A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

28/07/2015

Histórias À SLB Mal Contadas

28/07/2015 + 7 Comentários
APERITIVO PARA MAIS TARDE PEGAR NO ASSUNTO.


Esta é boa!



Nasceu em 5 de Maio de 1920 na cidade de Lagos. Começou a jogar na filial do Benfica, Sport Lisboa e Lagos (SLL), no campo da Trindade. Uma filial À Benfica (integradora, sem fazer distinção social) ao contrário do clube local ligado ao Sporting CP, o CF Esperança de Lagos.

Em 1936/37, com 16 anos, já jogava na primeira categoria do SLL na esquerda (interior-esquerdo). 

Em Lisboa, o Benfica procurava um extremo-esquerdo com as características de um outro (Eugénio Salvador) que estava "irremediavelmente perdido" para o Teatro e para o Parque Mayer. Em Lagos havia um miúdo que jogava como gente grande, apesar de franzino. A filial apercebeu-se que a solução podia estar em Lagos.

Em breve Macarrão estava em Lisboa treinar, mas só podia ficar se lhe garantissem um emprego. E assim foi. O treinador Lipo Herczka que ele sempre elogiou (ao contrário de Janos Biri) pediu para ficar como jogador e afirmou que teria o emprego que necessitava. O Benfica cumpriu a promessa e empregou-o na Secretaria, na rua Jardim do Regedor.

Estreou-se com o "Manto Sagrado", em 6 de Março de 1938, como interior-esquerdo, num encontro da Reserva, disputado no estádio das Salésias, para a Taça Dr. Sá e Oliveira, onde vencemos, por 3-1, a equipa visitada, o CF "Os Belenenses". Em 1938/39, com 19 anos, em 2 de Abril de 1939, jogou na 11.ª jornada do campeonato nacional, na difícil deslocação ao estádio das Salésias, onde o "Glorioso" venceu por 3-2 o CF "Os Belenenses", com Macarrão a marcar dois golos (ambos legais, mas só um foi validado pelo árbitro). Obrigado Macarrão!

Macarrão dizia que ver Eugénio Salvador a jogar era como vê-lo a ele. Só que, dizia o inimitável Macarrão, o actor jogava mais!




Esta é boa! (parte II)



Deixou como quem diz. Foi empurrado para fora do Clube com o pretexto que o estádio da Luz "ia abaixo". Já não foi dos funcionários que transitoriamente trabalharam nas instalações da LisboaGás, em Cabo Ruivo. Foi "despedido" (estava reformado) em 31 e Março de 2003.

Desgostoso, morreu de raiva ao Benfica. A quem no Benfica o desprezou. Primeiro em Lisboa (no Torel onde vivia) depois em Lagos onde num Lar acabou por viver os últimos dias de uma Vida 100 por cento Benfiquista ao contrário daqueles que o humilharam.

Visitei-o em Lagos, a última vez, no Natal de 2007. Doente e desgostoso. Faleceu em 25 de Janeiro de 2008. No funeral não vi ninguém do Benfica. Mas era por ter os olhos embaciados. Hipocrisia.

Obrigado Macarrão. Foste o meu melhor professor na disciplina ou cadeira universitária de "Benfiquismo". No Quarto Anel perdoa-lhes que eles não sabem o que dizem!

Alberto Miguéns

NOTA: Um dia destes vou dizer o "que ele dizia" de João Salgado, Luís Lapão e Alcino António.
7 comentários
comentários
  1. Caro Alberto,

    Aguardo, com bastante expectativa, o que tem para contar.

    Abraço,
    Isaías

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isaías, bom artigo o último.

      Vale sempre a pena debater o Benfica pelo Benfica e não por quem lá está.

      O lambe-botas será sempre um lambe-botas, afinal essa é a sua essência independentemente de quem se senta na cadeira do trono

      Saudações Gloriosas!

      Eliminar
  2. Também aguardo, não só sobre este assunto como de outros, especialmente do lambebotismo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Viriato

      Dois - Alcino António e Luís Lapão - são públicos (trata-se pois da opinião de Macarrão acerca do que conhecia deles no Benfica) pois um teve relatório discutido em assembleia geral e outro teve processo disciplinar instruído por Andrade Sousa.

      Quanto a João Salgado foi-me contado pelo próprio Macarrão.

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  3. ....SR DR ALBERTO.......( permita-me ).....E A QUE PRETEXTO "alguns" HOMENS (dirigentes, ou assalariados) EMPURRAM UMA MEMÓRIA VIVA DO BENFIQUISMO IMPEDINDO MILHARES OU MILHOES DE BENFIQUISTAS DE CONHECEREM A HISTORIA E ESTÓRIAS DO NOSSO GLORIOSO BENFICA.....A QUE PRETEXTO EMPURRAM O "NOSSO" ALBERTO MIGUÉNS.?????....abraço

    ResponderEliminar
  4. Um tema à margem, senhor Miguéns. O Benfica alguma vez jogou em La Paz (Bolívia)? Obrigado
    Zé do Cartaxo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca. Na América do Sul por ordem cronológica: Brasil, Venezuela, Uruguai, Chile, Peru, Colômbia, Paraguai, Equador e Argentina. Dos dez da Confederação da América do Sul falta a Bolívia.

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail