A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

10/06/2014

Sporting À Beira de Um Ataque de Nervos

10/06/2014 + 18 Comentários API
O PRESIDENTE DO CONSELHO DIRECTIVO DO SPORTING CP DECRETOU O FIM DO PROJECTO ROQUETTE!


Com a tese que o Benfica e o FC Porto têm uma aliança com doze anos de existência, Bruno De Carvalho constata o que parece óbvio (e eu até "concordo") mas por outras razões da exclusiva responsabilidade do Sporting CP, ou melhor dos seus últimos dirigentes e alguns (de mais) simpatizantes com influência nos media. Eu também, se fosse Bruno Carvalho (cruzes canhoto), ao olhar, na linha de partida, do meu "carrito" para os dois bólides - um vermelho e outro azul-e-branco - também começava a tecer "teorias da conspiração", para me inspirar, suspirar, respirar e transpirar.





Aparentemente o FC Porto e o Benfica têm uma "aliança" com uma dúzia de anos para afastar o Sporting CP da conquista de troféus. Eu diria de outro modo. O Sporting CP há um pouco mais de doze anos decidiu "suicidar-se" desportivamente ao colocar-se nas mãos do FC Porto através do Projecto Roquette. Como se esperava o Projecto Roquette deu-lhe alguns triunfos aquando da sua implementação, mas depois ao fazer definhar o clube de José Alvalade/ Francisco Stromp atirou o Sporting CP para uma subalternização da sua inteira responsabilidade. Este assunto (Projecto Roquette) já foi tema, pelo menos, cinco vezes aqui no EDB. Agora que estive a reler esses textos - até me parecem de mais - como se tivesse "pena" do Sporting, talvez até mais do sportinguismo. Aliás o título do primeiro texto é elucidativo - O Beijo da Morte (26 de Setembro de 2011). Mas, ainda houve textos em (Beijo da Morte: Feitiços & Feiticeiros) 26 de Janeiro de 2012, (Paulo Bento e o Projecto Roquette) 28 de Abril de 2012, 12 e 13 de Março de 2013, estes a propósito do falecimento do ex-presidente do SCP, João Rocha, um anti-projecto Roquette.

Cortina de fumo azul-e-verde
Com a cortina de fumo “Encontros Para Aproveitar Sinergias na Construção dos Novos Estádios”, Roquette e Pinto da Costa, estabeleceram um plano para o futebol e modalidades. O Sporting CP aceitava que o FC Porto era o clube mais importante de Portugal e o FCP tudo faria para proteger o SCP a fim deste conseguir na zona centro-sul rivalizar com o Benfica.

No futebol
O FCP e SCP não se digladiariam publicamente, trocariam jogadores e actuariam de forma concertada de modo a desgastar o Benfica. Na prática o FCP seria mais vezes campeão nacional (em anos de infortúnio, com tudo a correr mal e bem ao SCP, o SCP poderia ser campeão nacional), mas o SCP garantiria o 2.º lugar, pois tentariam isolar o Benfica de modo a dificultar o acesso deste aos lugares (1.º e/ou 2.º) de qualificação para a Liga dos Campeões, onde haveria o “perigo” de fazer dinheiro e tornar-se “perigoso”.

Nas modalidades
O SCP e o FCP teriam modalidades complementares enfrentando o Benfica em todas. Apenas teriam em comum o Andebol (por serem os dois clubes históricos que introduziram a modalidade - Andebol de Onze - em Portugal, em 1931). E que a praticam ininterruptamente desde esse ano, ao contrário do Benfica que começou em 1932 (8 de Maio) e interrompeu três temporadas, entre 1939/40 e 1941/42. O SCP abdicou do Basquetebol, Hóquei em Patins e Voleibol. O FCP assumia não criar a equipa de Futsal, nem investir no Atletismo. O Voleibol do SLB seria confrontado pelo SC Espinho, com amplo apoio na FPV sediada no Porto. Se houvesse tentativas de adeptos fazerem ressurgir qualquer modalidade - no caso do SCP com adeptos menos "controlados" que os do FCP - as secções seriam autónomas sem qualquer apoio financeiro e logístico das Direcções de SCP ou FCP. Até a "integração" em 2014/15 da secção autónoma de Hóquei em Patins do SCP mostra que o Projecto Roquette faliu!

O último combate
Foram poucos os sportinguistas que se insurgiram no Conselho Leonino contra esta subserviência do SCP ao FCP. Um dos poucos foi João Rocha, como deu conta numa entrevista ao “Record”, meia dúzia de anos depois, mas da qual os “jornalistas” portugueses não ligaram, por medo, desprezo ou incompetência. Por que estaria João Rocha indignado se Roquette conseguira colocar sempre (com o FCP) o SCP na Liga dos Campeões? Isto era "mau" para o SCP?



Porquê da indignação
João Rocha mostrou-se indignado, não pelo facto do pacto permitir ao SCP superiorizar-se ao Benfica, mas sim por quatro motivos:

1. A falta de ética do Projecto Roquette, ao estabelecer um plano maquiavélico, unindo dois clubes (FCP + SCP) para afastar outro (SLB) de competições desportivas, numa estratégia político-económica, extra competência desportiva;

2. A subserviência do SCP ao FCP, admitindo que este era superior, num tempo (finais dos anos 90) quando as sondagens acerca das simpatias clubísticas davam emparelhamento entre os dois clubes (cerca de 21 por cento);

3. O "beijo da morte dos portistas aos sportinguistas", condenando para sempre (pelo menos a longo prazo) o SCP, pois o FCP iria crescer desmesuradamente à custa do enfraquecimento do SCP. O definhamento do SLB seria sempre uma incógnita face à certeza anterior. NOTA DO EDB: João Rocha aos 70 anos (2000) continuava lúcido, como aos 50 anos (1980);

4. O rebaixamento dos dirigentes do SCP perante os do FCP, quando ele passara o seu mandato a "combater as estratégias intriguistas e ilegais de Pinto da Costa". E foi por isso - por perceber que não conseguia derrotar Pinto da Costa, que entretanto - em meados dos anos 80 - estabelecera boas relações com o presidente do SLB, Fernando Martins, que João Rocha decidiu abandonar o SCP (1986) por não encontrar meios para fazer do SCP uma potência do futebol, virando-se para as modalidades.

O SCP bem se aviou com o Projecto Roquette
Agora queixam-se. Até falam em 12 temporadas. Mas há 12 anos (2001/02) conquistaram o último título já alicerçado no entendimento com o FC Porto. Dias da Cunha provocou alguma inconstância quando com aquele grau de imprevisibilidade que o caracteriza nomeou os "Rostos do Sistema" irado por ter o campeonato de 2004/05 "quase-ganho" através de Pedro Proença - no FC Penafiel - SL Benfica - e ter falhado Ricardo & Paraty naquele cabeceamento de Luisão! O Benfica respirou mas com Dias da Cunha "borda-fora" voltou o Projecto Roquette com Soares Franco & Paulo Bento a ficarem quatro vezes em 2.º lugar apoiados nos quatro campeonatos consecutivos do FC Porto. Com Bettencourt e Godinho a não servirem a Pinto da Costa, como se percebe, em relação a Bettencourt nas escutas do "Apito Dourado" dá-se o "Beijo da Morte" do FCP no Sporting CP. Que agora faz Bruno Carvalho esbracejar e estrebuchar.

                     CLASSIFICAÇÕES NO CAMPEONATO NACIONAL
Época
Presidente do SCP
SLB
SCP
FCP
1998/99
 José Roquette
3.º
4.º

1999/00
 José Roquette
3.º

2.º
2000/01
António Dias da Cunha
6.º
3.º
2.º
2001/02
António Dias da Cunha
4.º

3.º
2002/03
António Dias da Cunha
2.º
3.º

2003/04
António Dias da Cunha
2.º
3.º

2004/05
António Dias da Cunha

3.º
2.º
2005/06
 Filipe Soares Franco
3.º
2.º

2006/07
 Filipe Soares Franco
3.º
2.º

2007/08
 Filipe Soares Franco
4.º
2.º

2008/09
 Filipe Soares Franco
3.º
2.º

2009/10
 José Bettencourt

4.º
3.º
2010/11
 José Bettencourt/
 Godinho Lopes
2.º
3.º

2011/12
Godinho Lopes
2.º
4.º

2012/13
Godinho Lopes
2.º
7.º

2013/14
Bruno Carvalho

2
3.º

Até o Beijo da Morte surtir efeito...
Quem mais beneficiou com o Projecto Roquette foi o FC Porto como João Rocha percebera. O Sporting CP também foi conseguindo alguns triunfos, mas que foram escasseando. O Benfica, afinal, era mais difícil de vergar do que "eles" pensavam. O "Glorioso" é uma montanha de pedra. Podem tirar umas "lascas" mas é impossível desmantelar milhões de biliões de toneladas em "Paixão & Emoção".

                  TROFÉUS OFICIAIS ENTRE 1999/2000 e 2013/14 (Pós. PR)
Época
99/
00
00
/01
01/
02
02/
03
03/
04
04/
05
05/
06
06/
07
07/
08
08/
09
09/
10
10/
11
11/
12
12/
13
13/
14
CN
SCP
BFC
SCP
FCP
FCP
SLB
FCP
FCP
FCP
FCP
SLB
FCP
FCP
FCP
SLB
TP
FCP
FCP
SCP
FCP
SLB
V.S
FCP
SCP
SCP
FCP
FCP
FCP
AAC
V.G.
SLB
ST
FCP
SCP
FCP
SCP
FCP
FCP
SLB
FCP
SCP
SCP
FCP
FCP
FCP
FCP
FCP
TL
-
-
-
-
-
-
-
-
V.S
SLB
SLB
SLB
SLB
SCB
SLB
LC
-
-
-
-
FCP
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
LE
-
-
-
FCP
-
-
-
-
-
-
-
FCP
-
-
-
TI
-
-
-
-
-
FCP
-
-
-
-
-
-
-
-
-

Se compararmos trinta épocas, antes e depois...
Quem mais beneficiou com o Projecto Roquette foi o FC Porto. Se dividirmos as últimas três décadas em antes (aPR) e depois (dPR) do Projecto Roquette, o Sporting CP pouco beneficiou, a não ser no início diluindo-se depois. No dPR, o FC Porto conquistou mais quatro troféus, incluindo quatro troféus internacionais. O Benfica os mesmo onze, se bem que, menos um campeonato nacional e menos três Taças de Portugal. O Sporting CP beneficiou nos primeiros tempos, regressando à conquista de campeonatos nacionais (depois de 1981/82), mais duas Taças de Portugal e mais duas Supertaças, muito à conta de finais com o FC Porto. Depois, e rapidamente, tudo acabou! Como seria de esperar. Como João Rocha percebeu! Bruno Carvalho!? Agora é tarde!

    TROFÉUS OFICIAIS ENTRE 1984/85 e 2013/14
Competições
Clubes
84/85 – 98/99
99/00 – 13/14
SLB
FCP
SCP
SLB
FCP
SCP
CN
4
11
-
3
9
2
TP
5
4
1
2
7
3
ST
2
8
2
1
10
4
TL
-
-
-
5
-
-
LC
-
1
-
-
1
-
LE
-
-
-
-
2
-
STE
-
1
-
-
-
-
TI
-
1
-
-
1
-
TOTAIS
11
26
3
11
30
9


Tenho a impressão que vou reviver em 2014/15 as últimas cinco temporadas dos anos 70!

O SL BENFICA tem de vencer o Bicampeonato para dar significado histórico à 33.ª conquista em 2013/14. Que não pode significar o que significam os títulos de 1993/94, 2004/05 e 2009/10. Interromper Bis, Tris, Tetras e tretas do FCP, mas sim iniciar sequências compostas de dois ou três campeonatos consecutivos para o "Glorioso"!

O FC Porto vai "mexer todos os cordelinhos" para não permitir ao Benfica o perigoso ressurgimento com a conquista de mais de um título em sequência, tal como foi conseguido desde que o actual presidente do FCP é... presidente - títulos isolados: 1986/87, 1988/89, 1990/91, 1993/94, 2004/05 e 2009/10.

O Sporting CP percebe que já não tem capacidade financeira (como SLB e FCP), nem capacidade de influenciar entidades ou manipular resultados (como o FCP) e vai ser obrigado a prometer o título - o 2.º lugar em 2013/14 foi bom, mas um 3.º dava expectativas mais baixas - mas enquanto promete o título impossível - terá que ultrapassar, em simultâneo, não um mas dois clubes com mais condições - vai criar manobras de diversão para justificar a falta de dimensão. Vai ser um fartote, logo na pré-época de Julho a meados de Agosto. E depois com a competição "a doer" vai ser um festival Bruno Carvalho!

Isto promete. Nunca mais chega Agosto!

Alberto Miguéns


Plano para Junho
(Previsão sempre à meia-noite)
De 10 para 11: E Se o Vencedor das Eleições na desLiga For...;
De 11 para 12: A Maior Mentira do Futebol Português;
De 12 para 13: Centenário da Gloriosa Natação;
De 13 para 14: Álvaro Gaspar (1913/14 - A Glória Final);
De 14 para 15: Atenção ao "Futeluso - versão 2015";
De 15 para 16: Eu Benfiquista no Museu do FCP by BMG (parte II);
De 16 para 17: Gostava Tanto Que..;
De 17 para 18: Tanta e Tanta Glória Benfica (Golo 17 mil)
18 comentários
comentários
  1. BENFIQUISTA DO CORAÇÃO10/6/14 00:52

    CONCORDO

    ResponderEliminar
  2. Muito bem.
    Curiosa esta compulsão que algumas pessoas têm de procurar atribuir culpas aos adversários do mesmo teor do que eles têm dentro de casa.
    João Rocha era um homem duro e o último grande presidente que o SCP teve. O meu pai conheceu-o e falava de um homem vertical. Foi o primeiro homem que enfrentou o presidente do FCP percebendo o que estava ali. Desgraçadamente para o SCP ninguém depois se aproximou da sua bitola. E teve ainda coragem para denunciar o mais vergonhoso pacto do futebol Português. Vergonhoso.
    E agora temos isto. Não vale a pena pensar que este actual presidente do SCP e as suas opiniões vão muito longe. O tempo e os factos inerentes à realidade de cada um dos 3 clubes e do futebol Português encarregar-se-ão de por as coisas no seu lugar. Quanto mais sei da história do futebol Português menos me surpreendo com a cultura e a prática associada a cada um dos grande clubes de Portugal.
    Saudações Benfiquistas
    VJ

    ResponderEliminar
  3. Excelente Albertp, já conhecia a história há muitos anos mas gosto de a ler só para não me esquecer.

    ResponderEliminar
  4. Uma bela teoria...mas só mostra que não percebeu NADA do que foi o Projecto Roquette. Como não é Sportinguista, não esperava que percebesse, mas ajudava perceber antes de se por com teorias. Nunca foi um projecto desportivo. Foi apenas e só para roubar o Sporting. A parte desportiva era apenas e só para distrair os sócios e adeptos do que se ia passando. Num clube que não ganha títulos e/ou dinheiro, os dirigentes são rapidamente afastados. A tal aliança com o Porto visava impedir isso. E depois, quanto mais dinheiro houvesse, mais haveria para sacar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Cafageste

      O seu comentário deve preocupar os sportinguistas.

      Eu não perceber NADA do PR não aquece nem arrefece o SCP. Agora aqueles que se dizem sportinguistas não perceberem MESMO NADA do que se passou não é grave. É gravíssimo. João Rocha tinha razão. Não era um projecto desportivo, mas segundo João Rocha "era a única maneira de SCP e FCP estarem SEMPRE na Liga dos Campeões (as maiúsculas são minhas mas não sei se JR ao falar não dariam ênfase a esse SEMPRE!).

      Foi o FCP que vos empurrou para a situação actual. Não uma suposta aliança entre o FCP e o SLB. Isso era como aliar Deus e o diabo, este a vestir às riscas, claro!

      Gloriosas Saudações Desportivas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
    2. Não me entenda mal. Sei que o combinado era ficarem os dois nos primeiros lugares. Mas não era com o objectivo de acabar com o Benfica. Esse não era um fim, apenas um bónus. O que era necessário era desviar as atenções dos Sportinguistas para continuar a roubar. Sem títulos ou sem presenças na Champions, a Direcção começaria a ser questionada.
      Passados estes anos, veja o património imobiliário que o Sporting tinha e o que tem. Veja o passivo que tinha e o que tem... Roquette nunca quis saber do Sporting. Apenas do seu bolso. Pena foi termos dado conta disso tão tarde. Depois dele, vieram os "sucessores naturais" em que se criavam as famosas "vagas de fundo" para os apresentar como únicas soluções, chave para todos os problemas e que garantiam que nada transpirava cá para fora sobre as malfeitorias. Soares Franco então, ganhou muito... Mas confio que tudo se saberá e se não formos a tempo de punir os responsáveis, ao menos vão ficar manchados pela vergonha de serem expostos. Isto se tiverem vergonha...

      Quanto à Aliança... Surpreendia-o assim tanto? Ver um presidente que quando estava no Alverca era "de abraço" com o Papa e festejava as vitórias do Porto e, de um momento para o outro, torna-se no grande inimigo? Não acha estranho? Um indivíduo que era sócio dos 3 clubes? Não estará você a confundir os benquistas com o Benfica/Vieira? Aliança dos benfiquistas com o Porto não existe, isso é certo. Mas do Benfica/Vieira com o Porto...? Não estaremos perante uma versão vermelha do Projecto Roquette?

      Eliminar
    3. Caro Cafageste

      Se o SLB ficasse a cada quatro épocas três vezes, no 3.º ou abaixo deste lugar, acontecia-lhe o mesmo que ao SCP. Reduzir receitas nos orçamentos de 100 para 25 milhões de euros e ainda aumentar passivos. Na prática era acabar no sentido de ter "dimensão" para conquistar títulos em Portugal e fazer figura na UEFA.

      Quanto ao segundo parágrafo. Já conheci, não um mas várias situações, em que irmãos - ligação biológica - eram dos mais unidos e "unha com carne" do mundo passarem a ter um ódio de morte! Não conhece "casos" destes!?

      Gloriosas Saudações Desportivas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
    4. Claro que sim. Mas são precisas razões muito fortes para isso acontecer. E é estranho que tenham acontecido precisamente na altura em que Vieira entrou no Benfica. Mas realmente o Fernando Gomes também se "zangou" com o Papa e agora está na FPF...

      Eliminar
  5. Boas

    É impressionante ver os quadros, e ver o domínio do FC Porto . O FC Porto vence pelo menos um troféu desde 1989 , portanto há mais de 20 anos que ganha qualquer coisa , não só internamente como na Europa . Aliás é o único clube português a ganhar troféus europeus nesse período . Era bom reflectir neste aspecto antes de dizer que foi com ajuda dos árbitros .
    Sou d Benfica mas há que reconhecer o mérito do FC Porto .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo

      Quando se vence "folgadamente" cá dentro criam-se mais condições para vencer "lá fora"! Pressão, gestão e descanso facilitado. Veja/ ouça a escuta do Augusto Duarte. Foi para poupar 10 (dez!) jogadores em Aveiro para estarem "folgados" frente ao Deportivo da Corunha.

      Tudo pensado. Ninguém pode negar é que não há "bons pensadores" no FCP!

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  6. Um dos factores que conduziu ao nosso apagamento e depauperamento nas décadas de 90 e 00 foi exactamente isto:

    "...estabelecera boas relações com o presidente do SLB, Fernando Martins,..."

    Fernando Martins (paz à sua alma) foi completamente cilindrado por esta "amizade" e muitas das opções que tomou ao longo dos seus mandatos hipotecaram essas duas décadas (claro que todo o circo e desvairamento de Damásio, Vilarinho e Vale e Azevedo ajudaram, e muito, à festa).

    Quanto ao projecto Roquette, 100% de acordo. Estranho muito que os Sportinguistas se alheiem desta realidade e nunca a discutam (se calhar não o fazem por manifesta vergonha).

    ResponderEliminar
  7. boas tardes. sera possivel dizer-me os titulos ganhos pelos seguintes treinadores: Mario palma, teotolio lima.
    obrigado, pela atençao

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Vítor Catita

      Mário Palma
      5 temporadas (1991/92 - 1995/96)
      4 campeonatos nacionais
      5 Taças de Portugal
      3 Supertaças
      4 Taças da Liga

      Teotónio Lima
      12 épocas (1956/57 - 1964/65 e 1972/73 - 1974/75)
      6 campeonato nacional
      5 campeonatos metropolitanos
      5 Taças de Portugal
      8 campeonatos regionais

      Eliminar
    2. Caro Alberto,

      De 1968/69 a 1970/71 não foi o Teotónio Lima?

      Saudações benfiquistas

      Eliminar
    3. Não foi. Era o José Alberto

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  8. Muito bem, era isto que gostava de ver LFV ou alguém do clube dizer para desmascarar estas declarações sem qualquer tipo de fundamento deste presidente do Sporting. Bastava lembrar essa entrevista do João Rocha para o calar, se calhar não sabe o que era o Projecto Roquette.


    Saudações

    JRocha.

    ResponderEliminar
  9. obrigado pela imformaçao. ja agora podia_me dizer os titulos ganhos e golos marcados pelo treinador do benfica (femenino) paulo almeida? e do vitor fortunado ?

    ResponderEliminar
  10. Incrível como 1 ano e 1 mês depois, esta crónica continua actual, sendo agora importantíssimo o carimbo do TRi!

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail