09/01/2019 - 10/01/2019
A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o SL Benfica e a sua Gloriosa História. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

16/09/2019

Não Descolam

16/09/2019 + 0 Comentários
MAS VAI SER UMA QUESTÃO DE TEMPO.


Tal a diferença entre o futebol do Benfica e do FC Porto, em que tudo é feito em esforço.

A próxima jornada é interessante. O líder isolado (mais um ponto) desloca-se ao campo do Sporting CP para encerrar a ronda 6 na segunda-feira, enquanto o Benfica joga no sábado em Moreira de Cónegos e o FC Porto recebe a Delegação do Benfica em Ponta Delgada, o CD Santa Clara. Emoções ao rubro.

Antes da “ordem do dia” (o que estava previsto para hoje) – fazer o “balanço” da 5.ª jornada depois de toda concluída - responder a duas questões que me foram colocadas na “Catedral”.

É “normal” o que se está a passar com Nuno Tavares que passou de titular indiscutível para convocado não utilizado?
Ser “normal” é! Por isso está a acontecer. É isto que o Futebol tem de fantástico porque os intervenientes efectivos não se regem pela lógica de quem é treinador de bancada e sofá! Para estes a lógica seria o defesa-esquerdo Nuno Tavares depois de andar a fazer um curso intensivo (criar rotinas) a defesa-direito – sete jogos consecutivos, com os seis últimos completos – ser uma “mais valia” pois estando no banco de suplentes seria sempre opção para a esquerda (se Grimaldo tiver que sair), mas também para a direita em caso de impedimento durante o jogo de André Almeida. Mais valia, eu, estar calado!

Há assistências para autogolos?
Claro que não! Um autogolo é uma jogada de infelicidade de um futebolista que facilita o “trabalho” do adversário marcando um golo na própria baliza. Assistir alguém para golo é solicitar um companheiro para este fazer um golo. Assistir não é chutar uma bola e depois um adversário ao querer anular o lance introduzir a bola na sua baliza. Chamar a isso uma “assistência para golo” é simplesmente estúpido. Será mais uma assistência para auto-golo. Quem diz isso devia estar calado e nem a assistir na bancada devia estar quando mais falar…


Ainda acerca deste tema – desvirtuar os conceitos tradicionais do futebol que remontam ao seu início no século XIX – está a nova teoria acerca dos «Dérbies». Um Dérbi começou por ser, em Inglaterra, o jogo decisivo no campeonato, ou seja, o mais importante da temporada pois definia o campeão. Como houve temporadas, sempre em Inglaterra, em que havia dois ou três jogos na última jornada ou penúltima para encontrar o campeão passou a considerar-se Dérbi o “jogo mais importante da cidade”. Agora… não! É um jogo entre clubes da mesma cidade até da mesma região. No Minho há carradas de dérbies. Na Madeira idem, aspas, aspas. Ora na II Divisão (série 2) do campeonato distrital de Lisboa, em 2019/20 vão realizar-se, só nesta “pequena divisão” nada mais, nada menos que 24 Dérbies pois há cinco clubes de Lisboa a disputar a mesma divisão! Cinco: CF "Os Belenenses", ADC Encarnação e Olivais, CD Santo António de Lisboa, Recreativo Águias da Musgueira e CD Olivais e Moscavide (o campo de jogos é em Lisboa). E podiam ser muito mais. O UD Alta de Lisboa, o SF Palmense, o Atlético CP e o Clube Futebol Benfica estão na divisão acima. E ainda mais acima encontram-se o Clube Oriental de Lisboa, o Casa Pia AC, o Sporting CP e o SL Benfica. Se é que não me esqueci de algum! Talvez falte um para serem 14. E falta. O Sport Lisboa e Olivais está na III Divisão Distrital. Mais o Operário FC Lisboa e o CDOM Parque das Nações são 16. Até dava para fazer um campeonato com 30 jornadas sempre com «dérbies". Oito dérbies a cada fim-de-semana!
O que já podia ter ocorrido se dérbies não fosse o que realmente é! Olhem no tempo dos antigos campeonatos regionais de Lisboa que até 1946/47 apuravam os quatro primeiros classificados para se jogar o campeonato nacional com os campeões de outras regiões: 
SL Benfica
Sporting CP
Clube Internacional de Futebol
SC Império
Foot-Ball Cruz Negra
SU Belenense
Ajudense FC
CF "Os Belenenses"
Casa Pia AC
Unidos FC Lisboa
União Futebol Lisboa
Carcavelinhos FC
Chelas FC
Marvilense FC
GD "Os Fósforos"
Muitas vezes dez destes clubes em simultâneo da I Divisão Distrital
   
Desde que o Sporting CP conquistou o último título de campeão nacional
Que em dez (59 por cento) dos 17 campeonatos disputados os quatro primeiros foram FC Porto, SL Benfica, Sporting CP e SC Braga. Os sete “fora da caixa” foram os seis do SC Braga abaixo do 4.º lugar e o de 2012/13 com o Sporting CP em 7.º (FC Paços de Ferreira em 3.º lugar). Em 17 temporadas não há nenhuma com dois destes quatro clubes abaixo do quarto lugar, em simultâneo. Há sempre três (em quatro) nos quatro primeiros classificados. Um domínio avassalador.

ÚLTIMOS 17 CAMPEONATOS NACIONAIS 2002/2003 – 2018/19
Clubes
Tot
CN
2.º
3.º
4.º
Out
FC Porto
17
10
4
3
-
-
SL Benfica
17
7
6
3
1
-
Sporting CP
17
-
6
8
2
7.º
SC Braga
17
-
1
1
9
* (6)
TOTAIS
17
17
15 **
12 ***
-
NOTAS:  * SC Braga (6): 14.º em 2002/03; 5.º em 2003/04; 7.º em 2007/08; 5.º em 2008/09; 9.º em 2013/14; e 5.º em 2016/17;  
** 3.º classificado (2): Vitória SC (Guimarães) em 2007/08 (SLB em 4.º lugar); FC Paços de Ferreira em 2012/13 (Sporting CP em 7.º lugar)
*** 4.º classificado (5): Vitória SC (Guimarães) em 2002/03 e 2016/17 (2); CD Nacional (Choupana) em 2003/04 e 2008/09 (2); GD Estoril Praia em 2013/14 (1)

Quando estão cumpridas cinco das 34 jornadas
Apenas dois clubes estão invictos nos cinco jogos realizados: FC Famalicão e Boavista FC.

CAMPEONATO NACIONAL 2019/20
J
RES
S
Adversário
FCP
SCP
SCB
01
V 5-0
C
FC Paços de Ferreira
+ 3
+ 2
=
02
V 2-0
F
B - SAD
+ 3
+ 2
+ 3
03
D 0-2
C
FC Porto
=
- 1
+ 2
04
V 4-0
F
SC Braga
=
+ 2
+ 5
05
V 2-0
C
Gil Vicente FC
=
+ 4
+ 8
06

F
Moreirense FC



07

C
Vitória FC (Setúbal)



08

F
CD Tondela



09

C
Portimonense SC



10

C
Rio Ave FC



11

F
CD Santa Clara



12

C
CS Marítimo



13

F
Boavista FC



14

C
FC Famalicão



15

F
Vitória SC (Guimarães)



16

C
CD Aves



17

F
Sporting CP



18

F
FC Paços de Ferreira



19

C
B - SAD



20

F
FC Porto



21

C
SC Braga



22

F
Gil Vicente FC



23

C
Moreirense FC



24

F
Vitória FC (Setúbal)



25

C
CD Tondela



26

F
Portimonense SC



27

F
Rio Ave FC



28

C
CD Santa Clara



29

F
CS Marítimo



30

C
Boavista FC



31

F
FC Famalicão



32

C
Vitória SC (Guimarães)



33

F
CD Aves



34

C
Sporting CP



NOTA: As diferenças não são em tempo real, pois não contemplam adiamentos ou antecipações de jogos e muito menos diferenças do dia da semana, entre sexta-feira e segunda-feira, em que os clubes jogam

Vamos, Benfica!

Alberto Miguéns

Ler Mais ►

Subscrever este blogue