treinadores e futebolistas)
Têm de saber preparar os jogos, não serem displicentes, procurarem resolver a contento cada um desses seis encontros, sabendo que em atitude terá de ser igual (são profissionais) e se tal acontecer as probabilidades aumentam para vencer o clube turco, na “Catedral” e os dois jogos frente ao FC Astana. Depois é ser audacioso para tentar o melhor frente ao CAM e, em Istambul, com o Galatasaray AS. Independentemente do politicamente correcto (tudo é difícil) o que interessa é ter consciência que a superioridade terá de ser exercida durante os 90 minutos. Mais importante que deixar transparecer publicamente a angústia é importante ser racional. Perceber a realidade! Resta escrever que a maior parte dos adeptos percebe a intenção, até compreende a retórica, mas não acredita textualmente em tantas dificuldades. Mas prefere assim. Cuidadinho. "Mostrar" respeito, é sempre bonito! E fica bem!

Não entrar em euforia não é o contrário de ser racional. O antónimo de racional é irracional. O de euforia é angústia!

Alberto Miguéns

PLANO PARA AS EDIÇÕES DURANTE  SETEMBRO
(provisório como é evidente)
De 6 a 17 de Setembro de 2015 (Sempre pela meia-noite)
Domingo (de 5 para 6): Benfica tão brilhante que se vê no escuro;
Segunda-feira (de 6 para 7): O Mais Belo e Inigualável 138;
Terça-feira (de 7 para 8): Mentiras Oficiais Made in SLB;
Quarta-feira (de 8 para 9): Uma modalidade por semana: Râguebi;
Quinta-feira (de 9 para 10): Cuidado com eles!;
Sexta-feira (de 10 para 11): E o "Glorioso" na 4.ª jornada?;
Sábado (de 11 para 12): O Benfica e o CF "Os Belenenses";
Domingo (de 12 para 13): E depois da Quarta?;
Segunda-feira (de 13 para 14): Desde que Luisão chegou…;
Terça-feira (de 14 para 15): O Benfica e o FC Astana;
Quarta-feira (de 15 para 16): Que estreia na Liga dos Campeões 2015/16?;
Quinta-feira (de 16 para 17): Uma modalidade por semana: Pólo Aquático


4 comentários
comentários
  1. Isto não é um blogue. Isto é Cátedra !!!

    ResponderEliminar
  2. Caro Dr Alberto,

    Os coeficientes UEFA que determinam Ranking´s são uma verdadeira falácia, e fica o exemplo Sevilla, que irá participar pela primeira vez (nos ultimos 5 anos na Champions, e conta apenas 2 participações Champions no seu histórico), todavia, apresentam um coeficiente equiparado à Juventus, Juve que esteve na ultima Final Champions, e foi cliente Champions nas 5 ultimas Edições, isto é, o coeficiente do Sevilha deveria estar bem longe do coeficiente da Juventus, mas tal nem acontece o que desvirtua a coisa!

    O Benfica é outro exemplo, os pontos que tem acumulado foram gerados na Champions, ou na Liga Europa? Qual o grau de dificuldade de jogar Champions ou Liga Europa? A UEFA não deverá diferenciar os pontos acumulados na L Europa e na Champions? O Benfica nas 5 ultimas participações Champions, só uma unica vez superou a Fase de Grupos, é facto, mas tal, nem se traduz no Ranking essa mm disparidade entre acumular pontos a jogar Champions ou L Europa, e são realidades bem opostas!

    Avaliando o Grupo Champions do Benfica da temporada passada, e na presente época desportiva, também é facto (nem precisamos observar ranking´s), este Grupo é mais acessivel, mas também mais desequilibrado, isto é, na temporada passada o Benfica não tinha um adversários tão forte como o A Madrid, nem tinha um "brinde" Astana (Astana que poderá e muito influenciar as contas finais do Grupo).

    Observando o Grupo C, teoricamente o A Madrid seria 1º, o Benfica 2º, o Galatasaray 3º e o Astana 4º, todavia no Futebol o teoricamente, tal como a lógica é uma enorme "batata", e há muitos factores que podem influenciar essa classificação.

    O Galatasaray, e avaliando as 3 ultimas Edições Champions, os Turcos superaram 2 X a Fase de Grupos (alcançando Oitavos e Quartos), e apenas uma vez foram eliminados na Fase de Grupos. Como em cima referi no Benfica há um registo inverso, o Benfica nas 5 ultimas Eduções, apenas uma vez superou a fase de Grupos e repetiu JJ em 2012, aquilo que Koeman fez em 2006, ao alcançarem os Quartos Final Champions. Bom, mas avaliando as 3 ultimas Edições Champions Benfica/Galatasaray, os Turcos objectivamente partem em vantagem, 2 X superaram Grupos Champions, o Benfica em nenhuma Edição das ultimas 3 o fez!

    Finalmente, o 1º quadro que ilustra o calendário do Grupo C (desconhecia, só conhecia o do Benfica, ordem e datas dos jogos), bom, mas esmiuçando bem esse calendário, o Galatasaray tem sem duvida a melhor sequencia de jogos, repito "teóricamente". Vejamos, é consensual jogar na Turquia é um Inferno, e é em casa que os Turcos acumulam mais sucesso (é natural o factor casa, mas os Turcos revelam nas provas Europeias sobretudo enorme disparidade de rendimento entre o factor casa/fora), pois então, começam em casa com o A Madrid (não será surpresa vencerem os Espanhois na 1ª Jornada), depois, no final de Setembro, ainda no Verão, jogam no Cazaquistão (dado importante essa data) com o adversário mais fraco do Grupo, e são favoritos a vencer essa partida, finalmente, e no final da 1ª volta, voltam a jogar em casa e recebem o Benfica. Assim, num cenário perfeitamente possivel, o Gala no final da 1ª volta, com 2 jogos em casa, e um jogo no Cazaquistão podem juntar 3 vitórias consecutivas. e quase terem carimbado a passagem à fase seguinte, isto porque na 6ª Jornada já em Dezembro, recebem o Astana na derradeira Jornada teóricamente mais fácil.

    Nestas contas dos "ses", naturalmente entra o Astana, com calendarização e datas. Isto é, o Galatasaray joga no Cazaquistão em Setembro, e o Benfica fará a mais lonquinqua viagem Europeia, no final de Novembro, em pleno Inverno, e esse facto pode fazer toda a diferença!

    P.S. Pese embora, os pontos acumulados na L Europa no legado de JJ e menor peculio na L Campeões, JJ quando chegou ao Benfica em 2009, o Benfica era 23º do Ranking, hoje é 6º classificado desse mesmo Ranking. Mais uma pesada herança com que Rui Vitória terá de viver, e que pesada herança interna e externa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jonny8Forever5/9/15 23:03

      A Uefa tem um factor que permite premiar mais a Champions do que a E.League, isso é uma ilusão. Trata-se de pontos bónus (valiosos) por cada fase atingida, talvez pudessem ser mais mas isso é discutível.
      Compare-se Barcelona com Sevilla: o vencedor da UCL fez um total de 34 pontos dos quais 12 foram bónus, o vencedor da UEL fez 28 pontos com apenas 3 de bónus.

      Quantas equipas que tenham "construído" o seu ranking maioritariamente por participações na EL estão bem classificadas? Que equipas são? São as que atingiram fases muito adiantadas da EL. Nessas fases é tão difícil ganhar como na Champions, por que haveriam de ter pontuações distintas? Sim na Champions só se apanham tubarões mas alguns também caem na EL.
      Um jogo com a Juventus tem o direito de ser valorizado na mesma medida que um jogo com o Liverpool. Um jogo contra o Chelsea é o mesmo seja na final da EL ou nos quartos de final da UCL.

      Cumprimentos gloriosos

      Eliminar
    2. Caros,

      Obrigado por estes comentários, talvez até com mais pertinência, que o texto que publiquei no blogue. Pelo menos abordam perspectivas diferenciadas que convergem no mesmo foco.

      Vale a pena ter leitores destes!

      Agradeço.

      Saudações Gloriosas

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail