Vencer e o Resto é Conversa | Em Defesa do Benfica -->
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

15/05/2021

Vencer e o Resto é Conversa

15/05/2021 + 0 Comentários

EM MAIS UM «DÉRBI DE LISBOA» QUE SEJA A VITÓRIA N.º 183 E OS GOLOS: 730, 731, 732….

 


Que o Benfica quebre a invencibilidade do Sporting CP.

 

A jornada já se iniciou

Mas o grande jogo está agendado para as seis da tarde, na «Catedral».

 


Um sucesso colocará “pressão” na ida do FC Porto a Vila do Conde

Embora o segundo lugar e o terceiro classificados, estejam praticamente, definidos.

 


NOTA: assim que for divulgada, neste sábado, a lista dos futebolistas convocados será feita a habitual previsão de um treinador agora sem poder sair do sofá.

 

Com convocatórias no dia do jogo

Permite aos adeptos tentarem adivinhar as mesmas quando o que é hábito é tentar adivinhar o onze inicial. Face às lesões de André Almeida, Samaris e Jardel, além de Gilberto castigado por acumulação de admoestações cartões amarelos, os 20 escolhidos devem ser:

 

2 (1): Helton e Odysseas (Svilar também deve estar convocado embora não seja divulgado);

7 (5): Diogo Gonçalves, Lucas Veríssimo, Otamendi, Vertonghen, Grimaldo, Morato e Nuno Tavares;

8 (4): Weigl, Gabriel, Taarabt, Pizzi e Waldschmidt; Rafa, Pedrinho e Everton;

3 (1): Darwin, Gonçalo Ramos e Seferovic.

 

Conhecendo Jorge Jesus

Cervi e Chiquinho serão os “bodes expiatórios” desta temporada de 2020/2021. Gonçalo Ramos “salvou-se” de os acompanhar por dois golos na Choupana!

 

   ASSIM VAI O PLANTEL DE 28 GLORIOSOS


NOTAS: Minutos jogados; TitularSuplente utilizado;  Suplente não utilizadoConvocado não utilizado; Convocado dispensado; L - Lesionado; L* - Lesionado durante o aquecimento; S – Convocados para as Seleções Nacionais; NC – Não Convocado (só jogos na pré-temporada); N – Não estava contratado; NI – Não Inscrito na UEFA; V – Suspenso com cartão vermelho directo; A – Suspenso por acumulação de cartões amarelos; A – Assistências para goloG – Golos

 

Joga-se o Benfica/Sporting CP há 38 980 minutos

Correspondentes a 27 dias, ou seja, quase um mês a jogar futebol consecutivamente. O Benfica marca, em média, a cada 53 minutos enquanto o adversário tem uma média de 56 minutos. Vantagem do «Glorioso».

 

Apenas campeonato nacional

O Benfica na última década é esmagador:

1. No total “casa/fora”, em 21 jogos (2010/11 a 2020/21) o «Glorioso» regista onze vitórias (52 por cento), sete empates (34 por cento) e três derrotas (14 por cento). Em golos: 29/16, ou seja, quase o dobro (seriam 32);

2. No terreno do «Glorioso», em dez jogos (2010/11 a 2019/20) o «Glorioso» regista seis vitórias (60 por cento), três empates (30 por cento) e uma derrota (10 por cento). Em golos: 14/8, ou seja, quase o dobro (seriam 16).

 

OS ÚLTIMOS 37 SLB vs Sporting CP

Jogo

N.º

Época

Comp

Sit

V

E

D

400

2008/

2009

TG

N

0-2

401

CN

C

2-0

402

CN

F

2-3

403

TL

N

1-1

V 3-2gp

404

2009/

2010

CN

F

0-0

405

TL

F

4-1

406

CN

C

2-0

407

2010/

2011

CN

C

2-0

408

CN

F

2-0

 

 

409

TL

C

2-1

410

2011/

2012

CN

C

1-0

411

CN

F

0-1

412

2012/

2013

CN

F

3-1

413

CN

C

2-0

414

 

2013/

2014

TH

N

1-2

415

CN

F

1-1

416

TP

C

4-3

417

CN

C

2-0

418

2014/

2015

TH

N

0-1

419

CN

C

1-1

420

CN

F

1-1

421

2015/

2016

ST

N

0-1

422

CN

C

 

 

0-3

423

TP

F

 

 

1-2

424

CN

F

1-0

425

2016/

2017

CN

C

2-1

 

 

426

CN

F

 

1-1

 

427

2017/

2018

CN

C

 

1-1

 

428

CN

F

 

0-0

 

429

 

2018/

2019

CN

C

 

1-1

 

430

CN

F

4-2

 

 

431

TP

C

2-1

 

 

432

TP

F

 

 

0-1

433

2019/

2020

ST

N

5-0

 

 

434

CN

F

2-0

 

 

435

CN

C

2-1

 

 

436

2020/

2021

CN

F

 

 

0-1

437

CN

C

 

 

 

TOTAIS

37 J - 18 - 9 - 10 (55/35)

NOTA: em destaque nas temporadas os clubes campeões nacionais; em destaque jogos como visitado para o Campeonato Nacional; destaques para outras competições  como visitados

 

As diferenças no Dérbi de Lisboa

Nos totais o que se espera. Em 436 jogos, mais 18 vitórias (182/164) e mais 36 golos (729/693). A grandeza pode medir-se. Mesmo com um jogo que se repete há quase 114 anos (1 de Dezembro de 1907-2021).

 

JOGOS TOTAIS POR COMPETIÇÃO com Sporting CP

Competição

Títulos e

Troféus

J

V

E

D

GM

GS

TOTAIS*

SLB

SCP

436

182

90

164

729

693

Campeonato Nacional

37 (+18)

19

173

81

45

47

296

231

Taça de Portugal

29 (+ 8)

21

43

18

3

22

74

87

Supertaça

8 (=)

(=)

6

2

1

3

9

8

Taça da Liga

(+ 4)

3

3

2

1

-

7

3

Campeonato Regional

10

18 (+ 8)

83

31

15

37

138

140

Taça Honra Lisboa

18 (+ 5)

13

29

13

4

12

42

39

Torneios**

-

-

46

13

10

23

67

78

Particulares

-

-

53

22

11

20

96

107

NOTAS: * Mais três vitórias do "Glorioso" por falta de comparência do Sporting CP; ** Inclui torneios oficiais organizados pela AFL (Taça da AFL, por exemplo) e pela FPF (Taça da Federação em 1976/77, por exemplo)

 

 

Benfica "esmagador" nos seus estádios

São mais do dobro das vitórias em relação às derrotas (mais 46 que as 43 do adversário). Em 15 competições, seis oficiais, oito torneios e encontros particulares é no campeonato nacional que o "Glorioso" faz valer o garrido do "Manto Sagrado". Mais 32 vitórias - 47 do SLB e 15 do SCP - com os 47 sucessos a suplantarem em oito os 39 insucessos (24 empates e 15 derrotas). É o Benfica! Quando se diz que no Dérbi o que está pior é favorito ou que num Dérbi o resultado é incerto devem ter sido alguns sportinguistas a inventar estas "tretas". No campeonato nacional mais 55 por centro de vitórias (47) em relação aos 24 empates e 15 derrotas (35 por cento) e 42 por cento dos títulos de campeão nacional para 22 por cento do Sporting CP: 37 títulos em 87 para 19 troféus do Sporting CP.

 

JOGOS NOS ESTÁDIOS DO "GLORIOSO" POR COMPETIÇÃO com Sporting CP

Competição

J

V

E

D

GM

GS

TOTAIS

171

89

39

43

328

239

Campeonato Nacional

86

47

24

15

170

107

Taça de Portugal

14

8

3

3

30

20

Supertaça

2

1

-

1

2

4

Taça da Liga

1

1

-

-

2

1

Campeonato Regional

34

17

5

12

65

52

Taça Honra Lisboa

7

2

2

3

10

13

Torneios (8)

13

6

2

5

17

16

Particulares

14

7

3

4

32

26

 

Valores inequívocos

Em 86 edições entretanto concluídas no campeonato nacional, são 47 sucessos/vitórias (55 por cento) para 39 insucessos – empates e derrotas (45 por cento). Em diferença de golos a fasquia está nos 63 (170 marcados para 107 sofridos). O Benfica marca dois golos por jogo (1.97) e sofre pouco mais do que um (1.24). Em média (goal-average) são 1.59, ou seja, a caminho do dobro.

 

87 CAMPEONATOS NACIONAIS (1934/35 – 2020/21)

ÉPOCA

Melhor

Pior

CASA

FORA

1934/35

2.º

3.º

1-1

1-3

1935/36

1

3.º

3-1

4-2

1936/37

2

3.º

5-1

4-1

1937/38

3

3.º

3-2

2-2

1938/39

2.º

3.º

1-4

1-0

1939/40

2.º

4.º

1-3

1-3

1940/41

1

4.º

2-4

2-1

1941/42

4

2.º

4-3

4-1

1942/43

5

2.º

2-1

2-3

1943/44

2

2.º

5-4

0-1

1944/45

6

2.º

4-1

2-0

1945/46

2.º

3.º

7-2

3-4

1946/47

3

2.º

3-1

1-6

1947/48

4

2.º

1-4

3-1

1948/49

5

2.º

3-3

1-5

1949/50

7

2.º

2-3

2-1

1950/51

6

3.º

1-3

2-2

1951/52

7

2.º

2-3

3-2

1952/53

8

2.º

2-3

1-3

1953/54

9

3.º

0-2

2-3

1954/55

8

3.º

1-1

1-0

1955/56

2.º

4.º

3-0

3-1

1956/57

9

4.º

1-1

0-1

1957/58

10

3.º

2-0

0-2

1958/59

2.º

4.º

4-0

1-2

1959/60

10

2.º

4-3

1-1

1960/61

11

2.º

1-0

1-1

1961/62

11

3.º

3-3

1-3

1962/63

12

3.º

4-3

3-1

1963/64

13

3.º

2-2

1-3

1964/65

14

5.º

3-0

2-2

1965/66

12

2.º

2-4

2-0

1966/67

15

4.º

3-0

1-1

1967/68

16

2.º

1-0

1-3

1968/69

17

5.º

0-0

0-0

1969/70

13

2.º

1-1

0-1

1970/71

18

2.º

5-1

1-1

1971/72

19

3.º

2-1

3-0

1972/73

20

5.º

4-1

2-1

1973/74

14

2.º

2-0

5-3

1974/75

21

3.º

1-1

1-1

1975/76

22

5.º

0-0

3-0

1976/77

23

2.º

2-1

0-3

1977/78

2.º

3.º

1-0

1-1

1978/79

2.º

3.º

5-0

1-0

1979/80

15

3.º

3-2

1-3

1980/81

24

3.º

1-1

1-1

1981/82

16

2.º

1-1

1-3

1982/83

25

3.º

1-0

0-1

1983/84

26

3.º

1-1

1-0

1984/85

2.º

3.º

3-1

0-1

1985/86

2.º

3.º

1-2

0-0

1986/87

27

4.º

2-1

1-7

1987/88

2.º

4.º

4-1

1-1

1988/89

28

4.º

2-0

2-0

1989/90

2.º

3.º

2-1

1-0

1990/91

29

3.º

1-1

2-0

1991/92

2.º

4.º

 2-0

0-0

1992/93

2.º

3.º

1-0

0-2

1993/94

30

3.º

2-1

6-3

1994/95

2.º

3.º

2-0

0-1

1995/96

2.º

3.º

0-0

0-2

1996/97

2.º

3.º

1-0

0-1

1997/98

2.º

4.º

0-0

4-1

1998/99

3.º

4.º

3-3

2-1

1999/00

17

3.º

0-0

1-0

2000/01

3.º

6.º

3-0

0-3

2001/02

18

4.º

2-2

1-1

2002/03

2.º

3.º

1-2

2-0

2003/04

2.º

3.º

1-3

1-0

2004/05

31

3.º

1-0

1-2

2005/06

2.º

3.º

1-3

1-2

2006/07

2.º

3.º

1-1

2-0

2007/08

2.º

4.º

0-0

1-1

2008/09

2.º

3.º

2-0

2-3

2009/10

32

4.º

2-0

0-0

2010/11

2.º

3.º

2-0

2-0

2011/12

2.º

4.º

1-0

0-1

2012/13

2.º

7.º

2-0

3-1

2013/14

33

2.º

2-0

1-1

2014/15

34

3.º

1-1

1-1

2015/16

35

2.º

0-3

1-0

2016/17

36

3.º

2-1

1-1

2017/18

2.º

3.º

1-1

0-0

2018/19

37

3.º

1-1

4-2

2019/20

2.º

4.º

2-1

2-0

2020/21

19

3/2.º

 

0-1

 

Casa:  086 J – 47 V 24 E15 D     170/107

Fora:  087 J – 34 V21 E – 32 D     126/124

Total:  173 J – 81 V45 E47 D    296/231

                                   (+ 34 V)                       (+ 65 GM)

NOTAS: Há três resultados (dois em casa: 1951/52 e 1994/95 e um fora: 1951/52) "diferentes" do que o Almanaque tovariano e o portal www.zerozero.pt registam e depois copiados para a generalidade dos media que estão "explicados" no texto publicado em 10 de Fevereiro de 2015: «Contra Factos Não Há Argumentos» (clicar) para os jogos em 1951/52. É uma evidência pois não podia jogar três vezes consecutivas em casa e depois, na segunda volta, três vezes consecutivas “fora”. Parem de inventar e aldrabar a História do Futebol.
Quanto ao jogo de 1994/95, a explicação, em 27 de Março de 2013: «Homologar e Desomologar» (clicar)

 

Em jeito de conclusão

Chegar primeiro, pensar primeiro, ajudar primeiro, desmarcar-se primeiro, defender primeiro, atacar primeiro e marcar primeiro eis a receita "fácil" para se vencerem os "Derbies"!

 

Carrega Benfica!

 

Alberto Miguéns

Enviar um comentário

Subscrever este blogue

Apoio de: