A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

17/07/2014

Cosme Damião e a Pré-Época (1914/15)

17/07/2014 + 10 Comentários API
ATRÁS DOS TEMPOS, TEMPOS VÊM

Nem de propósito e a propósito. Andava em busca de fotografias para ilustrar o texto de ontem acerca da Gloriosa Natação e eis que tropeço numa entrevista a Cosme Damião publicada na primeira página do jornal "O Sport Lisboa" n.º 58 de 26 de Setembro de 1914. Quer dizer... uma entrevista a pouco mais de dois meses de completar 100 anos. Mas "actual" ou o assunto não fosse o habitual nestes tempos de "defeso" ou seja, tempo de espera entre uma temporada e outra.

Cosme Damião antes do início da temporada de 1914/15 dizia que o SLB podia não ser o grupo mais forte. Mas de certeza que era o grupo com mais vontade de ser o mais forte!
Enquadramento histórico (para ajudar a perceber)
Antes de publicar a digitalização integral da entrevista é útil perceber, cem anos depois, o que se dizia acerca do que iria ocorrer quando a "bola começasse a rolar"! É sempre assim! Nós é que pensamos que há uma grande evolução num século! Só em tecnologia, em mentalidade 100 anos é um segundo na evolução (real) da Humanidade.

Assalto do Sporting CP ao SL Benfica
Entre o final de 1913/14 (7 de Junho) e o início de 1914/15 (12 de Outubro) o meio desportivo assistiu a um "assalto" do Sporting CP ao Benfica, embora nada estivesse escrito pois ainda estávamos no período de inscrições nos respectivos - quatro - campeonatos regionais. Falava-se que o Sporting CP "abocanhara" quatro futebolistas do "Glorioso", três deles dos melhores de Portugal incluindo o melhor futebolista português de sempre: Artur José Pereira. Neste "defeso" de 1914 trocariam o Benfica para jogar pelo Sporting CP, além do médio-esquerdo Artur José Pereira, o melhor guarda-redes português (Paiva Simões), o melhor avançado-centro lisbonense e polivalente - avançado, médio ou defesa - mais completo do futebol português, irmão de Artur José Pereira (Francisco Pereira) e um defesa promissor, embora da 2.ª categoria do SLB (Boaventura Silva). Apenas Francisco Pereira hesitou e... ficou!

José de Alvalade e os outros
Com a teimosia em construir um Stadium grandioso - inaugurado em 28 de Junho de 1914 - José Alvalade foi-se incompatibilizando com colegas do Conselho Directivo, Órgãos Sociais e adeptos do Sporting CP. Até que abandonou o clube, mesmo como associado. Os outros elementos que dirigiam o Sporting CP, em particular Daniel Queirós dos Santos (um veterano futebolista casapiano nos primeiros tempos do Sport Lisboa, um dos oito que desertaram em Maio de 1907) e Mário Pistacchini,  decidiram dar um novo rumo ao clube, com um objectivo: Ser, finalmente, campeão regional, algo que falhara sempre durante a gerência de José de Alvalade.

PRIMEIROS CAMPEONATOS DE LISBOA
Épocas
Campeão
SL BENFICA
Sporting CP
1906/07
Carcavellos Club
2.º
NP
1907/08
Carcavellos Club
3.º
2.º
1908/09
Carcavellos Club
2.º
6.º
1909/10
SL BENFICA
6.º *
1910/11
Internacional/ CIF
2.º
3.º
1911/12
SL BENFICA
3.º
1912/13
SL BENFICA
2.º
1913/14
SL BENFICA
3.º
NOTA: Em 1906/07 e 1907/08, ainda designado "Sport Lisboa"; NP - Não participou; * Desistiu

Eis a entrevista com Cosme Damião
Que merece ser lida, relida, trelida, entendida e pensada. Em 1914 como em 2014!


Enquadramento histórico (para ajudar a entender)
Apesar do distanciamento e despreocupação de Cosme Damião o certo é que o Sporting CP conquistou o primeiro título de campeão regional. Só que não foi com o SCP que o Benfica "perdeu" a hipótese de ser Tetra! Foi com uma equipa de um clube sem grande capacidade, o GS Cruz Quebrada, 4.º classificado em 1913/14 e 5.º lugar em 1914/15, com sete derrotas e três vitórias nas dez jornadas e 13/21 em golos. Uma dessas três escassas vitórias foi frente ao Benfica, por 2-1, na 2.ª jornada. Na 2.ª volta o "Glorioso" venceu por 4-1. Frente ao Sporting CP, 3-0 em Sete Rios (casa) e 1-3 no Sítio das Mouras (fora). O SCP só teve uma derrota (com o SLB, 0-3) e nove vitórias conquistando o título com dois pontos de vantagem. Francisco Stromp disse que desde a 2.ª jornada ao isolarem-se, com a derrota do campeão, sabiam que tinham de vencer sempre porque mesmo perdendo na 5.ª jornada em Sete Rios depois na 2.ª volta uma vitória, no Lumiar, permitiria a estreia na conquista do Regional. E assim foi! 

Um dos "piores onzes" do SLB em mais de cinco mil jogos e 110 temporadas. Um plantel Tricampeão Regional perdeu, por 1-2, com o GS Cruz Quebrada. Um dia terrível, em 6 de Dezembro de 1914, para o Benfiquismo. Mais do que uma derrota um "descalabro"! Impensável. Mas real e que levou a um título perdido. De cima para baixo. Da esquerda para a direita. Augusto da Fonseca, Jaime Cadete, Carlos Homem de Figueiredo, Mário Monteiro, José Domingos Fernandes, Henrique Costa, Cosme Damião e Leopoldo Mocho; Aníbal Santos, Cândido de Oliveira, Francisco Pereira, Herculano Santos e Alberto Rio 
Estou "vacinado"
Talvez por ter lido as cinco ou seis entrevistas que Cosme Damião deu a vários jornais, entre 1910 e 1945, tal como facto de já ter visto e ouvido que o Benfica se reforçou e depois perdeu. E outras vezes que o Benfica não se reforçava e depois ganhou, que prefiro esperar pelos jogos da temporada, mesmo na pré-época, se bem que esta em 2014/15 me pareça escassa para as necessidades. Só dia 10 de Agosto saberemos e só dia 31 desse mês se vai saber qual o plantel para a época, pelo menos até 31 de Dezembro de 2014.


CALENDÁRIO JULHO/ AGOSTO 2014/15
Mês
Sem
Dia
Comp
Sit
Adversário
J
U
L
H
O
SEX
18
Taça Honra Lisboa
N
GD Estoril Praia
DOM
20
Taça Honra Lisboa
F/
N
CF "Os Belenenses"/
Sporting CP
QUA
23
Particular
N
Olímpico Marselha
SÁB
26
Troféu "Eusébio Cup"
C
AFC Ajax
QUA
30
?
?
?

A
G
O
S
T
O
SÁB
2
Torneio "Taça Estádio Emirados"
F
Arsenal FC
DOM
3
N
Valência CF
QUA
6
?
?
?
DOM
10
Supertaça
N
Rio Ave FC
DOM
17
Liga Portuguesa.01
C
FC Paços Ferreira
DOM
24
Liga Portuguesa.02
F
Boavista FC
DOM
31
Liga Portuguesa.03
C
Sporting CP

A Taça de Honra vai ajudar a perceber
É já amanhã que se vai começar a ver o que vai ser a temporada de 2014/15 para o "Glorioso". Frente ao GD Estoril Praia já vai dar para perceber que caminho está a ser seguido. Até lá o Benfica "tem de ter vontade em ser o mais forte. Querer ser o mais forte"! E isto está relacionado com quem dirige! Cosme Damião dava o exemplo. Não dizia que era. Pelo contrário. Dizia que queria ser. E mais! Seria, de certeza, o que tinha mais vontade. Frente ao GD Estoril Praia já vamos perceber isso...

Nunca mais é sexta-feira, mas principalmente, domingo!

Alberto Miguéns

FORA DE TEXTO (MAS NO CONTEXTO)

Campos e desentendimentos
Como o tempo tudo faz esquecer. Afinal o estádio (Stadium de Lisboa) que em 1914 esteve na origem do afastamento do Sporting CP do seu principal fundador e neto do mecenas - Visconde de Alvalade - da primeira década, foi mais tarde, em 1937, já denominado Estádio do Lumiar, alugado pelo Sporting CP. Este clube em 1947 faz obras transformando-o de madeira para alvenaria apelidando-o... José de Alvalade. Trinta e três anos é muito tempo...


História e Vida do Sporting Club de Portugal; Volume II; Fascículo 16; Página 358
De um estádio de madeira (1914 - 1946) a um estádio de alvenaria (1947 - 1956) passando depois a betão, até 2003


10 comentários
comentários
  1. Classe. Cosme Damião transbordava classe. Classe sustentada em sabedoria e o facto de saber avaliar homens para além de escolher atletas. Tinha uma ideia de clube e sonhos. E foi-os concretizando em plena coerência com a sua filosofia desportiva e institucional.

    Dos excertos que até hoje li das suas entrevistas percebe-se uma enorme força de convicção e carácter. Quantas mais entrevista ainda estarão aí encafuadas em velhos jornais...

    De José de Alvalade, o fundador birrento de um clube que seio a tornar grande não deixa de ser irónico pensar como acabou a sua ligação ao clube. Não sabendo detalhes não vou inventar. Mas que a coisa parece ter sido pacífica. E quantos sportinguistas saberão disso? Quando a trágica doença levou José de Alvalade o que representaria o SCP para ele? Não que seja importante. É importante para os sportinguistas. É apenas para perceber no comparativo como se lembram da historieta inventada de Huelva e não se lembram de outra(s) bem mais fundamentais para os primórdios do seu clube. Uma(s) historieta(s) que levaram à incompatibilização entre as partes.

    Saudações Benfiquistas
    VJC

    ResponderEliminar
  2. Muito bom Alberto.

    Também eu estou pouco preocupado com o que se passa no plano das transferências. Não me posso dar ao luxo de andar a gastar a cabeça com boatos e meias-verdades. Prefiro aguardar pelo meio do mês de agosto e ir vendo os jogos de preparação para aquilatar a qualidade do plantel.

    Saudações gloriosas.

    ResponderEliminar
  3. A Gloriosa História de um Clube formado por jovens futebolistas e que "apenas" queriam competir e ser o mais querido. E cumpriu-se. O Clube do Povo ainda resiste e resistirá, por mais "indis" que telecomandem!

    ResponderEliminar
  4. Caro Alberto Miguéns,

    Utilizei as imagens que colocou, do jornal onde consta a pequena entrevista a Cosme Damião, neste post:

    http://aocolinhodoisaias.blogs.sapo.pt/jorge-jesus-no-sporting-cui-bono-3464

    Espero que não se importe.

    Grato,
    Isaías

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Isaías,

      Ainda não fui ver, mas confio plenamente no seu Benfiquismo.

      Use e abuse.

      Sempre.

      Sei que ficam, sem demagogia, em mãos (intenções) tão boas quanto as minhas.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      NOTA: Esqueci-me de dizer-lhe que a seguir a editar este comentário irei ver esse post.

      Eliminar
    2. Já li/vi.

      Como esperava não está bom, está óptimo! Dedo na ferido. Melhor dedos na ferida.

      Parabéns

      AM

      Eliminar
    3. Caro Alberto Miguéns,

      Vindo de si, este seu comentário é um elogio imenso. Muito grato.

      Dedos na ferida, sim - espero que a dor deste toque soe como um alarme, para que a reacção seja Benfiquista e não populista.

      Abraço Benfiquista,
      Isaías

      Eliminar
    4. Muito interessante Isaías.

      Eliminar
  5. Cheguei ao post através do blog do isaias, e até tive que me levantar para fumar um cigarro.
    O Alberto é um monstro sagrado do Benfiquismo. E não nos iludamos, este seu trabalho coloca-o ao lado dos nossos maiores... Certo de que o Alberto não vai endossar estas palavras por humildade, mas espero que saiba que elas são justas e são sinceras. Só me questiono pela conservação e transmissão deste acervo e de toda esta sabedoria às gerações futuras do Benfiquismo. Isto é o nosso maior tesouro.
    quanto às palavras deste Senhor que foi Cosme Damião... duma ombridade e de um dignidade incomparáveis. percebe-se que não pode ter sido um homem vulgar aquele que deixou uma tal semente que passados 100 anos toca directamente a vida de milhões de pessoas, por todo o mundo, e de uma maneira pura de coração. competir, superar-se, cativar... ser aquela referência, aquela inspiração. enfim isto é lindo.
    sou muito grato ao Alberto e ao 'isaías' por ter partilhado.
    p. paiva

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro P. Paiva

      Obrigado

      Mas o Benfiquismo é o somatório de todos os benfiquismos de cada um de nós. Cada um à sua maneira é importantíssimo.

      Eu já escrevi neste blogue que posso ter escrito muita coisa, mas se não fossem os leitores tinha ficado a "pregar no deserto".

      Agradeço as amáveis palavras.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail