Este Garrote Que Nos Asfixia | Em Defesa do Benfica -->
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

07/05/2021

Este Garrote Que Nos Asfixia

07/05/2021 + 10 Comentários

COM O FC PORTO A JOGAR NA «CATEDRAL» COMO SE ESTIVESSE NO SEU ESTÁDIO. INCONCEBÍVEL.


Os resultados do FC Porto no estádio do Benfica passaram a ser semelhantes aos conseguidos quando recebe o «Glorioso». É urgente inverter esta situação pois torna a obtenção de classificações acima do adversário mais problemáticas. Como que há uma subserviência que não se tolera do Clube com mais títulos (37) para um com menos oito (29). No terreno do clube que é o «Campeão dos Campeões» na principal competição portuguesa.

 

Em duas décadas

Resultados (Vitórias/Derrotas): O FC Porto só tem mais três vitórias "em casa" que na «Catedral» (11/8) e só mais uma derrota (3/4). Joga à vontade e confiança como nunca teve. O Benfica tem de ser categórico e não "pensar" que está a defrontar um gigante europeu que o FC Porto não é! Tem capacidade para fazer melhores jogos na UEFA mas não é o "papão" que os media portugueses fazem ou querem fazer passar.

Resultados (Totais de golos): O FC Porto consegue ter um golo de média por jogo - vinte golos em vinte jogos. Superior ao Benfica que marcou 16 em duas décadas. Em nossa casa temos de ser nós a mandar.

Resultados (Golos marcados): O Benfica regista sete jogos sem marcar golos (o FCP tem seis!) O Benfica marcou um golo em dez jogos (o FCP tem nove jogos em que marcou um golo). E são três jogos - consecutivos - com dois golos marcados (o FCP tem mais um...quatro!). Desde 1997/98 que o Benfica não marca três golos num jogo. O FC Porto/Proença marcou, num jogo, em 2011/12. 


Urge modificar "isto"! Não é tolerável.


20 CAMPEONATOS NACIONAIS (2001/02 – 2020/21)

ÉPOCA

Melhor

Pior

CASA

FORA

2001/02

3.º

4.º

0-0

2-3

2002/03

19

2.º

0-1

1-2

2003/04

20

2.º

1-1

0-2

2004/05

31

2.º

0-1

1-1

2005/06

21

3.º

1-0

2-0

2006/07

22

3.º

1-1

2-3

2007/08

23

4.º

0-1

0-2

2008/09

24

3.º

1-1

1-1

2009/10

32

3.º

1-0

1-3

2010/11

25

2.º

1-2

0-5

2011/12

26

2.º

2-3

2-2

2012/13

27

2.º

2-2

1-2

2013/14

33

3.º

2-0

1-2

2014/15

34

2.º

0-0

2-0

2015/16

35

3.º

1-2

0-1

2016/17

36

2.º

1-1

1-1

2017/18

28

2.º

0-1

0-0

2018/19

37

2.º

1-0

2-1

2019/20

29

2.º

0-2

2-3

2020/21

2.º

3.º

1-1

1-1

 

Casa:  020 J – 04 V – 08 E – 08 D (- 4)    16/20 (- 4)

Fora:  020 J – 03 V – 06 E – 11 D (- 8)     22/35 (- 13)

Total:  040 J – 07 V – 14 E – 19 D (-12)    38/55 (- 17)


Não vou colocar-me a fazer comparações com épocas no século XX

Mas ficam os resultados para quem as quiser fazer. Há uma nota que importa registar. Entre 1987/88 e 1992/93 o Benfica regista seis temporadas consecutivas sem vencer, mas foram cinco empates (4 + 1) e uma derrota. Nestas épocas as arbitragens eram muito mais desfavoráveis ao Benfica que na actualidade. O capitão do FC Porto (João Pinto) é que "arbitrava" pois o jogo decorria conforme interessava ao FC Porto:

1987/88 (Rosa Santos/Beja; primeira volta)

1988/89 (Carlos Valente/Setúbal; primeira volta)

1989/90 (Veiga Trigo/Beja; segunda volta)

1990/91 (Rosa Santos/Beja; primeira volta)

1991/92 (Fortunato Azevedo/Braga; segunda volta)

1992/93 (Veiga Trigo/Beja; segunda volta)

 

87 CAMPEONATOS NACIONAIS

ÉPOCA

Melhor

Pior

CASA

FORA

1934/35

1

3.º

3-0

1-2

1935/36

1

2.º

5-1

2-2

1936/37

2

4.º

6-0

1-2

1937/38

3

2.º

3-1

2-2

1938/39

2

3.º

4-1

3-3

1939/40

3

4.º

2-3

2-4

1940/41

2.º

4.º

3-2

2-5

1941/42

4

4.º

5-1

1-4

1942/43

5

7.º

12-2

4-2

1943/44

2.º

4.º

6-3

2-2

1944/45

6

4.º

7-2

3-4

1945/46

2.º

6.º

4-0

2-0

1946/47

2.º

3.º

4-0

2-3

1947/48

2.º

5.º

4-1

2-0

1948/49

2.º

4.º

1-1

3-4

1949/50

7

5.º

3-2

1-0

1950/51

2.º

3.º

0-2

2-5

1951/52

2.º

3.º

2-0

0-3

1952/53

2.º

4.º

2-1

1-2

1953/54

2.º

3.º

2-2

3-5

1954/55

8

4.º

1-0

0-3

1955/56

4

2.º

1-1

0-3

1956/57

9

2.º

3-2

0-3

1957/58

2.º

3.º

2-3

0-1

1958/59

5

2.º

1-1

0-0

1959/60

10

4.º

2-1

2-2

1960/61

11

3.º

2-0

2-3

1961/62

2.º

3.º

1-1

1-2

1962/63

12

2.º

1-2

2-1

1963/64

13

2.º

2-2

1-1

1964/65

14

2.º

4-0

0-1

1965/66

2.º

3.º

3-1

0-2

1966/67

15

3.º

3-0

1-1

1967/68

16

3.º

3-2

1-1

1968/69

17

2.º

0-0

0-1

1969/70

2.º

9.º

2-0

2-1

1970/71

18

3.º

2-2

0-4

1971/72

19

5.º

1-0

3-1

1972/73

20

4.º

3-2

2-2

1973/74

2.º

4.º

2-1

1-2

1974/75

21

2.º

0-1

3-0

1975/76

22

4.º

2-3

3-2

1976/77

23

3.º

3-1

1-0

1977/78

6

2.º

0-0

1-1

1978/79

7

2.º

1-1

0-1

1979/80

2.º

3.º

0-0

1-2

1980/81

24

2.º

1-0

1-2

1981/82

2.º

3.º

3-1

1-2

1982/83

25

2.º

3-1

0-0

1983/84

26

2.º

1-0

1-3

1984/85

8

3.º

0-1

0-2

1985/86

9

2.º

0-0

0-2

1986/87

27

2.º

3-1

2-2

1987/88

10

2.º

1-1

0-3

1988/89

28

2.º

0-0

0-0

1989/90

11

2.º

0-0

0-1

1990/91

29

2.º

2-2

2-0

1991/92

12

2.º

2-3

0-0

1992/93

13

2.º

0-0

0-1

1993/94

30

2.º

2-0

3-3

1994/95

14

3.º

1-1

1-2

1995/96

15

2.º

2-1

0-3

1996/97

16

2.º

1-2

1-3

1997/98

17

2.º

3-0

0-2

1998/99

18

3.º

1-1

1-3

1999/00

2.º

3.º

1-0

0-2

2000/01

2.º

6.º

2-1

0-2

2001/02

3.º

4.º

0-0

2-3

2002/03

19

2.º

0-1

1-2

2003/04

20

2.º

1-1

0-2

2004/05

31

2.º

0-1

1-1

2005/06

21

3.º

1-0

2-0

2006/07

22

3.º

1-1

2-3

2007/08

23

4.º

0-1

0-2

2008/09

24

3.º

1-1

1-1

2009/10

32

3.º

1-0

1-3

2010/11

25

2.º

1-2

0-5

2011/12

26

2.º

2-3

2-2

2012/13

27

2.º

2-2

1-2

2013/14

33

3.º

2-0

1-2

2014/15

34

2.º

0-0

2-0

2015/16

35

3.º

1-2

0-1

2016/17

36

2.º

1-1

1-1

2017/18

28

2.º

0-1

0-0

2018/19

37

2.º

1-0

2-1

2019/20

29

2.º

0-2

2-3

2020/21

2.º

3.º

1-1

1-1

 

Casa:  087 J – 43 V – 27 E – 17 D     168/088

Fora:  087 J – 14 V – 22 E – 51 D     101/168

Total:  173 J – 57 V – 48 E – 68 D    269/256

                                                    (- 11 V)    (+ 13 G)


Acaba com isto, Benfica!

 

Alberto Miguéns


 

  1. "COM O FC PORTO A JOGAR NA «CATEDRAL» COMO SE ESTIVESSE NO SEU ESTÁDIO. INCONCEBÍVEL."

    Certamente caro Alberto Miguéns!
    Alias, as estatísticas do jogo e a arbitragem são típicas de quando o Benfica vai ao dragão.

    E como se isso não bastasse, olha-se para o camarote e o único presidente presente é Pinto da Costa. Tal como nos jogos do Benfica no dragão.

    Acho que é tempo de os sócios questionarem o porque da constante ausência do presidente do Benfica, em tudo o que seja relacionado com o clube. Nao fala, nao dá a cara em lado nenhum...

    Se existem condicionantes que o impedem de exercer o cargo para o qual foi eleito, seja saúde física ou mental ou assuntos pessoais/profissionais extra Benfica, é imperativo que os sócios sejam postos ao corrente! Um clube como o Benfica nao pode ter um presidente apenas no papel! É preciso um líder presente!

    Nao podemos andar mais 3 anos e meio nisto! Nao é justo e os benfiquistas nao votaram nisto, nao merecem!

    ResponderEliminar
  2. Acaba Benfica, com isto..De rastos Sr Miguens, fazem o que lhes dá na gana ao nosso clube, no nosso estádio. Escandaloso.

    ResponderEliminar
  3. O garrote que nos asfixia e esta vil tristeza para que dirigentes sem prática e alma benfiquistas nos estão a atirar, caro Alberto. Acrescento aos seus «Acorda Benfica!» e «Acaba com isto Benfica!», o meu entendimento do significado deles: Acordemos, e ajamos, benfiquistas! É hora!

    ResponderEliminar
  4. Há um garrote que nos asfixia, chama-se Luis Filipe Vieira, um homem que vai destruindo pouco a pouco o ânimo dos sócios e a fibra dos benfiquistas.

    Vieira bateu todos os recordes possíveis no Benfica, depois de entrar no Clube pela porta do cavalo, tendo ainda tempo para falir uma SAD e fazer um negocio de 5M com essa SAD, em nome do Benfica. Foi esta a sua carta de apresentação.

    No Benfica, os seus maiores recordes - ajudou o clube do qual foi sócio 24 anos a ser Campeão Europeu, a ganhar a Taça Uefa e a Liga Europa, a ser campeão invicto por duas vezes, a ter a maior série de vitórias sobre o Benfica, a ganhar uma Taça de Portugal ao Benfica no Jamor pela 1ª vez no reinado de Pinto da Costa, a ganhar um Campeonato em plena Luz, e agora, como cereja no topo do bolo, deu uma mãozinha para o outro clube do qual também foi sócio a acabar um jejum de 18 anos.
    Entretanto, en passant, o clube do qual foi sócio 24 anos, conseguiu ultrapassar-nos em vitórias no confronto directo, e ainda teve tempo para sermos goleados no Dragão por 5-0, e ficar a mais de 20 pontos desse clube.

    Para apresentar, ganhou 7 campeonatos em 20 épocas a mandar no futebol, e uns extraordinários , estratosféricos 3 (TRES) Taças de Portugal. Fogutes ainda pelas duas finais europeias perdidas, uma competição muito complicada, como o comprovam as 5 vitórias do Sevilha, esse colosso europeu. Por pudor nem vou mencionar alguns clubes que também foram a finais da LE, um deles um tal Sporting e outro um tal de Braga (também neste glorioso reinado do grande líder perdemos pela 1ª, e 2ª vez na Luz com o Braga).

    Nós os pulhas, os ingratos, aqueles que não merecemos esta grandiosa obra, só temos de aceitar que são coisas que acontecem, afinal isto é só futebol.

    Mas como tenho bom coração, espero que o homem tenha melhorado das dores nas costas que o impediram de estar ontem na Luz, mas talvez os tratamentos ainda permitam que na segunda possa estar no parlamento.

    É continuar, mais uma oportunidade, a gratidão é uma coisa bonita, e temos de nos curvar perante tão grande obra.

    Viva o Benfica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para as dores das costas vai à piscina do Sporting, mas só para curar.
      Porque as piscinas do Benfica são direitas demais para que anda tão curvado...

      Eliminar
    2. Grande resposta Sérgio.

      Eliminar
  5. Há anos que me insurgo contra isto, mas era pregar no deserto, hoje em dia parece que muita gente está a acordar mas ainda não é suficiente para correr com o pulha dali para fora, mas a seu tempo esse dia chegará

    ResponderEliminar
  6. Caro Alberto Miguéns por aqui podemos chamar pulha ao Presidente do Benfica entre outras simpáticas palavras, mas direito ao contraditório é que nem pensar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Miguel

      Aqui pode-se dar qualquer opinião. Toda a opinião mesmo que discorde(m) totalmente da(s) minha(s) ou de algum leitor. Não se pode insultar só por insultar ou insultar porque se tem uma opinião contrária. quem tem opinião é escrever e será publicado mas não é insultar terceiros por terem opinião diferente mesmo contrária.

      Saudações Gloriosas

      Alberto Miguéns

      NOTA1: Posso falhar ao não publicar comentários que devem ser publicados e já tenho eliminado inadvertidamente por fazê-lo à pressa, pois geralmente, só tenho tempo para o blogue, entre depois de jantar e a meia-noite. Há semanas de trabalho em que de manhã até ao jantar só tenho acesso à caixa de correio eletrónica porque necessita dela para trabalhar;

      NOTA2: elimino muitos comentários de insulto gratuito a "funcionários/dirigentes" do Clube. Desde que o presidente chamou pulhas a Benfiquistas, mesmo alguns, sujeitou-se a que lhe chamem pulha. Eu ainda não o fiz (tenho ideia disso) mas posso fazê-lo porque ele legitimou essa adjectivação. Quem quer ser respeitado tem que se dar ao respeito.

      AM

      Eliminar
  7. Votei na actual direção e admito que errei , a situação que o Benfica atravessa desportivamente é difictl de suportar e esta direção mais concretamente o Presidente está bastante fragilizado e o clube está a pagar por isso mesmo.

    ResponderEliminar

Subscrever este blogue

Apoio de: